Interacao genica

678 visualizações

Publicada em

SITE: www.tioronni.com.br
E-MAIL: tio_ronni@hotmail.com

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
678
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
54
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Interacao genica

  1. 1. Criado e Desenvolvido por: RONNIELLE CABRAL ROLIM Todos os direitos são reservados ©2013. www.tioronni.com.br
  2. 2.  Genes que segregam independentemente, mas que atuam no mesmo caráter. Exemplos.  Herança Quantitativa.  Interação Gênica não Epistática.  Epistasia – Interação Gênica Epistática.
  3. 3.  A herança quantitativa também é um caso particular de interação gênica. Neste caso, em que as diferenças fenotípicas de uma dada característica não mostram variações expressivas, as variações são lentas e contínuas e mudam gradativamente, saindo de um fenótipo “mínimo” até chegar a um fenótipo “máximo”. É fácil concluir, portanto, que na herança quantitativa (ou poligênica) os genes possuem efeito aditivo e recebem o nome de poligenes. Ex: a cor da pele. Genótipos Fenótipos aabb pele clara Aabb, aaBb mulato claro AAbb, aaBB, AaBb mulato médio AABb, AaBB mulato escuro AABB pele negra
  4. 4. AB Ab aB ab AB AABB Negro AABb mulato escuro AaBB mulato escuro AaBb mulato médio Ab AABb mulato escuro AAbb mulato médio AaBb mulato médio Aabb mulato claro aB AaBB mulato escuro AaBb mulato médio aaBB mulato médio aaBb mulato claro ab AaBb mulato médio Aabb mulato claro aaBb mulato claro aabb Branca Fenótipos: 1/16 : 4/16 : 6/16 : 4/16 : 1/16 branco mulato claro mulato médio mulato escuro negro
  5. 5.  Caso especial: Michael Jackson. Na década de 1980, ele foi diagnosticado com vitiligo, uma doença de pele. Alguns médicos especularam que o vitiligo pode ser tanto hereditário quando decorrer de danos causados por substâncias químicas branqueadoras ao longo dos anos. O vitiligo deixa a vítima sensível ao sol. No fim dos anos 80, o dermatologista de Michael, Dr. Arnold Kleinm, o diagnosticou com lúpus discóide – uma doença auto-imune que provoca o escurecimento ou o clareamento da pele – no couro cabeludo. Michael também usa muita maquiagem e base pastosa para uniformizar a pele, o que a faz parecer ainda mais clara. FONTE: http://www.diariodeumadismorfia.com.br/blog/tag/michael-jackson/ http://rhythmofthetide.com/michael-jackson-vitiligo-timeline/ http://www.diariodeumadismorfia.com.br/blog/tag/michael-jackson/
  6. 6.  Sabe-se que há participação de pelo menos mais um gene para gerar padrões de cor de olhos e, também, que a herança para esse padrão ainda não foi completamente desvendado.  Abaixo, os genótipos e fenótipos quanto aos dois genes descritos:
  7. 7.  Genes que segregam independentemente, mas que atuam no mesmo caráter.  Ex. Crista de Galinhas e as cores do Pimentões. FENÓTIPOS GENÓTIPOS Crista Ervilha EErr e Eerr Crista Rosa eeRR e eeRr Crista Noz EERR, EERr, EeRR e EeRr Crista Simples eerr
  8. 8. eerr Eerr Eerr eeRR eeRr EERR EERr EeRR EeRr
  9. 9. CORES DOS PIMENTÕES R = vermelho / dominante r = sem cor / recessivo C = sem clorofila c = com clorofila ANÁLISE R_C_ = vermelho R_cc = marrons rrC_ = amarelos Rrcc = verdes
  10. 10.  Epistasia Ocorre quando um gene ou par de genes impede (ou mascara) a manifestação de outro gene (s) não alelo (s) e independente. Epistático  impede Hipostático  impedido
  11. 11. Epistasia Dominante Genótipo das Galinhas C_ii (CCii ou Ccii) C_I_ ou ccI_ ou ccii (CCII ou CcII ou CcIi ou ccII ou ccIi) Fenótipo das Galinhas Galinhas Coloridas Galinhas Brancas Gene Epistático= Dominante Gene Hipostático = Recessivo
  12. 12. Epistasia Recessiva Gene Epistático= recessivo Gene Hipostático = Dominante Genótipo dos Cachorros B_E_ (BBEE ou BbEe ou BBEe ou BbEE) bbE_ (bbEE ou bbEe) B_ee ou bbee (BBee ou Bbee) Fenótipo da Cor dos Pêlos Cor Preta Cor Marrom Cor Dourada
  13. 13. Epistasia Duplo-Recessiva ou Interação Gênica Complementar
  14. 14. Interação Epistática Recessivo e Dominante
  15. 15. Na natureza são encontrados vários exemplos dos tipos de epistasias abordados neste capítulo. Tipos Proporção Espécie Controle gênico 1 - Epistasia dominante 12:3:1 Cebola V_ = vermelho vv = amarelo I_ = inibe a cor ii = permite a cor 2 - Epistasia recessiva 9:3:4 Cebola V_ = vermelho vv = amarelo C_ = permite a cor cc = inibe a cor 3 - Interação dominante e recessiva 13:3 Cebola I_ = inibe a coloração ii = permite a cor C_ = permite a cor cc = inibe a cor 4 - Gemes duplos dominantes (sem efeito cumulativo) 15:1 Bolsa-de-pastor (crucífera) A_B, A_bb, aaB_ = fruto triangular Aabb = fruto oval 5 - Genes duplos recessivos (sem efeito cumulativo) 9:7 Trevo A_B_ = alto teor de cianeto A_bb, aaB_ e aabb = baixo teor 6 - Genes duplos (dominantes e recessivos) com efeito cumulativo 9:6:1 Abóbora A_B_ = achatada A_bb e aaB_ = esférica aabb = alongada

×