REFLEXÕES SOBRE
VERDADES REVELADAS
• Muito amados irmãos, estudantes e amigos que
leem, estudam e amam O Livro de Urântia,...
 NO MONTE DA TRANSFIGURAÇÃO
 O SIGNIFICADO DE ACREDITAR EM JESUS
 SABER DE DEUS E SENTIR A DEUS
 O CONHECIMENTO E O AL...
NO MONTE DA TRANSFIGURAÇÃO
Transcrevemos aqui uma parte do parágrafo
1753.6: Enquanto Pedro ainda estava falando, uma
nuve...
Gostaria que prestássemos atenção às palavras
“dai ouvidos a ele”; quando li novamente essa
passagem, observei principalme...
Eu penso que o Pai Divino disse isso para que
observemos de modo mais aprofundado as
declarações ou ensinamentos do seu Fi...
Na verdade, irmãos, a meu ver, essas palavras do Pai
Celeste dizem-nos que ponderemos
cuidadosamente os ensinamentos salva...
Sugiro, com todo o respeito, que tentemos ir além
da leitura da Revelação, procurando uma tomada de
consciência real dos e...
Transcrevo uma parte do parágrafo 1843.1,
relativo à ressurreição de Lázaro: Então Jesus
disse, olhando diretamente nos ol...
Na verdade, acreditar em Cristo Miguel,
ou Jesus, tem um significado maior do que
acreditar na sua pessoa ou nos seus
ensi...
Verdadeiramente Jesus ordenou a
execução ou realização positiva de tudo
aquilo (atos e realizações) que a sua
nova religiã...
Acreditar em Jesus significa crer no seu
Evangelho, crer na sua nova religião,
cumprir verdadeiramente os requisitos ou
ex...
Porquê? Por que aquele que acredita e vive
realmente cumprindo as exigências do Evangelho
do reino, fazendo a vontade do P...
• Saber ou ter informação sobre DEUS na nossa
mente, não é o mesmo que sentir a DEUS na
nossa alma humana. Saber de Deus é...
Para realizar essa ação, que é
espiritual, devemos ir além dos livros,
além da realidade material, por meio do
caminho ou ...
A religião que Cristo Jesus descobriu,
viveu e nos revelou, tem o objetivo de que
todas as pessoas que acreditam nela e a
...
É muito útil tomar nota das palavras de
Jesus que se encontram em um fragmento
do parágrafo que transcreveremos a
continua...
“Muitos dos vossos irmãos mentalmente
aceitam a teoria de Deus, enquanto
espiritualmente não conseguem perceber
a presença...
Não é a imaturidade mental da criança o
que eu vos recomendo, mas, antes, a
ingenuidade espiritual desse pequeno que
acred...
Nosso Mestre Jesus ilustra-nos claramente a
atitude que devemos ter para buscar a Deus, nosso
Senhor, ao fazer a sua vonta...
Jesus disse certa vez para não deixarmos
de fazer a maior descoberta que a nossa
alma pode realizar, a qual é o fato de
de...
Nosso Pai e Senhor Cristo Miguel nos insta
a buscar a Deus no nosso interior, com o olho
da fé espiritual e não com os olh...
• Como filhos mortais do Altíssimo Pai Universal que
mora no Paraíso de Havona, e sabendo que ele disse
que, para alcançá-...
É interessante e importante conhecer
o que um Melquisedeque diz sobre as
coisas divinas: “É literalmente
verdade que “as c...
De fato, irmãos, o que diz o revelador
Melquisedeque é eternamente verdadeiro, no
nosso coração deve existir amor e fome d...
Unicamente as pessoas que têm no seu
coração amor e fome das coisas divinas
podem receber o alimento do Espírito do
Senhor...
Na sua aparição na Fenícia, Cristo Miguel
(Jesus) disse que a sobrevivência da nossa
alma dependia de que nós tenhamos
nas...
ou seja, unicamente as pessoas que têm
verdadeira fome das coisas divinas e sede de
retidão, que trabalham na sua vida par...
Por meio do caminho da comunhão com
Deus, a qual se recomenda seja feita a cada
dia da nossa existência, virão a nós inúme...
Seguindo esse caminho recomendado por
Cristo Jesus, iremos percebendo várias
coisas que estaremos vivendo no sentido
espir...
Por exemplo:
Descobriremos a Deus, sentindo-o
plenamente. Ficaremos unidos às verdadeiras
forças espirituais do Universo. ...
O amor e a bondade de Deus irão
crescendo e se manifestando em nós,
compartindo-os generosamente com nossos
irmãos humanos...
Crescerá nosso amor ao próximo. Não
gostaremos de ficar sem a comunhão diária
com Deus, pois sentiremos a sua falta.
Exerc...
Estaremos a obter “poder espiritual”, dado
a nós por Deus Pai, Cristo Miguel e o
Espírito Criativo do universo local (Mini...
Nota: se a fé religiosa dinâmica não estiver
presente, não será possível realizar obra
espiritual, pois o poder espiritual...
A cada dia seremos mais amorosos e
humildes. Não vamos nos gabar das nossas
realizações espirituais. O serviço social ao
p...
Essas e muitas outras coisas iremos
descobrindo na nossa relação viva com
Deus Pai. Saberemos com exatidão que as
vitórias...
A SINCERIDADE COM DEUS
Na verdade, amados irmãos e irmãs, ser sinceros
com Deus e Cristo Jesus é o melhor que podemos
faze...
Somente Deus Pai pode alimentar e
enobrecer a nossa alma até torná-la divina e
eterna. Nada nem ninguém pode fazer o
que D...
Jesus nos insta a vir ao reino com a atitude de uma
criancinha que crê e confia plenamente no seu Pai,
a vir e fazer a von...
Nosso amado Mestre Jesus alerta-nos que
aqueles que buscarem entrar no reino,
esforçando-se por obter uma nobreza de
carát...
Para o nosso Pai é muito importante a
nossa sinceridade e atitude quando o
procuramos; desse fato depende a
realização da ...
A nossa sinceridade no caminho espiritual é muito
importante, pois tem uma grande força espiritual.
Vejamos alguns casos:
...
• Nosso Ajustador do Pensamento depende da
sinceridade do nosso livre-arbítrio para ele
obter a sua personalidade, nossa
p...
• “A imortalidade é a meta da sinceridade”; e a
morte é o fim daqueles que vivem a sua vida de
um modo irrefletido, descui...
• A nossa sinceridade, unida à atitude mental
de uma criança pequena, é essencial à nossa
entrada e conhecimento das Reali...
• Jesus aprecia e dá um grande valor à
sinceridade de todos aqueles e aquelas
que têm um coração puro. 1582.1
PALAVRAS AOS CRENTES DO
REINO
Tenhamos em mente as seguintes duas
afirmações: “Dar é mais abençoado do que
receber” (Mensa...
Durante a sua vida, Cristo Miguel fez algumas
declarações similares. Disse Jesus aos
apóstolos: Vós compreendeis bem com q...
A respeito dessa declaração, o Mestre disse
que aquele que quisesse ser grande entre os
irmãos que estavam ali reunidos, d...
Eu penso que o Mestre está estabelecendo
uma distinção entre ser servidor e ser
ministrador; a meu ver, considero
respeito...
Em outra ocasião, disse nosso Mestre e Pai:
Aquele que quiser ser grande entre vós, que
se torne como o mais jovem, enquan...
Perante os apóstolos reunidos, antes da
ordenação deles, entre outras coisas disse o
Mestre: Quem quiser ser grande no rei...
Cristo Miguel nos diz que não devemos procurar
dominar os nossos irmãos no reino, mas que
sejamos seus servidores. Que não...
Cristo Miguel nos diz: Se presumirmos exaltar-
nos perante Deus, certamente seremos
humilhados; mas se nos humilharmos per...
Convite de Jesus aos seus filhos crentes,
servidores e ministradores potenciais:
“Se estais dispostos a tornar-vos os meus...
Nosso Pai Universal é o maior
ministrador da Criação Universal.
Amados irmãos e irmãs, muito obrigado pela
atenção dispensada a esta apresentação.
Recebam todos um abraço espiritual.
Sin...
O conhecimento e o alcance das coisas divinas.  Reflexões sobre verdades reveladas.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O conhecimento e o alcance das coisas divinas. Reflexões sobre verdades reveladas.

453 visualizações

Publicada em

Conferência online de Jaime Diaz Page sobre verdades reveladas, com o propósito de ajudar-nos a tomar consciência delas e assim ampliar a nossa ação e realização espiritual.
Temas:
NO MONTE DA TRANSFIGURAÇÃO
O SIGNIFICADO DE ACREDITAR EM JESUS
SABER DE DEUS E SENTIR A DEUS
O CONHECIMENTO E O ALCANCE DAS COISAS DIVINAS
A SINCERIDADE COM DEUS
PALAVRAS AOS CRENTES DO REINO

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
453
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O conhecimento e o alcance das coisas divinas. Reflexões sobre verdades reveladas.

  1. 1. REFLEXÕES SOBRE VERDADES REVELADAS • Muito amados irmãos, estudantes e amigos que leem, estudam e amam O Livro de Urântia, saudações cordiais. • Nesta exposição apresentaremos algumas considerações sobre verdades reveladas, com o propósito de ajudar-nos a tomar consciência delas e assim ampliar a nossa ação e realização espiritual.
  2. 2.  NO MONTE DA TRANSFIGURAÇÃO  O SIGNIFICADO DE ACREDITAR EM JESUS  SABER DE DEUS E SENTIR A DEUS  O CONHECIMENTO E O ALCANCE DAS COISAS DIVINAS  A SINCERIDADE COM DEUS  PALAVRAS AOS CRENTES DO REINO
  3. 3. NO MONTE DA TRANSFIGURAÇÃO Transcrevemos aqui uma parte do parágrafo 1753.6: Enquanto Pedro ainda estava falando, uma nuvem prateada aproximou-se deles e envolveu os quatro homens. Os apóstolos agora ficaram extremamente amedrontados e, ao prostrar-se para adorar, ouviram uma voz, a mesma que tinha falado na ocasião do batismo de Jesus, dizer: “Este é o meu Filho amado; dai ouvidos a ele.” 1753.6.
  4. 4. Gostaria que prestássemos atenção às palavras “dai ouvidos a ele”; quando li novamente essa passagem, observei principalmente essas palavras. Como vocês sabem, essas são palavras ditas pelo Pai Universal, que os apóstolos deviam ouvir.
  5. 5. Eu penso que o Pai Divino disse isso para que observemos de modo mais aprofundado as declarações ou ensinamentos do seu Filho Amado, com o propósito de que nós, ao aceitá-los, recebamos o maior bem espiritual possível, atingindo a salvação da nossa alma.
  6. 6. Na verdade, irmãos, a meu ver, essas palavras do Pai Celeste dizem-nos que ponderemos cuidadosamente os ensinamentos salvadores do seu Filho Cristo Miguel, que os levemos em conta e obedeçamos a eles, de modo que, se forem do nosso agrado e os aceitássemos, os vivamos na vida diária, abençoando e enriquecendo a nossa mente e alma com as qualidades divinas.
  7. 7. Sugiro, com todo o respeito, que tentemos ir além da leitura da Revelação, procurando uma tomada de consciência real dos ensinamentos de Cristo Jesus para assim avançar positivamente na nossa carreira de ascensão espiritual, honrando e glorificando o nosso Pai Celeste, ao ver Ele que em verdade estamos prestando uma atenção diligente à sua mensagem salvadora. Nosso amor e gratidão eterna ao nosso Pai Universal e a Cristo Miguel.
  8. 8. Transcrevo uma parte do parágrafo 1843.1, relativo à ressurreição de Lázaro: Então Jesus disse, olhando diretamente nos olhos de Marta: “Eu sou a ressurreição e a vida; aquele que crer em mim, embora morra, ainda assim viverá. Em verdade, todo aquele que viver e acreditar em mim nunca morrerá realmente.” O SIGNIFICADO DE ACREDITAR EM JESUS
  9. 9. Na verdade, acreditar em Cristo Miguel, ou Jesus, tem um significado maior do que acreditar na sua pessoa ou nos seus ensinamentos, na sua religião. A religião de Jesus não consiste meramente em acreditar, mas, de fato, em fazer aquelas coisas que o evangelho exige.
  10. 10. Verdadeiramente Jesus ordenou a execução ou realização positiva de tudo aquilo (atos e realizações) que a sua nova religião exige de todos aqueles que acreditam nela e a aceitam.
  11. 11. Acreditar em Jesus significa crer no seu Evangelho, crer na sua nova religião, cumprir verdadeiramente os requisitos ou exigências do Evangelho do Reino. O Evangelho do reino exige fazer a vontade de Deus com perseverança. É então que compreendemos as palavras de Jesus a Marta: “Em verdade, todo aquele que viver e acreditar em mim nunca morrerá realmente.”
  12. 12. Porquê? Por que aquele que acredita e vive realmente cumprindo as exigências do Evangelho do reino, fazendo a vontade do Pai que está no céu, acredita em Jesus e, embora morra, ainda assim viverá eternamente. Quando acreditamos em Jesus desse modo, por meio da comunhão espiritual com Deus e com Jesus poderemos crescer na graça divina, conhecendo simultaneamente a verdade divina. Assim realizaremos os atos e conquistas espirituais verdadeiras e legítimas, que Jesus pede a nós.
  13. 13. • Saber ou ter informação sobre DEUS na nossa mente, não é o mesmo que sentir a DEUS na nossa alma humana. Saber de Deus é diferente de sentir a Deus. Podemos ler e nos informar sobre Deus, mas por meio disso não descobriremos a presença de Deus em nós próprios, que é um aspecto fundamental da religião do Espírito. SABER DE DEUS E SENTIR A DEUS
  14. 14. Para realizar essa ação, que é espiritual, devemos ir além dos livros, além da realidade material, por meio do caminho ou técnica de meditação espiritual que Cristo Jesus ensinou, que é denominada de oração-adoração dirigida a esse DEUS que mora em nós, a Chama Divina.
  15. 15. A religião que Cristo Jesus descobriu, viveu e nos revelou, tem o objetivo de que todas as pessoas que acreditam nela e a aceitam, descubram e sintam a DEUS na sua própria alma, por meio do uso da sua mente pessoal. É precisamente por meio da técnica ensinada por Cristo Jesus que a meditação espiritual (oração–adoração) põe em contato a mente com a presença de Deus, o espírito divino que reside na nossa mente humana.
  16. 16. É muito útil tomar nota das palavras de Jesus que se encontram em um fragmento do parágrafo que transcreveremos a continuação, as quais ilustram essa situação relativa ao descobrimento da presença divina dentro de nós:
  17. 17. “Muitos dos vossos irmãos mentalmente aceitam a teoria de Deus, enquanto espiritualmente não conseguem perceber a presença de Deus. E essa é exatamente a razão pela qual eu vos tenho ensinado muito frequentemente que o reino do céu pode ser mais bem compreendido [sentido] adquirindo a atitude espiritual de uma criança sincera.
  18. 18. Não é a imaturidade mental da criança o que eu vos recomendo, mas, antes, a ingenuidade espiritual desse pequeno que acredita facilmente e confia plenamente. Não é tão importante que saibais sobre o fato de Deus quanto que cresçais cada vez mais na capacidade de sentir a presença de Deus.” 1732.5
  19. 19. Nosso Mestre Jesus ilustra-nos claramente a atitude que devemos ter para buscar a Deus, nosso Senhor, ao fazer a sua vontade, na qual oramos e adoramos a Ele com essa simplicidade ou ingenuidade espiritual de uma criança pequena que acredita e confia plenamente na técnica de meditação espiritual e no Pai Altíssimo que mora na nossa mente humana e espera, com bondade e paciência infinita, que nos aproximemos dele para comer e beber o pão e a água da vida, para assim transformar a nossa condição humana em divina, por meio de uma transformação progressiva da alma.
  20. 20. Jesus disse certa vez para não deixarmos de fazer a maior descoberta que a nossa alma pode realizar, a qual é o fato de descobrir Deus em nós próprios, por nós próprios e para nós próprios. Por meio da nossa fé dinâmica em Deus, a nossa alma pode captar a realidade da presença de Deus e tudo o que se relaciona ao seu espírito divino. 1731.1, 2
  21. 21. Nosso Pai e Senhor Cristo Miguel nos insta a buscar a Deus no nosso interior, com o olho da fé espiritual e não com os olhos da mente material, relacionando-nos com Deus por meio de uma experiência viva de fé religiosa dinâmica, que não falha nunca. Alcancemos satisfações divinas. Honremos a Deus Pai. 1960.1, 1124.3
  22. 22. • Como filhos mortais do Altíssimo Pai Universal que mora no Paraíso de Havona, e sabendo que ele disse que, para alcançá-lo, devemos conseguir formar uma alma com características de sobrevivência, características que contêm coisas divinas para esse fim, a seguir consideraremos o que os Reveladores e Jesus nos dizem devemos realizar para conseguir obter as coisas ou características divinas, e assim poder alcançar a Deus Pai no Paraíso. O CONHECIMENTO E O ALCANCE DAS COISAS DIVINAS
  23. 23. É interessante e importante conhecer o que um Melquisedeque diz sobre as coisas divinas: “É literalmente verdade que “as coisas humanas devem ser conhecidas para serem amadas, mas as coisas divinas devem ser amadas para serem conhecidas”.” 1118.4
  24. 24. De fato, irmãos, o que diz o revelador Melquisedeque é eternamente verdadeiro, no nosso coração deve existir amor e fome da perfeição de Deus, devemos querer ser como Ele é. Deve existir em nós fome das coisas divinas, das coisas de Deus, um anseio real de conhecer as coisas divinas e desejar vivê-las em nós próprios.
  25. 25. Unicamente as pessoas que têm no seu coração amor e fome das coisas divinas podem receber o alimento do Espírito do Senhor: o pão e a água da vida, que proporcionam a verdade e o reto viver, espiritual e humano, aos filhos e filhas de Deus.
  26. 26. Na sua aparição na Fenícia, Cristo Miguel (Jesus) disse que a sobrevivência da nossa alma dependia de que nós tenhamos nascido do Espírito da Verdade, buscando e encontrando Deus em nós próprios. Disse ele também que o Pão e a Água da Vida são dados apenas àquelas pessoas que têm fome da Verdade divina e sede da retidão de Deus;
  27. 27. ou seja, unicamente as pessoas que têm verdadeira fome das coisas divinas e sede de retidão, que trabalham na sua vida para obtê- las, recebem as dádivas divinas para a sobrevivência da alma; são pessoas que mudam a sua mentalidade, e têm a motivação de encontrar a Deus e ser como Deus É. 1861.4
  28. 28. Por meio do caminho da comunhão com Deus, a qual se recomenda seja feita a cada dia da nossa existência, virão a nós inúmeras bênçãos e realizações espirituais verdadeiras. As coisas divinas começarão a viver na nossa alma, iluminando a nossa mente com a sua luz espiritual e esplendor divino.
  29. 29. Seguindo esse caminho recomendado por Cristo Jesus, iremos percebendo várias coisas que estaremos vivendo no sentido espiritual e que afetarão de modo positivo o nosso caráter humano, o qual irá mudando significativamente graças ao amor e à bondade do nosso Pai Celeste e Cristo Jesus.
  30. 30. Por exemplo: Descobriremos a Deus, sentindo-o plenamente. Ficaremos unidos às verdadeiras forças espirituais do Universo. Faremos sempre e alegremente a vontade de Deus. Adquiriremos os valores espirituais da Verdade, da Beleza e da Bondade. Conheceremos a Verdade divina, conforme o estado da nossa alma.
  31. 31. O amor e a bondade de Deus irão crescendo e se manifestando em nós, compartindo-os generosamente com nossos irmãos humanos. Observaremos um notável aumento de perspicácia ou discernimento espiritual em nós, o qual alegrará o nosso coração. Veremos que temos fortaleza, valentia e confiança.
  32. 32. Crescerá nosso amor ao próximo. Não gostaremos de ficar sem a comunhão diária com Deus, pois sentiremos a sua falta. Exerceremos a nossa atividade espiritual nos elevados níveis de consciência da divindade e na consciência da comunhão com Deus. As qualidades divinas serão maiores em nós. O nosso Espírito Divino, o Espírito da Verdade e o Espírito Santo estarão satisfeitos conosco, por sermos filhos e filhas obedientes.
  33. 33. Estaremos a obter “poder espiritual”, dado a nós por Deus Pai, Cristo Miguel e o Espírito Criativo do universo local (Ministra Divina). A nossa personalidade vai se beneficiar com a ação e a presença do poder espiritual e do Espírito Santo. Poderemos realizar obra espiritual (ensinamento) por meio do poder espiritual recebido de Deus.
  34. 34. Nota: se a fé religiosa dinâmica não estiver presente, não será possível realizar obra espiritual, pois o poder espiritual não estará presente em nós; é preciso saber isso.
  35. 35. A cada dia seremos mais amorosos e humildes. Não vamos nos gabar das nossas realizações espirituais. O serviço social ao próximo será um efeito da nossa comunhão com o Espírito Divino. O medo e o desejo de prazeres da imaturidade desaparecerão. Irá progredindo o nosso autodomínio. Os frutos espirituais irão surgindo em nós progressivamente. Já não serviremos a dois senhores, apenas ao UNO, ao ALTÍSSIMO PAI DO PARAÍSO.
  36. 36. Essas e muitas outras coisas iremos descobrindo na nossa relação viva com Deus Pai. Saberemos com exatidão que as vitórias espirituais as obteremos unicamente por meio das nossas decisões, pelo Amor a Deus e pelo poder espiritual recebido dele. E, mais tarde, na nossa carreira de ascensão ao Paraíso, alcançaremos a perfeição do conhecimento ascendente progressivo. Temos um grande futuro pela frente, na eternidade.
  37. 37. A SINCERIDADE COM DEUS Na verdade, amados irmãos e irmãs, ser sinceros com Deus e Cristo Jesus é o melhor que podemos fazer para o nosso crescimento e formação espiritual. A sinceridade é fundamental para que Ele nos guie e alimente do melhor modo, a sinceridade unida à nossa fé abre para nós, instantaneamente, a porta do reino de Deus, permitindo-nos entrar e, na presença de Deus, receber o alimento espiritual que o Senhor preparou para nós, seus filhos e filhas que o buscam e amam com profundo respeito, devoção e gratidão.
  38. 38. Somente Deus Pai pode alimentar e enobrecer a nossa alma até torná-la divina e eterna. Nada nem ninguém pode fazer o que Deus faz para a alma do homem; a espiritualização divina e completa de uma alma é realizada exclusivamente pelo Pai Celeste, é a sua vontade que assim seja.
  39. 39. Jesus nos insta a vir ao reino com a atitude de uma criancinha que crê e confia plenamente no seu Pai, a vir e fazer a vontade do Pai divino, sem questionar, com confiança genuína no Pai Divino e na sua sabedoria; a vir livres de preconceitos, tendo a nossa mente aberta e receptiva ao ensino, como uma criança disposta a aprender, como se diz atualmente, com uma mente zero-quilômetro, limpa, imaculada, pronta para receber o que é belo, verdadeiro, bom e eterno. Aprendamos a viver a REALIDADE DIVINA, com letras maiúsculas, na realidade temporal que logo se desvanece. 1861.3
  40. 40. Nosso amado Mestre Jesus alerta-nos que aqueles que buscarem entrar no reino, esforçando-se por obter uma nobreza de caráter como a do seu Pai, em breve possuirão tudo o mais que for necessário. Mas ele nos diz com toda sinceridade: a menos que busquemos entrar no reino com a fé e a dependência confiante de uma criança pequena, não seremos admitidos de modo nenhum. 1536.4.
  41. 41. Para o nosso Pai é muito importante a nossa sinceridade e atitude quando o procuramos; desse fato depende a realização da comunhão com ELE e que cresçamos espiritualmente de mãos dadas com a Divindade. Não há outro caminho.
  42. 42. A nossa sinceridade no caminho espiritual é muito importante, pois tem uma grande força espiritual. Vejamos alguns casos: • Por meio da sinceridade, da persistência e da firmeza das nossas decisões podemos transferir o assento da nossa identidade desde a nossa mente material para a alma, que é o veículo superior e mais duradouro para a sobrevivência. 1229.7
  43. 43. • Nosso Ajustador do Pensamento depende da sinceridade do nosso livre-arbítrio para ele obter a sua personalidade, nossa personalidade. Ele está à espera da nossa cooperação sincera, para trabalhar conosco em plenitude. 1233.1 • Deus Pai nunca se esquece da sinceridade; aqueles que amam ao próximo e que têm o coração puro verão a Deus, pois Ele guiará o honesto de coração à verdade, que é ELE próprio. 1443.2
  44. 44. • “A imortalidade é a meta da sinceridade”; e a morte é o fim daqueles que vivem a sua vida de um modo irrefletido, descuidado. 1447.4 • A sinceridade verdadeira da nossa prece é a garantia de que ela é ouvida por Deus Pai. A sabedoria e a coerência com a realidade universal determinam o tempo, a maneira e o grau da resposta que receberemos. Tudo depende da nossa fé e sinceridade com Deus. 1639.1, 1000.1
  45. 45. • A nossa sinceridade, unida à atitude mental de uma criança pequena, é essencial à nossa entrada e conhecimento das Realidades Espirituais do Reino de Deus. 1676.5 • Se nós, com real sinceridade acreditamos em Deus, então pela FÉ DINÂMICA AMAREMOS E CONHECEREMOS DEUS PAI.
  46. 46. • Jesus aprecia e dá um grande valor à sinceridade de todos aqueles e aquelas que têm um coração puro. 1582.1
  47. 47. PALAVRAS AOS CRENTES DO REINO Tenhamos em mente as seguintes duas afirmações: “Dar é mais abençoado do que receber” (Mensageiro Poderoso de Uversa), e “Aquele que quiser ser o maior entre vós, que seja o servidor de todos”. (Cristo Miguel) 316.5
  48. 48. Durante a sua vida, Cristo Miguel fez algumas declarações similares. Disse Jesus aos apóstolos: Vós compreendeis bem com que prepotência os governantes tratam os seus súditos, e como os grandes exercem a autoridade. Mas não será assim no reino do céu. Quem quiser ser grande entre vós, que antes se torne o vosso servidor. Aquele que quiser ser o primeiro no reino, que se torne o vosso ministrador. 1868.1
  49. 49. A respeito dessa declaração, o Mestre disse que aquele que quisesse ser grande entre os irmãos que estavam ali reunidos, devia tornar- se o seu servidor, e depois disse que aquele que quisesse ser o primeiro no reino devia tornar-se o ministrador deles.
  50. 50. Eu penso que o Mestre está estabelecendo uma distinção entre ser servidor e ser ministrador; a meu ver, considero respeitosamente que ser um ministrador espiritual envolve uma responsabilidade, preparação e alcance maiores, do que aquele que serve a um grupo reduzido de irmãos crentes. Eu creio que é assim.
  51. 51. Em outra ocasião, disse nosso Mestre e Pai: Aquele que quiser ser grande entre vós, que se torne como o mais jovem, enquanto aquele que quiser ser o chefe, que se torne como quem serve. E agregou Jesus: eu estou entre vós como quem serve. O Filho do Homem não veio para ser ministrado, mas para ministrar. 1940.1, 1868.1
  52. 52. Perante os apóstolos reunidos, antes da ordenação deles, entre outras coisas disse o Mestre: Quem quiser ser grande no reino do meu Pai deve tornar-se um ministro para todos; e quem quiser ser o primeiro entre vós, que se torne o servidor dos seus irmãos. 1569.3 Nessa ocasião ele disse que o ministro serviria a todos. Eu penso que um ministro espiritual tem um maior campo de ação e responsabilidade, pois deve servir a todos. O reino do Pai é imenso.
  53. 53. Cristo Miguel nos diz que não devemos procurar dominar os nossos irmãos no reino, mas que sejamos seus servidores. Que não lutemos contra os nossos irmãos, que lutemos contra nós próprios. Na verdade, não devemos exercer controle e autoridade sobre os nossos irmãos crentes. Respeitemos a personalidade de cada irmão e irmã; todos merecem receber um serviço amoroso verdadeiro, humilde e respeitoso.
  54. 54. Cristo Miguel nos diz: Se presumirmos exaltar- nos perante Deus, certamente seremos humilhados; mas se nos humilharmos perante Deus, certamente seremos exaltados. Na nossa vida diária não busquemos a autoglorificação, mas a glória de Deus, subordinando de um modo inteligente a nossa própria vontade à vontade do Pai que está no Paraíso e dentro de nós próprios. 1907.2
  55. 55. Convite de Jesus aos seus filhos crentes, servidores e ministradores potenciais: “Se estais dispostos a tornar-vos os meus companheiros servidores fazendo a vontade do Pai, sentar-vos-eis comigo em poder no reino vindouro, fazendo continuamente a vontade do Pai na glória futura”. 1940.1
  56. 56. Nosso Pai Universal é o maior ministrador da Criação Universal.
  57. 57. Amados irmãos e irmãs, muito obrigado pela atenção dispensada a esta apresentação. Recebam todos um abraço espiritual. Sinceramente, seu irmão Jaime. FONTE: O LIVRO DE URÂNTIA. www.urantia.org/pt

×