Orientações Nutricionais para o pré-operatórioNOME: Kátia Silene Rodrigues Silva de Almeida.                              ...
Quando a cirurgia estiver próxima as seguintes medidas devem ser adotadas:   •    5 dias antes da cirurgia modifique a die...
Cardápio II - Dieta liquida                                     Desjejum       Alimento            Quantidade             ...
ORIENTAÇÃO DIETÉTICA               ORIENTAÇÕES NUTRICIONAIS PARA O PÓS OPERATÓRIO                        PRIMEIRA FASE – E...
•   Receita do Caldo de legumes: Refogue a carne com temperos numa panela com um    pouco de água, em seguida acrescente a...
atividade física intensa. Não é o seu caso. Se houver necessidade será prescrito outrotipo de repositor energético específ...
SEGUNDA FASE: DIETA LÍQUIDA COMPLETADepois de 5 dias em casa ou 7 dias de operado, entraremos na segunda fase de consistên...
Exemplo de cardápio para a segunda fase:Volume 150mL08:00 – Vitamina rala de mamão com leite desnatado (3 col de sopa)10:0...
Ktia silene (procordis)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ktia silene (procordis)

1.212 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.212
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ktia silene (procordis)

  1. 1. Orientações Nutricionais para o pré-operatórioNOME: Kátia Silene Rodrigues Silva de Almeida. DATA: 25/07/2011A perda de peso pré-operatória diminui a gordura visceral e facilita o acesso ao tratodigestivo, reduzindo assim a chance de complicações. Para os pacientes com IMC menor que40 Kg/m2, a perda de peso é recomendável. Para aqueles com IMC > 40 Kg/m 2 ela éobrigatória. Aproveite o tempo que ainda resta até a cirurgia para mudar hábitos alimentares,favorecendo assim sua adaptação no pós-operatório e promovendo a perda ponderal. 1. Evite alimentação automática. Não faça nada diferente enquanto come, por exemplo: ver televisão, ler revistas, falar ao telefone e pensar em outros assuntos, concentre-se na refeição; 2. Faça as refeições em local tranqüilo, sentado, com calma. Mastigue bem os alimentos, de forma lenta, sem pressa. Se você come rápido, perde o controle da quantidade e acaba comendo demais; 3. Identifique os gatilhos que desencadeiam a fome excessiva (estresse, raiva, ansiedade, etc.) e fuja deles; 4. Procure fazer 5 a 6 refeições ao dia, guardando um intervalo de 3 horas entre elas, sempre em pequenos volumes, assim seu apetite estará diminuído nas refeições subsequentes; 5. Faça seu prato uma única vez, não repita. Levante-se da mesa assim que acabar a refeição; 6. Diminua o volume das refeições. Evite o excesso, coloque no prato a quantidade que vai satisfazer a sua fome e não o seu desejo de comer; 7. Inicie as grandes refeições sempre com fruta e/ou verdura, de preferência crua, por serem ricas em fibra irão proporcionar sensação mais rápida de saciedade; 8. Substitua o açúcar de mesa por adoçante, ou procure sentir o sabor natural dos alimentos; 9. A gordura é o nutriente mais rico em caloria por isso deve ser evitada. Pratos como feijoada, sarapatel, dobradinha, mocotó e similares devem ser cortados do seu cardápio; 10. Não leve a comida para mesa. Se ela ficar diante de você provavelmente sentirá o desejo de comer mais e a sua dieta vai por água abaixo; 11. Se sentir que comeu muito em um horário, faça escolhas mais saudáveis nos próximos para compensar. Não precisa ficar desesperada ou fazer jejum; 12. Evite ingerir em excesso ou frequentemente, alimentos hipercalóricos como: biscoitos recheados, sanduíches, sorvetes, doces, chocolates, produtos de pastelaria, massas em geral e refrigerantes; 13. Evite lanches rápidos fora do horário das refeições programadas; 14. Não ingerir líquidos nas principais refeições, dar um intervalo de uma hora antes e/ou depois de alimentar-se. Experimente escovar os dentes ou bochechar logo após a refeição, observe que a sensação de sede vai diminuir; 15. Leite e derivados não devem ser consumidos na forma integral, somente desnatados ou semi- desnatados; 16. Procure conhecer o valor calórico dos alimentos, leia atentamente os rótulos; 17. Utilize os alimentos dietéticos (diet e light), sempre prestando atenção ao rótulo para se certificar de que existe redução calórica significativa. Alguns destes alimentos podem ser mais calóricos do que os normais, portanto, cuidado! 18. Nunca vá para o mercado em jejum, leve sempre uma lista do que você deve comprar. Não adquira produtos que não pode consumir, evite comprar alimentos prontos e fáceis de preparar. Prefira aqueles que requerem preparo, assim você não come a qualquer hora; 19. Faça uma refeição leve antes de ir para festas, assim seu apetite estará diminuído e você não sairá comendo tudo que encontrar pela frente; 20. Praticar atividade física regularmente é imprescindível para a perda e posterior manutenção do peso; 21. Ingerir pelo menos 2 litros de água por dia; 22. Evite as despedidas... você vai fazer restrição alimentar por alguns meses, não para o resto da vida.
  2. 2. Quando a cirurgia estiver próxima as seguintes medidas devem ser adotadas: • 5 dias antes da cirurgia modifique a dieta para pastosa (cardápio I ). • No dia que antecede a cirurgia, a dieta deve ser líquida (cardápio II). • 10h antes da cirurgia inicie o jejum absoluto.Cardápio I – Dieta pastosa Desjejum Alimento Quantidade SubstituiçãoMelancia 1 fatia média 1 porção de fruta (mamão, banana, maçã, pêra, melão, uva, goiaba, etc)Vitamina de banana 250 mL Suco de Frutas c/ adoçante ou leitecom leite desnatado desnatado com achocolatado lighte adoçante. Torradas de pão 4 unidades ou biscoito doce ( 4 unidades)francês. ColaçãoMamão Metade de uma Frutas ricas em água (melancia, melão, unidade abacaxi, etc) AlmoçoPurê de abóbora 2 colheres Purê de batata ou purê de aipimCarne moída bem 3 colheres Frango desfiado bem cozido ou soja oucozida peixe desfiadoArroz bem cozido 2 colheres Macarrão bem cozido.Sobremesa: laranja 1 unidade Tangerina ou melancia ou melão ou mamão ou abacaxi LancheGelatina light ou 1 pote de sobremesa 1 unidade comercial de iogurte light oudiet Chá de erva-doce, mate, cidreira, etc ou 1 JantarSopa de verduras: Liquidificada 250 mlSugestão de ingredientes: Repolho, batata, abóbora, vagem e carne de frango desfiada,sem massa.Torradas caseira 4 unidadesSubstituição: Mingau de milho ou Tapioca ou amido de milho ou aveia com leitedesnatado e adoçante CeiaIogurte light 150mL Certificar-se de que tem teor reduzido ou nenhum de godura.Substituição: qualquer refeição a base de leite, ex: um pedaço médio de queijo, ou 1 unidade comercial de polenguinho light ou coalhada diet. Informações. Nutricionais: 1000Kcal / 50g proteína / 150 de Carboidrato/ 22g de lipídio
  3. 3. Cardápio II - Dieta liquida Desjejum Alimento Quantidade SubstituiçãoVitamina de frutas 200 mL Suco de Frutas c/ adoçante ou leitecom leite desnatado desnatado com achocolatado diet .e adoçante. ColaçãoSuco de manga 200 ml ou abacaxi ou acerola ou goiaba AlmoçoSopa de legumes: Liquidificada 200 mlSugestão de ingredientes: Couve, batata, cenoura, chuchu, carne de boi magra. LancheÁgua de coco 200 ml 1 pote de sobremesa de gelatina light JantarSopa de verduras: Liquidificada 200 ml(pode ser a mesma de meio-dia, só liquidificar na hora de consumir) CeiaChá 200mL Cidreira, erva-doce, melissa e boldoInformações. Nutricionais: 580 Kcal / 16g proteína / 100g de Carboidrato/ 13g lipídio ORIENTAÇÕES PARA O PÓS-OPERATÓRIO IMEDIATO • No hospital, cerca de 12h depois da cirurgia, é liberada a chamada dieta teste, composta por líquidos restritos (chás claros, água de coco, limada e caldo em que foi cozido alguns vegetais), 50mL a cada 2 horas; • 24h depois o volume é aumentado para 100 mL por horário, e o fracionamento continua a cada 2h. Marilia A. Curvelo de Magalhães CRN5 – 0653
  4. 4. ORIENTAÇÃO DIETÉTICA ORIENTAÇÕES NUTRICIONAIS PARA O PÓS OPERATÓRIO PRIMEIRA FASE – Em casa: Dieta Líquida restrita Depois da alta hospitalar, a dieta líquida restrita será mantida por 5 dias comvolume de 150mL por horário, de 2 em 2 horas, conforme cardápio e orientações a seguir: • A dieta líquida restrita (líquida sem nenhum resíduo) evita desconforto gástrico e promove melhor recuperação e cicatrização intestinal; • As preparações devem conter o menor resíduo possível. Todos os líquidos devem ser coados em peneira fina; • Os horários podem ser os estipulados no cardápio, ou podem ser adaptados à rotina da família, desde que mantenha intervalos de 2h e 8 refeições em 24h. Se acordar mais cedo, por exemplo, não precisa esperar dar 8h para fazer a primeira refeição do dia.Exemplo de cardápio da primeira fase:Volume – 150mL08:00 – Água de coco10:00 – Suco de lima12:00 – Caldo de legumes e frango14:00 – Chá claro16:00 – Suco de laranja-lima18:00 – Caldo de legumes e frango20:00 – Gelatina diet22:00 – Água de cocoInformações Nutricionais: 316Kcal / 8g proteína / 44g de Carboidrato/ 12g de lipídio • Alimentos que podem ser usados nos caldos:4Batata, cenoura, chuchu, abobrinha, abóbora, beterraba, couve-flor, brócolis, quiabo, batatadoce, aipim, inhame, banana da terra;4Carnes: peito de frango, carne de boi magra (lagarto, coxão mole e duro, alcatra, patinho,maminha e filé mignon), peixes (pescada, linguado, badejo, merluza, salmão, arenque);4Todos os temperos naturais: tomate, cebola, alho, pimentão, coentro, cebolinha, salsa,manjericão, etc podem ser utilizados à vontade para dar sabor;4 Azeite de oliva extra virgem, depois que o caldo estiver pronto, acrescente 1 colher dechá; e Sal à gosto (Evite o excesso).
  5. 5. • Receita do Caldo de legumes: Refogue a carne com temperos numa panela com um pouco de água, em seguida acrescente as verduras, água suficiente para cozinhar. Retire o caldo com uma concha e coe em peneira fina, espere esfriar um pouco, acrescente uma colher de chá de azeite de oliva e sal para dar sabor (evite o excesso), depois é só tomar (use colher de sobremesa). OBS: os ingredientes não devem ser ingeridos, só o caldo. Sugestão: lembre-se que tudo pode virar gelatina, se desejar, pode fazer gelatina salgada (usando a gelatina sem sabor e esse caldo) para variar o cardápio.• Frutas que podem ser consumidas na forma de suco nos primeiros 5 dias: Lima, laranja lima, melão, melancia, carambola.• A gelatina pode ser feita com gelatina sem sabor, suco de frutas e adoçante.• São chás claros: erva doce, erva cidreira, capim santo, camomila, melissa, maçã, hortelã, boldo, casca ou folha de laranja, casca de abacaxi, sementes de maracujá doce, salsa, etc;• A suplementação de proteína no pós-operatório ajuda a reduzir a perda de massa muscular. O ZeroCarb Isopure Drink é um suplemento de proteína, hipocalórico, que já foi testado para pacientes operados e apresenta excelente resultado. Ele pode ser encontrado em casas de suplementos nutricionais. Tome de 2 a 4 doses de 150mL/dia.Alimentos que não podem ser usados nessa fase:• Frutas ácidas;• Leguminosas (feijão, lentilha ou grão de bico) para evitar a formação de gases;• Folhosos: couve-folha, repolho, espinafre, etc;• Ovos, leite e derivados (queijos, iogurte, coalhada);• Condimentos e produtos industrializados;• Açúcar, o uso pode levar a síndrome de dumping (sintomas: suor, mal estar, sudorese, sensação de desmaio), portanto recomenda-se o uso de adoçantes, se preferir consuma os alimentos naturais, sem adoçar;• Bebidas gaseificadas: água com gás e refrigerantes em geral tendem a distender o estômago e promover desconforto gástrico, por isso devem ser evitados;• Isotônicas: bebidas tipo gatorade compostos principalmente por água, açúcar e sal são formuladas para ajudar a repor os líquidos e sais minerais perdidos com o suor e fornecer energia para os músculos em movimento, ou seja, beneficiam praticante de
  6. 6. atividade física intensa. Não é o seu caso. Se houver necessidade será prescrito outrotipo de repositor energético específico para seu caso;• Cafeína e alcool – estimulam as secreções gástricas, reduzem a absorção de alguns nutrientes dentre eles o ferro, além de poder dificultar a cicatrização gastrintestinal;Dicas importantes:• Ingerir os alimentos tranquilamente em ambientes calmos;• Evite colocar as preparações em recipientes grandes. Procure utilizar utensílios pequenos: colher de sobremesa, copos de cafezinho (50mL), assim você evita distração e ingestão rápida dos líquidos, podendo levar a dor abdominal;• Os 150 mL programados por horário devem ser tomados em pequenos goles, demorando em torno de 20 minutos por refeição;• Beba água nos intervalos entre as refeições, degustando, saboreando, em pequenos goles. Respeitando sempre meia hora antes e meia hora após as refeições. Durante o dia tente ingerir de 1,0 a 1,5L de água;• Evitar alimentos com temperaturas extremas (muito quente ou muito gelado) pois eles alteram a motilidade intestinal, podem interferir na cicatrização e provocar desconforto abdominal.
  7. 7. SEGUNDA FASE: DIETA LÍQUIDA COMPLETADepois de 5 dias em casa ou 7 dias de operado, entraremos na segunda fase de consistêncialíquida completa. Os líquidos ainda devem ser ralos, mas já podem conter resíduo. As sopassão mais nutritivas e a variedade de frutas e verduras é maior. Os alimentos já introduzidospodem ser mantidos. • Receita da sopa: Refogue a carne com temperos numa panela com um pouco de água, em seguida acrescente as verduras para refogar. Depois acrescente água suficiente para cozinhar. Bater todos os ingredientes no liquidificador (com a água que cozinhou) e coar. Acrescente uma colher de chá de azeite de oliva e sal (moderado) na hora de servir. Use colher de sobremesa para tomar. • Alimentos que podem ser introduzidos nas sopas: 4 Leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, grão de bico). Para evitar a formação de gases deixe-as de molho na véspera. 4Vegetais folhosos: couve-folha, repolho, chicória, rúcula, agrião, salsa, espinafre... • Frutas que podem ser consumidas na forma de suco (além daquelas que já foram liberadas): ameixa, manga, abacate, mamão, morango, goiaba, cacau, cajá, banana, siriguela, acerola, maçã, graviola, mangaba, cupuaçu. O suco pode ser misto, com duas ou mais frutas. • Leite desnatado e iogurte natural desnatado já podem ser consumidos, desde que na forma líquida. Pode ser batido com frutas. Se você tiver histórico de intolerância à lactose substitua por produtos à base de soja. Alimentos que ainda não podem ser usados: • Frutas ácidas; • Condimentos e produtos industrializados; • Açúcar; • Bebidas gaseificadas e isotônicas; • Café e outras fontes de cafeína; • Bebida alcoólica.
  8. 8. Exemplo de cardápio para a segunda fase:Volume 150mL08:00 – Vitamina rala de mamão com leite desnatado (3 col de sopa)10:00 – Suco de goiaba12:00 – Sopa rala de legumes liquidificada e coada14:00 – Suco de laranja lima com acerola16:00 – Iogurte natural desnatado batido com fruta (líquido)18:00 – Sopa rala de legumes liquidificada e coada20:00 – Gelatina Diet – 150mL22:00 – Mingau ralo de milho verde com leite desnatado (3 col sopa)Informações Nutricionais: 612 Kcal / 36g proteína / 72g de Carboidrato/ 20g de lipídioObservações importantes: • Mantenha ingestão de no mínimo 1 e ½ ℓ de água /dia; • Não introduza alimentos sem orientação da sua nutricionista; • Os caldos prontos, apesar de apresentarem a consistência ideal para essa fase, devem ser evitados, pois contêm muito sal e conservantes; • Se a vontade de mastigar for muito grande, use “eventualmente” goma de mascar sem açúcar; • A suplementação de vitaminas e minerais será iniciada após 15 dias de cirurgia e deve ser mantida no mínimo até o final do sexto mês; • Antes de completar 15 dias de operado retorne ao consultório para receber orientações específicas para terceira e quarta fases da dieta, quando vários alimentos serão introduzidos. Lembre-se de marcar a consulta com antecedência; • Leia estas orientações quantas vezes forem necessárias para gravar as informações nela contidas, qualquer dúvida contate sua nutricionista. Marilia A. Curvelo Magalhães CRN5- 0653

×