Eliminação urinária-NHB

4.904 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.904
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
40
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
94
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Eliminação urinária-NHB

  1. 1. Universidade Federal do Pará Instituto de Ciências da Saúde Faculdade de Enfermagem Docente: Discentes: Francisca Noronha Jonathan Sampaio Maiza Medeiros Marcia Oliveira Naianne Reis Tamyles Morais Necessidade Humanas Básicas: Eliminação Urinaria
  2. 2. Introdução • A enfermagem tem suas raízes nas necessidades fundamentais da pessoa humana; • A eliminação é um tipo de função com as características específicas: movimento e evacuação de resíduos sob a forma de excreção (CIPE/ICNP,2003 pág.25), através da pele, rim, intestinos e pulmão.
  3. 3. SISTEMA URINÁRIO ANATOMIA: Rins Ureteres Bexiga urinária Uretra
  4. 4. Funções do sistema Urinário • Produzir, armazenar e eliminar a urina; • Regular o volume a composição química do sangue e seu volume; • Eliminar o excesso de água e resíduos do corpo humano, através da urina; • Garantir a manutenção do equilíbrio dos minerais no corpo humano; • Auxílio na regulagem de produção das hemácias (células vermelhas sanguíneas).
  5. 5. Necessidades Humanas Básicas-NHB • Segundo Abraham Maslow, o homem é motivado segundo suas necessidades que se manifestam em graus de importância onde as fisiológicas são as necessidades iniciais e as de realização pessoal são as necessidades finais. Cada necessidade humana influencia na motivação e na realização do indivíduo que o faz prosseguir para outras necessidades que marcam uma pirâmide hierárquica:
  6. 6. NHB de Eliminação Urinária • O organismo necessita eliminar substâncias indesejáveis ou presentes em quantidades excessivas, que são nocivas à saúde, se permanecerem.
  7. 7. Fatores que influenciam a necessidade básicas: Eliminação Urinária • Crescimento e Desenvolvimento; • Fatores Psicológicos; • Hábitos pessoais; • Tonos Muscular; • Ingestão de líquidos; • Condições Patológicas; • Ação de Medicamentos.
  8. 8. O diagnóstico de enfermagem relacionado à eliminação urinária inadequada: Eliminação urinária alterada: Características Definidoras: • Disúria; • Frequência da eliminação urinária aumentada ou diminuída; • Tenesmo miccional; • Incontinência; • Nictúria; • Retenção; • Sensação de urgência para urinar.
  9. 9. Principais Doenças do Sistema Urinário • Glomérulonefrite • Insuficiência Renal • Proteinúria • Incontinência Urinária
  10. 10. Planejamento • Fazer o paciente entender o processo normal de excreção urinária. • Estimular a micção normal, com esvaziamento completo da bexiga. • Prevenir infecções. • Manter a integridade da pele. • Promover o maior conforto possível para o paciente. • Promover o funcionamento normal da bexiga.
  11. 11. Prescrição de Enfermagem • Monitorar débito urinário ( quantidade e característica); • Observar e registrar controle hídrico ; • Pesar diariamente; • Fornecer líquidos dentro das restrições prescritos; • Encorajar a micção espontânea; • Avaliar estado nutricional; • Observar e registrar sinais de edema; • Atentar as queixas álgicas em região hipogástricas; • Monitorar e anotar PA.
  12. 12. Intervenção de Enfermagem • Promover hábitos normais • Intervir nos problemas quanto à eliminação • Prevenir os problemas relacionados ao tratamento  Auxilio à eliminação normal: o paciente pode necessitar de auxilio para ir ao banheiro ou para usar a comadre ou assento higiênico  Problemas relacionado à eliminação: • Retenção urinaria: -Técnicas não invasivas: (reduzir o desconforto e a ansiedade; proporcionar uma boa ingestão hídrica; proporcionar privacidade). -Técnicas invasivas: Cateterização (manuseio da sonda de alivio e de demora).
  13. 13. Sonda Vesical de demora (SVD) • Conceito É a introdução de uma sonda na bexiga através do meato urinário • Indicações -Aliviar a distensão vesical pela retenção urinária (quando as medidas para promover a diurese foram ineficazes); - Evitar a constante umidade em pacientes com incontinência urinária (somente em casos especiais); -Preparo pré-operatório de algumas cirurgias; -Possibilitar o controle rigoroso da diurese.
  14. 14. Sonda Vesical de Alivio (SVA) • Consiste na introdução de um cateter da uretra até á bexiga. É uma técnica asséptica e invasiva. Pode ser prescrito pelo enfermeiro e tem como principal objetivo, o esvaziamento vesical diante à situações agudas de retenção urinária (pós-operatório) ou coleta de exames em casos distintos.
  15. 15. Avaliação de Enfermagem • A diurese medida deve ser igual à ingestão de líquidos. • A bexiga é impalpável após a micção. • A urocultura não deve revelar o crescimento de bactérias. • O paciente não deve tem queixas de disúria, sensação de prurido ou de queimação no meato uretral, urgência miccional ou freqüência anormal. • Observe se a urina é transparente. • A inspeção do períneo não revela sinais de inflamação ou se escoriação. • O paciente nega desconforto devido à colocação de cateter.
  16. 16. Considerações finais • O enfermeiro, valendo-se de seus conhecimentos técnicos, científicos, experiência e habilidades, ajuda no combate a incapacidade de eliminação urinária de seus pacientes e por meio de diagnóstico, planejamento, prescrição, intervenção e avaliação, os ajuda a solucionar suas dificuldades. • Não é possível, mesmo nas condições mais favoráveis, que o enfermeiro possa satisfazer todas as necessidades dos pacientes, mas através do conhecimento das necessidades humanas básicas pode orientar suas ações no sentido de assistência ao paciente para que satisfaça aquelas necessidades que são indispensáveis para seu bem estar e recuperação.
  17. 17. Referências Bibliográficas • NORTH AMERICAN NURSING DIAGNOSIS ASSOCIATION. Diagnósticos de enfermagem da NANDA: definições e classificação 2007-2008. Porto Alegre: Artmed, 2007. • HORTA, W.A. Processo de enfermagem. São Paulo: EPU, 1979. • http://pt.scribd.com/doc/42505963/Necessidades-Humanas- Basicas, acessado em: 16 de Setembro de 2012. • Potter, Patrícia Ann. Fundamentos da Enfermagem. Rio de Janeiro: Elservier, 2009.

×