Roteiro homilético do 3.º domingo da quaresma – ano a – 23.03.2014 (1)
Próximos SlideShare
Carregando em...5
×

Curtiu isso? Compartilhe com sua rede

Compartilhar

Roteiro homilético do 3.º domingo da quaresma – ano a – 23.03.2014 (1)

  • 1,495 visualizações
Uploaded on

ROTEIRO HOMILÉTICO DO 3.º DOMINGO DA QUARESMA – ANO A – ROXO – 23.03.2014 ...

ROTEIRO HOMILÉTICO DO 3.º DOMINGO DA QUARESMA – ANO A – ROXO – 23.03.2014
FONTE: http://www.buscandonovasaguas.com/
LEITURAS: Ex 17,3-7 // Sl 94(95),1-2.6-7.8-9(R/.8) // Rm 5,1-2.5-8 // Jo 4,5-42 ou mais breve. Jo 4,5-15.19b-26.39a.40-42 (Samaritana)

Mais em: Espiritual
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Tem certeza que quer?
    Sua mensagem vai aqui
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Visualizações

Visualizações totais
1,495
No Slideshare
1,454
A partir de incorporações
41
Número de incorporações
3

Ações

Compartilhamentos
Downloads
7
Comentários
0
Curtidas
0

Incorporar 41

http://cmsfassis.blogspot.com.br 38
http://cmsfassis.blogspot.com 2
http://cmsfassis.blogspot.gr 1

Conteúdo do relatório

Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
    No notes for slide

Transcript

  • 1. A Quaresma, na Igreja primitiva, além de ser um tempo de penitência e de conversão, era um tempo de preparação para os batizados, que aconteciam no sábado santo, na Vigília Pascal. Por isso, nesses três domingos, que antecedem a semana santa, aparece o tema batismal com os símbolos: - da Água, no diálogo com a Samaritana, - da Luz, na cura do cego; - da Vida, na ressurreição de Lázaro. Hoje nos apresenta o símbolo mais importante, a ÁGUA, que exprime o milagre renovado da VIDA.
  • 2. Na 1ª Leitura, o povo pede ÁGUA (Ex 17,3-7) No deserto, o povo reclama revoltado contra Moisés, pedindo água, para manter-se vivo: "Dá-nos água para beber..." Deus intervém, fazendo brotar milagrosamente água da rocha. * Moisés dá de beber a seu povo. É imagem de Cristo, que no futuro dará a água da vida, que é o Espírito Santo
  • 3. Na 2ª Leitura, Paulo resume a fé da Igreja no dom da água viva presente na vida de cada discípulo de Cristo. Todos podemos saciar a nossa sede em Deus. (Rm 5,1-2.5-8)
  • 4. No Evangelho, Jesus pede e oferece ÁGUA à Samaritana. (Jo 4,5-42) - Jesus cansado... sedento... senta-se ao lado do poço de Jacó... Uma mulher anônima... balde vazio... coração vazio... busca água... - JESUS quebra preconceitos de raça, de sexo, de religião... e toma a iniciativa: "Dá-me de beber". - A Mulher estranha... falar com uma samaritana... uma mulher... - Do diálogo nasce a mútua compreensão.
  • 5. A mulher descobre em si mesma uma sede mais profunda de amor. Apesar dos 5 maridos que já tivera, vivia um grande vazio... E Jesus se revela como água viva, capaz de saciar qualquer sede humana... - Ela fica confusa no início... no final ela pede "dessa água". Reconhece Jesus como "Salvador do Mundo", o Templo onde Deus " que deve ser adorado em espírito e verdade". Abandona o "Velho balde" e corre para a cidade, para anunciar ao povo a verdade que tinha encontrado.
  • 6. O Caminho da Samaritana: Esse Diálogo mostra a grande pedagogia de Jesus, que se revela aos poucos, até chegar à manifestação plena. - No começo, a mulher só pensa na água material (seus desejos, os maridos) - Aos poucos começa a compreender e aceitar a proposta de Jesus: Inicialmente, ela vê nele apenas um judeu viajante; depois, o chama de "Senhor"; em seguida, reconhece que é um Profeta;
  • 7. No final, descobre nele o Messias esperado pelo povo. - Abandona o balde que dá acesso às suas propostas limitadas de felicidade, corre à cidade para anunciar a sua descoberta. Essa mulher desprezada, após escutá-lo como DISCÍPULA, torna-se MISSIONÁRIA de Cristo, antes mesmo dos apóstolos...
  • 8. + A água do poço é símbolo de todas as satisfações humanas, na esperança de encontrar a felicidade, mas que no fim deixam sempre muito vazio e muitas desilusões... = Essa água não satisfaz plenamente, todos os dias precisamos voltar ao poço... + A água de Jesus é o espírito de Deus, o amor que enche os corações. Só Cristo mata a sede de vida e felicidade do homem. Essa água nos faz pensar também no BATISMO, que foi o nosso primeiro encontro com Jesus.
  • 9. + O Prefácio resume em poucas palavras o episódio: Ao pedir à Samaritana que lhe desse de beber, Jesus lhe dava o dom de crer. E, saciada sua sede de fé, lhe acrescentou o fogo do amor". + O nosso caminho... - No passado, o POÇO sempre foi um lugar de ENCONTRO. - Os homens continuam ainda hoje procurando um Poço, para saciar sua sede profunda de vida.
  • 10. Buscam cada vez mais "coisas" para saciá-la e nada os satisfaz. - Cristo continua vindo ao nosso encontro. Senta perto do nosso poço e nos convida a revisar a fundo a nossa vida e o sentido de nossa fé cristã para sermos autênticos adoradores do Pai em espírito e verdade.
  • 11. - Antes de nos encontrar com Cristo, também nós estávamos preocupados com nossos problemas, desejos, ambições, e o nosso coração estava sempre repleto de tristeza e insatisfação. Precisávamos todos os dias voltar ao poço e encher o nosso balde... - Um belo dia, o encontro com Cristo aconteceu... A conversa com esse "Jesus" despertou em nós uma curiosidade, que nos levou a conhecer melhor Cristo e sua mensagem.
  • 12. Abandonamos o "velho Balde" e sentimos a necessidade de correr para anunciar a todos, como Missionários, a nossa descoberta e a nossa felicidade... Façamos nosso o pedido da Samaritana: "Senhor, dá-nos sempre dessa água!" Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa CS - 23.03.2014
  • 13. Meditada por: Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa CS MEU DOMINGO Com a Palavra de Deus http://www.buscandonovasaguas.comhttp://www.buscandonovasaguas.com Ilustração: Nelso Geraldo Ferronatto Música: Se conhecesses o dom de Deus L.: Natalina Grande M.: Telmo José Tomio CF2014 CNBB - Paulus