BREJO SANTO NOS TRILHOS<br />DO DESENVOLVIMENTO?<br />
BREJO SANTO NOS TRILHOS<br />DO DESENVOLVIMENTO?<br />IMPACTOS SÓCIO-AMBIENTAIS CAUSADOS PELATRANSNORDESTINA NO MUNICÍPIO ...
FUNDAMENTAÇÃO DO TRABALHO<br />POLÍTICA<br /><ul><li> PAC
 MEDIDAS METIGADORAS</li></ul>SOCIAL<br />ECONÔMICA<br /><ul><li> EMPREGOS
 DESENVOLVIMENTO
 QUESTÕES AMBIENTAIS
 QUESTÕES SOCIAIS
 IMPACTOS EM GERAL</li></li></ul><li>TRANSNORDESTINA<br />O presente trabalho é resultado de uma análise preliminar acerca...
TRANSNORDESTINA<br />1 – Transnordestina<br />2 – Renê Lucena I e II<br />3 – Cemitério Indígena<br />4 – Brejo Santo-CE<b...
TRANSNORDESTINA<br />1 – Transnordestina<br />2 – CE-296<br />3 – BR-116<br />
ARTEFATOS DOS ÍNDIOS KARIRISEM NOSSO MUNICÍPIO<br />Machadinha<br />Panela de Barro<br />
ARTEFATOS DOS ÍNDIOS KARIRISEM NOSSO MUNICÍPIO<br />Nas escavações foram encontradas três camocins contendo os restos mort...
PROCESSO DE TERRAPLANAGEM:EXPLOSÕES<br />
PROCESSO DE TERRAPLANAGEM:EXPLOSÕES<br />
PRINCIPAIS QUEIXAS: Zona Urbana<br />
PRINCIPAIS QUEIXAS: Zona Rural<br />
CAATINGA: FLORA LOCAL<br />
CAATINGA: FLORA LOCAL<br />
CAATINGA: FLORA LOCAL<br />
CAATINGA: FAUNA LOCAL<br />
CAATINGA: FAUNA LOCAL<br />
CAATINGA: FAUNA LOCAL<br />
AÇÃO ANTRÓPICA<br />Alguns moradores por falta de emprego, alimento e baixos benefícios adentram na vegetação e realizam a...
CAATINGA: FAUNA LOCAL<br />
PROCESSO DE TERRAPLANAGEM<br />
CONSEQUÊNCIAS DA TERRAPLANAGEM<br />Por meio de conversas com moradores e visita de campo foi possível constatar algumas r...
FOTOS: NASCENÇA<br />Nascença – 19/07/2009<br />Nascença – 26/07/1994<br />
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Impactos Sócio Ambientais Causados Pela Transnordestina no Município de Brejo Santo-CE

3.707 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.707
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
26
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Impactos Sócio Ambientais Causados Pela Transnordestina no Município de Brejo Santo-CE

  1. 1. BREJO SANTO NOS TRILHOS<br />DO DESENVOLVIMENTO?<br />
  2. 2. BREJO SANTO NOS TRILHOS<br />DO DESENVOLVIMENTO?<br />IMPACTOS SÓCIO-AMBIENTAIS CAUSADOS PELATRANSNORDESTINA NO MUNICÍPIO DE BREJO SANTO-CE<br />ORIENTADOR: Ronnielle Cabral Rolim<br />ALUNOS: Francisco Riklily e Luan de Sá<br />
  3. 3. FUNDAMENTAÇÃO DO TRABALHO<br />POLÍTICA<br /><ul><li> PAC
  4. 4. MEDIDAS METIGADORAS</li></ul>SOCIAL<br />ECONÔMICA<br /><ul><li> EMPREGOS
  5. 5. DESENVOLVIMENTO
  6. 6. QUESTÕES AMBIENTAIS
  7. 7. QUESTÕES SOCIAIS
  8. 8. IMPACTOS EM GERAL</li></li></ul><li>TRANSNORDESTINA<br />O presente trabalho é resultado de uma análise preliminar acerca de alguns impactos sócio-ambientais que prejudicam a qualidade de vida e a qualidade ambiental das populações residentes nos Bairros Renê Lucena I e II, Alto da Bela Vista e do Sítio Lagoa do Mato I. Estas três comunidades estão diretamente relacionadas com a implantação da Ferrovia Transnordestina e as respectivas alterações observadas no meio social e ecológico, além de obter dados a respeito dos fatores econômico, cultural, segurança pública e aspectos técnicos da obra. É apresentada uma discussão conceitual em relação ao direito a um ambiente equilibrado e saudável, delineando propostas que atenuem os impactos após o processo de Licença de Instalação e de Operação da mesma.<br />
  9. 9. TRANSNORDESTINA<br />1 – Transnordestina<br />2 – Renê Lucena I e II<br />3 – Cemitério Indígena<br />4 – Brejo Santo-CE<br />5 – Caatinga<br />6 – Cacimbinha<br />7 – Nascença<br />8 – Alto da Bela Vista<br />
  10. 10. TRANSNORDESTINA<br />1 – Transnordestina<br />2 – CE-296<br />3 – BR-116<br />
  11. 11. ARTEFATOS DOS ÍNDIOS KARIRISEM NOSSO MUNICÍPIO<br />Machadinha<br />Panela de Barro<br />
  12. 12. ARTEFATOS DOS ÍNDIOS KARIRISEM NOSSO MUNICÍPIO<br />Nas escavações foram encontradas três camocins contendo os restos mortais e utensílios usados pelos selvagens (...) No camocim que foi encontrada a criança havia objetos de uso dela, tais como passarinhos de barro, expressão artística de nossa silvícola, e pedras coloridas que talvez servissem de brinquedo para o garoto. (CAVALCANTE, 2002, p. 78)<br />Artefatos<br />
  13. 13. PROCESSO DE TERRAPLANAGEM:EXPLOSÕES<br />
  14. 14. PROCESSO DE TERRAPLANAGEM:EXPLOSÕES<br />
  15. 15. PRINCIPAIS QUEIXAS: Zona Urbana<br />
  16. 16. PRINCIPAIS QUEIXAS: Zona Rural<br />
  17. 17. CAATINGA: FLORA LOCAL<br />
  18. 18. CAATINGA: FLORA LOCAL<br />
  19. 19. CAATINGA: FLORA LOCAL<br />
  20. 20. CAATINGA: FAUNA LOCAL<br />
  21. 21. CAATINGA: FAUNA LOCAL<br />
  22. 22. CAATINGA: FAUNA LOCAL<br />
  23. 23. AÇÃO ANTRÓPICA<br />Alguns moradores por falta de emprego, alimento e baixos benefícios adentram na vegetação e realizam a fabricação de carvão artesanal, chamada popularmente de “carvoeiros” seguem desmatando e queimando espécies nativas para tal propósito. Em uma das excursões a vegetação, foi possível flagrar a ação de um senhor com cerca de cinquenta anos de idade e acompanhado de uma criança com aproximadamente nove anos de idade que o auxiliava na fabricação de carvão.<br />O frágil bioma ainda tolera a caça de aves e répteis com armas rústicas para alimentação e comércio ilegal de animais, também observados durante a pesquisa de campo. Todas as práticas são desenvolvidas sem nenhum controle ou denúncia.<br />
  24. 24. CAATINGA: FAUNA LOCAL<br />
  25. 25. PROCESSO DE TERRAPLANAGEM<br />
  26. 26. CONSEQUÊNCIAS DA TERRAPLANAGEM<br />Por meio de conversas com moradores e visita de campo foi possível constatar algumas residências com alterações em sua estrutura oriundas do processo de terraplanagem. “As explosões são muito fortes. O chão, portas e forro tremem violentamente.” (Depoimento Sra. Josefa Bernardino da Silva, 2009).<br />
  27. 27. FOTOS: NASCENÇA<br />Nascença – 19/07/2009<br />Nascença – 26/07/1994<br />
  28. 28. PONTOS TURÍSTICOS<br />
  29. 29. CONCLUSÃO<br />A princípio, os impactos positivos, resumem-se a existência de um aquecimento econômico local oriundo dos empregos gerados e, principalmente, pela imensa massa trabalhadora vinda de outros municípios e temporariamente abrigada em Brejo Santo-CE usufruindo dos setores alimentício, hoteleiro e serviços em geral.<br />Comprovou-se a hipótese de que os impactos negativos superam por muito os impactos positivos justificados desde fatores sócio-culturais os aspectos técnicos da obra. E que os resultados convergem para uma demonstração intrínseca entre grau de escolaridade das comunidades citadas em relação com a conservação da qualidade ambiental e consequentementea de qualidade de vida.<br />
  30. 30. BIBLIOGRAFIA<br />CAVALCANTE, Francisco Mirancleide Basílio. Memórias de Brejo Santo – Dados Bibliográficos de Homenageados em Logradouro Público. Volume 1. Fortaleza: Gráfica, 2002.<br />FERROVIA CENTRO-ATLÂNTICA S.A. A Empresa. Disponível em: &lt;http://www.centro-atlantica.com.br&gt;. Acesso em: 03 de fevereiro de 2009.<br />NÓBREGA, Fernando Maia. Brejo Santo – Sua História e Sua Gente. Fortaleza: Ed. IOCE, 1981.<br />LEITE, Maria Santana. A Nascença – Da Origem Aos Dias Atuais. Disponível em: &lt;http://recantodasletras.uol.com.br/artigos/203756&gt;. Acesso em: 17 de fevereiro de 2009.<br />
  31. 31. OBRIGADO!<br />

×