Artigo para juliele

132 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
132
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Artigo para juliele

  1. 1. “ OS DIFERENTES OLHARES SOBRE A TECNOLOGIA NO COTIDIANO ESCOLAR DA REDE MUNICIPALDE SÃO GONÇALO”. - TECNOLOGIA E APROPRIAÇÃO DOCENTE: ENTRE IMIGRANTES E NATIVOS DIGITAIS. - Apresentação Iniciar com a experiência vivenciada no curso, passar para a definição e a problematização do tema e apresentar como será trabalhado o tema no decorrer do artigo. A ideia do vídeo surgiu da curiosidade de saber como a relação dos alunos e dos professores com as novas tecnologias dentro da escola. Quando falamos em tecnologia na educação uma pergunta fica no ar: A TIC ajuda ou atrapalha no dia a dia da escola? Como? A partir deste questionamento buscaremos um “retrato” do que pensa os professores e o que pensa os alunos das escolas Municipais no momento atual. O documentário será dentro das escolas focando o comportamento de alunos e professores no momento de recreio, explorando e documentando o que eles realmente fazem na presença da câmera, gravando em filme colorido e com som sincronizado, captando imagens deles usando tablets, celulares, mp4 e tirando fotos. Além disso, gravar momentos de entrevistas sobre o que eles acham da Tecnologia. A partir da filmagem, através de análise dos discursos tentaremos concluir respondendo a pergunta inicial. Tecnologia Ajuda ou Atrapalha? - Desenvolvimento julieleferreira@gmail.com, amsousa.silva@gmail.com, smesquitarodrigues@hotmail.com, lucianasoaressa@gmail.com, anehelen.dias@bol.com.br EQUIPE: Angela Maria de Sousa Juliele Maria Ferreira
  2. 2. Discussão do campo teórico articulada com a revisão de bibliografia já existente sobre o tema escolhido, apresentação do posicionamento do autor dentro da discussão conceitual. Apresentação do campo empírico. Desafios, propostas, impedimentos e realizações Apresento o pensamento de Fernandes (2007, p. 16), que versa sobre o avanço nos modelos de EaD com o uso das tecnologias da informação e comunicação: As TIC foram e são grandes aliadas no que tange à Educação a Distância, passando por evoluções na maneira de transmitir e gerar conhecimento. Tempos atrás, a educação a distância era feita por módulos impressos enviados por correspondência, ou por vídeo aula, ou por televisão, ou cd rom etc. Ou seja, o princípio da EAD estava mantido, pois, os sujeitos podiam estudar em tempos e lugares distintos, todavia, não havia interação entre os pares. Por exemplo: em um curso por correspondência, qual era a inter-relação estabelecida entre os indivíduos que faziam o mesmo curso? Praticamente nula. • Segundo os ensinamentos de Levy (1999), a distinção entre as ações educativas do modelo presencial e da EaD é cada vez menos pertinente, já que as Tecnologias da Informação e Comunicação permitem a intensa interatividade e comunicação entre os envolvidos no processo de aprendizagem, superando, desse modo, a necessidade da enganosa sensação de que a educação somente é possível entre quatro paredes, com professor, lousa, giz e alunos receptores passivos. A conceituação de sujeitos da aprendizagem na perspectiva de meros receptores passivos da informação e caçadores ativos do conhecimento é apresentada pela criação de oportunidades de aprendizagem ao longo da vida por Valente (2000) • Já Kenski (2005, p. 75) indica que: (...) o grande salto nas relações entre educação e tecnologias dá-se, no entanto, em um terceiro momento, com as possibilidades de comunicação entre computadores e o surgimento da internet, possibilitando o acesso à informação em qualquer lugar do mundo. julieleferreira@gmail.com, amsousa.silva@gmail.com, smesquitarodrigues@hotmail.com, lucianasoaressa@gmail.com, anehelen.dias@bol.com.br
  3. 3. - Considerações finais Avaliação do processo/ produto. Retorno as contribuições trazidas pelas vivencias na oficina de vídeo. Possibilidades de projetos e parcerias futuras. O documentário, visou conhecer o que pensam os professores e alunos da Rede Municipal de São Gonçalo sobre o uso da tecnologia no cotidiano escolar. Através de entrevistas com os professores e da filmagem de como as crianças utilizam os aparelhos eletrônicos no espaço escolar, percebemos os diferentes olhares sobre as TICs, entrelaçando esses dois olhares, refletimos sobre como alunos e professores se relacionam com as novas tecnologias dentro da escola. A formação tecnológica dos professores ainda é um ponto suscetível à discussão, assim como o valor de investimento em novas tecnologias. Hoje, sabemos que, se usada adequadamente, a tecnologia torna-se grande aliada dos educadores. Todavia, quando colocada em mãos despreparadas, torna-se um ônus às aulas. Assim, as escolas precisam garantir rapidamente que os docentes absorvam práticas tecnológicas de qualidade para aplicação pedagógica. O grande problema enfrentado por gestores de escolas está em como a formação em tecnologia é vista pelo professores. Mais do que uma exigência ou um trabalho a mais, é preciso demonstrar como o uso das novas tecnologias pode, acima de tudo, facilitar o trabalho, gerando resultados em provas, notas e, principalmente, no aprendizado dos alunos. E isso, comprovadamente, só acontece com um projeto pedagógico estruturado que trabalhe com múltiplas linguagens e que tenha à frente um professor que domine a forma de abordar cada conteúdo. As chamadas Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) ganharam o mundo em forma de tablets, celulares, notebook, smartphones etc. Mas antes de colocar tudo isso dentro do ambiente escolar é de extrema importância entender o projeto pedagógico da escola e o perfil dos alunos. As experiências bem-sucedidas demonstram que simplesmente fazer o aluno escolher com qual tecnologia possui mais afinidade não é o ideal, mas sim garantir que ele tenha acesso a múltiplas visões de um mesmo tema. julieleferreira@gmail.com, amsousa.silva@gmail.com, smesquitarodrigues@hotmail.com, lucianasoaressa@gmail.com, anehelen.dias@bol.com.br
  4. 4. Há de se considerar que, ao virem para o contexto escolar, crianças, jovens e adultos trazem consigo inúmeras experiências que precisam ser valorizadas de modo que as práticas dos professores abarquem as suas expectativas e desenvolvam suas potencialidades. Para buscarmos uma aproximação às culturas contemporâneas dos alunos, precisamos igualmente levar em consideração as suas singularidades, assim, é preciso reconhecer que, no mundo contemporâneo, as mídias e tecnologias (como um todo) representam papel importante na constituição dos sujeitos assim como os contextos da escola e da família. julieleferreira@gmail.com, amsousa.silva@gmail.com, smesquitarodrigues@hotmail.com, lucianasoaressa@gmail.com, anehelen.dias@bol.com.br

×