Manual de prevenção de quedas da pessoa idosa

2.735 visualizações

Publicada em

Devido ao crescimento da população idosa no Brasil e no mundo, estudos e políticas públicas procuram por métodos que levem a este público uma melhor qualidade de vida, realçando tratamentos que conservem a capacidade funcional e trabalhem com reabilitação destes, a fim de manter o idoso com o máximo de independência possível.
A apresentação a seguir visa trazer informação para prevenção de quedas na pessoa idosa, que é um dos fatores de aumento de internações, dependência física, redução da mobilidade e, muitas vezes, o estopim para a degeneração do quadro geral do idoso.

0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.735
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
166
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manual de prevenção de quedas da pessoa idosa

  1. 1. Annielle Castro: Fisioterapeuta Jeandson Barbosa: Educador Físico Laís Silva: Nutricionista Thiago Antunes: Fisioterapeuta
  2. 2. Estudos apontam que em 2025 cerca de 32 milhões de brasileiros alcançaram idade igual ou superior a 60 anos, sendo assim, o Brasil estará entre as nações com maior população de indivíduos idosos. Devido a esse crescimento, estudos e políticas públicas procuram por métodos que levem a este público uma melhor qualidade de vida, realçando tratamentos que conservem a capacidade funcional desses idosos e, trabalhem com reabilitação a fim de manter o idoso com o máximo de independência possível.
  3. 3. MANUAL DE PREVENÇÃO DE QUEDAS DA PESSOA IDOSA
  4. 4. Sobre a queda: • Definição: Deslocamento não intencional do corpo para um nível inferior à posição inicial com a incapacidade de correção em tempo hábil, determinado por circunstâncias multifatoriais que comprometem a estabilidade. • A queda pode significar que houve o declínio das funções fisiológicas (visão, audição, locomoção), ou ainda representar sintomas de alguma patologia específica.
  5. 5. Frequência das Quedas • No Brasil cerca de 30% dos idosos caem pelo menos uma vez no ano. Destes, 10% tornam a cair e 5% são surpreendidos pela fratura de fêmur; • A frequência de quedas é maior em mulheres: Estudos mostram que 40% das quedas em mulheres com mais de 75 anos e 28% das quedas em homens da mesma idade resultam em fraturas; • 5 a 10% das quedas resultam em ferimentos importantes; • O risco de quedas aumenta com o avançar da idade e pode chegar a 51% em idosos acima de 85 anos; • 70% das quedas em idosos ocorrem dentro de casa.
  6. 6. Consequência das Quedas • Aumento do número de internações, para esta faixa etária; • Alto custo social e econômico; • Aumento da dependência física; • Aumento do medo, fragilidade e falta de confiança; • Redução da mobilidade, afetando também suas atividades sociais e recreativas; • Perda da qualidade de vida, sendo a queda muitas vezes o estopim para a degeneração do quadro geral do idoso.
  7. 7. Principais Fraturas que ocorrem nos idosos • Fratura de coluna: • Fratura de Punho: • Fratura de colo do fêmur:
  8. 8. Fatores de risco • Fatores Intrínsecos: Relacionados às alterações fisiológicas do processo de envelhecimento (Diminuição da visão e da audição; Alterações na postura, equilíbrio e locomoção; Osteoporose, Artrose, Labirintite); ou então a uma patologia específica e ainda ao uso de medicamentos (Antidepressivos, Antiarrítmicos, Hipoglicemiantes, Anti-hiperternsivos, etc). • Fatores Extrínsecos: Relacionados ao ambiente em que o idoso interage: sua casa, locais públicos, transporte coletivo, entre outros.
  9. 9. Dicas de Prevenção de Quedas No Banheiro . Não utilize tapetes de tecido (ou retalhos) eles podem causar escorregão Use tapetes emborrachados (antiderrapantes)
  10. 10. Caso tenha dificuldade para enxergar, evite utilizar banheiro com pouca iluminação ou com piso, cortinas e peças de mesma cor. Aumente a iluminação: use lâmpadas fluorescentes, cortinas claras, assento do vaso sanitário e pia em cores diferentes do piso e do chão.
  11. 11. Utilizar vaso sanitário muito baixo e sem barras de apoio podem provocar desequilíbrio, além de ser desconfortável. Aumente a altura do vaso e instale barras de apoio laterais e paralelas ao vaso.
  12. 12. Evite tomar banho em banheiros com box de vidro, sem tapete antiderrapante e sem barras de apoio. Substitua o box de vidro por cortinas, utilize tapetes antiderrapantes e instale barras de apoio nas paredes.
  13. 13. No Quarto Não use tapetes soltos e nem encere o piso com produtos escorregadios. Evite usar calçados altos ou com solado liso e nunca ande somente de meias. Use tapetes presos ao chão. Quanto ao piso, o melhor mesmo é não encerar. Use sempre sapatos com solado antiderrapante.
  14. 14. Evite camas muito baixas e colchões muito macios. Você pode ter dificuldade para levantar ou deitar. Ajuste a altura da cama e se preciso troque o colchão por um mais firme.
  15. 15. Nunca levante no escuro. Providencie um interruptor de luz ao lado da cama ou um abajur.
  16. 16. Na Sala Não deixe que extensões elétricas ou fios de telefone cruzem o caminho e não permita que sapatos, brinquedos e outros objetos fiquem espalhados pelo chão. Mantenha os fios dos aparelhos próximos às tomadas. Deixe o caminho livre e sem bagunça.
  17. 17. Cuidado com sofás muito baixos e macios ou poltronas sem braços, você pode ter dificuldade para se levantar. Prefira sofás mais altos, firmes, e poltronas com braços.
  18. 18. Na Cozinha Não utilize armários muito altos que necessitem de bancos ou escadas para alcançar os objetos. Os armários devem ser de fácil alcance e fixados à parede
  19. 19. Escada Nunca deixe qualquer tipo de objeto nos degraus. Escadas com pouca iluminação, sem corrimão e com degraus estreitos são perigosas. A escada deve estar livre de objetos, possuir corrimãos dos dois lados, fitas antiderrapantes nos degraus e interruptores de luz, tanto na parte inferior quanto na superior.
  20. 20. Animais de Estimação Se possível escolha as cores de mobília e piso diferentes da cor do animal de estimação. Isso evita que você tropece e tenha uma queda. Nunca deixe a casinha do cachorro muito próxima à entrada da sua casa. Quando for preciso prender o animal, a corrente deve ser de tamanho médio para que não cruze o seu caminho.
  21. 21. Outras Dicas • Consulte o seu médico regularmente; • Faça exames de vista anualmente; • Reduza a ingestão de bebidas alcoólicas; • Tome banho de sol regularmente; • Informe-se com seu médico sobre efeitos colaterais dos remédios que você está tomando; • Participe de programas de atividade física que visem o desenvolvimento de agilidade, equilíbrio, coordenação e força muscular; • Leve uma vida saudável e seja feliz.

×