Equinodermas

3.045 visualizações

Publicada em

SITE: www.tioronni.com.br
E-MAIL: tio_ronni@hotmail.com

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.045
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
127
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Equinodermas

  1. 1. Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados ©2013. www.tioronni.com.br
  2. 2. Os Equinodermas (gr. echinos = ouriço + derma = pele) constituem um dos filos mais distintos e facilmente reconhecíveis do reino animal, sendo abundantes em todos os oceanos do mundo.
  3. 3. Características gerais ► Animais de vida livre; ► Vivem mares e oceanos; ► Endoesqueleto calcário, geralmente repleto de espinhos. ► Adultos simetria radial (adulto) e as larvas bilateral.
  4. 4. ► Não possuem cabeça ► A boca situa-se na região oral. ► Endoesqueleto – interno, flexível e geralmente, têm espinhos que projetam para fora da pele. ► É composta por placas calcárias, soldadas na pele e nos músculos. ► Na pele, pinças (pedicelárias) promovem a limpeza da superfície corporal.
  5. 5. São todos animais marinhos, grandes, nunca parasitas ou coloniais. Praticamente todos vivem permanentemente fixos ao substrato ou deslocam-se lentamente sobre ele. Os equinodermos apresentam uma grande variedade de formas: o corpo pode ser constituído por braços (estrelas do mar), ramificado e plumoso (lírios do mar) ou esférico a cilíndrico (ouriços e pepinos do mar).
  6. 6. SISTEMA AMBULACRÁRIO: Possuem internamente sistema de canais com líquido que é exclusivo e auxiliam na locomoção, alimentação e respiração. ► Composição: placa madrepórica com canal anelar em torno do tubo digestório. Esta placa perfurada permite que líquido penetre no sistema, equilibrando as modificações de pressão e as perdas devidas a danos nos pés ambulacrários
  7. 7. Na extremidade interna de cada pé ambulacrário existe uma ampola ambulacrária, musculosa, que injecta água no pé, fazendo-o distender-se. O funcionamento conjunto de todos os numerosos pés ambulacrários permite ao animal subir superfícies verticais, abrir conchas de moluscos de que se alimenta ou agarrar-se a rochas batidas pelas ondas.
  8. 8. Como defesa existem pés ambulacrários modificados, designados pedicelários, que podem conter substâncias tóxicas. Os pedicelários têm formas variadas, uns parecem garfos, outros pequenas garras, etc.
  9. 9. Características Gerais  Triblásticos  Celomados  Simetria Bilateral (Larva)  Simetria Radial (Adulto)  Endoesqueleto calcário  Exclusivamente Marinhos  Deuterostômios (forma 1º o ânus)  Digestório - Completo (boca e ânus)  Circulatório – Sistema ambulacrário  Excretor – Sistema ambulacrário  Respiratório – Sistema ambulacrário  Nervoso - Primitivo  Esqueleto – Endoesqueleto calcáreo
  10. 10. CLASSIFICAÇÃO
  11. 11. Classe Asteroidea: estrelas-do-mar
  12. 12. Classe Ophiuroidea: ofiúros
  13. 13. Classe Crinoidea: lírio-do-mar
  14. 14. Classe Echinoidea: bolacha-da-praia e ouriços-do-mar
  15. 15. Anatomia Interna do Ouriço-do-mar
  16. 16. Classe Holothuroidea: pepino-do-mar
  17. 17. NUTRIÇÃO: ► Sistema digestório completo (boca até ânus) ► Digestão extracelular, glândulas digestivas e absorção do alimento no intestino. ► São animais carnívoros ou herbívoros. Neste filo existem formas predadoras, como as estrelas-do- mar, e formas herbívoras, como os ouriços-do-mar.
  18. 18. RESPIRAÇÃO: ► Os gases difundem-se pelos pés ambulacrários. ► Em ouriços e estrelas-do-mar, a respiração é realizada por brânquias externas juntos aos pés ambulacrários. ► Pepino do mar: árvores respiratórias próximas à cloaca. CIRCULAÇÃO: Não existe vasos sanguíneos, sendo feita por canais dentro do celoma. Não existe sangue. Sistema ambulacrário. Líquido celômico leva os nutrientes.
  19. 19. EXCREÇÃO: ► Não possuem, as excretas são eliminados por difusão pelo sistema ambulacrário e pelas brânquias. LOCOMOÇÃO: ► Todos, menos o lírio-do-mar. ► Movem-se lentamente por meio de pés –ambulacrários, com exceção da serpente-do-mar, que se movimenta rapidamente seus 5 braços. ► Estrela-do-mar: cada braço possui 2 fileiras de pés ambulacrários.
  20. 20. A água entra pelos poros da placa madrepórica, segue pelos canais pétreos até os canais anelares, e, dá, aos canais radias cheios de água, os animais tornam-se mais rígidos, sustentando e permitindo o movimento da estrela- do-mar. Cada pé liga-se a uma ampola, espécie de saco musculoso. Ao contrair a ampola força a saída de água. Isso faz o pé esticar aderindo as ventosas no substrato e contraindo os músculos.
  21. 21. SISTEMA NERVOSO E ÓRGÃOS DO SENTIDO: ► Não existe cérebro nem gânglios, tal como órgãos dos sentidos, de modo geral. A recepção sensorial é feita através de células não especializadas da epiderme.
  22. 22. REPRODUÇÃO: ► Dióicos; ► Fecundação externa e desenvolvimento indireto; ► Grande capacidade de regeneração.
  23. 23. LARVA
  24. 24. Curiosidades A maior estrela-do-mar atinge 80 cm e o maior ouriço, de mares profundos, 30 cm. Uma espécie de holotúria atinge 2 metros de comprimento, embora com apenas 5 centímetros de diâmetro.

×