Ensino jurídico: passagens
históricas
ERED, 2015
Prof. Dr. Julio Cesar de Sá da Rocha, UFBA
Primeiros aportes

Brasil-Colônia: elites e formação em Coimbra
(1290)

Estrutura judicial (1534-1808)
ouvidor da capita...
“A partir do funcionamento dos cursos jurídicos
brasileiros dá-se a independência gradual e crescente da
Universidade de C...

República: B. Constant (1890): reforma –
faculdades livres

1891 – Faculdade Livre de Direito da Bahia e
do Rio de Jane...
Ciências Jurídicas (1891)
1o Ano - Filosofia e Historia do Direito
Direito Publico e Constitucional
2o Ano - Direito Roman...
Reflexões

Papel da historia do direito de conhecer o
passado para comprender o presente;

Construir ruptura: história d...
Obrigado
Julio Rocha
julior@ufba.br
Ensinojurídico
Ensinojurídico
Ensinojurídico
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ensinojurídico

715 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
715
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ensinojurídico

  1. 1. Ensino jurídico: passagens históricas ERED, 2015 Prof. Dr. Julio Cesar de Sá da Rocha, UFBA
  2. 2. Primeiros aportes  Brasil-Colônia: elites e formação em Coimbra (1290)  Estrutura judicial (1534-1808) ouvidor da capitania, ouvidor-mor, juiz ordinário, juiz de fora, tribunal de relação da bahia (1609) e corte de suplicação (1808)  Império: Bacharelismo nacional: 1827 (Faculdades de Olinda e São Paulo), Supremo Tribunal de Justiça (1828) e Conselho de Estado
  3. 3. “A partir do funcionamento dos cursos jurídicos brasileiros dá-se a independência gradual e crescente da Universidade de Coimbra. Contudo, assim, para ilustrar essa “forte relação com Coimbra”, pode-se citar que oito dos dez primeiros professores, da Faculdade de São Paulo tinham feito seus estudos em Coimbra (José Maria de Avellar Brotero, Balthazar da Silva Lisboa, Luiz Nicolau Fagundes Varella, Prudêncio Giraldes Tavares da Veiga Cabral, Antonio Maria de Moura, Thomaz José Pinto de Cerqueira, João Cândido de Deus e Silva) e dois em Paris (Carlos Carneiro de Campos e Clemente Falcão de Souza). Na mesma linha, a Faculdade do Recife tinha formação com “estrutura do curso era uma cópia do ensino jurídico de Coimbra, sendo que até os hábitos dos
  4. 4.  República: B. Constant (1890): reforma – faculdades livres  1891 – Faculdade Livre de Direito da Bahia e do Rio de Janeiro  Curso de Ciências Jurídicas, Sociais e Notariado  1901 – autorização para que as mulheres frequentassem as faculdades de direito
  5. 5. Ciências Jurídicas (1891) 1o Ano - Filosofia e Historia do Direito Direito Publico e Constitucional 2o Ano - Direito Romano Direito Civil Direito Comercial Direito Criminal 3o Ano - Medicina Legal Direito Civil Direito Comercial 4o Ano - Historia do Direito Nacional Processo Criminal, Civil e Comercial Noção de Economia Política e Direito Administrativo Pratica Forense
  6. 6. Reflexões  Papel da historia do direito de conhecer o passado para comprender o presente;  Construir ruptura: história dialética, problematizadora, “tudo tem história” e o direito tem “história e suas histórias”;  Papel dos cursos de direito e realidade social: crítica epistemológica, do seu conteúdo e no método de ensino.  Para pensar e emancipar: https://www.youtube.com/watch?v=TsnhnmGF23c
  7. 7. Obrigado Julio Rocha julior@ufba.br

×