6º ano introdução aos estudos históricos

2.066 visualizações

Publicada em

Apresentação para aulas de História sobre à Introdução ao Estudo da História

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.066
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

6º ano introdução aos estudos históricos

  1. 1. INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA HISTÓRIA
  2. 2. Copie a questão abaixo e produza o texto. 01 – Escreva a história da sua vida. Mínimo de 10 linhas. Dê um título criativo.
  3. 3. Copie a questão abaixo e responda. 02 - Em sua história aparecem outros personagens além de você? Quem? Por quê?
  4. 4. Leia o texto abaixo, copie a questão e responda O HOMEM É UM ANIMAL SOCIAL Lendas e mitos relatam histórias de heróis, como: Rômulo e Remo, Tarzan, Mogli, que, mesmo crescendo no isolamento, tornam-se humanos, apresentando comportamentos compatíveis com os demais seres humanos. Entretanto, para se tornar humano, o homem tem de aprender com seus semelhantes uma série de atitudes que jamais poderia desenvolver no isolamento. Já entre as outras espécies de animais, uma cria, mesmo separada do seu grupo de origem, apresentará, com o tempo, as mesmas atitudes de seus semelhantes, na medida em que estas se desenvolvem de forma espontânea. 3 – Pense na sua resposta da questão 2, e escreva um comentário relacionando-a ao texto acima.
  5. 5. Copie a questão e responda 04 - Se estes outros personagens que aparecem em seu texto fossem escrever a sua história, ela seria igual? Por quê? Qual destas histórias estaria certa? Por quê?
  6. 6. Leia o texto abaixo, copie a questão e responda Versões diferentes para uma mesma história Se a história da Chapeuzinho Vermelho fosse verdade, como ela seria contada na imprensa no Brasil? Veja as diferentes maneiras de contar a mesma história. Jornal Nacional - (William Bonner): "Boa noite. Uma menina chegou a ser devorada por um lobo na noite de ontem..." (Fátima Bernardes): "...mas a atuação de um lenhador evitou a tragédia." Programa da Hebe - "...que gracinha, gente! Vocês não vão acreditar, mas essa menina linda aqui foi retirada viva da barriga de um lobo, não é mesmo?" Cidade Alerta - (Datena): "...onde é que a gente vai parar, cadê as autoridades? Cadê as autoridades? A menina ia pra casa da vovozinha a pé! Não tem transporte público! Não tem transporte público! E foi devorada viva... ... um lobo, um lobo safado. Põe na tela, primo! Porque eu falo mesmo, não tenho medo de lobo, não tenho medo de lobo, não!" Superpop - (Luciana Gimenez): "Geeente! Eu tô aqui com a ex-mulher do lenhador e ela diz que ele é alcoólatra, agressivo e que não paga pensão aos filhos há mais de um ano. Abafa o caso" Globo Repórter (Chamada do programa): "Tara? Fetiche? Violência? O que leva alguém a comer, na mesma noite, uma idosa e uma adolescente? O Globo Repórter conversou com psicólogos, antropólogos e com amigos e parentes do Lobo, em busca da resposta. E uma revelação: casos semelhantes acontecem dentro dos próprios lares das vítimas, que silenciam por medo.. Hoje, no Globo Repórter. 5 – Pense na sua resposta da questão 4, e escreva um comentário relacionando-a ao texto acima."
  7. 7. Copie a questão e responda 06 - Você escreveu sua história utilizando a memória. Mas se precisasse escrevê-la de maneira bem detalhada, que outros recursos utilizaria?
  8. 8. Leia o texto abaixo, copie a questão e responda Sempre nos perguntamos como um historiador pode saber de coisas que aconteceram em um passado muito, muito distante. Para saber do passado, o historiador conta com a ajuda das fontes históricas. Fontes históricas são os documentos que permitem ao historiador recontar e interpretar os fatos passados e reconstruir a história. As fontes históricas podem ser vestígios , como ossos dos animais e dos homens que viveram no período da pré-história, ou objetos antigos, pinturas, utensílios, ferramentas, armas, esculturas, etc. As fontes históricas também podem ser escritas. Documentos escritos em tempos passados, mapas, cartas, diários, pergaminhos e jornais antigos. O historiador também pode utilizar como objeto de pesquisa as fontes baseadas nas lendas e contos antigos passados de pai para filho, através de depoimentos transmitidos através da oralidade, ou seja, da fala. São as fontes históricas orais. É por meio das relações entre as várias fontes históricas que o conhecimento humano sobre o passado vai sendo interpretado e reconstruído. Assim, devemos lembrar que uma mesma fonte histórica pode ter diversas interpretações. Tudo depende da forma como cada historiador trabalha sua fonte. Infelizmente muitas fontes históricas se perderam com o passar do tempo, mas com a ajuda de arquivos públicos e particulares, bibliotecas, museus e colecionadores, outras fontes históricas têm sido preservadas e guardadas. 07 - Comentar sobre o que são as fontes históricas. E sobre a importância delas para o estudo da História. (Mínimo de 5 linhas)
  9. 9. Leia o texto abaixo, copie a questão e responda Cronologia A cronologia (do grego chronos = tempo, + logos = estudo) é a ciência cuja finalidade é a de determinar as datas e a ordem dos acontecimentos históricos, principalmente descrevendo e agrupando numa sequência lógica. Esta disciplina insere-se numa ciência maior, que é História. Sempre que um Historiador ou qualquer pessoa investigam um fato histórico, devem procurar situá-lo no tempo, isto é identificar quando esse fato ocorreu. O tempo e a História são elementos que estão profundamente relacionados, ele é um elemento que auxilia na compreensão das histórias vividas pelas sociedades que já existiram ou existem no mundo. Nos estudos de história são utilizadas diferentes MEDIDAS DE TEMPO para situar os acontecimentos: Dia, mês , ano, século, milênio. O homem desde tempos atrás já percebiam a passagem do tempo ( mudança do dia para a noite, estações). Eles criaram INTRUMENTOS DE MEDIÇÃO DO TEMPO: calendário, relógio mecânico, relógio do sol. ampulheta, clepsidra. 08 - Você escreveu seu texto em ordem cronológica? Por quê?
  10. 10. Copie a questão e responda 09 - Alguns fatos de sua vida apareceriam nas histórias pessoais de outras pessoas? Por quê?
  11. 11. Leia o texto abaixo, copie a questão e responda Cada pessoa carrega suas lembranças, porém, ela está vivendo em uma sociedade, e é nessa sociedade que ela guarda suas lembranças. A memória individual sofre influências das diversas memórias que nos rodeiam. Estas diversas memórias constituem a memória coletiva, que garante a identidade de cada ser humano pertencente a um determinado grupo. A memória individual às vezes confunde-se com a coletiva, pois pode apoiar-se sobre ela em situações e a junção dessas memórias tem um caráter prático. Para retomar seu próprio passado, o ser humano frequentemente precisa buscar apoio nas lembranças dos outros, reportando-se a pontos de referência que existem fora dele, e que são fixados pela sociedade. O funcionamento da memória individual não é possível sem esses instrumentos, que são as palavras e as ideias que o indivíduo não inventou e que emprestou de seu meio. 10 - Pense na sua resposta da questão 9, e escreva um comentário relacionando-a ao texto acima.
  12. 12. Copie a questão e responda 11 - Para explicar os acontecimentos de sua vida você precisou localizá- los no tempo e no espaço? Por quê?
  13. 13. Leia o texto abaixo, copie a questão e responda A primeira preocupação quando analisamos um acontecimento, é situá-lo no tempo e no espaço. Localizamos no tempo, utilizando a pergunta, “quando”. E obtendo como resposta, uma data ou uma referencia ao tempo “ no tempo da minha avó...” Localizamos no espaço, utilizando a pergunta “onde”. E obtendo como resposta, um lugar, uma cidade, um país. O segundo passo é analisar o contexto histórico, isto é, a realidade histórica que cerca o fato em questão. É o ponto mais importante do roteiro, pois nos mostra que não existem fatos isolados e que todo acontecimento deve ser entendido à luz da realidade que o cerca. A análise do contexto permite também a relação com outros acontecimentos inseridos na mesma realidade. 12 - Pense na sua resposta da questão 11, e escreva um comentário relacionando-a ao texto acima.
  14. 14. Copie a questão e responda 13 - Você acredita que depois de lerem a sua história, as pessoas podem te conhecer e entender melhor? Por quê?
  15. 15. Leia o texto abaixo, copie a questão e responda História é uma ciência humana que estuda o desenvolvimento do homem ao longo do tempo. A palavra história é de origem grega e significa “investigar”. O primeiro homem a fazer uso da investigação em seus estudos realizados, foi o grego Heródoto, considerados por muitos historiadores como o pai da História. A História como uma ciência humana, tem por princípios básicos analisar os processos históricos, sejam eles: pessoas, sujeitos, fatos, acontecimentos, lugares, culturas, sociedades, memórias e etc, para- se poder compreender um determinado período histórico no seu tempo e espaço. Para isso podemos citar como exemplo o estudo de uma civilização ou sociedade antiga. Um dos princípios e objetivos básicos do estudo da História, é poder resgatar através de estudos, analises e pesquisas investigativas um entendimento do que se esta sendo investigado. É fundamental para isso saber compreender o passado, entender o tempo presente para-se planejar o futuro. 14 - Pense na sua resposta da questão 9, e escreva um comentário relacionando-a ao texto acima.
  16. 16. Copie a questão e responda 15 - Comentar sobre a frase: “ a História é a ciência que estuda o passado para entendermos o presente”.

×