Apresentacao mjoao

286 visualizações

Publicada em

Tese MIEC Maria João Lima Venâncio
Avaliação da Implementação do BIM - Building Information Modeling em Portugal
Mais informação:
http://paginas.fe.up.pt/~gequaltec/w/index.php?title=Lista_de_teses_MIEC

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
286
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Principais fontes de conhecimento, tendo em análise o total de respostas, pesquisa com 47% e formação profissional com 36%

    Regista-se tendência da percentagem de respondentes que conhece BIM diminui com o aumento da idade.
    Em termos de formação, os arquitetos conhecem mais do que os engenheiros.
  • Todas as áreas estavam associadas ao conceito BIM, poucos respondentes identificaram todos. Há uma perceção do BIM diferente para cada grupo, é uma noção pouco consistente e poderá ser assim porque o conhecimento foi obtido por pesquisa na maioria dos respondentes.
  • Apresentacao mjoao

    1. 1. AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM – BUILDING INFORMATION MODELING EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio Apresentação da Dissertação para obtenção do grau de MESTRE EM ENGENHARIA CIVIL — ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÕES CIVIS Orientador: Professor Doutor João Pedro Poças Martins 16 julho de 2015
    2. 2. 2AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 ÍNDICE 1. METODOLOGIA DA DISSERTAÇÃO 2. ANÁLISE DE ESTUDOS DE INQUÉRITOS REALIZADOS 3. ELABORAÇÃO DOS INQUÉRITOS 4. ESTRUTURA DOS INQUÉRITOS 5. ANÁLISE DOS RESULTADOS 6. ORIENTAÇÕES ESTRATÉGICAS DE IMPLEMENTAÇÃO ENQUADRAMENTO INQUÉRITO RESULTADOS CONCLUSÕES
    3. 3. 3AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 ENQUADRAMENTO Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões
    4. 4. 4AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões 1. METODOLOGIA DA DISSERTAÇÃO CONCLUSÕES E DESENVOLVIMENTOS FUTUROS QUESTÃO DA INVESTIGAÇÃO Avaliação da Implementação BIM em Portugal ANÁLISE DO ESTADO DA ARTE Pesquisa bibliográfica focada na avaliação da implementação noutros países. IDENTIFICAÇÃO DO UNIVERSO A INQUIRIR Principais grupos envolvidos no processo de uma edificação: Donos de obra, Projetistas, Entidades licenciadoras, empresas de construção e instituições de ensino superior. PREPARAÇÃO E ELABORAÇÃO DE INQUÉRITOS Envio dos inquéritos por correio eletrónico, usando a ferramenta de formulários Google Docs. ANÁLISE DE RESULTADOS Tratamento dados pelo Google Docs e análise correlacional com software SPSS – Statistical Product and Service Solutions. RECOLHA DE DADOS
    5. 5. 5AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões INQUÉRITO
    6. 6. 6AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões Inquérito realizado nos Estados Unidos, em 2009, a gabinetes de projeto, empresas de construção, donos de obra, fabricantes e outros intervenientes na indústria AEC. . Inquérito realizado, em 2013 a empresas de construção que já tinham implementaram BIM, em 10 países: Japão, Coreia do Sul, Austrália, Nova Zelândia, Canadá, Reino Unido, França, Alemanha, Brasil e Estados Unidos. Inquérito e entrevistas em Portugal, em 2011, a donos de obra públicos, privados e a projetistas, motivos que originam desvios de custos e incumprimento de prazos nos processos tradicionais e que seriam minimizados com o BIM. 2. ANÁLISE DE ESTUDOS DE INQUÉRITOS REALIZADOS Inquérito realizado no Brasil em 2009 a um pequeno grupo de gabinetes de projeto arquitetura sobre a implementação de BIM.
    7. 7. 7AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões • Procurar conhecer e partilhar conhecimento relativamente ao nível de implementação do BIM em Portugal. MOTIVAÇÃO 3. ELABORAÇÃO DOS INQUÉRITOS • Gabinetes de projeto • Câmaras Municipais • Empresas de Construção • Donos de Obra • Instituições de Ensino Superior 5 INQUÉRITOS INDEPENDENTES
    8. 8. 8AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões 4. ESTRUTURA DOS INQUÉRITOS • Idade; • Tipo de formação; • Função desempenhada. CARACTERIZAÇÃO DOS RESPONDENTES • Localização; • Dimensão da empresa; Nº funcionários; • Classe pertencente / tipo de Instituição de Ensino Superior / cursos que leciona; • Tipo de atividade / projeto que desenvolve. CARACTERIZAÇÃO DA ENTIDADE INQUIRIDA • Conhecimento / Desconhecimento; • Fonte de obtenção do conhecimento; • Conceitos a que associa o termo “BIM”; • Atualização relativamente à evolução internacional; • Motivos para uma maior adesão. AVALIAÇÃO DO CONHECIMENTO SOBRE A METODOLOGIA • Implementação / Não implementação de BIM; • Nível e tempo de implementação; • Benefícios detetados; Fatores de sucesso; • Investimento e ROI; • Solicitação nacional, internacional ou ambas; • Razões para não implementação (se aplicável) e se ponderam a implementação. AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DA METODOLOGIA BIM OU DA DECISÃO DA NÃO IMPLEMENTAÇÃO
    9. 9. 9AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões RESULTADOS
    10. 10. 10AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões 5. ANÁLISE DE RESULTADOS 5.1. PERFIL DOS RESPONDENTES 5.2. CONHECIMENTO DO CONCEITO BIM 5.3. ÁREAS A QUE ASSOCIA O TERMO BIM 5.4. PRINCIPAIS VANTAGENS DA METODOLOGIA BIM 5.5. ASPETOS MAIS IMPORTANTES PARA UMA MAIOR ADESÃO À METODOLOGIA BIM 5.6 BIM NO MUNDO E EM PORTUGAL (ANÁLISE DE ACORDO COM A IDADE DOS RESPONDENTES) 5.7. IMPLEMENTAÇÃO DA METODOLOGIA BIM 5.8. ÁREAS DE INVESTIMENTO PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA METODOLOGIA BIM 5.9. PRINCIPAIS BENEFÍCIOS DA IMPLEMENTAÇÃO DA METODOLOGIA BIM 5.10. BIM NAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR 5.11. BIM PARA OS DONOS DE OBRA 5.12. PRINCIPAIS MOTIVOS PELOS QUAIS NÃO IMPLEMENTARAM A METODOLOGIA BIM
    11. 11. 11AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões 5.1. PERFIL DOS RESPONDENTES Perfil dos respondentes em função do tipo de formação Perfil dos respondentes de acordo com o grupo inquirido
    12. 12. 62.3% 50.3% 25.0% 37.7% 49.7% 75.0% Arquitetura Engenharia Outra 12AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões 5.2. CONHECIMENTO DO CONCEITO BIM Em função do tipo de formação dos respondentes Em função da idade dos respondentes • 199 respondentes conhecem BIM e 180 não conhecem BIM; • A pesquisa é a maior fonte de conhecimento; • Existe relação entre idade e conhecimento BIM: respondentes mais jovens conhecem mais do que os mais velhos; • Os arquitetos estão melhor informados do que os engenheiros sobre esta temática. 64.5% 52.1% 47.8% 43.8% 35.5% 47.9% 52.2% 56.3% Menos de 35 anos de idade 36 a 45 anos de idade 46 a 55 anos de idade Mais de 55 anos de idade Conhece Não Conhece Conclusões
    13. 13. 13AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões 5.3. ÁREAS A QUE ASSOCIA O TERMO BIM Selecionar os termos da seguinte lista, informando que pode escolher várias/todas as opções: • Projeto; • Software; • 3D/ Renderização; • Modelação de objetos; • Gestão e manutenção; • Processo colaborativo; • Modelo de construção. Metodologia • Todas as áreas estão associadas ao termo BIM; • Poucos respondentes escolheram todas as opções; • Conhecimento pouco consistente. Conclusões Conhecido o conceito, identificar a que associa o termo BIM. Objetivo
    14. 14. 14AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões 5.4. PRINCIPAIS VANTAGENS DA METODOLOGIA BIM Foi solicitado aos inquiridos que classificassem cada uma das opções como: • “Muito Importante”; • “Importante”; • “Pouco ou nada importante”; • “Não tem opinião”. Metodologia Agruparam-se as classificações, apresentando-se na figura o somatório da percentagem de respostas: “Muito Importante”+ “Importante”. Tratamento da Informação • Opiniões variam bastante para cada grupo inquirido; • Donos de Obra e Instituições de Ensino Superior destacam a “Redução de Erros e Omissões”; • “Maior recurso à prefabricação” é o aspeto menos valorizado. Conclusões
    15. 15. 15AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões 5.5. ASPETOS MAIS IMPORTANTES PARA UMA MAIOR ADESÃO À METODOLOGIA BIM Maior número de empresas Facilitação da adesão Processo colaborativo Relevância superior para engenheiros do que para arquitetos Imposição legal considerado não muito relevante fator mais valorizado: solicitação dos donos de obra Identificar qual o fator mais importante para a adesão à metodologia, entre: • Solicitação por parte dos donos de obra; • Imposição legal; • Aumento das empresas com conhecimento na metodologia. Objetivo
    16. 16. 16AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões 5.6. BIM NO MUNDO E EM PORTUGAL (ANÁLISE DE ACORDO COM A IDADE DOS RESPONDENTES) 75.5% 55.3% 68.2% 57.1% 24.5% 44.7% 31.8% 42.9% Menos de 35 anos 36 - 45 anos 46 - 55 anos Mais de 55 anos Sim Não 20,4% 18,8% 36,4% 19,0% 53,1% 47,1% 36,4% 61,9% 26,5% 34,1% 27,3% 19,0% Menos de 35 anos 36 - 45 anos 46 - 55 anos Mais de 55 anos Sim Não Não sabe Previsão da exigência da metodologia BIM para Portugal a 5 anos 28.6% 21.2% 38.6% 23.8% 51.0% 55.3% 40.9% 33.0% 10.2% 8.2% 11.4% 23.8% 10.2% 15.3% 9.1% 19.0% Menos de 35 anos 36 - 45 anos 46 - 55 anos Mais de 55 anos Muito importante Importante Pouco ou nada importante Não sabe Conhecimento da exigência da metodologia BIM noutros países Relevância da metodologia BIM nos próximos 5 anos • Do total de respondentes, 63% tem conhecimento de que a metodologia é uma exigência noutros países; • Em média 76% dos inquiridos consideram que a metodologia será “Importante”/“Muito Importante” em 5 anos; • Cerca de 20% em cada faixa etária prevê que o BIM possa ser uma exigência em Portugal (exceto os indivíduos entre os 46 e 55 anos); Conclusões
    17. 17. 17AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões 2030 inquiridos 379 Respondentes 199 Conhecem 48 Implementaram 13+3 26 Nível 2 1 Nível 3 5.7. IMPLEMENTAÇÃO DA METODOLOGIA BIM Instituições de Ensino Superior: • 13 lecionam esta temática; Donos de obra: • 3 solicitaram a metodologia para realização do projeto. • 45 Gabinetes de Projeto; • 3 Empresas de Construção; • 0 Câmaras Municipais.
    18. 18. 18AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões 5.8. ÁREAS DE INVESTIMENTO PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA METODOLOGIA BIM • Conclui-se que o custo do software tem representatividade no investimento necessário para a implementação do BIM; • Ambos os grupos destacam como pouco investimento o marketing. Conclusões • Número de anos que usam BIM; • Nível de utilização; • Nível de maturidade; • Medição ou não do ROI; • Resultados da avaliação da implementação ou da perceção; • BIM como uma imposição ou opção. Outras análises
    19. 19. 19AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões 5.9. PRINCIPAIS BENEFÍCIOS DA IMPLEMENTAÇÃO DA METODOLOGIA BIM A figura apresenta a percentagem de respondentes que identificou cada tema como: “Muito Importante”. Tratamento da Informação Gabinetes de Projeto: • Maior fiabilidade na coordenação; • Redução de erros e omissões; Empresas de construção: • Melhoria na comunicação pela visualização tridimensional facilitada; • Redução de erros e omissões; • Melhoria na estratégia de Marketing. Conclusões
    20. 20. 20AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões 5.10. BIM NAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR • 59,1% representa a percentagem de instituições nas quais esta temática é abordada nos planos de estudo; • 23,1% respondentes deste grupo referem ter unidade curricular própria. Conclusões
    21. 21. 21AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões 5.11. BIM PARA OS DONOS DE OBRA • Maioria dos donos de obra não solicitou a utilização desta metodologia; • Os que solicitaram o modelo fizeram-no aos gabinetes de projeto; • Nenhum respondente dono de obra utiliza o modelo para a manutenção do edificado; • Há respondentes das empresa de construção que afirmam terem donos de obra a solicitarem o modelo BIM para manutenção. Conclusões
    22. 22. 22AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões *Donos de Obra - “Porque nunca solicitaram o modelo BIM” 5.12. PRINCIPAIS MOTIVOS PELOS QUAIS NÃO IMPLEMENTARAM A METODOLOGIA BIM • Cada grupo apresenta motivos específicos para a não implementação; • Gabinetes de projeto consideram que o investimento necessário é elevado e as funcionalidades não são adequadas; • Câmaras Municipais ainda não tiveram oportunidade de analisar a viabilidade; • Empresas de construção referem que não há mercado; • Donos de obra mencionam que os parceiros não utilizam. Conclusões
    23. 23. 23AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões CONCLUSÕES
    24. 24. 24AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões • Motivar o poder político para a adoção desta metodologia, mostrando as vantagens para uma melhor construção, maior sustentabilidade e uma economia mais competitiva, criando incentivos para a formação e para a implementação. • Dada a escassez de obras poder-se-ia incentivar as Câmaras Municipais a implementarem esta metodologia, como donos de obra, para que a manutenção do edificado fosse mais eficiente. • Promover e divulgar as vantagens competitivas que a adoção a esta metodologia pode dar às empresas no mercado global. • Criar unidades curriculares próprias nas instituições de ensino superior que lecionam os diferentes cursos ligados à AEC, para que o conhecimento a curto e medio prazo deixe de ser maioritariamente por pesquisa e passe a ser por formação. Promover a interdisciplinaridade entre as diferentes áreas de formação fomentando o processo colaborativo. • Criar ações de formação para os diferentes intervenientes. Existe vontade por parte de todos os respondentes; dos respondentes que conhecem, 85% consideram importante aprofundar o conhecimento; 47% daqueles que não estão familiarizados gostariam de adquirir conhecimento nesta temática. • Elaborar normas nacionais com base no estado do BIM atual e guias de boas práticas, tendo em conta as diferentes realidades do BIM em Portugal. ORIENTAÇÕES ESTRATÉGICAS DE IMPLEMENTAÇÃO DA METODOLOGIA BIM 6. CONCLUSÕES
    25. 25. 25AVALIAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO DE BIM EM PORTUGAL Maria João Lima Venâncio 16 de julho 2015 Enquadramento | Inquérito | Resultados | Conclusões OBRIGADA

    ×