Tratamento e Valorização dos Residuos - Aterro Sanitário

598 visualizações

Publicada em

Trabalho sobre aterros sanitários. Biologia 12º
João Pereira

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
598
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tratamento e Valorização dos Residuos - Aterro Sanitário

  1. 1. Introdução Ao longo da História, o ser humano sempre produziu ou apropriou-se de objetos que encontrava na natureza. No entanto, todos os objetos tem o seu período de utilidade, findo o qual passam a ser inúteis, ou seja, passaram a ser considerados lixo. Então, sendo inúteis para a atividade humana, o homem procura livrar-se deles de formas tão variadas que vão desde o abandono em meio natural até a sua destruição a partir do fogo. Tais soluções não seriam graves no passado, uma vez que o lixo produzido era em reduzida quantidade e os objetos eram praticamente de origem orgânica, e assim a natureza encarregar-se-ia de fazer a sua própria reciclagem. Atualmente, deixar um objeto inútil ao homem na natureza, pode provocar graves danos no meio ambiente. Desde a revolução industrial, utilizam-se matérias-primas, na produção dos utensílios que utilizamos no nosso quotidiano, com um elevado tempo de resistência ou composição química nociva para plantas e animais. Deixar esses objetos em locais desapropriados pode poluir os ecossistemas e provocar a morte de espécies. Cabe ao homem encontrar soluções apropriadas para o seu lixo, de modo a satisfazer as suas necessidades e a causar o menor impacto possível no meio ambiente. Os aterros sanitários, a inceneração, a compostagem e a reciclagem são atualmente os destinos mais utilizados para o lixo produzido pelo ser humano, tendo em conta as características do mesmo e o objetivo de aproveitar ao máximo a potencialidade que cada objeto tem para oferecer, mesmo findo o período de vida útil, protegendo o melhor possível a natureza. É sobre estes destinos para os resíduos produzidos pelo homem na sua atividade que trata este trabalho. João Miguel Pereira | joaofreigil@hotmail.com
  2. 2. João Miguel Pereira | joaofreigil@hotmail.com
  3. 3. João Miguel Pereira | joaofreigil@hotmail.com
  4. 4. João Miguel Pereira | joaofreigil@hotmail.com
  5. 5. João Miguel Pereira | joaofreigil@hotmail.com
  6. 6. João Miguel Pereira | joaofreigil@hotmail.com
  7. 7. Aterro sanitário selado João Miguel Pereira | joaofreigil@hotmail.com
  8. 8. João Miguel Pereira | joaofreigil@hotmail.com
  9. 9. : João Miguel Pereira | joaofreigil@hotmail.com
  10. 10. João Miguel Pereira | joaofreigil@hotmail.com
  11. 11. João Miguel Pereira | joaofreigil@hotmail.com
  12. 12. João Miguel Pereira | joaofreigil@hotmail.com
  13. 13. João Miguel Pereira | joaofreigil@hotmail.com
  14. 14. Estação de Tratamento de Águas Lixiviadas (ETAL) João Miguel Pereira | joaofreigil@hotmail.com
  15. 15. João Miguel Pereira | joaofreigil@hotmail.com
  16. 16. Central de valorização energética de biogás do aterro sanitário de Codessoso João Miguel Pereira | joaofreigil@hotmail.com
  17. 17. Central de valorização energética de biogás do aterro sanitário de Codessoso João Miguel Pereira | joaofreigil@hotmail.com
  18. 18. Empresas de tratamento de resíduos associados à EGF (em Portugal Continental)
  19. 19. João Miguel Pereira | joaofreigil@hotmail.com
  20. 20. Recolha de Resíduos em Portugal, por: EGF
  21. 21. Mapa das empresas de tratamentos de Resíduos em Portugal Continental
  22. 22. CONCLUSÃO O ser humano sempre procurou encontrar soluções de maneira a satisfazer as suas necessidades. A produção de muitos objetos melhora a qualidade de vida, no entanto, findo o seu período de vida útil, estes podem ser autênticos empecilhos, caso não tenham um destino correto, causando graves problemas quer para a humanidade quer para o ambiente. A garantia de um correto destino para os objetos inúteis deve ser uma preocupação de todos os que produzem lixo, de maneira a garantir o bem estar do planeta e da humanidade. Os aterros sanitários ainda não são a solução ideal, no entanto possibilitam uma maior proteção do meio ambiente do que possibilitavam as lixeiras anteriormente utilizadas. A conjugação da reciclagem com a compostagem, possibilitam um maior aproveitamento energético dos resíduos que produzimos, com um baixo nível de poluição, encaminhando para os aterros e inceneração apenas aquilo que não pode ser aproveitado, reduzindo-se assim os desperdícios de matéria e energia. João Pereira
  23. 23. Bibliografia http://www.egf.pt/ http://www.resinorte.pt/ http://www.residuosdonordeste.pt/ http://www.acpo.org.br/campanhas/inc_aterro/inc_de_r esiduos.htm http://www.oocities.org/roswitha_a/compostagem.htm

×