<ul><li>CULTO SEM LITURGIA </li></ul><ul><li>LITURGIA SEM CULTO </li></ul><ul><li>EGOLATRIA TENDENCIOSA </li></ul><ul><li>...
<ul><li>O culto, um dos principais elementos litúrgicos de nossa fé, sofre constantes ataques – Motivos: realizações human...
<ul><li>1 – O VERDADEIRO SIGNIFICADO DE CULTO </li></ul><ul><li>O culto é um veículo pelo qual o povo se rende em adoração...
<ul><li>B) O CULTO CRISTÃO PODE SER: </li></ul><ul><li>Coletivo – é o momento em que a igreja local separa para adorar e c...
<ul><li>2 – A ESSÊNCIA DO CULTO A DEUS É A ADORAÇÃO </li></ul><ul><li>Adoração é um ato simples; </li></ul><ul><li>Um ato ...
<ul><li>1 – LITURGIA DO CULTO PENTECOSTAL </li></ul><ul><li>Liturgia (grego leitourgeion - serviço) é o conjunto dos eleme...
<ul><li>B) AS PARTES LITÚRGICAS DO CULTO (1Co 14:26): </li></ul><ul><li>Momento da Adoração – orações, expressões, leitura...
<ul><li>2 – ELEMENTOS DO GENUÍNO CULTO PENTECOSTAL - elementos ou meios usados pelo adorador: </li></ul><ul><li>A Bíblia S...
<ul><li>1 – ADOÇÃO DE MOVIMENTOS ESTRANHOS AO CRISTIANISMO DO NOVO TESTAMENTO </li></ul><ul><li>A igreja primitiva perseve...
<ul><li>Adoração a anjos </li></ul><ul><li>Água no radio </li></ul><ul><li>Aviãozinho </li></ul><ul><li>Batismo no Espírit...
<ul><li>Quebra de Maldição Hereditária </li></ul><ul><li>“ Queima ele” </li></ul><ul><li>Risada santa  </li></ul><ul><li>R...
<ul><li>2 – Cultos exóticos </li></ul><ul><li>Muitas inovações e exotismos que atacam os cultos em nada diferem do mistici...
<ul><li>1 - VERDADEIRO SIGNIFICADO DE CULTO </li></ul><ul><li>Veículo para experimentarmos a comunhão verdadeira; </li></u...
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Lição 8 slide

1.725 visualizações

Publicada em

Slide lç 8

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.725
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
45
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lição 8 slide

  1. 2. <ul><li>CULTO SEM LITURGIA </li></ul><ul><li>LITURGIA SEM CULTO </li></ul><ul><li>EGOLATRIA TENDENCIOSA </li></ul><ul><li>LOUVORZÃO E PALAVRINHA </li></ul><ul><li>O CULTO ACEITÁVEL – RM 14:18 </li></ul><ul><li>ANTROPOCENTRISMO NO CULTO </li></ul><ul><li>TRIBUTAÇÃO VOLUNTÁRIA E ESPONTÂNEA </li></ul>O GENUÍNO CULTO PENTECOSTAL Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  2. 3. <ul><li>O culto, um dos principais elementos litúrgicos de nossa fé, sofre constantes ataques – Motivos: realizações humanas e busca de seus próprios interesses; </li></ul><ul><li>O maior perigo para a igreja é a adoção de modismo em seus serviços litúrgicos; </li></ul><ul><li>Aparentemente, estes modismos, não apresentam perigo, mas atacam a sã doutrina e aos costumes genuinamente cristãos. </li></ul><ul><li>O genuíno culto pentecostal deve ser balizado na ordem, decência e profundo temor a Deus; </li></ul><ul><li>Esta era a preocupação de Paulo em relação a igreja de Corinto (I Co 14:23-24); </li></ul><ul><li>O culto pentecostal não pode ser regido pela desorganização, irreverência, confusão, ser cerceado de criancice e fanfarronice; </li></ul><ul><li>Mas o culto não pode ser cercado de formalidades, tradicionalismos, movidos por padrões rígidos e fixos; </li></ul><ul><li>Deve ser uma adoração livre, com liberdade (2Co 3:17); </li></ul><ul><li>Esta liberdade, não exime a igreja de apresentar a verdadeira adoração; </li></ul><ul><li>Verdadeira adoração: liturgia sadia, debaixo da submissão da autoridade divina, com responsabilidade, contrário a tudo que se chama libertinagem. </li></ul>INTRODUÇÃO Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  3. 4. <ul><li>1 – O VERDADEIRO SIGNIFICADO DE CULTO </li></ul><ul><li>O culto é um veículo pelo qual o povo se rende em adoração a Deus, experimentando a comunhão verdadeira (reverência, santificação, confissão e submissão à vontade Divina); </li></ul><ul><li>Todo culto, por mais poderoso e fervoroso que seja, deve ser regido pela ordem e decência; </li></ul><ul><li>O culto de adoração a Deus é a mais sacra reunião da Igreja, em gratidão ao Senhor por todas as bênçãos salvíficas (Sl 116.12,13); </li></ul><ul><li>Em qualquer religião, é a mais elevada homenagem que se presta a sua divindade; </li></ul><ul><li>A pessoa principal do culto não é o pregador, o cantor, os conjuntos, os obreiros, mas Jesus; </li></ul><ul><li>É a resposta das criaturas racionais à auto-revelação do seu Criador. O culto honra e glorifica a Deus; </li></ul><ul><li>O termo culto, tanto no hebraico quanto no grego, dá a idéia de serviço. Nos dias atuais, costuma-se associá-lo ao simples fato de freqüentar ou assistir uma celebração religiosa; </li></ul><ul><li>A) DIRETRIZES DO CULTO DA NOVA ALIANÇA (JO 4:19-24): </li></ul><ul><li>Quem deve ser adorado? Deus-Pai (Rm 11.33; Ap 15.4 ;Dn 4.34-37); </li></ul><ul><li>Quem deve adorar? Somente os convertidos (os verdadeiros adoradores); </li></ul><ul><li>Como deve ser a adoração ? Em Espírito e Verdade; </li></ul><ul><li>Qual o lugar da adoração ? Não se limita a lugares religiosos, a objetos e a liturgias fixas; </li></ul><ul><li>Qual o tempo da adoração ? Hoje é o tempo (A hora vem e já chegou). </li></ul>I – ADORAÇÃO E CULTO Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  4. 5. <ul><li>B) O CULTO CRISTÃO PODE SER: </li></ul><ul><li>Coletivo – é o momento em que a igreja local separa para adorar e celebrar a Deus; </li></ul><ul><li>Individual – nossa adoração pessoal (Rm 12.1). </li></ul><ul><li>C) CARACTERÍSTICAS DO VERDADEIRO CULTO CRISTÃO: </li></ul><ul><li>Deve ser dirigido ao Senhor, somente Ele é digno de toda honra, glória e louvor (Sl. 29.2; 96.9); </li></ul><ul><li>É um ato de adoração pelo qual o homem reconhece Deus como Senhor de todas as coisas; </li></ul><ul><li>É uma resposta ao imenso amor de Deus, dada pelo cristão; </li></ul><ul><li>É o resultado de nossa reconciliação com Deus promovida por Jesus Cristo (Ef 2:13); </li></ul><ul><li>É a declaração de nossa inferioridade e da superioridade de quem está sendo cultuado; </li></ul><ul><li>Demonstração de nossa total dependência da Palavra. </li></ul><ul><li>D) CULTOS NA IGREJA PRIMITIVA – REUNIÕES NAS CASAS (AT. 3.1; 4.23,24): </li></ul><ul><li>Salmos – Hinos do Antigo Testamento cantados ao som de instrumento de cordas, como a harpa; </li></ul><ul><li>Doutrinas – Exposição sistemática e lógica das verdades extraídas da Bíblia; </li></ul><ul><li>Revelação – manifestação sobrenatural de uma verdade que se achava oculta; </li></ul><ul><li>Línguas – concedida pelo Espírito Santo, para consolação, exortação e edificação dos santos; </li></ul><ul><li>Interpretação – exposição, explicação e esclarecimento das Sagradas Escrituras; </li></ul><ul><li>Dom de interpretação de línguas - concedido para edificação, exortação ou consolação da Igreja; </li></ul><ul><li>Cânticos espirituais – hinos cantados em línguas estranhas. </li></ul>I – ADORAÇÃO E CULTO Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  5. 6. <ul><li>2 – A ESSÊNCIA DO CULTO A DEUS É A ADORAÇÃO </li></ul><ul><li>Adoração é um ato simples; </li></ul><ul><li>Um ato de entrega incondicional a Deus e à sua vontade (Mt 6”10); </li></ul><ul><li>É através da adoração que Deus é reconhecido como Senhor e o homem, como seu servo; </li></ul><ul><li>Pela adoração trazemos o Senhor até o local da adoração (Mt 18:20); </li></ul><ul><li>De acordo com a Bíblia, a adoração está associada com a idéia de culto, reverência, veneração; </li></ul><ul><li>Deus sempre exigiu reverência, respeito e consideração na adoração (Ex.3:5; Js.5:15); </li></ul><ul><li>3 – ADORAÇÃO COMPLETA E INCONDICIONAL </li></ul><ul><li>Todo culto é um ato de adoração à Deus, mas nem toda adoração é uma prestação de culto; </li></ul><ul><li>Rituais, cerimônias, sacrifícios, formalismos e celebrações nem sempre são capazes de exteriorizarem a nossa obediência, sinceridade, submissão, devoção e prática da Palavra; </li></ul><ul><li>Por várias vezes Deus não recebeu a adoração provinda de Israel (Is 1:11-15; Jr 6:20; 7:21-26); </li></ul><ul><li>O sacrifício do calvário nos proporciona o direito a uma vida no altar da adoração; </li></ul><ul><li>No passado, este serviço somente era possível no Templo em Jerusalém; </li></ul><ul><li>A verdadeira adoração surge a partir de um contínuo andar com Deus; </li></ul><ul><li>Não vamos a igreja somente para adorarmos, mas sim para testemunharmos publicamente; </li></ul><ul><li>A adoração deve ser a atividade principal na vida de cada crente (Cl 3.17). </li></ul><ul><li>Adorar a Deus significa servi-lo a todo instante, a todo momento . </li></ul>I – ADORAÇÃO E CULTO Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  6. 7. <ul><li>1 – LITURGIA DO CULTO PENTECOSTAL </li></ul><ul><li>Liturgia (grego leitourgeion - serviço) é o conjunto dos elementos que compõem o culto cristão (At 2:42-47; 1Co 14:26-40; Cl 3:16); </li></ul><ul><li>A liturgia tem por finalidade trazer um ordenamento no culto, de forma que haja tempo para a oração inicial, os cânticos e louvores, testemunhos e a pregação da Palavra; </li></ul><ul><li>Sem uma liturgia, o culto pentecostal não teria ordem, trazendo confusão ao santuário; </li></ul><ul><li>O culto dos crentes primitivos que, nos primeiros dias da Igreja em Jerusalém não diferia muito da liturgia judaica (At 3.1; </li></ul><ul><li>O Espírito Santo tornou o culto dinâmico, espontâneo e com manifestações periódicas dos dons (Rm 12.6-8; 1Co 12.4-11, 28-31).; </li></ul><ul><li>O culto pentecostal caracteriza-se por manifestações emocionais, sonoras, visíveis; </li></ul><ul><li>Estas manifestações não podem ser dogmatizadas, para não engessarmos a liberdade; </li></ul><ul><li>O ministro da Igreja deve ter o cuidado de ensinar acerca do equilíbrio entre emoção e espiritualidade, sem bloquear a ação do Espírito Santo. </li></ul><ul><li>A) O PERFIL DE UM CULTO PENTECOSTAL (I CO 14”26): </li></ul><ul><li>“ Quando vos ajuntais” – participação coletiva; </li></ul><ul><li>“ Cada um tem...” – participação individual. </li></ul>II – COMPOSIÇÃO DO CULTO PENTECOSTAL Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  7. 8. <ul><li>B) AS PARTES LITÚRGICAS DO CULTO (1Co 14:26): </li></ul><ul><li>Momento da Adoração – orações, expressões, leitura da Palavra, preparação, reverência, salmo (ministério de louvor); </li></ul><ul><li>Momento do reconhecimento (Is 6:5; Sl 51) – confissão dos pecados e limitação; </li></ul><ul><li>Momento congratulatório – gratidão pela bênçãos diárias (Tg 1:17), perdão (I Jo 2:1-2), salvação (Rm 8:28-30) e pelas bênçãos espirituais (Ef 1:3); </li></ul><ul><li>Contribuições para o Trabalho da Igreja. Este momento deve ser encarado como item da liturgia no culto; </li></ul><ul><li>Momento de edificação – Revelação através da pregação da Palavra (Doutrina), revelação, línguas estranhas e da interpretação (ministério dos dons espirituais). </li></ul><ul><li>Momento de dedicação – resposta do homem ao chamado de Deus. pode ser: sim, não, depois, indiferença ou aceitação a Cristo; </li></ul><ul><li>Conclusão do culto – que deve deixar o ouvinte impregnado e impressionado com as realidades da vida espiritual, através de um apelo, de um hino, de uma oração e depois disso, segue-se a bênção e o amém. </li></ul>II – COMPOSIÇÃO DO CULTO PENTECOSTAL Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  8. 9. <ul><li>2 – ELEMENTOS DO GENUÍNO CULTO PENTECOSTAL - elementos ou meios usados pelo adorador: </li></ul><ul><li>A Bíblia Sagrada – é o elemento mais importante do culto cristão (Ne 9:1-5). É indispensável a leitura, meditação, estudo e pregação da Palavra; </li></ul><ul><li>A oração - Orar é cumprir uma ordem do Senhor (Lc 18:1; I Ts 5:17). A oração é indispensável ao cristão (Mt 6:5-8; At 12:12 cf Rm 8:15; Gl 4:6); </li></ul><ul><li>Música – também se destaca como um elemento indispensável ao culto (Rm 15:9; I Cr 14:15; Ef 5:19; Cl 3:16; Tg 5:13; Apc 5:9; 14:3; Mt 26:30); </li></ul><ul><li>Ofertas - O ato de ofertar e contribuir faz parte da adoração. É uma expressão de fidelidade (Dt 12:4-7; Ml 3:10; Mc 12:41-44; II Cr 8:12-18; Hb 13:16). </li></ul><ul><li>O culto a Deus não pode ser baseado na emoção, </li></ul><ul><li>mas sim deve ser resultado do verdadeiro culto ao Senhor. </li></ul>II – COMPOSIÇÃO DO CULTO PENTECOSTAL Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  9. 10. <ul><li>1 – ADOÇÃO DE MOVIMENTOS ESTRANHOS AO CRISTIANISMO DO NOVO TESTAMENTO </li></ul><ul><li>A igreja primitiva perseverava na doutrina dos apóstolos, na comunhão e no partir do pão (At 2”42-43); </li></ul><ul><li>O verdadeiro avivamento não está na adoção de conduta, gestos, posturas artificiais; </li></ul><ul><li>O avivamento vem pelo respeito a sã doutrina, Palavra e pelo sistema litúrgico sadio; </li></ul><ul><li>Inovações, práticas e costumes estranhos diminuem o tempo destinado à exposição da Palavra; </li></ul><ul><li>O tempo destinado para o shows é maior. </li></ul><ul><li>A) USO EXAGERADO – LINGUAGEM FIGURADA? POÉTICA? LITERAL? PODEMOS ESTABELECER COMO REGRAS? </li></ul><ul><li>Uso exagerado de palmas nas reuniões devocionais coletivas (Sl 47:1); </li></ul><ul><li>Uso exagerado de coreografia ou danças (Ex 15:20; 32:19; 2Sm 6:17,18; Êx 32:19); </li></ul><ul><li>A prática de &quot;shows&quot; na Igreja - “culto do coração” ou “culto da carne em ação” (Is 29:13). O templo não é um lugar para desfiles de celebridades, danças, “trenzinhos”, luzes coloridas, som “pesado”, assobios, etc; </li></ul><ul><li>Excesso de Louvores provocando o raquitismo espiritual da igreja. </li></ul><ul><li>B) MODISMO E PRÁTICAS EXAGERADAS (EXTRA-BÍBLICAS): </li></ul><ul><li>DESVALORIZAM A EBD E O CULTO DE ENSINO </li></ul><ul><li>E GERAM: </li></ul>III – MODISMOS LITÚRGICOS Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  10. 11. <ul><li>Adoração a anjos </li></ul><ul><li>Água no radio </li></ul><ul><li>Aviãozinho </li></ul><ul><li>Batismo no Espírito Santo com pó de ouro </li></ul><ul><li>Cair pelo Espírito </li></ul><ul><li>“ Contempla o varão de branco com a espada na mão” </li></ul><ul><li>Coreografia a anjos </li></ul><ul><li>Corredor dos trezentos </li></ul><ul><li>Corrente dos setenta </li></ul><ul><li>Correr pelos corredores do templo </li></ul><ul><li>Dançar de poder </li></ul><ul><li>Dom de lagartixa </li></ul><ul><li>Encostar a testa na cabeça para profetizar </li></ul><ul><li>“ Fica no mistério” </li></ul><ul><li>Ingestão das ervas amargas </li></ul><ul><li>Marchar </li></ul><ul><li>Nova unção </li></ul><ul><li>Paletó ungido </li></ul>
  11. 12. <ul><li>Quebra de Maldição Hereditária </li></ul><ul><li>“ Queima ele” </li></ul><ul><li>Risada santa </li></ul><ul><li>Rosa ungida </li></ul><ul><li>Rugir </li></ul><ul><li>Sal grosso </li></ul><ul><li>“ Segura a bola de fogo que Jeová vai mandar” </li></ul><ul><li>Sessão de descarrego </li></ul><ul><li>Sono santo </li></ul><ul><li>Sopro santo </li></ul><ul><li>Tá amarrado </li></ul><ul><li>Tapete ungido </li></ul><ul><li>Teologia da Prosperidade </li></ul><ul><li>Trânsito religioso </li></ul><ul><li>Túnel de luz </li></ul><ul><li>Unção de lenços, carteiras de trabalho e outros objetos </li></ul><ul><li>Vômito santo </li></ul>
  12. 13. <ul><li>2 – Cultos exóticos </li></ul><ul><li>Muitas inovações e exotismos que atacam os cultos em nada diferem do misticismo pagão. </li></ul><ul><li>Estas práticas ainda permanecem e muitas delas são incorporadas a liturgia do culto cristão com a finalidade de transformá-lo em um espetáculo. </li></ul><ul><li>Muitos dos nossos erros, que envolvem os dons espirituais, surgem quando desejamos transformar o extraordinário e o excepcional em freqüente e habitual. </li></ul>III – MODISMOS LITÚRGICOS Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP
  13. 14. <ul><li>1 - VERDADEIRO SIGNIFICADO DE CULTO </li></ul><ul><li>Veículo para experimentarmos a comunhão verdadeira; </li></ul><ul><li>É a mais sacra reunião da Igreja, em gratidão ao Senhor por todas as bênçãos salvíficas; </li></ul><ul><li>É a resposta das criaturas racionais à auto-revelação do seu Criado; </li></ul><ul><li>O culto honra e glorifica a Deus; </li></ul><ul><li>2 - OS ELEMENTOS DO GENUÍNO CULTO PENTENCOSTAL </li></ul><ul><li>A leitura, meditação, estudo e pregação da Palavra; </li></ul><ul><li>A oração; </li></ul><ul><li>Música; </li></ul><ul><li>Ofertas. </li></ul><ul><li>3 - A CASA DE DEUS É UM LUGAR DE ADORAÇÃO </li></ul><ul><li>O verdadeiro culto não se restringe apenas a se reunir com a igreja; </li></ul><ul><li>O culto apresentado na casa de Deus é apenas uma extensão do culto que tributamos a Ele, a todo instante, em todos os lugares; </li></ul><ul><li>Quando a Igreja se reúne, deve haver salmo, doutrina, revelação, língua e interpretação; </li></ul><ul><li>Na casa de Deus não há espaço para improvisação de última hora. </li></ul>CONCLUSÃO - OBJETIVOS DA LIÇÃO Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério Belém – Setor 42 – Álvares Machado Campo de Presidente Prudente - SP

×