Criado e Desenvolvido por:
Todos os direitos são reservados ©2013.
www.tioronni.com.br
COITO INTERROMPIDO
Também chamado de " tirar fora ", é quando o homem, segundos antes da ejaculação,
retira o pênis e ejac...
DIAFRAGMA
É um pequeno anel de metal
recoberto por uma película de
borracha ou silicone que é
colocado pela mulher dentro ...
TABELINHA
Como se usa?
A mulher deve anotar em um caderno ou calendário todos os dias que
menstruou (do 1º até o último di...
DIU – DISPOSITIVO INTRA-UTERINO
È um dos métodos anticoncepcionais mais utilizados em todo o mundo, com
aproximadamente 10...
CONTACEPTIVOS VAGINAIS – ANEL VAGINAL
Este novo método, libera gradativamente pequenas quantidades de hormônios que
além d...
ESPERMATICIDAS
São cremes, supositórios, sprays, que colocados dentro da vagina antes da relação
matam os espermatozóides....
MUCO CERVICAL
MUCO CERVICAL
Também conhecido como método de Billings baseia-se na ocorrência de modificações
cíclicas no m...
ANTICONCEPCIONAL INJETÁVEL
As injeções anticoncepcionais devem sempre ser injetadas na região glútea, ou
nádegas. O local ...
LIGADURA
A ligadura de trompas é realizada nas mulheres que nunca mais querem
filhos. Pode ser feita de várias maneiras ma...
ANTICONCEPCIONAIS ORAIS
Os anticoncepcionais orais combinados (AOCs), mais conhecidos como pílula, são
usados por cerca de...
PÍLULA DO DIA SEGUINTE
No dia 30 de julho de 1999 foi lançada no Brasil a primeira pílula para contracepção de emergência
...
ADESIVO ANTICONCEPCIONAL
Como funciona: consiste de uma combinação de 2 hormônios (um progestogênio e um estrogênio),
libe...
IMPLANTE
Como funciona: Consiste de um bastonete de 4 cm de comprimento e 2 mm de
diâmetro, colocado abaixo da pele.
É um ...
GRAVIDEZ NÃO PLANEJADA
TEMPERATUA BASAL
Este método baseia-se no fato de que a mulher, após a ovulação apresenta um aumento da
temperatura corpor...
CAMISINHA MASCULINA
A camisinha protege de uma gravidez não planejada, das DST e da AIDS. Isso quer dizer que
quando você ...
CAMISINHA MASCULINA
Como colocar a Camisinha Masculina
Abra a embalagem com cuidado - nunca com os dentes - para
não furar...
As civilizações mais antigas já se preocupavam com a questão da prevenção.
O preservativo mais antigo que se tem notícia, ...
Durante séculos, homens e mulheres têm procurado métodos contraceptivos, vários
foram testados, mas a maioria se mostrou a...
Foi só no século XVII, que a camisinha ganhou um "toque de classe". O Dr. Quondam,
alarmado com o número de filhos ilegíti...
Pesquisadores americanos estão desenvolvendo uma “camisinha líquida” para proteger
as mulheres contra o vírus da Aids.O lí...
TIPOS DE CAMISINHA MASCULINA
O USO DA CAMISINHA MASCULINA
CAMISINHA MASCULINA FOSFORESCENTE
Camisinha fosforescente, liso, lubrificado, com reservatório, lados paralelos. Largura
n...
CAMISINHA FEMININA
Como Colocar a Camisinha Feminina
É um grande avanço para a prevenção de doenças sexualmente transmissí...
CAMISINHA FEMININA
VASECTOMIA
A vasectomia é a ligadura dos canais deferentes no homem. É uma pequena cirurgia feita
com anestesia local em c...
SEXO SEGURO
USO DE PRESERVATIVOS
Dos mais experientes aos principiantes, todos podem
errar! E em um desses erros, uma das ...
OBRIGADO
Metodos contaceptivos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Metodos contaceptivos

932 visualizações

Publicada em

SITE: www.tioronni.com.br
E-MAIL: tio_ronni@hotmail.com

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
932
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Metodos contaceptivos

  1. 1. Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados ©2013. www.tioronni.com.br
  2. 2. COITO INTERROMPIDO Também chamado de " tirar fora ", é quando o homem, segundos antes da ejaculação, retira o pênis e ejacula fora da vagina. Método muito pouco eficiente pois as secreções do pênis na fase de excitação podem conter espermatozóides vivos. E também porque é muito difícil conter a ejaculação. FONTE: http://usuarios.idbrasil.org.br
  3. 3. DIAFRAGMA É um pequeno anel de metal recoberto por uma película de borracha ou silicone que é colocado pela mulher dentro da vagina antes da relação e retirado 12 horas após. Ele impede que os espermatozóides entrem no útero. Uma das vantagens do diafragma é sua discrição. Só você sabe que está usando. Inicialmente o tamanho do diafragma deve ser medido por um médico. A duração do diafragma é muito grande, bastando cuidados de conservação. Para ser eficiente ele tem de ser usado junto com um creme espermicida.
  4. 4. TABELINHA Como se usa? A mulher deve anotar em um caderno ou calendário todos os dias que menstruou (do 1º até o último dia de menstruação) durante no mínimo 6 vezes. A partir dessas anotações ela deve calcular os seus ciclos menstruais. Em seguida deverá aplicar uma fórmula e, com isso, identificar seu período fértil. FÓRMULA: A mulher deve pegar o seu ciclo mais curto e subtrair 18, e com isso obterá o dia do início do período fértil. Depois, a mulher deve pegar o seu ciclo mais longo e subtrair 11; com isso obterá o dia do fim do período fértil. EXEMPLO: Uma mulher cujo ciclo mais curto seja de 26 dias e o ciclo mais longo seja de 35 dias, aplicando a fórmula temos: 26 - 18 = 8 e 35 - 11 = 24 Neste caso, o período fértil da mulher é a partir do 8º dia até o 24º dia de cada ciclo. Ela não deve ter relações sexuais nesse período, se quiser evitar a gravidez. Os dias férteis (números) não são necessariamente iguais aos dias do mês. Qual a sua eficácia? A taxa de falha varia de 14 a 47 mulheres grávidas de cada cem que usam durante um ano. Pouco eficiente. FONTE: http://www.colegiosaofrancisco.com.br
  5. 5. DIU – DISPOSITIVO INTRA-UTERINO È um dos métodos anticoncepcionais mais utilizados em todo o mundo, com aproximadamente 100 milhões de usuárias. É um objeto pequeno de plástico flexível, freqüentemente com revestimento ou fios de cobre. O Diu é tão eficiente quanto a pílula e é uma boa escolha para aquelas mulheres que já tem filhos e que desejam espaçar a próxima gravidez por mais de dois anos, ou para aquelas que tem dúvidas sobre uma solução definitiva. Os Dius mais modernos duram de 5 a 10 anos no organismo da mulher. São colocados dentro do útero pelo médico e é necessário que a mulher faça controle periódico do Diu.
  6. 6. CONTACEPTIVOS VAGINAIS – ANEL VAGINAL Este novo método, libera gradativamente pequenas quantidades de hormônios que além de inibir a ovulação (impedindo a gravidez), promove o controle do ciclo menstrual. Desenvolvido para ser colocado pela mulher e ser mantido dentro da vagina por todo o mês. Não interfere na relação sexual.
  7. 7. ESPERMATICIDAS São cremes, supositórios, sprays, que colocados dentro da vagina antes da relação matam os espermatozóides. Não são muito divulgados no Brasil, são de difícil acesso, e são menos seguros que a camisinha. Em uso rotineiro: São pouco eficazes. A taxa de gravidez é de 26 para cada 100 mulheres no primeiro ano de uso (uma em cada quatro mulheres). Usados correta e consistentemente: São eficazes: a taxa de gravidez é de 6 para cada 100 mulheres no primeiro ano de uso (uma em cada 17).
  8. 8. MUCO CERVICAL MUCO CERVICAL Também conhecido como método de Billings baseia-se na ocorrência de modificações cíclicas no muco cervical, através das quais as mulheres podem observar se estão no período fértil. Como proceder: • Pesquisar a presença do muco todos os dias, observando atentamente a sensação ocasionada pelo mesmo, buscando perceber claramente as mudanças progressivas que ocorrem; • Interromper a atividade sexual ao menor sinal da presença do muco, após o período de secura vaginal que normalmente sucede à menstruação; • Observar o aumento progressivo do muco que atinge o pico durante a ovulação, passando a regredir a partir dela, por ação da progesterona; Permanecer em abstinênciapor no mínimo 3 dias a partir do pico, podendo reiniciar a atividade sexual no quarto dia. Método pouco eficiente.
  9. 9. ANTICONCEPCIONAL INJETÁVEL As injeções anticoncepcionais devem sempre ser injetadas na região glútea, ou nádegas. O local correto está assinalado com um X na figura acima. Tem como mecanismo de ação, inibir a ovulação e tornam o muco cervical espesso, dificultando a passagem dos espermatozóides. Deve ser usada uma agulha 30 x 8 e a injeção deve ser profunda. Não massagear o local da injeção. Existem três tipos de anticoncepcionais injetáveis: Uno-Ciclo e Perlutan, Mesigyna e Cyclofemina, e Depo-Provera 150. Este método é muito eficaz. As taxas de gravidez são baixas, entre 0,1% a 0,3% durante o primeiro ano de uso, com injeções mensais (cada 30 dias±3).
  10. 10. LIGADURA A ligadura de trompas é realizada nas mulheres que nunca mais querem filhos. Pode ser feita de várias maneiras mas sempre exige internação e anestesia geral ou regional. É uma cirurgia de esterilização voluntária definitiva e, por isto, a mulher tem de ter certeza absoluta que nunca mais poderá ter filhos. A esterilização é feita cortando e ligando as trompas de Falópio, os condutos que levam o óvulo do ovário ao útero. Método muito eficiente e irreversível.
  11. 11. ANTICONCEPCIONAIS ORAIS Os anticoncepcionais orais combinados (AOCs), mais conhecidos como pílula, são usados por cerca de 20% das mulheres casadas ou unidas em idade fértil (15-49 anos) no Brasil. A pílula é o método anticoncepcional reversível mais utilizado no país. São comprimidos que contêm dois hormônios sintéticos (estrogênio e progestogênio) parecidos com os produzidos pelo ovário da mulher. A pílula anticoncepcional é um dos melhores métodos para se evitar uma gravidez indesejada. Existem diversos tipos de pílula porque existem diversos tipos de mulheres. Seu médico é a melhor pessoa para decidir que tipo você deve tomar. Existem outras indicações médicas para a pílula tais como endometriose, ovários policísticos, tensão pré-menstrual e cólica menstrual.
  12. 12. PÍLULA DO DIA SEGUINTE No dia 30 de julho de 1999 foi lançada no Brasil a primeira pílula para contracepção de emergência no VI Congresso de Ginecologia e Obstetrícia do Sudeste da FEBRASGO. Nosso editor, Dr. Sérgio dos Passos Ramos, esteve presente ao lançamento. Anticoncepção de emergência é a administração de medicamentos até 72 horas após a relação desprotegida ou acidental visando evitar a gravidez. Também é chamada de pílula do dia seguinte. Dentro de suas características só deve ser usada em caso de emergência e não como método anticoncepcional de rotina. Nem sempre surte resultados e pode ter efeitos colaterais intensos. Usada até 24 horas da relação tem um índice de falha de 5 %. Entre 25 e 48 horas o índice de falha aumenta para 15 % e entre 49 e 72 horas o índice chega a 42 % de falhas. Isto significa dizer que deve ser usada tão logo seja possível após a relação desprotegida. Deve sempre ser receitada por médico ginecologista e não pode ser usada de maneira habitual. Ou seja é de emergência. Em caso de necessidade você deve procurar um serviço de ginecologia ou seu médico pessoal urgente.
  13. 13. ADESIVO ANTICONCEPCIONAL Como funciona: consiste de uma combinação de 2 hormônios (um progestogênio e um estrogênio), liberados de forma contínua por sete dias, através de adesivos cutâneos. A absorção cutânea é muito eficiente, mantendo um nível contínuo de hormônios que garantem alta eficácia. Os adesivos vêm em embalagens contendo três unidades. Na primeira vez, deve-se começar entre o primeiro e o quinto dia do ciclo. Cada adesivo deve ficar colocado por sete dias. Após esse período será trocado por um novo. Depois de completar sete dias com o terceiro adesivo, a mulher deverá retirá-lo e ficar sem adesivo por sete dias e iniciar um novo ciclo. • Segurança anticoncepcional: É um método muito eficaz. • Proteção contra DSTs: Não oferece proteção.
  14. 14. IMPLANTE Como funciona: Consiste de um bastonete de 4 cm de comprimento e 2 mm de diâmetro, colocado abaixo da pele. É um método de longa duração. O implante geralmente permanece por um período de 3 anos. O retorno da fertilidade ocorre rapidamente após a remoção. Pode ser usado como coadjuvante no tratamento da dismenorréia (dor durante a menstruação). • Segurança anticoncepcional: É um método muito eficaz. • Proteção contra DSTs: Não oferece proteção.
  15. 15. GRAVIDEZ NÃO PLANEJADA
  16. 16. TEMPERATUA BASAL Este método baseia-se no fato de que a mulher, após a ovulação apresenta um aumento da temperatura corporal, entre 0,3 e 0,8o C, devido à ação da progesterona. Método: • Medir a temperatura corporal, diariamente no início do ciclo; • Temperatura da boca (sublingual) ao acordar; • Anotar no gráfico; • Avaliação por um profissional de saúde; • Repetir por 3 ciclos consecutivos; • Para não engravidar a mulher deve evitar relações desde o primeiro dia da menstruação até que a temperatura se eleve de 0,3 e 0,8o C por 3 dias consecutivos. Desvantagens: Não serve se o ciclo for irregular. Requer disciplina. Limita o período para o sexo. Exige sono regular. Doenças podem alterar a temperatura. Pouco eficiente.
  17. 17. CAMISINHA MASCULINA A camisinha protege de uma gravidez não planejada, das DST e da AIDS. Isso quer dizer que quando você usa a camisinha durante toda a relação sexual, você está se protegendo e protegendo quem está com você. Não tem essa de que tira o prazer e que não é a mesma coisa. Basta você se acostumar! Método bastante eficiente! Para a camisinha não arrebentar, é importante: - Olhar o prazo de validade; - Abrir a embalagem só na hora de usar; - Nunca abrir a embalagem usando os dentes ou objetos cortantes (tesoura, etc); - Não usar lubrificante oleoso (manteiga, óleo, vaselina, etc); - Só usar lubrificante à base de água; - Colocar a camisinha sobre o pênis já duro; - Apertar a ponta da camisinha antes de desenrolar; - Desenrolar até a base do pênis; - Tirar a camisinha logo depois da ejaculação, com o pênis ainda duro; - Usar uma camisinha nova, a cada relação.
  18. 18. CAMISINHA MASCULINA Como colocar a Camisinha Masculina Abra a embalagem com cuidado - nunca com os dentes - para não furar a camisinha. Coloque a camisinha somente quando o pênis estiver ereto. Desenrole-a até a base do pênis, mas antes aperte a ponta para retirar o ar. Você também ao apertar a ponta da camisinha pode gira-lá algumas vezes para se certificar da saída do ar. Após a ejaculação, retire-a com o pênis ainda duro, fechando com a mão a abertura para evitar que o esperma vaze da camisinha. Após a relação sexual, dê um nó e jogue-a no lixo. Isso evitará o vazamentos e possíveis contaminações do lixo. Nunca use a camisinha mais de uma vez.
  19. 19. As civilizações mais antigas já se preocupavam com a questão da prevenção. O preservativo mais antigo que se tem notícia, já era usado no Egito, há mais de 3 mil anos antes AC, com o objetivo de prevenir contra as chamadas doenças venéreas. A ilustração mais antiga da camisinha foi também encontrada no Egito ( um homem com um envoltório no pênis), consistia em uma tripa de porco ou bexiga de cabra, também usada pelos gregos. Já os chineses e os japoneses usavam como matéria-prima o linóleo e o papel de seda, que era lubrificado com óleo. O linho também já foi utilizado como matéria-prima, mas com a vulcanização , processo inventado por Charles Goodyear, nos Estados Unidos em 1839, as camisinhas passaram a ser fabricadas de látex , tornando-se assim elásticas e mais resistentes. FONTE: http://www.saude.df.gov.br HISTÓRIA DA CAMISINHA MASCULINA
  20. 20. Durante séculos, homens e mulheres têm procurado métodos contraceptivos, vários foram testados, mas a maioria se mostrou apenas dolorosa e ineficaz. Na tentativa de evitar uma gravidez indesejada ou doenças sexualmente transmissíveis a humanidade inventou fórmulas tão estranhas quanto gengibre e suco do fumo ou excrementos de crocodilo, que possui pH alcalino, assim como os espermicidas modernos. O nascimento da camisinha não foi muito mais nobre do que isto. Na Ásia usava-se um envoltório de papel de seda untado com óleo. No Antigo Egito os egípcios já usavam ancestrais de camisinhas não como anticoncepcionais, mas como proteção contra picadas de insetos (durante as caçadas, não no sexo). Elas eram feitas de tecido ou outros materiais porosos pouco eficazes como métodos anticoncepcionais. Mas, durante a Idade Média, com a disseminação de doenças venéreas na Europa se fazia necessário a invenção de um método mais eficaz. Em 1564, o anatomista e cirurgião Gabrielle Fallopio confeccionou um forro de linho do tamanho do pênis e embebido em ervas. Mais adiante, estes preservativos passaram a ser embebidos em soluções químicas (pretensamente espermicidas) e depois secados. HISTÓRIA DA CAMISINHA MASCULINA
  21. 21. Foi só no século XVII, que a camisinha ganhou um "toque de classe". O Dr. Quondam, alarmado com o número de filhos ilegítimos do rei Carlos II da Inglaterra (1630-1685), criou um protetor feito com tripa de animais. O ajuste da extremidade aberta era feito com um laço, o que, obviamente, não era muito cômodo, mas o dispositivo fez tanto sucesso que há quem diga que o nome em inglês (condom) seria uma homenagem ao médico. Outros registros indicam que o nome parece vir mesmo do latim "condus" (receptáculo). A "camisinha-tripa" seguiu sendo usada, até 1839, quando Charles Goodyear descobriu o processo de vulcanização da borracha, fazendo-a flexível a temperatura ambiente. Mas não se anime que a higiene absoluta ainda não nasceu. Nesta época, os preservativos de borracha eram grossos e caros e por isto lavados e reutilizados diversas vezes. As camisinhas de látex só surgiram em 1880 e daí evoluíram à medida que novos materiais foram desenvolvidos, adicionando novas formas, melhorando a confiabilidade e durabilidade. FONTE: http://img.terra.com.br HISTÓRIA DA CAMISINHA MASCULINA
  22. 22. Pesquisadores americanos estão desenvolvendo uma “camisinha líquida” para proteger as mulheres contra o vírus da Aids.O líquido formulado pela equipe da Universidade de Utah se transforma em uma cobertura de gel quando inserida na vagina. Depois, quando exposta ao sêmen, ele retorna à forma líquida e libera uma droga anti- viral para atacar o vírus HIV. Porém a tecnologia, descrita em um artigo na revista científica Journal of Pharmaceutical Sciences, ainda deve demorar cinco anos para ser testada em seres humanos. CAMISINHA MASCULINA LÍQUIDA E os pesquisadores prevêem que ainda levará cerca de dez anos antes de que o produto possa ser usado em larga escala. “O nosso maior objetivo para esta tecnologia é proteger as mulheres e seus filhos no útero ou recém-nascidos de serem contaminados com o vírus da Aids”, disse o pesquisador Patrick Kiser. FONTE: http://www.itexto.net
  23. 23. TIPOS DE CAMISINHA MASCULINA
  24. 24. O USO DA CAMISINHA MASCULINA
  25. 25. CAMISINHA MASCULINA FOSFORESCENTE Camisinha fosforescente, liso, lubrificado, com reservatório, lados paralelos. Largura nominal de 52 mm. Embalagem com 1 unidades. Modo de uso: Esfregue coloque perto da luz e vista. - A segurança no prazer é de extrema importância - Produto Importado FONTE: http://www.erotikacenter.com.br
  26. 26. CAMISINHA FEMININA Como Colocar a Camisinha Feminina É um grande avanço para a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis. A camisinha pode ser colocada horas antes da penetração. Permite que o homem faça sexo oral na mulher. Evita gravidez e doenças sexualmente transmissíveis. Para colocar a camisinha encontre uma posição confortável. Pode ser em pé com um pé em cima de uma cadeira; sentada com os joelhos afastados; agachada ou deitada. Segure a argola menor com o polegar e o indicador. Aperte a argola e introduza na vagina com o dedo indicador. Empurre-a com o dedo indicador. A argola maior fica para fora da vagina, isso aumenta a proteção. Depois da relação, retire a camisinha torcendo a argola de fora para que o esperma não escorra e jogue-a no lixo. Nunca use a camisinha mais de uma vez.
  27. 27. CAMISINHA FEMININA
  28. 28. VASECTOMIA A vasectomia é a ligadura dos canais deferentes no homem. É uma pequena cirurgia feita com anestesia local em cima do escroto (saco). Não precisa de internação. É uma cirurgia de esterilização voluntária definitiva e, por isto, o homem tem de ter certeza absoluta que nunca mais poderá ter filhos. Método bastante eficaz e pode ser em 70% dos casos reversível.
  29. 29. SEXO SEGURO USO DE PRESERVATIVOS Dos mais experientes aos principiantes, todos podem errar! E em um desses erros, uma das conseqüências pode ser uma gravidez não planejada ou a contração de uma DST. Previna-se! Por mais quente que esteja o momento, não custa nada usar um dos métodos já visto...
  30. 30. OBRIGADO

×