A ETERNIDADE E O TEMPO NA BÍBLIA
Para entendermos Eternidade veremos vida de João na revelação do Apocalipse.
O Apóstolo e...
nesse momento? Só na Eternidade. Como lá não há tempo, e o que é já passou, e o que
será também já passou e Deus faz renov...
“tempo”, nosso passado, presente e futuro. Por isso dizemos aqui na terra que não temos
a dimensão de Deus ou a visão de D...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A Eternidade e o tempo na Bíblia

206 visualizações

Publicada em

O lugar da habitação hoje dos espíritos malignos, como sabemos, é as Regiões Celestiais, e ninguém que morre pode passar por esse vale da Sombra do Morte, como diz Davi no Salmo 23, sem ter a marca do sangue de Jesus e o selo do Espírito Santo e acompanhado por anjos fortes.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
206
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Eternidade e o tempo na Bíblia

  1. 1. A ETERNIDADE E O TEMPO NA BÍBLIA Para entendermos Eternidade veremos vida de João na revelação do Apocalipse. O Apóstolo estava por volta do ano 90 d.C. de sua época quando foi arrebatado em espírito ao céu. Exilado na Ilha de Patmos, vemos a vida do Apóstolo João, depois de ter tido visões do próprio Jesus no primeiro capítulo de Apocalipse. A visão, então, no capítulo 4 passa à uma outra dimensão, fora da Terra, para um âmbito celestial onde ele pode contemplar muito mais coisas que podia imaginar. Depois destas coisas, olhei, e eis que estava uma porta aberta no céu; e a primeira voz que, como de trombeta, ouvira falar comigo, disse: Sobe aqui, e mostrar-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer Ap. 4:1). No capítulo 5 de Apocalipse o Apóstolo João viu quando Cristo entrou nos céus perante o trono do Pai e o descreve; “Cordeiro como tendo sido morto” (Ap. 5:6). Vamos entender: João, o apóstolo, estava no ano 90 d.C. de sua época e foi arrebatado e viu quando Cristo vivo entrou nos céus, 60 anos antes de estar na Ilha de Patmos. Como poderia isso ser possível se ele não estivesse na Eternidade? Quando Cristo deixou a terra, após ter ressuscitado, como está escrito no Livro de Atos, foi para junto do Pai e naquele momento João, o apóstolo, chorava porque não havia no céu ninguém capaz de tomar os livros da mão daquele que assentava no trono e abri-los, aí Cristo aparece e João o vê 60 anos antes quando Cristo ressuscitado entra nos céus diante do Trono do Pai. Como poderia vê-lo
  2. 2. nesse momento? Só na Eternidade. Como lá não há tempo, e o que é já passou, e o que será também já passou e Deus faz renovar todas as coisas, o Senhor mostrou isso ao Apóstolo, pois lá podemos ter uma visão ampla das coisas que já foram, como das que são, e das que hão de vir. O Apóstolo João viu no capítulo 12: 7 de Apocalipse a guerra dos anjos caídos contra o arcanjo Miguel e os anjos do Senhor, e fala dela no passado “Houve uma peleja no céu”, tendo ela acontecido lá no passado realmente, porque na Eternidade já aconteceu. O que para nós ainda irá acontecer, é a batalha nos céus quando todos os demônios serão lançados na terra, na Grande Tribulação. Esse acontecimento abrirá passagem nos céus para o Arrebatamento dos santos do Altíssimo, quando as regiões celestiais, então, serão purificadas. Satanás e seus anjos caídos deixarão seu domicílio natural, que é hoje as Regiões Celestiais, e serão "lançados" na terra durante o tempo da Tribulação e Grande Tribulação, como nos diz Apocalipse 12:7. O lugar da habitação hoje dos espíritos malignos, como sabemos, é as Regiões Celestiais, e ninguém que morre pode passar por esse vale da Sombra do Morte, como diz Davi no Salmo 23, sem ter a marca do sangue de Jesus e o selo do Espírito Santo e acompanhado por anjos fortes. O Apóstolo podia ver, não só estas coisas que acabo de relatar, como Cristo vindo com os Santos na sua Glória. Via também o surgimento do cavalo branco em Apocalipse 6 como a Falsa Paz e muitos outros acontecimentos que ali nos relata. Agora, imagine o Apóstolo vendo tudo isso em frações de segundos, tudo passando ali diante dele como se fosse uma tela de cinema, mas com uma vantagem muito grande: conhecendo “o que era”, “o que é” e o “há de vir” de coisas que já aconteceram no céu antes da criação de Adão e Eva e na terra coisas do passado, presente e futuro. Assim é a Eternidade. Muitos no Antigo Testamento tiveram visões como estas e jamais entenderam isso, mas Deus as revelou a nós, Santos do Altíssimo. Por este motivo Deus, que está na Eternidade, consegue ver nosso passado, presente e futuro ao mesmo tempo. Por isso Ele conhece todas as coisas e vê nosso futuro glorioso olhando-nos através de Cristo, esquece nosso passado pecaminoso, e está limitado ao tempo apenas para trazer respostas as nossas orações. Por que digo isso limitado ao tempo? É porque Deus habita no “é” da Eternidade e dentro dele está o
  3. 3. “tempo”, nosso passado, presente e futuro. Por isso dizemos aqui na terra que não temos a dimensão de Deus ou a visão de Deus de todas as coisas. A Eternidade nos dá esse privilégio; por isso não podemos julgar nada antes do tempo: porque só quem conhece de tempo é Deus. Ele vê o que se passou no coração ontem, o que se passa agora e já sabe o que ainda irá se passar. Autor: João Henrique

×