Ecotoxicologia

1.623 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.623
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
32
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ecotoxicologia

  1. 2. <ul><li>Cunhado por René Truhaut em 1969 </li></ul><ul><li>O ramo da toxicologia preocupado com o estudo de efeitos tóxicos causados por poluentes naturais ou sintéticos, sobre quaisquer constituintes dos ecossistemas : animais (incluindo seres humanos ), vegetais ou microorganismos , em um contexto integral“ </li></ul><ul><li>Três áreas fundamentais de estudo: </li></ul><ul><li>Estudo das emissões e ingresso dos poluentes no ambiente, assim como sua distribuição e destino; </li></ul><ul><li>Estudos qualitativos e quantitativos dos efeitos tóxicos dos poluentes no ecossistemas e no homem; </li></ul><ul><li>Estudo do ingresso e destino dos poluentes na biosfera , enfatizando a contaminação das cadeias alimentares . </li></ul>
  2. 3. <ul><li>Marco </li></ul><ul><li>A publicação do livro &quot;Primavera Silenciosa&quot; , de Rachel Carson em 1962 catalisou a separação da ecotoxicologia da toxicologia clássica. O elemento revolucionário introduzido por Rachel Carson foi a extrapolação dos efeitos sobre um único organismo para todo um ecossistema </li></ul>
  3. 4. <ul><li>Efeitos tóxicos: perigo ≠ risco </li></ul><ul><li>Lavoisier – dose </li></ul><ul><li>10.000.000 de substâncias químicas potenciais </li></ul><ul><li>(75% mencionadas 1 uníca vez) </li></ul><ul><li>CONAMA – 140 </li></ul><ul><li>EUA – 160 </li></ul><ul><li>70.000 de uso comum </li></ul><ul><li>3.000 representam 90% do volume despejado </li></ul>
  4. 5. <ul><li>Não se tem informações sobre efeitos tóxicos de aproximadamente 75% das substâncias químicas no comércio (QSARs) </li></ul><ul><li>Oceanos e auto-depuração </li></ul><ul><li>Toxicologia aquática - Fatores </li></ul>Trocas gasosas Luz Adsorção Dessorção Entrada da substância Trocas com sedimento Bioacumulação Depuração
  5. 6. <ul><li>Interação e biodisponibilidade </li></ul><ul><li>Organismos </li></ul>
  6. 7. <ul><li>Legislação </li></ul><ul><li>Monitoramento </li></ul><ul><li>Agrotóxicos, registro e avaliação </li></ul><ul><li>Efluentes líquidos, caracterização e adequação </li></ul>
  7. 8. <ul><li>Efeitos agudos (até 96h) </li></ul><ul><li>Efeitos crônicos (dias ou anos) </li></ul><ul><li>CL50; _ h de exposição </li></ul><ul><li>CENO </li></ul>

×