Engenharia genetica

1.894 visualizações

Publicada em

SITE: www.tioronni.com.br
E-MAIL: tio_ronni@hotmail.com

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.894
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
48
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Engenharia genetica

  1. 1. Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados ©2013. www.tioronni.com.br
  2. 2. TRANSGÊNICOS CÉLULA-TRONCO CLONAGEM OGM PROJETO GENOMA
  3. 3. A ORIGEM DA ENGENHÁRIA GENÉTICA O ser humano desde cedo busca obter o máximo de produtividade e rentabilidade. Logo começou a observar e selecionar conjuntos de objetos e seres na natureza, este foi o primeiro passo manual (macroscópico) rumo a engenharia genética, pois baseava-se apenas no processo seletivo artificial. A engenharia genética, por sua vez, trabalha com o mesmo princípio, porém de modo microscópico; fazendo uso de processo avançados, complexos e bioquímicos. O milho primitivo tinha poucos grãos e uma espécie mutante (natural) que foi o escolhido pelo ser humano devido a sua grande quantidade de grãos por espiga. Este simples passo na história, dentro outros, estabeleceu um marco no tempo. Hoje é possível termos milho colorido, vegetais com inúmeras modificações genéticas apreciáveis, animais modificados e clonados, bactérias de alta resistência e a nanotecnoloiga que bate a nossa porta. Tio Ronni.
  4. 4. O QUE É TRANSGÊNICO Um organismo é considerado transgênico quando misturam a ele genes de outras espécies. Essa técnica foi apelidada de "recortar e colar" e desenvolve novas características aos organismos. Hoje é praticada com mais intensidade na agricultura com o fim de criar alimentos fortes que resistam aos herbicidas, pragas e ao clima e também para deixá-los mais nutritivos. Existem duas formas de criar alimentos transgênicos: - Na primeira, recolhe-se um fragmento do DNA de um organismo e mistura com o fragmento de alguma outra espécie. Depois, esse novo fragmento é inserido na planta, atuando como o "transportador" das características dos DNAs. - A outra técnica parece ser mais simples. Ao invés de juntar DNAs de dois organismos, coloca-se o gene diretamente na planta. Esse gene vai se adaptar ao DNA gerando uma planta com novas características. Mas um fato é omitido. Durante esse processo de mutação, ocorre uma reação química de conseqüências desconhecidas. Isso significa que não há certeza sobre os resultados da transformação de alimento convencional para transgênico. FONTE: http://www.midiaindependente.org Porcos nascidos de uma mesma linhagem celular. O da esquerda, transgênico, tem focinho e patas amarelos. (foto: Jim Curley / MU Extension and Agricultural Information)
  5. 5. TRANSGÊNICO VANTAGENS * Toda a variabilidade genética dos organismos da Terra fica a nossa disposição, portanto não haverá jamais exaustão da variabilidade genética para o melhoramento de vegetais e animais domésticos; * Em uma "construção", é possível usar um gene e um promotor para funcionarem da maneira programada no tecido ou órgão, com a intensidade e no tempo do desenvolvimento do organismo escolhido. Também é possível usar promotores que superativem o gene com o aumento ou redução da temperatura ou luminosidade ambiente; * Obtém-se plantas resistentes a insetos pragas, a herbicidas, a metais tóxicos do solo, a fungos, ao amadurecimento precoce, com maior teor protéico e proteínas mais completas, óleos mais saudáveis, arroz com carotenos, etc.; * São as plantas transgênicas, com suas defesas genéticas, que representam a esperança de uma efetiva redução dos agrotóxicos dos custos de produção com aumento de produção. FONTE: http://www.saudenainternet.com.br (Símbolo: transgênico)
  6. 6. TRANSGÊNICO DESVANTAGENS * Somente poucos laboratórios tem os dispendiosos equipamentos e reagentes e pesquisadores capazes de obter organismos transgênicos com toda a segurança requerida pela Lei de Biosegurança, fiscalizada pela Comissão Nacional Técnica de Biosegurança CTNBio; * Após a obtenção do organismo transgênico, segue-se a fase mais longa e dispendiosa, de cinco ou mais anos, e milhões de dólares para selecionar e desenvolver o produto. Somente Empresas têm arcado com os custos necessários para lançar novas transgênicas; * Apesar de todas as precauções as pessoas leigas, ou mesmo pesquisadores de áreas afins, temem que possam existir inconvenientes no futuro; * Apesar de serem as transgênicas cultivadas em 39,9 milhões de hectares e consumidas por milhões de pessoas há mais de dez anos sem inconvenientes, é fácil para organizações leigas assustar, sem provas, os consumidores submetidos a propagandas movidas a milhões de dólares. O público amedrontado paga essas organizações para ser "informado"; * Os alimentos "orgânicos", isentos de agrotóxicos e transgênicos, parecem ideais, entretanto a sua produção é mais cara, demanda muito trabalho, espaço e não passa de 1% do necessário. Infelizmente orgânicos foram os alimentos dados às vacas e aos porcos na Inglaterra que se contaminaram com graves doenças. Também o estrume de vaca usado na cultura de verduras "orgânicas" pode conter uma bactéria Escherichia coli 715 H7, que é letal. FONTE: http://www.saudenainternet.com.br
  7. 7. TRANSGÊNICO Os 10 maiores perigos dos alimentos transgênicos para a saúde e para o meio ambiente 1. A qualidade nutricional dos alimentos que passam por manipulações genéticas pode ser diminuída. Essa alteração na quantidade de nutrientes também pode interferir na sua absorção pelo metabolismo do homem. 2. A transferência de genes entre alimentos causa, em alguns casos, modificações na estrutura e função dos mesmos, alterando significativamente sua composição. Isso pode provocar efeitos inesperados. 3. A resistência ao efeito dos agrotóxicos por parte de alguns transgênicos tem a possibilidade de gerar um aumento de resíduos dos venenos, uma vez que permite uma aplicação maior na plantação. Os resíduos resultantes dessa grande quantidade permanecerão nos alimentos e ainda poluirão solos e rios. 4. Com a interferência da engenharia genética, muitas plantas correm o risco de passar a produzir compostos como neurotoxinas e inibidores de enzimas em níveis acima do normal, tornando-as tóxicas. 5. Proteínas transferidas de um alimento para outro podem passar a ter propriedade alergênica, ou seja, podem vir a causar sérias reações alérgicas em algumas pessoas mais sensíveis.
  8. 8. TRANSGÊNICO Os 10 maiores perigos dos alimentos transgênicos para a saúde e para o meio ambiente 6. Genes antibiótico-resistentes contidos nos alimentos transgênicos podem passar sua característica de resistência para as pessoas e animais, o que poderia gerar a anulação da efetividade de antibióticos nos mesmos. 7. A manipulação genética traz riscos à saúde dos animais porque podem aumentar os níveis de toxina nas rações e alterar a composição e qualidade dos nutrientes. 8. Alguns cientistas alertam que o uso da técnica de resistência a vírus na agricultura pode fazer surgir novos tipos de vírus e, consequentemente, novas e complexas doenças. Tudo porque o vírus híbrido passa a ter aspectos diferentes do vírus original ao qual a planta tem resistência. 9. Alguns cientista prevêem o emprobrecimento da biodiversidade com o uso da engenharia genética, uma vez que a mistura (hibridação) das plantas modificadas com outras variedade pode criar “super pragas” e plantas “mais selvagens”, provocando a eliminação de espécies e insetos benéficos ao equilíbrio ecológico do solo. O conseqüente uso mais intensivo de agrotóxicos pode ainda causar o desenvolvimento de plantas e animais resistentes a uma ampla gama de antibióticos e agrotóxicos. 10. Os efeitos negativos da engenharia genética na natureza são impossíveis de serem previstos ou mesmo controlados, uma vez que os OGMs são formas vivas e, por isso, suscetíveis a sofrer mutações, multiplicar-se e se disseminar. Ou seja, uma vez introduzidos nos ecossistemas, os transgênicos não poderão ser removidos.
  9. 9. TRANSGÊNICO Você Mãe, Dona de Casa, ou Cozinheiros de Plantão, acho que essa notícia poderá ser indicada a todos vocês. Primeiro as Mães e Donas de Casa que precisam muitas vezes fazer alimentos e comidas diferentes para manter a saúde dos filhos, que muitas vezes, não comem vegetais, verduras etc. E para os cozinheiros, que sempre precisam inovar em seus pratos, principalmente criando arranjos bonitos. Pois bem, cientistas estão conseguindo mudar a cor de alguns vegetais, o que é um passo interessante, pois poderão deixar esses alimentos mais atrativos e assim de maior consumo, além de que no futuro próximo, quem sabe não conseguirão aumentar o valor nutricional? FONTE: http://melhoragora.org
  10. 10. O QUE É OGM Um pé de laranja resultante do cruzamento de dois outros pés, com a transposição manual de pólen, é um organismo geneticamente modificado (OGM) pelo melhoramento clássico, mas não um transgênico. Se esta mesma laranja tiver recebido genes de tomate que lhe atribuam uma coloração melhor, será uma laranja transgênica, e não apenas OGM. Organismos Geneticamente Modificados são organismos que tiveram o seu genoma alterado. OGMs podem ser NATURAIS ou ARTIFICIAIS. Por exemplo, o cruzamento de um cavalo com uma jumenta (seres de espécies diferentes), é uma transgênese natural que resulta num burro (mula) que é um ser estéril. FONTE: http://www.dcc.ufba.br
  11. 11. ROTULAGEM Um outro tema abordado quando se discute os alimentos transgênicos é o da rotulagem dos produtos. Todo o cidadão tem o direito de saber o que irá consumir. Por isto, a descrição da composição do alimento e o gene que foi inserido no produto, devem ser informados. Além dos rótulos dos produtos nacionais é necessário que sejam analisados os produtos importados produzidos através da biotecnologia. No meio de todas as discussões, uma certeza reina entre cientistas, representantes do governo e da defesa do consumidor: é preciso investir em pesquisa e aprimorar os estudos. Fonte: www1.uol.com.br
  12. 12. CLONAGEM A palavra "clone" vem do grego "klón", que significa "rebento" ou "broto". A clonagem é uma forma de reprodução assexuada, que produz um novo indivíduo usando apenas o DNA de uma pessoa. Os cientistas removem o material genético de uma óvulo não-fertilizado e o substituem pelo DNA de uma célula do ser que se deseja clonar. Sob as condições apropriadas, o óvulo começa a se dividir e formar um embrião, que é implantado em um útero. FONTE: http://www1.folha.uol.com.br Os lobos fêmeas clonados, Snuwolf e Snuwolffy, estão no zôo Seoul, em Gwacheon A ovelha Dolly, o primeiro mamífero clonado de uma célula adulta, foi sacrificada com seis anos de idade, após ser diagnosticada com uma doença pulmonar progressiva, anunciou hoje o Instituto Roslin, na Escócia.
  13. 13. PROJETO GENOMA As primeiras propostas para se mapear o genoma humano surgiram em 1985, quando um grupo de cientista pretendiam detectar mutações em homens. O Projeto Genoma Humano (PGH) é um empreendimento internacional, projetado para uma duração de quinze anos. O mesmo teve início em 1990 com vários objetivos, entre eles identificar e fazer o mapeamento dos cerca de 80 mil genes que se calculava existirem no DNA das células do corpo humano; determinar as seqüências dos 3 bilhões de bases químicas que compõe o DNA humano; armazenar essa informação em bancos de dados, desenvolver ferramentas eficientes para analisar esse dados e torná-los acessíveis para novas pesquisas biológicas. Outro objetivo do PGH é descobrir todos os genes na seqüência de DNA e desenvolver meios de usar esta informação no estudo da Biologia e da Medicina, envolvendo com isso a melhoria e simplificação dos métodos de diagnósticos de doenças genéticas, otimização das terapêuticas para essas doenças e prevenção de doenças multifatoriais (doenças causadas por vários fatores), no que diz respeito a saúde. FONTE: http://educar.sc.usp.br
  14. 14. BIBLIOGRAFIA • LOPES, Sônia. ROSSO, Sérgio. Biologia Volume Único. 1.ed. Editora Saravia. São Paulo, 2005. • SOARES, José Luis. Biologia – Volume 1. 2ª Edição. Editora Scipíone. São Paulo, 1995. • Internet – inúmeros sites.

×