Palestra araguaina christian

537 visualizações

Publicada em

Palestra araguaina christian

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
537
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
45
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestra araguaina christian

  1. 1. Christian Costa Médico Veterinário OuroFino Agronegócios Uso da IA e da IATF para aumentar a eficiência reprodutiva de vacas de corte
  2. 2. Objetivos da atividade agropecuária!
  3. 3. Sistema de produção QUANTIDADE produzir o maior número QUALIDADE produzir a melhor carne
  4. 4. QUANTIDADE EFICIÊNCIA REPRODUTIVA
  5. 5. Como ser EFICIENTE? Reduzindo o intervalo entre partos 1 bezerro/vaca/ano
  6. 6. Gestação Parto (1) D-30 Involução uterina Período de concepção Concepção Quando precisamos emprenhar as vacas para termos uma melhor eficência??? Parto (2) Intervalo entre partos (12 meses) Período de serviço (75 dias) Gestação 290 dias (Bos Indicus)
  7. 7. Intervalo entre partos X Taxa de nascimento
  8. 8. TABELA - Efeito dos períodos de serviço e gestação sobre o intervalo entre partos e taxa de nascimento Período de Serviço (dias) Período de gestação (meses) Intervalo entre-partos (meses) Taxa de nascimentos (%) 435 (14,5m) 9,5 24 50 315 (10,5m) 9,5 20 60 255 (8,5m) 9,5 18 65 225 (7,5m) 9,5 17 70 195 (6,5m) 9,5 16 75 165 (5,5m) 9,5 15 80 135 (4,5m) 9,5 14 86 105 (3,5m) 9,5 13 90 75 (2,5m) 9,5 12 100 FONSECA (1991)
  9. 9. QUALIDADE DOS ANIMAIS MELHORAMENTO GENÉTICO
  10. 10. POR QUE INSEMINAR? Para reproduzir com qualidade!!!
  11. 11. POR QUE INSEMINAR? Para reproduzir com qualidade!!!
  12. 12. MELHORAMENTO GENÉTICO Touro testado X Rebanho comercial Novilhas para reposição Animais para abate com maior ganho de peso e rendimento de carcaça
  13. 13. CRUZAMENTO INDUSTRIAL
  14. 14. PADRONIZAÇÃO DE LOTES POR NASCIMENTO/DESMAMA/ABATE
  15. 15. Lotes padronizados
  16. 16. Já que a IA é tão importante.... ...quanto estamos inseminando no Brasil????
  17. 17. Fêmeas em idade reprodutiva Fêmeas inseminadas 88,1% Animais em reprodução 56 milhões Total de sêmen comercializado = 12 milhões doses / ano Asbia, 2014 1,8 doses/ concepção ~11,9% do rebanho brasileiro é inseminado artificialmente
  18. 18. Porquê só 11,9% das vacas são inseminadas??? 1.BAIXA EFICIÊNCIA NA DETECÇÃO DO CIO 2. REDUZIDO NÚMERO DE VACAS CICLANDO NO PERÍODO PÓS-PARTO
  19. 19. DETECÇÃO DE CIO
  20. 20. O período mínimo para observação de cio são: 2 vezes por dia  1 hora (Chuva, sol, frio, calor, final de semana e feriado) ...7 dias na semana, 30 dias no mês e 365 dias no ano. Observação de cio: O GRANDE PROBLEMA DA I.A. Fêmeas Bos indicus apresentam cio de curta duração
  21. 21. A detecção do cio é fator limitante para o emprego da I.A.
  22. 22. Cada cio perdido ocorre atraso de no mínimo 21 dias no intervalo parto/concepção
  23. 23. ANESTRO PÓS-PARTO
  24. 24. Parto 70 a 80 dias 100 a 250 dias I.A. I.A. Baixa eficiência reprodutiva IEP 12 meses IEP > 15, 16... m ⓟ
  25. 25. Porcentagem de Vacas de corte manifestando cio entre 60 a 70 dias pós parto  Primeiro estudo: 24,3% (52/214 vacas Nelore)  Segundo estudo: 15,0% (77/521 vacas de corte) Baruselli et al., (2002) e Sales et al., (2009)
  26. 26. BAIXA EFICIÊNCIA REPRODUTIVA Vacas não inseminadas e intervalo entre partos longo RESULTADO FINAL:
  27. 27. IATF Melhoramento genético (qualidade) + Eficiência Reprodutiva (quantidade)
  28. 28. IATF Para sincronizar a ovulação são utilizados hormônios semelhantes aos produzidos pela vaca durante a sua vida reprodutiva A aplicação de tais hormônios imita o ciclo que ocorre naturalmente!!!
  29. 29. Inserção do dispositivo intravaginal de progesterona
  30. 30. Retirada dos dispositivos intravaginais de progesterona
  31. 31. IATF Médico Veterinário: Márcio de Oliveira Marques
  32. 32. Benefícios da IATF  Elimina a necessidade de detecção de cio;  Induzir ciclicidade em fêmeas no período pós-parto;  Diminui o intervalo entre partos;  Concentra o retorno ao cio;  Antecipa a prenhez para o inicio da estação;  Eleva a quantidade de vacas prenhez na estação;
  33. 33. EFICIÊNCIA REPRODUTIVA DE VACAS DE CORTE INSEMINADAS EM TEMPO FIXO
  34. 34. Protocolo experimental Touro Touro Dia 0 IATF Obs. cios Dia 0 Dia 90 Dia 90  600 vacas Nelore paridas (55 a 70 dias; 10/08 a 25/08) Touro Dia 0 IATF Dia 90 Dia 45 Dia 45 Dia 45 US 30d US 30d US 70d US 70d Dia 10 Touro Dia 0 Obs. cios Dia 90Dia 45 US 70d US 70d US 120d US 120d US 120d US 120d (Penteado et al.,2005)20/10/2004
  35. 35. Gráfico 1. Estimativa da prenhez acumulada de vacas Nelore submetidas a diferentes tipos de manejo durante a estação de monta (n=594). Camapuã. 2005. (Penteado et al., 2005) 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 0 5 10 15 20 25 30 35 40 45 50 55 60 65 70 75 80 85 90 Dias de Estação de Monta TaxadePrenhez(%) IA conv IATF + IA IATF+touro Touro a c d b b a 8,0% 11,8% 31,0% 21,0%
  36. 36. Gráfico 1. Estimativa da prenhez acumulada de vacas Nelore submetidas a diferentes tipos de manejo durante a estação de monta (n=594). Camapuã. 2005. (Penteado et al., 2005) 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 0 5 10 15 20 25 30 35 40 45 50 55 60 65 70 75 80 85 90 Dias de Estação de Monta TaxadePrenhez(%) IA conv IATF + IA IATF+touro Touro 50% das fêmeas prenhas no 1º mês de EM
  37. 37. Apresentação de resultados estação de monta 2013/2014 Fazenda Vale Sereno Cumarú do Norte-PA
  38. 38. Informações sobre a estação de monta A fazenda protocolou 24.500 vacas na estação 2013/2014; 20 lotes, 4.365 vacas, foram avaliados com US 30 dias após a inseminação; As vacas, no momento do US, diagnosticadas vazias (1207) foram ressincronizadas.
  39. 39. Preparação da equipe.
  40. 40. Capacitação da equipe
  41. 41. Treinamento de manejo racional.
  42. 42. Manejos supervisionados
  43. 43. Placa afixada nos currais: reduzir erros!
  44. 44. Pasto Maternidade Vacas 2ª. e 3ª. cria Vacas Prenhes Vacas PrenhesVacas paridas Vacas paridas Formação de lotes de vacas paridas Médico Veterinário: Márcio de Oliveira Marques
  45. 45. Manejo do lote Dia 0 - Implante Recolhimento do lote no Curral (último parto há 30 dias) Médico Veterinário: Márcio de Oliveira Marques
  46. 46. Ouro Fino Saúde Animal
  47. 47. Manejo do Lote Dia 8 – Retirada dos Dispositivos Médico Veterinário: Márcio de Oliveira Marques
  48. 48. Retirada do dispositivo. Observação!!!
  49. 49. Manejo do Lote Dia 10 – IATF Recolhimento do lote para INSEMINAÇÃO Médico Veterinário: Márcio de Oliveira Marques
  50. 50. IATF
  51. 51. Avaliação dos resultados Manejo reprodutivo dos lotes que foram sincronizados e ressincronizados
  52. 52. Resultados obtidos
  53. 53. LOTE QUANT. PRENHA TX PRENHEZ % 1 287 190 65 2 197 137 69,5 3 294 178 60,5 4 106 73 68 5 196 129 65,8 6 156 76 48,7 7 277 185 66,8 8 239 153 64 9 243 131 53 10 21 16 66 11 119 80 67,2 12 295 175 59,3 13 279 161 59,8 14 265 171 64,5 2974 1855 62,37 Taxa de prenhez na IATF em multíparas O diagnóstico foi realizado entre os dias 29 e 31 pós IATF Informações disponibilizadas pelo veterinário da fazenda
  54. 54. Taxa de prenhez na IATF em primíparas O diagnóstico foi realizado entre os dias 29 e 31 pós IATF LOTE QUANT. PRENHA TX PRENHEZ % 15 343 161 47 16 246 131 53,3 17 247 95 38,5 18 148 50 33,8 19 209 105 50,2 20 198 101 50,7 1391 643 46,22 Informações disponibilizadas pelo veterinário da fazenda
  55. 55. Avaliação dos resultados 28% dos animais são primíparas Informações disponibilizadas pelo veterinário da fazenda
  56. 56. QUANT. / LOTES PRENHA TX PRENHEZ % quant./ Ress prenhas /ress tx da ress.% 287 190 65 103 56 54,36 85 197 137 69,5 58 38 65,5 85,3 294 178 60,5 119 53 44,5 76,9 106 73 68 33 21 63,6 87 196 129 65,8 67 39 58,2 84,2 277 185 66,8 92 50 54,3 84,8 239 153 64 86 45 52,3 82,8 243 131 53 112 65 58 80,6 265 171 64,5 92 53 57,6 84,5 343 161 47 180 42 23,3 58,6 246 131 53,3 113 41 36,2 67,5 247 95 38,5 152 70 46 66,8 1º IATF ressincronização Prenhez acumulada Taxa de prenhez na 1ª e 2ª IATF Na prenhez acumulada já estão descontadas as absorções que ocorreram do DG aos 30 dias até os 70 dias pós IATF das vacas prenhez do 1º serviço.
  57. 57. Avaliação dos resultados 28% dos animais são primíparas Informações disponibilizadas pelo veterinário da fazenda
  58. 58. Avaliação dos resultados "A utilização da IATF com ressincronização como manejo estratégico aumenta a proporção de animais prenhes na primeira metade da estação de monta (possibilitando alcançar intervalo entre partos próximo a 12 meses: produção de um bezerro vaca/ano), além de aumentar o número de bezerros oriundos de IA (intensificando o melhoramento genético do rebanho)“ Manoel Francisco de Sá Filho¹, Lais Mendes Vieira¹, Márcio de Oliveira Marques¹, Pietro Sampaio Baruselli
  59. 59. Avaliação dos resultados em função das variáveis .
  60. 60. Taxa de prenhez em função do touro Informações disponibilizadas pelo veterinário da fazenda
  61. 61. Taxa de prenhez em função dos inseminadores Informações disponibilizadas pelo veterinário da fazenda
  62. 62. Taxa de prenhez em função da partida Informações disponibilizadas pelo veterinário da fazenda
  63. 63. LINHA HORMONAL OUROFINO
  64. 64. Muito obrigado!!!!

×