Transe mediúnico

4.726 visualizações

Publicada em

1 comentário
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Adorei os slides! Muito completo!! De acordo com apostila Estudo e Prática da Mediunidade - FEB
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.726
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
273
Comentários
1
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Transe mediúnico

  1. 1. TRANSE MEDIUNICO
  2. 2. CONCEITO
  3. 3. Transe [do francês transe] - Estado de inconsciência ousemiconsciência em que se verificam diversosfenômenos psíquicos ou mediúnicos. Portal do Espírito, Vocabulário Espírita, letra “T”
  4. 4. Allan Kardec perguntou aos espíritos se os médiuns, nahora das manifestações, permaneciam num estadoespecial. Os espíritos responderam que estavam numaespécie de “crise”. Hoje se sabe que o que se chama“transe” é um estado alterado da consciência, onde hádissociação psíquica. Allan Kardec: O Livro dos Médiuns, cap.19, item 223.
  5. 5. Dissociação Psíquica – emancipação maisou menos intensa, dos circuitos neuraisque mantêm o estado de consciênciaconsiderado normal.“ Há um estado especial,entre a vigília e o sono, que dealguma sorte abre as portas dasubconsciência; o transe”. Jayme Cerviño – Além do Inconsciente, pág. 17)
  6. 6. • Nesse estado ocorre uma dissociação do psiquismo, que é perceptível pela forma como o médium se exprime, gesticula, olha;• Nem sempre é possível identificar sinais de alguém sob transe;• Esse estado não significa a supressão, mas a interiorização da consciência.
  7. 7. • Não é muito fácil compreender o mecanismo básico do transe;• Pode colocar o indivíduo em contato mais íntimo consigo mesmo;• O perispírito e o sistema nervoso exercem papeis fundamentais no processo.
  8. 8. Graus do Transe Mediúnico
  9. 9. O transe pode acontecer em várias intensidades: • Superficial • Parcial • Profunda • Sonambulismo • Sono fisiológico
  10. 10. Tipos de Transe Mediúnico
  11. 11. 1. Transe PatológicoNeste caso, o fator mórbido atua comodesencadeante:Traumatismos, particularmente crânio-encéfalos;Delírios febrisEstados de coma“O caso mais elementar ocorre no chamadoestado crepuscular dos epiléticos e histéricos”
  12. 12. 2. Transe EspontâneoOcorre em pessoas predispostas: médiuns e sonâmbulos 3. Transe Provocado As principais formas são: A. Hipnótico; B. Mediúnico; C. Anímico; e D. Químico.
  13. 13. A) Transe hipnótico:Variante do processo dosonoSono conduzidoInibição da atividadeconsciente Estado de inibição cortical provocada; A personalidade mais profunda assume mais intimamente o controle da atividade nervosa
  14. 14.  Pode ser induzido por sugestão e, principalmente no plano espiritual, por via da ação magnética Pode evoluir para transe mediúnico (alguns casos de desdobramento) Interesses construtivos: - psicoterapia, TVP, anestesia Interesses destrutivos: - processos obsessivos (simples sugestão hipnótica, alteração do perispírito)
  15. 15. B) Transe Mediúnico: Provocado por um Espírito Tem gradações, que depende do gênero de mediunidade e/ou do ação espiritual
  16. 16. Tipos dos fenômenosde mediunização:psicofônica,psicográfica epsicopictórica.Também detectável emocorrências mediúnicasligadas àmaterialização e outras.
  17. 17. C) Transe Anímico ou sonambúlico Provocado pela própria pessoa ao se desligar parcialmente do corpo.Favorece a manifestação dosfenômenos de emancipação daalma: bicorporeidade, duplavista, êxtase, catalepsia, letargia,sonambulismo, transfiguração,etc.
  18. 18. Fenômenos de desprendimento edesdobramento – podem ser lembradasprincipalmente quando possuem carátermediúnico (Sonambulismo mediúnico:comunicações, visões, informações)
  19. 19. Fenômenos Sonambúlicos – espécie deimersão em si mesmo, move-se sob impulsode automatismos, isolado de qualquerinfluência exterior, caminha, fala, age (ex.)sem perceber a presença de ninguém. -expansibilidade e sensibilidade global doperispírito
  20. 20. D) Transe Químico Induzido por substâncias tóxicas oualucinógenas: álcool, drogas variadas.
  21. 21. Duração do Transe
  22. 22. “(...) pode ser fugaz e imperceptível para os circunstantes –um súbito mergulho no inconsciente – ou prolongado, comvisíveis alterações do estado psíquico.” Jayme Cerviño – Além do Inconsciente, pág. 21
  23. 23. Mecanismo do Transe Mediúnico
  24. 24. “O mecanismo básico do transe consiste,possivelmente, numa onda inibitória que“varre” a superfície cerebral.”Jayme Cerviño – Além do Inconsciente, pág. 22-23O transe pode colocar o individuo em contatomais intimo consigo mesmo, com a suapersonalidade integral subconsciente.
  25. 25. Não é muito fácil compreender omecanismo básico do transe . O perispírito exerce papel fundamental no processo
  26. 26. ETAPAS DO TRANSEMEDIÚNICO
  27. 27. PREPARAÇÃO:Ambiente físico; Clima psicológico; Boas emanações fluídicas Leitura adequada CONCENTRAÇÃO: Rebaixamento da tensão psíquica EXPANSÃO DO CAMPO: Mudança do padrão vibratório; Aumento de sensibilidade; Interpenetração perispiritual COMUNICAÇÃO: Espírito e Médium fundem-se na unidade psicoafetiva
  28. 28. • Certo desligamento do mundo exterior;• Abrandamento da atividade consciencial própria;• O perispírito do médium, em processo de desprendimento, passa a sofrer o influxo crescente do Espírito em vias de se comunicar;• Com a conexão interperispirítica final (Espírito/Médium) instala-se o processo de transe.
  29. 29. CONCLUSÃO A educação das forçasmediúnicas propicia uma conduta equilibrada durante o transe mediúnico.
  30. 30. Referências Bibliográficas1. Estudo ePrática da Mediunidade, Programa 1, Módulo II, Roteiro 3: Transes psíquicos, FEB;2. KARDEC, Allan. O Livro dos médiuns, capítulos 14 e 15;3. CERVIÑO, Jayme. Além do inconsciente, Capítulos I e III;4. DENIS, Leon. No invisível, Capítulo XIX;5. FRANCO, Divaldo. Nos Bastidores da Obsessão. Capítulo 4;6. LEX, Ary. Do Sistema Nervoso à Mediunidade. Formas de transe.

×