Customização em massa

1.313 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.313
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
41
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Customização em massa

  1. 1. CUSTOMIZAÇÃO EM MASSAJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  2. 2. EM MASSACUSTOMIZAÇÃOO CLIENTEPARTICIPACUSTOMIZAÇÃO EM MASSAJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  3. 3. Direcionadores PrincípiosObjetivos deDesempenhoCapacitoresCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  4. 4. DirecionadoresCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  5. 5. A Customização em Massa, que surgiuem 1987 com Stanley Davis em seufamoso livro O futuro perfeito. Acustomização em massa é umaestratégia de negócios relativamenterecente, que se consolidou no meioempresarial e está sendo adotada pormuitas empresas devido ao diferencialcompetitivo que oferece.Seu objetivo é atender, em grande escala, àsnecessidades e aos desejos individuais de clientescada vez mais inclinados à aquisição de produtos eserviços customizadosDirecionadoresCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  6. 6. DirecionadoresCUSTOMIZAÇÃO EM MASSALessons from the Future contém pensamentos dosnegócios mais visionário do momento, incluindo mind-stretching sobre a economia da informação, as basesda riqueza, a nova bio-economia, a conectividade debanda emocional e personalização em massa.Lessons from the Future também inclui um novo artigoescrito por Stan Davis refletindo sobre seu própriotrabalho e o valor das ideias na nova economia.Joaquim Antonio de Souza Ribeiro
  7. 7. Para um mercado onde a diferenciação é a principalvantagem competitiva, a customização em massa é aideal, pois possibilita a união de grande produçãocom customização dos produtos.DirecionadoresCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  8. 8. Os sistemas de customização em massa buscam capturar muitas das vantagens dossistemas de produção em massa e dos sistemas de produção artesanal oferecendouma perspectiva diferente para o desenvolvimento de novos modelos de negócio.O conceito customização em massa é utilizado por empresas que buscam aproximar-se das necessidadescada vez mais específicas de seus clientes, por intermédio de produtos, formas de comunicação e canais devendas personalizados.DirecionadoresCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  9. 9. Direcionadores PrincípiosObjetivos deDesempenhoCapacitoresCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  10. 10. Direcionadores PrincípiosObjetivos deDesempenhoCapacitoresCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  11. 11. PrincípiosA Cauda Longa é um conceito de varejo descrevendo aestratégia de nicho de vender um grande número de itensexclusivos em quantidades relativamente pequenas. Oconceito foi popularizado por Chris Anderson em um artigoda revista Wired outubro 2004. Anderson elaborou oconceito Long Tail, em seu livro A Cauda Longa : Why theFuture of Business Is Selling Less of More.CUSTOMIZAÇÃO EM MASSAJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  12. 12. PrincípiosFoco no atendimento da demanda fragmentada paradiferentes gostos e necessidades.CUSTOMIZAÇÃO EM MASSAJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  13. 13. PrincípiosRedução no ciclo de desenvolvimento do produto etambém no ciclo de vida dos produtos.CUSTOMIZAÇÃO EM MASSAO Gerenciamento do Ciclode Vida do Produto (ProductLifecycle Management -PLM) é o processo degestão do ciclo de vida deum produto desde a suaconcepção, através dafabricação, até o serviço dedistribuição. O PLM integrapessoas, dados, processos esistemas de negócios efornece uma espinha dorsalde informações do produtopara a empresa.Joaquim Antonio de Souza Ribeiro
  14. 14. PrincípiosParticipação do cliente na elaboração dos produtos.CUSTOMIZAÇÃO EM MASSAPRESENCIAL INFORMAÇÕES ESCOLHASJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  15. 15. Sistemas de produção e de distribuição flexíveis.Se fosse possível reduzir a zero todos os tempos de resposta, aflexibilidade total poderia ser atingida a baixo custo.PrincípiosCUSTOMIZAÇÃO EM MASSA0 $
  16. 16. Os fornecedores devem responder a qualquersolicitação tecnologicamente possível emqualquer quantidade.PrincípiosCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAJoaquim Antonio de Souza Ribeiro1
  17. 17. Direcionadores PrincípiosObjetivos deDesempenhoCapacitoresCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  18. 18. Direcionadores PrincípiosObjetivos deDesempenhoCapacitoresCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  19. 19. Objetivos de desempenhoUm paradigma estratégico de gestão da produçãobusca dotar a empresa de uma vantagemcompetitiva.Assim, um objetivo de desempenho da produção éum critério que posiciona estrategicamente aempresa em relação a seus concorrentes diretos.CUSTOMIZAÇÃO EM MASSAJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  20. 20. Dentro deste contexto de customização em massa, alguns setoressão essenciais nas tomadas de decisões:Marketing:determina a dimensão na qual a customização em massa énecessária para atender as necessidades dos clientes.Desenvolvimento de Produto:redesenha os produtos para permitir sua customização.Produção e Suprimentos:coordena os suprimentos, redefine os materiais e situa osprocessos de fabricação.Finanças:informa a base de custos e análises financeiras alternativas dacustomização em massa.Objetivos de desempenhoCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  21. 21. Os sistemas de customização em massa devem buscardesenvolver três capacitações:Objetivos de desempenhoCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAA interação comos clientesA flexibilidadedos processosprodutivosArastreabilidadeA interação com os clientes, de modo aobter as informações específicas para apersonalização dos produtos.A distribuição, no sentido deassegurar a identificação e arastreabilidade de cada iteme de entregar o produto certoao cliente certo.A flexibilidade dosprocessos produtivos, ou atecnologia de produção,que permite fabricar oproduto de acordo com ainformação.Joaquim Antonio de Souza Ribeiro
  22. 22. Interação com os clientesA interação com os clientes é uma capacitação difícil deser desenvolvida. Os clientes muitas vezes têm problemasem decidir o que realmente querem e, em seguida,comunicar sua decisão.A interação deve se constituir num meio criativo de guiaros clientes através do processo de identificação exata desuas necessidades e desejos. A dificuldade nessainteração depende do tipo de informação necessária paraa customização dos produtos.Por exemplo, para gravar o nome do cliente numacamiseta, a única informação de que a empresa precisa éo nome. Um maior nível de personalização, todavia, exigemaior volume de informações.CONFIGURADORES CLIENTEEMPRESAObjetivos de desempenhoCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  23. 23. Flexibilidade do processo produtivoAlguns processos produtivos são mais flexíveis que outros, nosentido de converter, de modo eficiente e eficaz, informaçõesem produtos personalizados. A flexibilidade na produçãopassa, necessariamente, por projetos modulares e operaçõesenxutas que permitem a automação do controle dosequipamentos, como, por exemplo, os sistemas CAD/CAMpara as etapas de desenvolvimento do produto, encaixe, corteda produção, bordados e estamparia digital.Objetivos de desempenhoCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAUniversité de NantesJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  24. 24. Distribuição aos clientesApós a fabricação do produto personalizado, podem existiroperações adicionais de distribuição e transporte. Nelas,deve ser assegurado que alguma informação (pelo menosa identificação do cliente) acompanhe o fluxo de produtos,de modo que o produto certo chegue ao cliente certo. Adistribuição direta aos clientes difere substancialmente dadistribuição escalonada pelos canais tradicionais,implicando maiores custos unitários e dificuldade emexplorar economias de escala no transporte.Objetivos de desempenhoCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  25. 25. Direcionadores PrincípiosObjetivos deDesempenhoCapacitoresCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  26. 26. Direcionadores PrincípiosObjetivos deDesempenhoCapacitoresCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  27. 27. CapacitoresCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAA interação com os clientes, de modo a obteras informações específicas para apersonalização dos produtos.PRESENCIAL TELEMARKETING SITEJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  28. 28. CapacitoresCUSTOMIZAÇÃO EM MASSARFIDCódigo de barras 2DCódigo de barrasCódigo numéricoA distribuição, no sentido de assegurar aidentificação e a rastreabilidade de cada item ede entregar o produto certo ao cliente certo.Joaquim Antonio de Souza Ribeiro
  29. 29. CapacitoresCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAA flexibilidade dos processos produtivos, ou a tecnologia deprodução, que permite fabricar o produto de acordo com ainformação.Sistema produtivo flexívelLayout flexívelEquipamentos flexíveisMão de obra flexívelJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  30. 30. Redução no ciclo de desenvolvimento do produto e também nociclo de vida dos produtos.CUSTOMIZAÇÃO EM MASSACapacitoresAcelere o novo produto, tempo de ciclo de introdução de 50% Reduzir os custosde material direto pela garantia de 5% e Reduzir os custos do serviçoAlavancagem design global terceirizados e manufatura Assegurar ocumprimento de regulamentaçãoA Empresa Produto RecordAs empresas têm implantado empresa "sistemas de registro" para geriroperações de seleção através de seu negócio:Customer Relationship Management (CRM), sistemas de gestão do clienterecorde de planejamento de recursos empresariais (ERP) gerenciar o registrofinanceiro de gestão da cadeia de abastecimento (SCM) gerir os sistemas deregistro de fornecedor de gestão de capital humano (HCM) gerir os sistemas deregistro de funcionário.Ao contrário de outros ativos da empresa - clientes, fornecedores, funcionários eequipamentos - produtos de uma empresa definir sua vantagem competitiva.Agile PLM gerencia o registro de produtos corporativos, o sistema único deregistro de informações sobre os produtos necessários para maximizar arentabilidade ao longo do ciclo de vida.Contendo a informação rica que define exclusivamente todos os aspectos de umproduto em cada fase do seu ciclo de vida, o registro do produto inclui todas asinformações exigidas pela empresa estendida para conceituar, design, fonte,construir, vender, serviços e descarte dos produtos.Através de um amplo conjunto de melhores práticas de negócios de soluçõesprontas, Agile PLM fornece seguro, oportuno, visibilidade e controle deinformações sobre o produto para os processos de PLM e para as partesinteressadas. Agile ajuda as empresas a acelerar a receita, a inovação, reduzircustos, melhorar a qualidade e garantir a conformidade regulamentar em toda avida do produto.Customer relationship management ( CRM ) systems manage thecustomer recordEnterprise resource planning ( ERP ) systems manage the financialrecordSupply chain management ( SCM ) systems manage the supplierrecordHuman capital management ( HCM ) systems manage theemployeeJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  31. 31. TIMBUK2NIKEiD.EMPRESASMERCADOCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAProper ClothJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  32. 32. CUSTOMIZAÇÃO EM MASSAEMPRESASArtigos do vestuário como calçados, bolsas, roupas ese prestam bem para personalização, devido à suaconstrução modular ou por partes. Alguns dosexemplos mais bem sucedidos da personalização emmassa adotam este método, uma vez que utilizamtécnicas existentes de fabricação, mas permite aocliente escolher os módulos.Basicamente, uma peça é feita de um número depeças que são costuradas, este processo só permiteao cliente escolher os módulos, mas mesmo assim seuproduto é personalizado.TIMBUK2Joaquim Antonio de Souza Ribeiro
  33. 33. NIKEiD.CUSTOMIZAÇÃO EM MASSAA flexibilidade na produção passa, necessariamente, por projetos modulares eoperações enxutas que permitem a automação do controle dos equipamentos,como, por exemplo, os sistemas CAD/CAM.EMPRESASJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  34. 34. NIKEiD.CUSTOMIZAÇÃO EM MASSANike iD sempre teve boa aceitação entre os clientes. Porém, só passou a dar dinheiroquando atingiu certa escala.O consumidor tem dado demonstrações de que aceita pagar e esperar mais caso oproduto tenha o seu jeito, o seu estilo.Por outro lado, os custos fixos podem crescer em até três vezes se não houver umplanejamento cuidadoso de como será essa produção personalizada.Um estudo da consultoria Booz & Co sugere que o ponto ideal é atingido quando 80%da produção permanece padronizada e apenas os 20% restantes são alterados deacordo com a vontade do cliente.EMPRESASJoaquim Antonio de Souza Ribeiro
  35. 35. Proper ClothCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAEMPRESASA Proper Cloth permite aos empresários eao publico masculino em geral, teremcamisas personalizadas produzidas sobencomenda com o preço justo de 90dólares a peça. Este custo se modificaconforme adicionamos mais itens dediferenciação no produto. Algumascamisas chegam a custar 160 dolares,mesmo constando de seu catálogo deprodutos.A única weakpoint da oferta é a falta demais opções, todas as camisas que vocêpode criar no momento é através de umaampla grade de opções.Joaquim Antonio de Souza Ribeiro
  36. 36. Proper ClothCUSTOMIZAÇÃO EM MASSAEMPRESASAs principais dificuldades para o desenvolvimento da customização emmassa são:Altos investimentos em sistemas de gestão do relacionamento com clientes.Necessidade da apresentação de variedade no “mix” de produtos.Elevados investimentos para conquistar a fidelidade do cliente.Criação de serviço sob medida para atender a um contingente maciço.Joaquim Antonio de Souza Ribeiro
  37. 37. Joaquim Antonio de Souza Ribeirojoaquimconsult@gmail.com

×