REINO PLANTAE    DIVERSIDADE ECARACTERÍSITCAS GERAIS
• As plantas são seres pluricelulares e eucariontes.• Nesses aspectos elas são semelhantes aos  animais e a muitos tipos d...
FOTOSSÍNTESE• Utilizando a luz, ou seja, a energia luminosa, as  plantas produzem a glicose, matéria orgânica  formada a p...
CLASSIFICAÇÃO DAS PLANTAS• Em geral, os cientistas consideram como  critérios importantes:• A característica da planta ser...
Os nomes de grupos de plantas• Criptógama: palavra composta por cripto, que significa escondido, e  gama, cujo significado...
BRIÓFITAS• Briófitas (do gergo bryon: musgo; e phyton: planta)  são plantas pequenas, geralmente com alguns poucos  centím...
• Essas estruturas são chamadas de rizoides,  cauloides e filoides porque não têm a mesma  organização de raízes, caules e...
EXEMPLOS• Musgos e hepáticas são os principais  representantes das briófitas. O nome hepáticas  vem do grego hepathos, que...
Hepáticas   Musgos
REPRODUÇÃO DOS MUSGOS• Nas briófitas, os gametófitos em geral têm  sexos separados. Em certas épocas, os  gametófitos prod...
• Uma vez produzidos na planta masculina, os  anterozoides podem ser levados até uma  planta feminina com pingos de água d...
• No esporófito possui uma haste e uma  cápsula. No interior da cápsula formam-se os  esporos. Quando maduros, os esporos ...
• O musgo verde, clorofilado, constitui, como  vimos, a fase denominada gametófito,  considerada duradoura porque o musgo ...
IMPORTÂNCIA ECOLÓGICA• As briófitas são organismos pioneiros em  uma sucessão ecológica, podem se  desenvolver em rochas, ...
Reino plantae
Reino plantae
Reino plantae
Reino plantae
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Reino plantae

2.617 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.617
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
95
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reino plantae

  1. 1. REINO PLANTAE DIVERSIDADE ECARACTERÍSITCAS GERAIS
  2. 2. • As plantas são seres pluricelulares e eucariontes.• Nesses aspectos elas são semelhantes aos animais e a muitos tipos de fungos; entretanto, têm uma característica que as distingue desses seres - são autotróficas.• Seres autotróficos são aqueles que produzem o próprio alimento pelo processo da fotossíntese.• Possuem células contendo plastídios, como o amiloplasto (armazena amido) e o cloroplasto (responsável pela fotossíntese), um grande vacúolo , e parede celular constituída de celulose. (Têm mitocôndrias também!)
  3. 3. FOTOSSÍNTESE• Utilizando a luz, ou seja, a energia luminosa, as plantas produzem a glicose, matéria orgânica formada a partir da água e do gás carbônico que obtêm do alimento, e liberam o gás oxigênio.• Ao fornecer o gás oxigênio ao ambiente, as plantas também contribuem para a manutenção da vida dos seres que, assim como elas próprias, utilizam esse gás na respiração.
  4. 4. CLASSIFICAÇÃO DAS PLANTAS• Em geral, os cientistas consideram como critérios importantes:• A característica da planta ser vascular ou avascular, isto é, a presença ou não de vasos condutores de água e sais minerais (seiva bruta) e matéria orgânica (a seiva elaborada);• Ter ou não estruturas reprodutoras (semente, fruto e flor) ou ausência delas.
  5. 5. Os nomes de grupos de plantas• Criptógama: palavra composta por cripto, que significa escondido, e gama, cujo significado está relacionado a gameta (estrutura reprodutiva). Esta palavra significa, portanto, "planta que tem estrutura reprodutiva escondida". Ou seja, sem semente.• Fanerógama: palavra composta por fanero, que significa visível, e por gama, relativo a gameta. Esta palavra significa, portanto, "planta que tem a estrutura reprodutiva visível". São plantas que possuem semente.• Gimnosperma: palavra composta por gimmno, que significa descoberta, e sperma, semente. Esta palavra significa, portanto, "planta com semente a descoberto" ou "semente nua".• Angiosperma: palavra composta por angion, que significa vaso (que neste caso é o fruto) e sperma, semente. A palavra significa, "planta com semente guardada no interior do fruto".
  6. 6. BRIÓFITAS• Briófitas (do gergo bryon: musgo; e phyton: planta) são plantas pequenas, geralmente com alguns poucos centímetros de altura, que vivem preferencialmente em locais úmidos e sombreados.• São avasculares, isto é, não possuem vasos condutores de seiva.• O corpo do musgo é formado basicamente de três partes ou estruturas:• rizoides - filamentos que fixam a planta no ambiente em que ela vive e absorvem a água e os sais minerais disponíveis nesse ambiente;• cauloide - pequena haste de onde partem os filoides;• filoides -estruturas clorofiladas e capazes de fazer fotossíntese.
  7. 7. • Essas estruturas são chamadas de rizoides, cauloides e filoides porque não têm a mesma organização de raízes, caules e folhas dos demais grupos de plantas (a partir das pteridófitas).• Faltam-lhes, por exemplo, vasos condutores especializados no transporte de nutrientes, como a água.• Devido a ausência de vasos condutores de seiva, a água absorvida do ambiente é transportada nessas plantas de célula para célula, ao longo do corpo do vegetal. Esse tipo de transporte é relativamente lento e limita o desenvolvimento de plantas de grande porte. Assim, as briófitas são sempre pequenas, baixas.
  8. 8. EXEMPLOS• Musgos e hepáticas são os principais representantes das briófitas. O nome hepáticas vem do grego hepathos, que significa fígado; essas plantas são assim chamadas porque o corpo delas lembra a forma de um fígado.• Os musgos são plantas eretas; as hepáticas crescem "deitadas" no solo.
  9. 9. Hepáticas Musgos
  10. 10. REPRODUÇÃO DOS MUSGOS• Nas briófitas, os gametófitos em geral têm sexos separados. Em certas épocas, os gametófitos produzem uma pequena estrutura, geralmente na região apical - onde terminam os filoides.• Ali os gametas são produzidos. Os gametófitos masculinos produzem gametas móveis, com flagelos: os anterozoides. Já os gametófitos femininos produzem gametas imóveis, chamados oosferas.
  11. 11. • Uma vez produzidos na planta masculina, os anterozoides podem ser levados até uma planta feminina com pingos de água da chuva que caem e respingam.• Na planta feminina, os anterozoides nadam em direção à oosfera; da união entre um anterozoide e uma oosfera surge o zigoto, que se desenvolve e forma um embrião sobre a planta feminina.• Em seguida, o embrião se desenvolve e origina uma fase assexuada chamada esporófito, isto é, a fase produtora de esporos.
  12. 12. • No esporófito possui uma haste e uma cápsula. No interior da cápsula formam-se os esporos. Quando maduros, os esporos são liberados e podem germinar no solo úmido. Cada esporo, então, pode se desenvolver e originar um novo musgo verde - a fase sexuada chamada gametófito.• As briófitas dependem da água para a reprodução, pois os anterozoides precisam dela para se deslocar e alcançar a oosfera.
  13. 13. • O musgo verde, clorofilado, constitui, como vimos, a fase denominada gametófito, considerada duradoura porque o musgo se mantém vivo após a produção de gametas. Já a fase denominada esporófito não tem clorofila; ela é nutrida pela planta feminina sobre a qual cresce. O esporófito é considerado uma fase passageira porque morre logo após produzir esporos.
  14. 14. IMPORTÂNCIA ECOLÓGICA• As briófitas são organismos pioneiros em uma sucessão ecológica, podem se desenvolver em rochas, e os produtos resultantes de sua atividade biológica modificam este substrato de forma a permitir que outras espécies também possam se desenvolver nele.• São também plantas bastante sensíveis à poluição atmosférica, sendo assim podem ser indicadoras de áreas muito poluídas, quando nestes locais a quantidade de briófitas é bastante reduzida.

×