Casa Da Traça 
Brechó especializado em vintages e roupas alternativas 
(artistas independentes de todo o Brasil) 
Joanna, ...
Histórico 
• A Casa da Traça iniciou suas atividades em 2008, em Novo Hamburgo/RS. 
• Desde novembro de 2010, após algumas...
O mercado de Brechós 
“Foi-se o tempo em que brechós eram lugares empoeirados, entulhados de roupas e objetos 
velhos. Loc...
Brechós também oferecem ao cliente uma oportunidade de ser original e criativo. 
Os clientes podem auto criar estilos dife...
O espírito retrô está em ascensão constante. Em busca de um tempo em que não tinham 
preocupações, adultos buscam conforto...
Tendência do espírito retrô 
No mundo da moda, o vintage está em alta desde 2005. As referências aos 
anos 1960 e 1970 vão...
Tendência de consciência social e 
ambiental 
As pessoas parecem demonstrar maior consciência sobre o que estão levando pa...
Diagnóstico 
Pontos positivos: 
Ao contrário dos concorrentes, anunciam já em seu logo que trata-se de venda de artigos us...
Diagnóstico 
Análise Facebook 
Pontos positivos: Utilizam uma página, ao contrário do concorrente que 
possui um perfil; r...
Análise Pinterest 
O perfil é atrativo. Contém fotos dos produtos, imagens com tendências de cada década e 
videoclipes an...
Análise concorrentes 
Vendem também roupas e acessórios novos, mas essa informação não consta no perfil criado 
pela marca...
Outro ponto negativo é o nome da empresa que aparece de várias maneiras ao ser 
pesquisado no Google.
Foco na venda de produtos de grife usados. 
Vendem também roupas e acessórios novos, mas essa 
informação não consta no pe...
Outro ponto negativo o nome da empresa que aparece de várias maneiras ao 
ser pesquisado no Google.
Comparativo pesquisas Google 
Realizamos a busca com a grafia do nome divulgada pela marca. 
Porém, talvez pelas variações...
Sugestões para Casa da Traça 
Trend match app 
• Desenvolvimento de aplicativo com tendências de cada década, indicando o ...
Hot item match app 
• Para os clientes que estão à procura de um item específico, como um óculos de sol retrô 
ou um item ...
Casa da TraçaYouTube 
• Criar um canal no You Tube com uma série de tutoriais (Do it yourself) a fim de dar dicas de moda,...
Conteúdo para Facebook 
• Uma peça de roupa usada já tem história. Criar conteúdo contando (através de 
imagens) algumas e...
Conteúdo para Facebook 
• Contar como surgiu determinado produto e/ou tendência (através de vídeos). A moda é 
cíclica. Vo...
Conteúdo para Twitter 
• Criar um personagem “A Traça” para interagir na rede e aproveitar assuntos atuais para 
gerar con...
Referências Bibliográficas 
http:// 
www.proxxima.com.br/home/mobile/2014/10/08/5-tendencias-de-mobile-marketing-para-as-e...
Casa da traça
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Casa da traça

232 visualizações

Publicada em

Casa da Traça

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
232
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Casa da traça

  1. 1. Casa Da Traça Brechó especializado em vintages e roupas alternativas (artistas independentes de todo o Brasil) Joanna, Maria e Ivana
  2. 2. Histórico • A Casa da Traça iniciou suas atividades em 2008, em Novo Hamburgo/RS. • Desde novembro de 2010, após algumas mudanças, a Casa da Traça está situada na Av. Independência, 450, Porto Alegre/RS. Um espaço amplo, abrigo de diversas expressões artísticas e culturais. • A loja trabalha com brechó retrô/vintage (roupas, calçados e acessórios antigos selecionados) e moda alternativa (peças exclusivas, de marcas/artistas independentes de vários cantos do Brasil). • Esses dois segmentos mesclam-se com um ambiente aconchegante, que mistura o antigo e o moderno, objetos inusitados num clima Kitsch, que não dispensa os vinis, nem o pinguim de geladeira.
  3. 3. O mercado de Brechós “Foi-se o tempo em que brechós eram lugares empoeirados, entulhados de roupas e objetos velhos. Localizados em espaços amplos e bem arrumados, os brechós modernos dispõem de mercadorias de qualidade e oferecem vários serviços para os clientes, como leilões, bar e música ambiente.” FONTE SEBRAE
  4. 4. Brechós também oferecem ao cliente uma oportunidade de ser original e criativo. Os clientes podem auto criar estilos diferentes que lojas regulares não podem se replicar.
  5. 5. O espírito retrô está em ascensão constante. Em busca de um tempo em que não tinham preocupações, adultos buscam conforto em produtos queridos da infância. É a deixa para a volta ao passado e à valorização de seus ícones — até os jovens curtem a nostalgia de um período que não vivenciaram. FONTE WGSN e BRAIN RESERVE
  6. 6. Tendência do espírito retrô No mundo da moda, o vintage está em alta desde 2005. As referências aos anos 1960 e 1970 vão aparecer no estilo, nas cores e nas propagandas de roupas e acessórios. As curvas, como as das pin-ups, também serão valorizadas. FONTE TENDÊNCIAS ON-LINE
  7. 7. Tendência de consciência social e ambiental As pessoas parecem demonstrar maior consciência sobre o que estão levando para casa. Há um valor social ligado ao consumo de produtos e marcadas que adotam práticas de negócios éticas e sustentáveis. Os emergentes também vêm cada vez mais aderindo a práticas "verdes". FONTE EUROMONITOR Além disso, quando uma peça de roupa é re-vendidos e re-uso isso também traz a consciência de conservação. FONTE ALTERNATIVE LEARNING
  8. 8. Diagnóstico Pontos positivos: Ao contrário dos concorrentes, anunciam já em seu logo que trata-se de venda de artigos usados e de moda alternativa (peças novas de profissionais independentes de todo o Brasil) . A marca apóia algumas festas e eventos alternativos realizados em Porto Alegre (nesses locais se encontram o público alvo da marca). Essas ações são importantes tanto para a parceria com outras empresas que têm o mesmo público, quanto a visibilidade com seus “consumidores”. Segundo a Revista Exame, as ações de afinidade de consumo são importantes. Pessoas que praticam o mesmo hábito de consumo gostam de conhecer outras pessoas com o mesmo comportamento.
  9. 9. Diagnóstico Análise Facebook Pontos positivos: Utilizam uma página, ao contrário do concorrente que possui um perfil; respondem rapidamente os comentários dos internautas (sempre no mesmo dia, normalmente no máximo 1h após o questionamento); tem cuidado estético com as imagens e o conteúdo publicado. Essas características fazem a página parecer bem profissional. Pontos negativos: Postam apenas fotos dos produtos ou conteúdo de bandas antigas (vídeos e fotos), não exploram ações de relacionamento. Análise Twitter O conteúdo é retirado 99% da página da marca no Facebook. Quando não é o mesmo post do Facebook, alguma imagem que consta no álbum é compartilhada no Twitter. O perfil fala apenas que chegou o produto na loja e aponta o link da imagem. Não exploram ações de relacionamento com o cliente.
  10. 10. Análise Pinterest O perfil é atrativo. Contém fotos dos produtos, imagens com tendências de cada década e videoclipes antigos. Análise Blog É pouco explorado. Publica as mesmas imagens do Facebook e não explora o recurso de texto do blog, nem faz o direcionamento para as redes sociais, apenas contém uma aba com os endereços das redes sociais.
  11. 11. Análise concorrentes Vendem também roupas e acessórios novos, mas essa informação não consta no perfil criado pela marca que anuncia a venda de produtos usados. Facebook : Não transmite profissionalismo, pois tem um perfil e não uma página. Além disso, utilizam as redes sociais apenas para publicar foto dos produtos com valores, esquecendo das ações de relacionamento com o público. Site : É raramente atualizado e contém apenas dicas de moda.
  12. 12. Outro ponto negativo é o nome da empresa que aparece de várias maneiras ao ser pesquisado no Google.
  13. 13. Foco na venda de produtos de grife usados. Vendem também roupas e acessórios novos, mas essa informação não consta no perfil criado pela marca que anuncia a venda de produtos usados. Facebook : As imagens são muito amadoras, nunca mostram a roupa por inteiro. Não utiliza a rede social para relacionamento, apenas para mostrar os produtos Site: tem aparência muito amadora devido ao e seus valores. layout, cores e fonte escolhida. É utilizado apenas para mostrar alguns produtos da loja e os seus valores.
  14. 14. Outro ponto negativo o nome da empresa que aparece de várias maneiras ao ser pesquisado no Google.
  15. 15. Comparativo pesquisas Google Realizamos a busca com a grafia do nome divulgada pela marca. Porém, talvez pelas variações apresentadas anteriormente, nenhuma busca foi localizada para as concorrentes.
  16. 16. Sugestões para Casa da Traça Trend match app • Desenvolvimento de aplicativo com tendências de cada década, indicando o que tem disponível na loja. Cada compra que o usuário faz é lançada no perfil dele e, quando a loja receber outros produtos que tenham relação com aquele, vai uma mensagem para o consumidor. • Por que investir nessa opção? O Brasil é líder na América Latina na adoção de dispositivos móveis por volume. Além disso, mais de 40 milhões de brasileiros utilizam internet móvel. FONTE US MEDIA CONSULTING Os apps "são reveladores dos interesses de consumo e de comportamento, além de permitir a fidelização de uma audiência segmentada e uma oportunidade de marketing para marcas baseada na localização dos seus próprios clientes". FONTE EUROMONITOR
  17. 17. Hot item match app • Para os clientes que estão à procura de um item específico, como um óculos de sol retrô ou um item de vestuário raro, podem baixar o aplicativo e criar sua lista de desejo. Quando a loja recebe o produto que está na lista, envia uma mensagem para o cliente.
  18. 18. Casa da TraçaYouTube • Criar um canal no You Tube com uma série de tutoriais (Do it yourself) a fim de dar dicas de moda, exemplo, como colocar spikes, como fazer uma camiseta com a técnica de tie dye. Estimular a convergência entre os meios utilizados pela empresa. Os conteúdos do site, redes sociais e canal no You Tube seriam complementares. • Por que investir nessa opção? Aproximadamente, 40% das visualizações de vídeos do YouTube acontecem via mobile. Afinal, os vídeos são uma forma divertida de compartilhar informações, além de ser mais fácil de os usuários digerirem o conteúdo. Algumas dicas para as marcas apostarem nesse formato são: criar engajamento, manter vídeos curtos, torná-los disponíveis em diversos dispositivos móveis. FONTE PROXXIMA / JEFF BULLAS Tendência “Faça você mesmo” ganhando força desde 2012.
  19. 19. Conteúdo para Facebook • Uma peça de roupa usada já tem história. Criar conteúdo contando (através de imagens) algumas experiências que as pessoas já tiveram com aquela roupa antes de se desapegar e vendê-la ao brechó. Ex: eu conto que curti o Rock in Rio com aquele short jeans e isso cria uma aura especial pra peça. As pessoas não compram apenas por necessidade, mas pelo que a roupa significa pra elas. Alguém que gostaria de ter ido ao festival pode comprar aquela peça para sentir a emoção daquele momento.
  20. 20. Conteúdo para Facebook • Contar como surgiu determinado produto e/ou tendência (através de vídeos). A moda é cíclica. Voltamos a usar tendências antigas, embora muitas vezes as pessoas não saibam quando ela foi criada e qual o contexto social da época. As histórias trazem curiosidades ao consumidores. Este conteúdo poderia linkar com o canal no You Tube. Ex: quando surgiu a calça boca sino, quem criou esta peça.
  21. 21. Conteúdo para Twitter • Criar um personagem “A Traça” para interagir na rede e aproveitar assuntos atuais para gerar conteúdo no Twitter. Ex: quando estiver na época de um festival de música, indicar um look pro evento; monitorar os tweets para aproveita as oportunidades (se alguém disser que não sabe o que vestir pra uma ocasião ou até fizer um desabafo sobre o fim de um relacionamento a marca pode interagir: “Querida, desapega, o que não serve mais pra nós poderá ser aproveitado por alguém. Conte com a gente pra garimpar algo interessante!”
  22. 22. Referências Bibliográficas http:// www.proxxima.com.br/home/mobile/2014/10/08/5-tendencias-de-mobile-marketing-para-as-empresas-ficarem-http:// exame2.com.br/mobile/pme/noticias/8-dicas-de-campanhas-de-marketing-sem-gastar-muito http://brasillink.usmediaconsulting.com/2014/02/7-fortes-tendencias-novas-do-mercado-movel-no-brasil / http://allternativelearning.com/thrift-stores-secondhand-clearance-shopping/ http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/01/140115_relatorio_euromonitor_dez_te ndencias_globais_de_consumo_lgb.shtml http://www.tendenciasonline.com/i9.php http://revistapegn.globo.com/Revista/Common/0,,EMI287145-17152,00- TENDENCIAS+PARA+EXPLORAR.html http://www.sebrae-sc.com.br/ideais/default.asp?vcdtexto=2097&^^

×