Motoristas insistem em estacionar em locais proibidos e também deixam os
veículos o dia inteiro ocupando uma vaga de estac...
Lagoa da Prata,
18/02/20162 EDITORIAL
TIRE UM TEMPINHO
E TOME UMA ATITUDE.
O QUE VOCÊ FAZ EM 10 MINUTOS?
Fica um tempinho...
jornalcidademg.com.br
18/02/2016 3EDITORIAL
Lagoa da Prata,
18/02/20164 COTIDIANO
A Câmara possui quatro salas como esta da foto que estão sub-utilizadas. Elas
foram...
jornalcidademg.com.br
18/02/2016 5COTIDIANO
De acordo com a lei, loteamento Cidade
Nova deverá ser entregue até agosto
L...
Lagoa da Prata,
18/02/20166 COTIDIANO
FOTOS: ARQUIVO / JÉSSICA RIBEIRO
Trânsito no Centro começa a
dar sinais de desordem...
jornalcidademg.com.br
18/02/2016 7COTIDIANO
Dia Nacional de Combate
ao Alcoolismo
18 de Fevereiro
Depois de muito samba ...
Lagoa da Prata,
18/02/20168 GUIA COMERCIAL
A partir de R$ 100,00 mensais você anuncia em
todas as edições do Jornal Cidad...
jornalcidademg.com.br
18/02/2016 9ESPECIAL
A Igreja Católica celebra o perío-
do da Campanha da Fraternida-
de 2016. Nes...
Lagoa da Prata,
18/02/201610 ESPORTES
FOTOS: ASCOM PMLP
1º Campeonato de Vôlei
Futuro é realizado em
Lagoa da Prata
Entr...
jornalcidademg.com.br
18/02/2016 11COLUNISTAS
www.pharlab.com.br
facebook.com/pharlab
@Pharlab
pharlab_oficial
Sua saúde
...
Lagoa da Prata,
18/02/201612 COOPERATIVISMO
SICOOB CREDIPRATA fecha
parceria com a FACULDADE
ALIS de Bom Despacho
O SICO...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 76 - 18/02/2016

146 visualizações

Publicada em

Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 76 - 18/02/2016

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
146
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 76 - 18/02/2016

  1. 1. Motoristas insistem em estacionar em locais proibidos e também deixam os veículos o dia inteiro ocupando uma vaga de estacionamento Campanha exclusiva para associados das cooperativas filiadas ao Sicoob Central Crediminas. Use o seu Sicoobcard e concorra a: 9 Etios Hatch, 9TVs 40’’de LED e 5 S10. Consulte as cooperativas participantes e o regulamento no site cartaopremiadosicoobcard.com.br. CrediprataParticipação de 1º/12/2015 a 29/2/2016 para pessoas maiores de 18 anos e pessoas jurídicas, associadas a uma das cooperativas das nove regiões filiadas ao Sicoob Central Crediminas, portadoras de cartão Sicoobcard participante. Sorteios: 20/1/16 - nove Etios Hatch X, um por região; 16/3/16 - noveTVs 40”de LED, uma por região; 30/3/16 - cinco S10 LT entre os ganhadores dasTVs. Consulte cooperativas participantes, demais condições, descrição e distribuição dos prêmios no regulamento no site www.cartaopremiadosicoob.com.br. Imagens meramente ilustrativas. Certificado de Autorização SEAE/MF nº 04/0442/2015. www.jornalcidademg.com.br | Edição nº 76 Ano III. Venda proibida. 4.000 ExemplaresLagoa da Prata, 18/FEV/2016 COOPERATIVISMO 12 CREDIPRATA fecha parceria com a FACULDADE ALIS de Bom Despacho Reforma da Câmara de Vereadores gera protestos na internet ESPECIAL 09 COTIDIANO 05 Entrevista com o Padre Patriky Loteamento Cidade Nova deverá ser entregue até agosto COTIDIANO 06 Trânsito no Centro começa a dar sinais de desordem EDITORIAL 02 Trânsito no Centro começa a dar sinaiscomeça a dar sinais de desordem começa a dar sinais de desordem começa a dar sinais Trânsito no Centro começa a dar sinais de desordem
  2. 2. Lagoa da Prata, 18/02/20162 EDITORIAL TIRE UM TEMPINHO E TOME UMA ATITUDE. O QUE VOCÊ FAZ EM 10 MINUTOS? Fica um tempinho a mais na cama, confere seus e-mails, toma um cafezinho, não faz nada? Pois saiba que com 10 minutos por semana você pode fazer um grande bem para você e para todos a sua volta. Você pode eliminar os mosquitos da dengue, que também transmitem chikungunya e zika. 10 MINUTOS POR SEMANA. POR QUÊ? O ciclo de vida do mosquito da dengue, do ovo até a fase adulta, leva cerca de 7 a 10 dias. Se você verificar e eliminar os criadouros uma vez por semana, vai interromper o ciclo e evitar o nascimento de novos mosquitos. Pneus vazios guardados em locais cobertos, vasilhames, baldes e garrafas sempre de cabeça para baixo, caixa-d’água tampada, piscina tratada. Você já sabe o que fazer. Vamos lá, 10 minutos é muito pouco para um ganho tão grande. www.saude.mg.gov.br/dengue ELIMINE OS FOCOS DO MOSQUITO. FAÇA ISSO POR VOCÊ E POR TODOS A SUA VOLTA. A reforma da Câma- ra Municipal de La- goa da Prata tem ge- rado polêmica. São vários os comentáriosnasredessociais cobrando dos políticos para queovalorutilizadonarefor- ma seja transferido para in- vestimentos em saúde, edu- caçãoeaténamanutençãoda Praia Municipal. Em entrevista à radio Ve- redas FM, a president e vere- adoraQuelliCoutodefendeu a necessidade da reforma. “A Câmara tem o orçamento próprio, que esse ano está es- tipulado em 2,8 milhões de reais.Areformajávemdesde 2014,quandoopresidenteCa- bo Nunes iniciou o processo. A maioria dos vereadores se posicionou favorável à refor- ma. Hoje a reforma tem que ser feita. Temos várias ques- tõesnoprédioquetemosque olhar. Uma delas é melhorar a questão da acessibilidade, principalmente nos eventos que são realizados lá. Tem a questão hidráulica, elétrica, vamos ter que ampliar as sa- lasporqueesteanovamosre- alizar um concurso e contra- tarmais5pessoas,quesetor- narão servidores da Câmara. Hojenãotemoscondiçõesde receber essas pessoas. O pro- jeto de 2014 não previa a che- gada dessas novas cinco pes- soas.Todamudançagerades- conforto”, argumentou Cou- to. Alémdocustodaobra,ou- tro questionamento tem si- do feito por parte de alunos e pais de alunos, pois a pre- sidente pediu a desocupação temporária da Biblioteca Pú- blica Coronel José Vital, que está instalada no prédio da Câmara desde 1981 e atende, principalmente,osalunosda Escola Municipal Dr. Jacinto Campos. “Estamos no iní- cio do ano letivo. Hoje temos maisde25millivrosemesmo nesse curto espaço de tempo não iremos conseguir desen- caixotar e organizar tudo no- vamente. Muitas crianças es- tãosendoprejudicadas,inclu- sive alunos da Escola Munici- pal Jacinto Campos, que não possuibibliotecaprópria”,la- mentou o secretário Ricardo Costa. Reforma da Câmara de Vereadores gera protestos na internet Confira na página 4 o que as pessoas estão falando sobre o assunto nas redes sociais. CARTA DO EDITOR JULIANO ROSSI juliano@jornalcidademg.com.br AvaliadaemcercadeR$600milreaisem2014,quandoincluiaoconsertodotelhado,reforma atualprevêadequaçõesdoprédioparadeficientes,adequaçãodesalasparaosatuaisservidorese criaçãodeespaçoparaoscinconovoscontratadosqueserãonomeadosapósoconcursopúblico
  3. 3. jornalcidademg.com.br 18/02/2016 3EDITORIAL
  4. 4. Lagoa da Prata, 18/02/20164 COTIDIANO A Câmara possui quatro salas como esta da foto que estão sub-utilizadas. Elas foram instaladas na legislatura de 2005 a 2008 pelo então presidente Narcízio da Cruz para serem utilizadas pelos vereadores FOTOS: JULIANO ROSSI Projeto Amigos da Leitura é realizado na praça da Matriz Reforma da Câmara provoca protestos na internet Foirealizadonodia13defevereiro, na Praça da Matriz, o projeto Ami- gos da Leitura, idealizado por membros daLojaMaçônicaLuzesdaPrata.Oeven- tocontoucomaparticipaçãodedezenas depessoas,apaixonadasporleitura,que tiveram a oportunidade de escolher até doislivrosdesuapreferênciaelevarpara acasa.Ostítulosforamdoadospormeio decampanhasrealizadaspelosmaçôni- cos. “Um membro sugeriu que levásse- mos livros para a praça para divulgar a cultura no município, mas para isso de- pendíamos de doações de exemplares. Então, fizemos uma campanha, inicial- menteinterna,ondeváriosmembrosfi- zeram doações. Começamos com uma pequena prateleira e hoje está toman- do uma proporção muito grande, pois a populaçãoestácolaborandocomasdoa- ções”,destacaHermanoDrummond,um dos coordenadores do projeto. A biblioteca itinerante estará na Praça da Matriz todo segundo sábado do mês, de 9 às 12 horas. “A pessoa po- de vir, escolher o título que quiser e le- varparacasasemdataparadevolver.Te- mos um limite de dois livros por pessoa decadavez.Paranósémuitogratifican- te, pois, hoje em dia, com o advento da internet , o pessoal vem perdendo o há- bito da leitura. Hoje, pelo falto das pes- soas lerem pouco, elas também falam muito errado. Com o projeto, achamos queestamoscontribuindoculturalmen- te para com a nossa sociedade”, enfati- zou Drummond. O projeto teve o apoio das bibliote- cárias Carmem Simões, Fátima César e MaritanaAdonin.“Estamosaquipelase- gundavez.Onossoobjetivoélevaralei- tura ao jovem, à criança e ao idoso. Te- moslivrosdeliteraturainfantil,infanto- -juvenil,revistaselivroscatólicos.Apes- soaquedesejarfazerumadoaçãodeverá procurarabibliotecacentral,adaFernão Dias, na própria praça no dia 12 ou atra- vés do contato com o Hermano Drum- mond, pelo telefone 3261-1098”, infor- mou Simões. DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br Projeto encantou até as futuras leitoras Dezenas de pessoas, de todas as idades, levaram livros para casa Projeto foi idealizado pela Loja Maçônica Luzes da Prata As bibliotecárias Maritana Adonin, Fátima César e Carmen Simões apoiaram a iniciativa “Se aplicassem essa verba na segurança e em iluminação pública nos bairros da entrada da cidade e limpassem esses matagais seria muito mais bem aplicado. Exigem demais e fazem de menos.” Gislene Fontes - Comerciante “Deveriam investir na cidade, principalmente na Praia Municipal, que é o cartão postal do município. Deveriam fazer ela voltar a ser como era antes, construindo os quiosques, o parquinho e outras coisas mais.” Luciano Lopes - Atendente “Saúde, educação e segurança em primeiro lugar, e não a reforma.” Carla Santos - Recepcionista “Já precisou das ambulâncias de Lagoa da Prata? Entre em uma e olhe a sujeira e falta de manutenção. Na farmacinha tem remédios que faltam a mais de três meses e quem precisa não tem condições de comprar. Governantes, vocês dizem que vão fazer e acontecer pelo povo, mas acho que invés da reforma vocês deveriam distribuir dinheiro em saúde para a população de uma forma mais justa. Apenas não acho o momento certo. Vamos fazer uma votação e ver o que a população mais precisa. Não se preocupem com o que vocês querem e sim o que precisamos. Algumas pessoas preferem ver as coisas bonitinhas do que salvar vidas.” Kelly Morais - Dona de casa
  5. 5. jornalcidademg.com.br 18/02/2016 5COTIDIANO De acordo com a lei, loteamento Cidade Nova deverá ser entregue até agosto Leitores do Jornal Cidade entraram em contato com a redação para pedir informa- ções a respeito do término das obras do bairro loteamento Ci- dade Nova, de responsabilidade da V8 Empreendimentos Imobi- liários. Foram comercializados mais de 600 lotes e os proprie- tários aguardam a liberação pa- ra iniciar a construção de seus imóveis. O gerente geral da V8, Caio César Costa Pereira, esclareceu os questionamentos enviados pelo Jornal Cidade: Jornal Cidade: O que falta para que os proprietários dos lotes no bairro Cidade Nova possam construir e morar no local? Caio Pereira: A pavimentação asfáltica foi iniciada em novem- bro do ano passado. O período chuvoso fez com que houves- se a necessidade de paralisa- ção temporária dos trabalhos, mas em breve esta etapa será concluída e os clientes que ad- Serviços subterrâneos e mais complexos já estão prontos. V8 Empreendi- mentos trabalha para en- tregar loteamento antes do prazoprevistonalegislação municipal quiriram seus lotes poderão ini- ciar a construção de suas casas. As obras de rede de água, rede de esgoto, drenagem pluvial, ramais de ligação de água, ra- mais de ligação de esgoto e ele- trificação já estão concluídas. Qual o prazo para a con- clusão dos trabalhos em infraestrutura no lotea- mento? Caio Pereira: A legislação mu- nicipal prevê um prazo máxi- mo de 24 meses para que as obras sejam concluídas na to- talidade. Por lei, temos um pra- zo para conclusão das obras até agosto deste ano. Porém, o gru- po V8, através de seu departa- mento de obras, não está me- dindo esforços para que o lote- amento seja entregue antes do prazo previsto e com o padrão de qualidade que o grupo im- prime a todas suas obras. O espaço está aberto pa- ra as suas considerações finais aos clientes que ad- quiriram terrenos no Cida- de Nova. Caio Pereira: Houve alguns questionamentos por parte dos clientes no sentido de quando poderão iniciar a construção de suas casas. Todos os questiona- mentos são prontamente escla- recidos e para aqueles clientes que possuem alguma dúvida, podem se dirigir à sede da V8 Empreendimentos, localizada na Rua 27 de dezembro, 62, no Centro, ou ligar para o telefone (37) 3261-3248. DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br Caio Pereira, gerente administrativo da V8 Empreendimentos Equipe da V8 Empreendimentos está à disposição dos clientes para esclarecer outras informações “O Grupo V8 Empreendimentos tem o orgulho de estar realizando o sonho de vários clientes na aquisição do terreno da casa própria. Em breve, o loteamento Cidade Nova será entregue aos clientes que acreditaram que o sonho pudesse se tornar realidade.”
  6. 6. Lagoa da Prata, 18/02/20166 COTIDIANO FOTOS: ARQUIVO / JÉSSICA RIBEIRO Trânsito no Centro começa a dar sinais de desordem É muito comum encontrar comerciantes e até a pró- pria população reclamando da dificuldade que é para encon- trar uma vaga de estacionamen- tonoCentrodacidade.Comisso, ofamoso“jeitinho”paraestacio- naremqualquercantovemacar- retando multas e mais multas, e uma procura frenética para pa- rar o veículo em qualquer lugar. Diariamente,aPolíciaMilitar temefetuadomultasemveículos estacionadosemlocaiscomilhas (áreadelimitadaportartarugase faixas contínuas). Os infratores, além de terem o seu carro remo- vido, têm que pagar uma multa de R$ 127,69 e perdem 5 pontos na carteira de habilitação. Para o comerciante, Geraldo DonizetedaSilva,aorganização do trânsito deve ser urgente. “O centro da cidade é o mais preju- dicado.Oestacionamentotemsi- Motoristas insistem em es- tacionaremlocaisproibidos e também deixam os veí- culos o dia inteiro ocupan- do uma vaga de estaciona- mento doumgrandeproblema.Funcio- nários e donos de comércio es- tacionam durante todo dia na portadomeuestabelecimentoe não têm consciência de que ido- sos ou deficientes podem neces- sitar parar ali. Quando vou rece- ber mercadorias é outro proble- ma. Não tem como o caminhão pararetemosquesairprocuran- do os donos dos carros para ten- tarreceberasentregas.Épreciso que um profissional capacitado analisebemasituaçãonotrânsi- to de Lagoa da Prata e proponha soluções”. Segundo o empresário De- rek Gombradi, em alguns locais o trânsito está começando a fi- car ruim. “Na questão de vagas para estacionar está complica- do. Penso que se tivesse um ro- tativonospontosdemaiorfluxo, como as ruas do Centro, isto se- riaótimo.Esemcontarquemui- tos vão de carro para andar dois quarteirões. Infelizmente a edu- cação às vezes tem que ser pelo bolso,sendoassim,achoqueum rotativo resolveria em partes es- te problema inicial que estamos tendo na nossa cidade”. Carlos Augusto, proprietá- rio de um estacionamento loca- lizado no Centro da cidade dis- se que a procura no estabeleci- mentoaumentou60%noúltimo ano. “O pessoal tem reclamado muito da falta de estacionamen- to na cidade, principalmente no Centro. Muitas vezes as pessoas precisamestacionaroseuveícu- lomuitolongedolugarondepre- cisam ir. Isso gera certo descon- forto. Comerciantes e funcioná- rios que estacionam o carro e fi- camodiatodoéumareclamação constante”. Para o sargento Washing- ton, da Polícia Militar, o proble- ma precisa ser solucionado. “É preciso pensar em trânsito, em soluções modernas. A cidade cresceu e é necessário acompa- nhar esse crescimento por meio de ações que possibilitem um trânsito mais eficaz. O municí- pio poderia assumir o papel pre- visto no Código de Trânsito Bra- sileiro.Umamedidaquepoderia serutilizadaparaorganizaroes- tacionamentoemLagoadaPrata seria a municipalização do trân- sito, que já é exigida desde 1997 pelo Código de Trânsito Brasilei- ro (CTB) e traz diretrizes aos mu- nicípios para oferecer eficiência na gestão do trânsito, seguran- ça nos deslocamentos e na qua- lidade da sinalização e fiscaliza- ção. Dos 853 municípios minei- ros apenas 55 estão com o trân- sito municipalizado, de acordo com o Denatran. Lagoa da Pra- ta faz parte das cidades que ain- danãopassaramporesteproces- so”, afirma o policial. DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br Quase todos os dias a PM efetua multas a veículos estacionados na ilha em frente ao Solar Hotel Dono do estacionamento Stop Car, Carlos Augusto (Esq.) afirma que a procura por vagas aumentou em 60% Para o empresário Geraldo Donizete, da Padaria Pão Quente, a regulamentação de estacionamento rotativo reduziria parte dos problemasVeiculos estacionados em frente a garagens é comum na região central de Lagoa da Prata
  7. 7. jornalcidademg.com.br 18/02/2016 7COTIDIANO Dia Nacional de Combate ao Alcoolismo 18 de Fevereiro Depois de muito samba (ou sertanejo universitário) no pé e cerveja na mão durante o Carnaval, é hora de alertar sobre os males causados pelas bebidas alcoólicas.Hoje,dia18defeverei- ro,inicia-seaSemanaNacionalde CombateaoAlcoolismo.Oobjeti- voédivulgaraçõeseinformações para alertar as pessoas sobre os perigoscausadospelasbebidasal- coólicas,queéconsideradaapor- tadeentradaparaoconsumode- senfreado de outras substâncias químicas. OJornalCidadetrazalgumas dicas e informações úteis para queaspessoasmantenham-sevi- gilantes com relação a esse mal. O álcool inibe a produção do hormônio antidiurético (ADH), que regula o teor de água no or- ganismo,oquelevaoindivíduoa urinar com frequência maior do que a normal. Daí a importância deconsumirbastantelíquidoan- tes, durante e após a ingestão do álcool,explicaamédicaclínicado CentroEstadualdeTratamentoe ReabilitaçãodeAdictosdoRiode Janeiro, Tereza Knett. Outrofatorinerenteaoconsu- mo excessivo de álcool é a sensa- ção de coragem e a desinibição a ele associadas. O fato, segundo a médica, é um dos primeiros efei- tos causados pelo consumo exa- geradodabebida.“Alémdeteros reflexos diminuídos e a perda do senso de distância, a pessoa per- de a noção do perigo quando be- be em excesso, o que, no caso na direção, pode causar batidas vio- lentas, arriscando a própria vida eadeinocentes”,alerta.Oquadro de intoxicação pode evoluir para o coma alcoólico. ESTATÍSTICAS Homens x Mulheres Os homens consomem mais de três vezes a quantidade das mu- lheres em litros de álcool puro. Para eles, a média é de 13 litros porano.Jáparaelas,éde4litros. Entretanto, se for considerada apenas a população de bebedo- res, a diferença cai para apenas o dobro: os homens com 18 litros e as mulheres com 9. Bebida x morte Acada100milmortes,12,2pode- riamserevitadassenãohouvesse consumo de álcool, mostra uma pesquisa realizada pela Organi- zação Pan-Americana da Saúde (Opas) em 2015. Por ano, o álco- ol aparece na causa de morte de 80 mil pessoas nas Américas. O Brasil tem a quinta maior taxa – amaisaltaéadeElSalvador,com 27,4/100 mil mortes, e a mais bai- xa é a da Colômbia, com 1,8. SegundoaOrganizaçãoMun- dialdeSaúde,maisde3%dapopu- lação brasileira acima de 15 anos deidadeéconsideradaalcoólatra. Parecepouco,masessaporcenta- gemequivaleamaisde4milhões depessoas.Etemmais,mesmoos quenãosãodependentesdeálco- ol estão bebendo mais. De acor- do com o estudo divulgado pela OMS,obrasileirobebe8,7%litros de álcool puro por pessoa a ca- da ano, contra a média global de 6,2%. Desconsiderando o total da população que não bebe (42,3%), a média de consumo de álcool é ainda maior: 15,1 litros por ano. EmborapaísesdaEuropalide- remorankingdeconsumoperca- pita, a OMS chama a atenção jus- tamenteparaofatodeoBrasilser umdospaísesemquesemaisre- gistramcasosdeabusodeconsu- mo. DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br “Estou livre do álcool há 7 anos. Decidi abandonar o vício por estar cansada de sofrer. O álcool me levou às outras drogas, eu cheguei a morar na rua. E foi che- gar nessa situação que me despertou para a possibilidade de uma vida além do alcoolismo.Comeceiabeberaos13anosesóconseguiabandonarovícioaos27 anos.Deusfoimeumaiorapoionessadecisão.Naépocaeumoravasozinhaaqui emLagoadaPrata.RecebiaajudadaCarol(assistentesocial)edoNelson(con- selheirotutelar),masoprincipalfoiaminhavontadedemudardevida.Minhavi- dahojeéumamaravilha,édifícilatédescrevercomovivodepoisdasobriedade. Opiorqueoálcoolprovocanavidadaspessoaséodesprezo.Odesprezodói muito. A gente perde a figura de ser humano e se torna quase que uma escória dasociedade.Pormaisqueasociedadereconheçaanecessidadeeofereçaaju- da, a vontade maior tem que partir da gente. A sociedade só acreditou em mim quando eu acreditei. Não havia convívio familiar. Perdi a guarda e o contato com meus filhos. E foi um grande sofrimen- to para eles. Hoje meu maior prazer é a minha filha sair comigo e ter orgulho de apresentar a mãe. O principal papel da família é não passar a mão na cabeça do alcoólico. Per- manecer firme, buscar ajuda e caso a pessoa não queira internação, que arque com as consequências. Porque a pessoa que está presa no vício vê todos como inimigos. A adicção (vício) deixa em nós um autoengano muito grande. Achamos que temosocontroledetudo,quando,narealidade,nãotemoscontrolealgum.Mes- mo que seja extremamente difícil e lento, você admite que perdeu o controle e precisadeajuda.Sóquandoapessoacheganessepontoconseguebuscarapoio. Depoisquesaídacasaderecuperaçãooprimeiropassofoievitarpessoaseluga- resdaminhaantigavida.Foiumamudançacompleta.Demoradoraderuaafun- cionáriapúblicahoje.Meorgulhodetermeuempregoeestarcomosmeusfilhos. Digo aqueles que estão lendo esta reportagem: não desistam! O alcoolismo não tem cura, mas tem controle”. Susan Kelem é mãe, esposa e funcionária pública da prefeitura de Lagoa da Prata. Kelem, como é conhecida, viveu durante muitos anos o pesadelo de consumir ál- cool 24 horas por dia. E o vício alcoólico fez com que ela usasse outras drogas, co- mo maconha e cocaína. Com a ajuda dos Alcoólicos Anônimos (AA) e outros gru- pos ela se libertou do vício do álcool há sete anos. Susan Kelem diz que hoje sua maior felicidade é ver sua filha a apresentando com orgulho para os amigos dela. LIVRE DO VÍCIO E A IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA “Minha vida hoje é uma maravilha, é difícil até descrever como vivo depois da sobriedade” A foto ao lado (do período em que estava envolvida com a bebida) é a maior motivação para Kelen na caminhada da sobriedade. Para quem quiser uma ajuda ou orientação sobre o alcoolismo, po- de frequentar as reuniões, que acontecem na rua Rio de Janeiro (no salão do SOS), toda terça-feira às 19h30 e aos domingos às 9h. FOTOS:ARQUIVOPESSAL/JÉSSICARIBEIRO
  8. 8. Lagoa da Prata, 18/02/20168 GUIA COMERCIAL A partir de R$ 100,00 mensais você anuncia em todas as edições do Jornal Cidade! Ligue agora no 37 3261-9885 ou 9 9198-5939 para agendar uma visita sem compromisso.
  9. 9. jornalcidademg.com.br 18/02/2016 9ESPECIAL A Igreja Católica celebra o perío- do da Campanha da Fraternida- de 2016. Neste ano o tema escolhido foi “Casa comum, nossa responsabi- lidade” e o lema será “Quero ver o di- reito brotar como fonte e correr a jus- tiçaqualriachoquenãoseca”. ACam- panha da Fraternidade deste ano tem comoobjetivogeral“assegurarodirei- toaosaneamentobásicoparatodasas pessoaseempenhá-las,àluzdafé,por políticaspúblicaseatitudesresponsá- veisquegarantamaintegridadeeofu- turo da Casa Comum”. Jornal Cidade: Como surgiu a Campanha da Fraternida- de? PadrePatriky:Acampanhadafrater- nidade é uma iniciativa genuinamen- tebrasileira.NasceunoRioGrandedo NortecomDomEugênioSalles.Acam- panhadafraternidadedesseanodese- jadespertaremnossoscoraçõesumal- goamaisnonossocaminhodeconver- são. Inspirado em todo magistério do papa Francisco, que tem sido um ex- poente para falar da questão ecológi- ca. O tema desse ano vai ao encontro do que o Papa vem pedindo. O plane- ta não suporta uma sociedade consu- mista que nós construímos. Comoseráaabordagemda campanha? Durante cinco semanas serão aborda- dos temas que envolvem o meio am- biente, como a água, coleta seletiva, cuidadoscomasárvores,reaproveita- mento,reciclagemecomoapessoapo- derá fazer a parte dela. Também será feita a distribuição de muda de árvo- re após a celebração da missa do final de semana. Quaisasreligiõesqueparti- ciparão da campanha? Esta é a quarta campanha da fraterni- dadeecumênica.Asigrejasexpoentes são as do Conselho Nacional das Igre- jasCristãs(Conic).ParticipamaIgreja Católica, a Igreja Evangélica de Con- fissão Luterana no Brasil, Igreja Epis- copal Anglicana, Igreja Presbiteriana Unida, Igreja Sírian Ortodoxa, Cen- tro Ecumênico de Serviço e Evangeli- zação, a Igreja Visão Mundial, Alian- ça dos Batistas do Brasil, e as igrejas evangélicas são chamadas também a ser parceiras nesse tema que é co- mum a todos nós. Aqueles que creem no Cristo devem colocar em prática o que ele disse: “Eu vim para que todos tenham vida, e tenham em abundân- cia e plenitude”. Qual o fator determinante para que a campanha seja bem sucedida? A união entre as pessoas é fundamen- tal para que a campanha seja bem su- cedida. Segundo dados levantados no texto da campanha, são cerca de 100 milhões de brasileiros sem aces- so à água potável, coleta de lixo, tra- tamento de esgoto, que atinge direta- menteaqualidadedevidadaspessoas, sobretudo, os pobres. O foco é a gente pensarnosaneamento.Ocuidadocom a água é muito importante, sem falar nosproblemascausadospelodescuido comaágua,oAedesaegypti,causador da dengue, zika e chicungunya é um exemplo.Ochamadodesenvolvimen- tosustentávelsóvaiserpossívelquan- do for sustentado pelas nossas ações. Vamos falar um pouco so- bre a Quaresma. Como a Igreja está se preparando para este período de refle- xão? Éumaépocaparasilenciarocoraçãoe ouvirosapelosdeDeus.São40diasde intensa preparação para a celebração dapáscoa.Agrandecelebraçãodanos- sa fé é o ministério pascoal de Cristo. Este ano é favorável para experimen- tarmoseanunciarmosamisericórdia deDeus.Nesses5domingosqueante- cedem a Páscoa nós resgataremos, de certa forma, a catequese quaresmal. Esseéomomentoparafazerumapau- sa,examinarnossavidaenospreparar para celebrar a páscoa. Este ano a igreja recebeu um pedido especial do Pa- pa. Qual foi a solicitação? Em 2016 a Igreja é chamada para ser um sinal transbordante da misericór- dia de Deus em um tempo que se vive oindividualismo,aintolerânciaeain- diferença. A quaresma desse ano tem um colorido diferente, pois se encon- tra dentro do ano santo da misericór- dia, que o papa Francisco proclamou. Nós somos chamados a crescer no ca- minho da misericórdia, desprovidos dequalquerpreconceitoejulgamento. Qual o verdadeiro sentido do jejum na Quaresma? Quando Jesus fala do jejum no evan- gelhodizquedevemosjejuarcomale- gria. O sentido do jejum é a alegria de pertencermos a Deus e partilhar com quemnadatemaquiloquenóstemos. Oprimeirosentidodojejuméquepre- cisamos nos esvaziar de algumas coi- sas para que Deus tome o lugar nas nossas vidas. Se a gente abstém de al- gumas refeições por um dia ou de- terminado período de tempo, a gen- te quer dispor nosso espírito para ser alimentado por aquilo que é único e necessário na nossa vida. Outro senti- dodojejum,queébelíssimotambém, é a solidariedade com aqueles que na- da têm. Quando se trata de jejum, o cristãodevelevaremconsi- deração somente o alimen- to? O jejum deve ir além da não alimen- tação.Temgentequenaquaresmafaz jejumdenãocomercarne,pãoounão beberrefrigeranteeissoeaquilo,mas se a gente faz isso por fazer e não re- verteaquiloqueiríamosutilizar,esta- mosfazendoqualquercoisa,menosje- jum e sacrifício. Tem gente que deixa de comer carne, mas devora a vida do irmão. Seja falando mal, julgando ou condenando. A atitude de Jesus é jus- tamente outra. DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br ENTREVISTA: PADRE PATRIKY Paróco da Paróquia São Carlos Borromeu “Tem gente que deixa de comer carne, mas devora a vida do irmão. Seja falando mal, julgando ou condenando. A atitude de Jesus é justamente outra.” Religioso falou sobre a proposta da Campanha da Fraternidade 2016, da Igreja Católica,que pela quarta vez será celebrada integrada com outras religiões “O primeiro sentido do jejum é que precisamos nos esvaziar de algumas coisas para que Deus tome o lugar nas nossas vidas. Outro sentido do jejum, que é belíssimo também, é a solidariedade com aqueles que nada têm.” FOTO: RHAIANE CARVALHO
  10. 10. Lagoa da Prata, 18/02/201610 ESPORTES FOTOS: ASCOM PMLP 1º Campeonato de Vôlei Futuro é realizado em Lagoa da Prata Entreosdias13e14defeve- reirofoirealizadoo1ºCam- peonato de Vôlei Futuro. As dis- putas foram realizadas na Praça de Esportes e na quadra do Bair- ro Gomes. Foram disputadas as categorias adulto livre (masculi- no e feminino) e infanto/juvenil (masculino).Cercade200atletas deváriascidadesdaregiãodispu- taram a competição. Atualmente,umgrupodejo- vens lagopratenses buscam re- erguer a modalidade no municí- pio,quejáfoialvodemuitaspre- miaçõesregionaisenacionais.De acordo com um dos organizado- res do evento, Maurício Júnior, a ideia é trazer mais campeonatos paraomunicípioeangariarmais atletas para as disputas. OtimedeLagoadaPratasem- pre se destacava nos Jogos do In- terior de Minas (Jimi) e até par- ticipoudocampeonatomineiro, disputando contra os principais timesprofissionaisdoestado.“O time de vôlei disputou campeo- natosde1988a2006eeratemido pelos adversários”, lembra Mau- rício. DA REDAÇÃO contato@jornalcidademg.com.br Infanto-juvenil 1° lugar - Paraopeba 2° lugar - Diviminas 3° lugar - Carmo do Cajuru Feminino Adulto 1° lugar - Pimenta 2°lugar-LigadeB.Horizonte 3° lugar - Pará de Minas Masculino Adulto 1° lugar-Upv/BeloHorizonte 2° lugar - Diviminas 3° lugar - Lagoa da Prata •CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO
  11. 11. jornalcidademg.com.br 18/02/2016 11COLUNISTAS www.pharlab.com.br facebook.com/pharlab @Pharlab pharlab_oficial Sua saúde é preciosa para nós Produzir medicamentos exige muito mais do que tecnologia, exige responsabilidade. A Pharlab sabe que seus produtos fazem parte do dia a dia de muitas pessoas ajudando no tratamento de muitas doenças. Mas também sabe que a prevenção continua sendo a melhor maneira de evitá-las. Manter uma rotina de atividades físicas, passeios, alimentação saudável, dentre outras, são excelentes formas de combater o estresse e levar uma vida muito mais saudável. Cervelli PRATIQUE ESPORTES FAÇA CAMINHADAS MANTENHA SEU SONO EM DIA FAÇA EXAMES MÉDICOS PERIODICAMENTE TENHA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL MANTENHA O SEU PESO IDEAL Anuncio Jornal Cidade 16-02.indd 1 16/02/16 15:34 Dezoitohoras.Navizinha,ouve-seain- tensidade de uma música instrumen- tal, reconhecida até por aqueles afas- tados dos dogmas religiosos, mas que certa- mentejáouviramacançãoemapresentações orquestradas. Tradicionalmente, é a hora da Ave Maria em qualquer lugar dos pedaços do planeta. Olho para os lados e vejo o gesto do sinal da cruz sendo repetido. Emociono-me. Relembro de momentos históricos, do passa- dorecente,quandomoravanointeriordeMi- nas. Sempre sinto saudade das minhas raízes assim que ouço qualquer versão da melodia que enaltece a mãe de Jesus. Fechei as pálpebras. Começou o filme das lembranças... Estamosnasemanapós-carnaval,período das recordações da infância, época em que a preocupação era apenas encapar os cadernos para a volta às aulas. Elas já haviam iniciado, porémastarefassóexistiamapósaQuarta-fei- radeCinzas.Aliçãonoquadroverde,masque chamavam de negro, era a mesma em qual- quer escola: todos os alunos deveriam fazer uma redação para contar as aventuras das fé- rias. Geralmente, com meus pais e irmãos, ía- mosparaItaocaouGuarapari,noEspíritoSan- to,ouíamosnumaexcursãoparaCaboFrio,no RiodeJaneiro.Gostavadosdiasemqueficava na fazenda da tia Ritinha, em Luz, ou visitava meus primos em Lagoa da Prata para brincar- mos com o famoso boto. Tempo bom... Com a mente acelerada, no ritmo da Ave Maria, que ainda embalava os pensamentos, vieram as imagens da adolescência. Sábado à noite, ensaiávamos a serenata que seria sur- presa para algum aniversariante durante o mês, mas antes fazíamos a reunião no grupo de jovens da igreja. Dominadopelasnotasaltasdacantora,ine- briadopelaspalavrassacras,tambémdivaguei nas atitudes rebeldes da minha adolescência. Acredito que Nossa Senhora das Graças me protegeu quando fugi de casa, por uma sema- na, para descansar de alguns problemas juve- nis.Outravez,pegueiaestradarumoaDivinó- polis para “passar um dia diferente”, dizendo que iria estudar com colegas na biblioteca. Is- so com uns 13 anos, sem conhecer nenhuma ruadaCidadedoDivino.Nesseinstante,recor- dei-medaocasiãoemquesóvestiaroupaspre- tas,atécomosolmaisimponente,sóparacon- testar a obrigatoriedade do uniforme escolar composto de blusa branca e calça jeans. Con- tudo, no balanço das confusões, não dei mui- to trabalho para a Virgem Maria. O mundo girou alguns anos, deixando a nostalgia.Agora,comatrilhasonoramarcan- te da fé mariana, tenho histórias para recor- dar. E para escrever. Amém. *JulianoAzevedoéummineirodemuitafé! Jornalista,Escritor,ChefedeRedaçãodaTV Alterosa/SBT Minas, Mestrando em Estu- dosCulturaisContemporâneospelaUniver- sidade FUMEC, Professor de Redação Pu- blicitária na Faculdade INAP e Palestran- te. Blogueiro no www.julianoazevedo.blo- gspot.com, twitteiro no perfil @julianoa- zevedo, fotógrafo no Instagram @juliano- azevedo. JULIANO AZEVEDO julianoazevedo@gmail.com A CANÇÃO DO PRESENTE
  12. 12. Lagoa da Prata, 18/02/201612 COOPERATIVISMO SICOOB CREDIPRATA fecha parceria com a FACULDADE ALIS de Bom Despacho O SICOOB CREDIPRATA em parceria com a Faculda- deALISdeBomDespachofirma- ram no dia 15 de fevereiro o con- vênio de concessão de desconto de30%nasparcelasdegraduação (noprimeirosemestre)e20%em pós-graduação(total)paracolabo- radores, associados e familiares. A ALIS é uma instituição de ensino superior mantida pelo Instituto FACEB educação e, em parceria com o SICOOB CREDI- PRATA concederá o desconto pa- ra os pagamentos realizados até a data de vencimento. De acordo com o coordena- dor acadêmico do curso de Siste- mas de Informação e responsá- vel pelo projeto, Cristiano Lopes MartinsBorges,alémdocompro- misso educacional a faculdade tem o social. “Esta parceria vem reforçarapresençada faculdade deBomDespachonocontextode Lagoa da Prata. A exemplo do SI- COOBCREDIPRATA nóstemoso Oconvênioconcederá30% nas parcelas de graduação (no primeiro semestre) e 20%empós-graduação(to- tal) para colaboradores, as- sociados e familiares. compromisso social resguarda- do em nossa missão. Esta parce- ria vem gerar muita sinergia pa- ra atingir um objetivo maior”. Borges também enfatizou que a parceria irá garantir mui- tosfrutos.“Acreditoqueaparce- riairágerarmuitosbenefíciospa- ra os colaboradores, cooperados efamiliares.AfaculdadedeBom DespachoeoSICOOBCREDIPRA- TA serão meios para chegar a es- se público maior, que são os coo- perados e familiares”, afirmou. Segundoumdosdiretoresdo SICOOB CREDIPRATA, Ivo Gon- tijo, a parceria surgiu após uma conversa entre representantes da cooperativa e da instituição de ensino. “A faculdade ALIS de Bom Despacho é uma das mais estruturadas da região e tem vá- rios cursos que atendem o nos- so público de associados. As du- as instituições buscam o desen- volvimento econômico-social, poisabasedocrescimentodare- gião passa pelo caminho da edu- cação”, enfatizou. Gontijo também destacou que a parceria beneficiará mui- tas pessoas. “Ainda não sabemos aocertoquantaspessoasdeverão serbeneficiadas,poistemos7mil associados. Esperamos que não tenha limite de tempo e nem de pessoas”, afirmou. Hoje, a ALIS Bom Despacho possuicercade5milalunos.“Es- tamos localizados na mesma re- gião da faculdade e, os cursos vemdeencontroàsnecessidades de nossos associados. Esta parce- ria fará com que as pessoas evi- tem de se deslocarem para cida- des mais distantes”, destacou. INFORMATIVO INSTITUCIONAL DiretoresIvoGontijoeAntônioClaretcomCristianoBorges(centro),responsávelpeloprojeto. Crediprata A cada R$ 100 em compras com seu Sicoobcard, você recebe um número da sorte para concorrer a 9 Etios Hatch e 9TVs 40’’de LED. E ainda pode concorrer a 5 S10 no sorteio final! Participe! Quanto mais você usar seu Sicoobcard, mais chances tem de ganhar! CAMPANHA VÁLIDA PARA CARTÕES DE CRÉDITO E DÉBITO Participação de 1º/12/2015 a 29/2/2016 para pessoas maiores de 18 anos e pessoas jurídicas, associadas a uma das cooperativas das nove regiões filiadas ao Sicoob Central Crediminas, portadoras de cartão Sicoobcard participante. Sorteios: 20/1/16 - nove Etios Hatch X, um por região; 16/3/16 - noveTVs 40”de LED, uma por região; 30/3/16 - cinco S10 LT entre os ganhadores dasTVs. Consulte cooperativas participantes, demais condições, descrição e distribuição dos prêmios no regulamento no site www.cartaopremiadosicoob.com.br. Imagens meramente ilustrativas. Certificado de Autorização SEAE/MF nº 04/0442/2015. Campanha exclusiva para associados das cooperativas filiadas ao Sicoob Central Crediminas. Consulte as cooperativas participantes e o regulamento no site cartaopremiadosicoobcard.com.br INFORMAÇÕES •ParaquemdesejarsaberoscursosoferecidospelaALISBomDes- pacho é só acessar o site: www.faculdadealis.com.br/bomdespacho •Asmatrículaspoderãoserfeitasaté24demarço.Confiraasda- tas dos vestibulares em: www.vestibularbomdespacho.com.br *Para obter o desconto, o aluno deverá procurar uma agência do SICOOB CREDIPRATA (Lagoa da Prata, Moema, Japaraíba e Esteios), após a sua aprovação,esolicitarumadeclaraçãocomprovandoovínculocomacoo- perativa que será apresentada no ato da matrícula.

×