Hídrica e EólicaUm trabalho de:Carla DiasFernando VieiraJoão Pereira11º A 2012/13
Introdução• O Homem, como todos sabemos, teve a necessidade deencontrar energias alternativas àquelas que sãoesgotáveis, p...
O Que é energia?O conceito de energia é um conceito difícil de definir.Alguns autores defendem mesmo que o conceito de ene...
EnergiasFósseis RenováveisEnergia renovável éuma energia queprovem de recursosnaturais e cujaformação é maisrápida do que ...
Energias renováveisDiz-se que uma fonte de energia é renovável quando não é possível estabelecerum fim temporal para a sua...
Energias renováveisAs principais vantagens:- São energias limpas que, ao contrário das energias fosseis, têm um baixo ouin...
João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
Energia EólicaJoão Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
Em 2012, Portugal estava na décima posição no que conta a produção deenergia eólica a nível mundial.Segundo o Jornal Expre...
Distribuição eólica emPortugal ContinentalDados da:Distritos com mais Parques Eólicos:Viseu, Castelo Branco, Coimbra,Vila ...
Peso da produção elétrica a partir de energias renováveis naEuropa em 2010João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.m...
Produção eólicano mundo:Em 2010 a China e osUSA (Estados Unidos daAmérica) ocupavamrespetivamente os 2primeiros lugares an...
Em 2008 Portugal inaugurou o até entãomaior parque eólico da Europa, 13ºmaior do mundoNo distrito de Viana do Castelo, o P...
Parque Eólico do Alto Minho maior parque eólico da europa 2008Viana do Castelo - PortugalJoão Pereira, Carla Dias, Fernand...
Em 2012 Portugal inaugurou um aerogeradorflutuante pioneiro a nível mundial.Windfloat, a torre eólica flutuante em altomar...
Vídeo1Vídeo2João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
Alguns impactos dos parques eólicosUso da terra – Nos parques eólicos as turbinas devem estar suficientemente distanciadas...
João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
O que é a Energia Hídrica?João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
Funcionamento de umaJoão Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
-> produção de energia elétrica semnecessidade de poluição e é uma fontecontínua de energia;-> as barragens podem permitir...
A construção de barragens apesar de regular os cursos de águatem um impacto bastante negativo a nível ambiental, como chei...
Barragem do Carrapatelo – Rio DouroPorto/Viseu - PortugalJoão Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
Maior Lago Artificial da Europa – AlquevaAlentejo - PortugalJoão Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail...
João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
• Portugal está no topo da tabela de países que apostam em energiasrenováveis. Em 2008 era o quinto lugar a nível mundial ...
Conclusão:Com este trabalho concluímos que asenergias renováveis, embora menos rentáveiseconomicamente que as fosseis, são...
Obrigado pelaatenção!!!João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
Energias Renováveis: Hídrica e Eólica
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Energias Renováveis: Hídrica e Eólica

873 visualizações

Publicada em

Trabalho de Biologia sobre as Energias Renováveis: Hídrica e Eólica
11º ano 2012/13
Secundária de Resende

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
873
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Energias Renováveis: Hídrica e Eólica

  1. 1. Hídrica e EólicaUm trabalho de:Carla DiasFernando VieiraJoão Pereira11º A 2012/13
  2. 2. Introdução• O Homem, como todos sabemos, teve a necessidade deencontrar energias alternativas àquelas que sãoesgotáveis, para suprimir as suas necessidades e eliminarproblemas ambientais.• As alternativas possíveis são a energia Eólica, energiaSolar, energia Geotérmica, energia das Marés, energiaHidrológica e a energia da Biomassa.• No nosso trabalho apenas nos foi pedido queabordássemos duas destas alternativas, a energia Eólica ea energia Hídrica, no entanto vamos fazer uma breveintrodução a energia e às várias alternativas desta.João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  3. 3. O Que é energia?O conceito de energia é um conceito difícil de definir.Alguns autores defendem mesmo que o conceito de energia éimpossível de ser definido pela ciência. A palavra “energia” éoriunda do grego, onde εργος (ergos) significa "trabalho”. Segundoa física, entende-se por energia a capacidade de corpos e sistemaspara realizar um trabalho.João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  4. 4. EnergiasFósseis RenováveisEnergia renovável éuma energia queprovem de recursosnaturais e cujaformação é maisrápida do que autilização.São energias queprovem de recursosnaturais fósseis cujaintensidade de procurae utilização é muitosuperior à deformação.João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  5. 5. Energias renováveisDiz-se que uma fonte de energia é renovável quando não é possível estabelecerum fim temporal para a sua utilização.Principais tipos de energias renováveis:Energia SolarA energia do Sol pode ser convertida em eletricidade ou em calor, como por exemplo, ospainéis solares fotovoltaicos ou térmicos para aquecimento de edifícios ou de água;Energia EólicaA energia dos ventos que pode ser convertida em eletricidade através de turbinas eólicas ouaerogeradores;Energia HídricaA energia da água dos rios, das marés e das ondas pode ser convertidas em energia elétrica;Energia GeotérmicaA energia calorífera do interior da Terra pode ser aproveitada para aquecimento de edifícios oude água;João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  6. 6. Energias renováveisAs principais vantagens:- São energias limpas que, ao contrário das energias fosseis, têm um baixo ouinexistente nível de poluição;- Devido as suas variadas origens e ao avanço tecnológico podem ser exploradasem quase todos os pontos do mundo, podendo mesmo qualquer pessoapossuir a sua própria estação solar fotovoltaica/termica e/ou um microaerogerador…As principais desvantagens:- A construção de algumas estruturas de aproveitamento das energiasrenováveis pode causar transtorno a nível paisagista, alteração deecossistemas e morte ou extinção de espécies…- Embora existam mais alguns pontos negativos, estes são superados pelospontos positivos;João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  7. 7. João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  8. 8. João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  9. 9. Energia EólicaJoão Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  10. 10. Em 2012, Portugal estava na décima posição no que conta a produção deenergia eólica a nível mundial.Segundo o Jornal Expresso, Portugal continental tem já mais de 2.268aerogeradores. No total existem 221 parques eólicos, com uma capacidadeinstalada de 4.338 megawatts (MW).Os dados são da Direção Geral da Energia e Geologia (DGEG) e, indicamainda que os distritos com maior potência instalada, em agosto de 2012, sãoViseu, Castelo Branco, Coimbra, Vila Real e Lisboa.Mais de 55% da eletricidade produzida em Portugal teve origem emfontes renováveis, com larga vantagem para a produção hídrica, seguindo-sea eólica e, em terceiro lugar, a biomassa.Energia eólica em PortugalJoão Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  11. 11. Distribuição eólica emPortugal ContinentalDados da:Distritos com mais Parques Eólicos:Viseu, Castelo Branco, Coimbra,Vila Real e LisboaJoão Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  12. 12. Peso da produção elétrica a partir de energias renováveis naEuropa em 2010João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  13. 13. Produção eólicano mundo:Em 2010 a China e osUSA (Estados Unidos daAmérica) ocupavamrespetivamente os 2primeiros lugares anível mundial.Dados da:João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  14. 14. Em 2008 Portugal inaugurou o até entãomaior parque eólico da Europa, 13ºmaior do mundoNo distrito de Viana do Castelo, o Parque Eólicodo Alto Minho I, é o maior empreendimento do génerono continente europeu. O parque produz eletricidadeequivalente ao consumo de 200 mil famílias.Constituído por 120 aerogeradores com uma potênciatotal de 240 MW, ou 530 GWh por ano, este parquejunta-se ao Parque Eólico do Alto Minho II, nosconcelhos de Caminha e Vila Nova de Cerveira, com 24aerogeradores e uma capacidade instalada de 48 MW.João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  15. 15. Parque Eólico do Alto Minho maior parque eólico da europa 2008Viana do Castelo - PortugalJoão Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  16. 16. Em 2012 Portugal inaugurou um aerogeradorflutuante pioneiro a nível mundial.Windfloat, a torre eólica flutuante em altomar, está instalada ao largo da Póvoa do Varzim.Com um peso de duas mil toneladas, colocado aseis quilómetros da costa, o Windfloat tem umaerogerador de dois megawatts, o suficiente parafornecer energia a 1.300 habitações.Adaptado de: Jornal EconómicoJoão Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  17. 17. Vídeo1Vídeo2João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  18. 18. Alguns impactos dos parques eólicosUso da terra – Nos parques eólicos as turbinas devem estar suficientemente distanciadas entre si paraevitar a perturbação causada no escoamento do vento entre as várias torres.Ruído – As turbinas de grande porte geram ruído audível significativo. Por isso, existe regulamentaçãorelativa à sua instalação na vizinhança de áreas residenciais. Nas turbinas mais modernas o nível deruido é mais baixo. O ruído é proveniente de duas fontes: o próprio fluxo de ar nas pás e os mecanismos(gerador, caixa de redução);Impactos visuais – As pás das turbinas produzem sombras e/ou reflexos móveis que são indesejáveis nasáreas residenciais. Estas torres de grande porte são objetos de muita visibilidade e interferemsignificativamente nas paisagens naturais; por isso podem existir restrições à sua instalação emalgumas áreas (por exemplo, em áreas turísticas ou áreas de proteção ambiental);Aves – Nos parques eólicos ocorre mortalidade de aves por impacto com as pás das turbinas (acredita-se que os animais não conseguem vê-las, quando estão em movimento), por isso não é recomendável asua instalação em áreas de migração de aves, áreas de reprodução e áreas de proteção ambiental.Interferência eletromagnética – Ocorre quando a turbina eólica é instalada entre os recetores etransmissores de ondas de rádio, televisão e comunicações. As pás das turbinas podem refletir parte daradiação eletromagnética em uma direção, deste modo dá-se interferências no sinal obtido.João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  19. 19. João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  20. 20. O que é a Energia Hídrica?João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  21. 21. Funcionamento de umaJoão Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  22. 22. João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  23. 23. João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  24. 24. -> produção de energia elétrica semnecessidade de poluição e é uma fontecontínua de energia;-> as barragens podem permitir regular oscursos de água;-> a energia produzida pode serarmazenada.-> a construção de barragens tem umgrande impacto geográfico e biológico,pois altera a fauna e flora do local onde éconstruída a barragem;-> obriga à inundação de grandes áreas;-> existe o risco de rutura da barragem ede provocar uma grande cheia com poderaltamente destrutivo.Vídeo3João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  25. 25. A construção de barragens apesar de regular os cursos de águatem um impacto bastante negativo a nível ambiental, como cheias em casode rutura, destruição de habitats, a erosão dos solos que tem um impactonegativo na vegetação do local, e também a degradação da qualidade deágua do rio ou lagoa. É também uma das causas da erosão costeira devidoa retenção de sedimentos.O aumento do nível da água pode fornecer um habitat melhorpara os peixes mas também destrói habitats humanos e de outras espécies.A água acumulada na barragem fica estagnada o que leva aoaparecimento de microrganismos que podem tornar a água imprópriapara consumo.João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  26. 26. Barragem do Carrapatelo – Rio DouroPorto/Viseu - PortugalJoão Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  27. 27. Maior Lago Artificial da Europa – AlquevaAlentejo - PortugalJoão Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  28. 28. João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  29. 29. João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  30. 30. • Portugal está no topo da tabela de países que apostam em energiasrenováveis. Em 2008 era o quinto lugar a nível mundial na produção deenergias renováveis;(Ex-Ministro Manuel Pinho, 2008, Agência Lusa)• Em 2010, a EDP (Energias de Portugal) iniciou a construção de terceiromaior parque eólico da América Latina;(2010, Jornal Público)• A EDP Renováveis (Euronext: EDPR), é líder global no sector das energiasrenováveis e terceiro maior produtor mundial de energia eólica.(2012, EDP site)• Portugal tem o maior parque fotovoltaico do mundo, no Alentejo, e foipioneiro no aproveitamento da força das ondas com o primeiro parquemundial de aproveitamento da energia das ondas, na Póvoa de Varzim.(Ex-Ministro Manuel Pinho, 2008, Agência Lusa)João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  31. 31. Conclusão:Com este trabalho concluímos que asenergias renováveis, embora menos rentáveiseconomicamente que as fosseis, são mais rentáveisdo ponto de vista ambiental. São também o futuroe, um dia que as energias fosseis acabem, serãoelas as fontes de energia da humanidade.Portugal caminha a passos largos noinvestimento nas energias limpas, esperemos que acrise não seja um travão aos projetos portuguesesde aproveitamento elétrico a partir de fonteslimpas e tão presentes no nosso país. Talvezquando as energias fosseis acabarem Portugalvenha a ser uma economia prospera no mundo.João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com
  32. 32. Obrigado pelaatenção!!!João Pereira, Carla Dias, Fernando Vieira info.mail.egas@gmail.com

×