Estados da máteria

575 visualizações

Publicada em

Estado da matéria e forças intermoleculares.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
575
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estados da máteria

  1. 1. Estados da matéria
  2. 2. As diversas substâncias na natureza podem apresentar três estados de agregação.
  3. 3. No estado sólido, as moléculas constituintes da matéria apresentam entre si intensas forças de coesão, o que explica o baixo grau de agitação das moléculas . Por isso uma substância no estado sólido se caracteriza por apresentar forma e volume bem definido.
  4. 4. Estado Sólido Características: Moléculas rígidas . Intensa forças de atração entre as partículas. Possui forma própria. Uma aliança de ouro terá sempre a mesma forma onde estiver. Tem um volume definido. Geralmente suas moléculas dispõe com regularidade , formando uma rede cristalina.
  5. 5. No estado líquido, as moléculas têm um maior grau de agitação térmica e, portanto , maior mobilidade, pois as forças de coesão não são tão intensas como no estado sólido. Em consequência disso, embora o volume seja bem definido , os líquidos não têm forma definida , adquirindo a forma do recipiente que os contém.
  6. 6. Estado líquido  Características::  Maior liberdade do movimento molecular.  Forças de atração menores do que no estado sólido.  Molécula mais afastadas uma das outras .  Não possuem forma definida.  Tem volume definido.
  7. 7. No estado gasoso, são pouco intensas as forças de coesão entre as moléculas , o que determina um alto grau de agitação térmica molecular. É por essa razão que, nesse estado , as substâncias não apresentam nem forma nem volume definidos, adaptando-se ao formato e ocupando todo o volume do recipiente que as contém.
  8. 8. Estado Gasoso  Características:  Grande mobilidade das moléculas.  Pouco Atração molecular.  Grande distância entre as moléculas difusão ocupar o volume possível.
  9. 9. Mudanças de Estado Qualquer substância pode passar de um estado para outra ao se alterar as condições de temperatura ou pressão a qual se encontram.
  10. 10. Gráfico de mudança de estado
  11. 11. Estados especiais da matéria A situações especiais que ocorrem em certos condições e não são catalogados nesses estados.
  12. 12. Forças Intermoleculares
  13. 13. Em condições ambientes, os compostos iônicos são sólidos, devido às forças elétricas de atração entre seus cátions e ânions. Do mesmo modo, os metais são quase todos sólidos, devido à forte união que a ligação metálica exerce sobre seus átomos. Já as substâncias covalentes podem ser sólidas, líquidas ou gasosas. Isso prova que entre suas moléculas podem existir forças de atração maiores ou menores. São exatamente essas forças ou ligações entre as moléculas (intermoleculares) que manter as moléculas unidas.
  14. 14. Forças dipolo-dipolo Quando uma molécula é polar, como, por exemplo, HCl, ela apresenta uma extremidade mais eletropositiva e outra mais eletronegativa, Sendo assim, a molécula é um dipolo elétrico permanente, Evidentemente, a “parte positiva” de uma molécula passa a atrair a “parte negativa” da molécula vizinha, e assim sucessivamente. Essas forças de coesão recebem o nome de forças (ou ligações) dipolo-dipolo.
  15. 15. Ligações por pontes de hidrogênio Um caso extremo de atração dipolo-dipolo ocorre quando temos o hidrogênio ligado a átomos pequenos e fortemente eletronegativos, especialmente o flúor, o oxigênio e o nitrogênio. A forte atração que se estabelece entre o hidrogênio e esses elementos chama-se ligação de hidrogênio, e existe fundamentalmente em substâncias nos estados sólido e líquido. Os pontes de Hidrogênio são responsáveis pela alguns fenômenos e propriedades da água como a organização molecular da água no estado sólido(gelo) e no estado líquido. Além do fenômeno da tensão superficial. Pontes de hidrogênio
  16. 16. forças de Van der Waals, ou forças de dispersão de London. As forças mantêm unidas as moléculas apolares, são cerca de dez vezes mais fracas do que as forças dipolo-dipolo e resultam do seguinte: mesmo sendo apolar, a molécula contém muitos elétrons, que se movimentam rapidamente. Pode acontecer, num dado instante, de uma molécula estar com mais elétrons de um lado que do outro; essa molécula estará, então, momentaneamente polarizada e, por indução elétrica, irá provocar a polarização de uma molécula vizinha (dipolo induzido), resultando uma atração fraca entre ambas.
  17. 17. As lagartixas andam nos tetos e nas paredes em virtude das forças de Van der Waals, que dão a aderência entre suas patas e a superfície por onde caminham. E, por imitação, os cientistas já estão tentando criar um produto que pode fazer uma pessoa subir por uma parede.
  18. 18. REFERÊNCIAS Ricardo Feltre, Química volume 1 editora moderna 6 ° edição 2004 (forças Intermoleculares). Paulo Cesar, Carlos Magno Física ciência e tecnologia. ( estados da matéria).

×