C
M
A
P
www.jornaltribunapopularonline.com
Shopping Fonte das Thermas, sala 213 Centro - Caldas Novas/GO (64) 3454-4999
Ed...
DEMOCRACIA X CAPITALISMO	
O povo brasileiro tem
demonstrado claramente, e
de forma democrática, pelo
voto, o que ele quer:...
Em algum momento você
já deve ter pensado: “como seria
bom não menstruar”. Cólicas,
inchaço e irritabilidade são al-
guns ...
O Tribunal de Contas
dos Municípios (TCM) rea-
lizou nesta terça-feira, 13 de
agosto, o Encontro Técnico
Regional para cap...
Ipameri de fato um governo para todos
Empresários escolhem Ipameri para
instalação de nova Empresa
A Prefeita Daniela re-
...
OAB Subseção Caldas Novas comemora dia
do Advogado com café da manhã
A convite do Dr. Laudo Natel pre-
sidente da OAB Subs...
Peixaria Caldense
Peixe ao forno
Ingredientes:
. 1,200 kg de postas pequenas de peixe
. 2 colheres (sopa) de suco de limão...
Há quem use as com-
pras como uma espécie de
terapia: basta uma tristeza
ou decepção para estourar
o limite do cartão de c...
Jornal agosto 253
Jornal agosto 253
Jornal agosto 253
Jornal agosto 253
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal agosto 253

1.052 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.052
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
752
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal agosto 253

  1. 1. C M A P www.jornaltribunapopularonline.com Shopping Fonte das Thermas, sala 213 Centro - Caldas Novas/GO (64) 3454-4999 Edição 253 / AgostoDenúncias e sugestões: jornaltribunapopular@hotmail.com   Compulsivide Empregos Aniversário de Ipameri Magal Cred Caldas Consignados
  2. 2. DEMOCRACIA X CAPITALISMO O povo brasileiro tem demonstrado claramente, e de forma democrática, pelo voto, o que ele quer: a con- tinuidade dos governos do Lula e da Dilma. No entanto, o governo sente dificuldades para dar continuidade a esses governos,aprofundandoees- tendendo as transformações da década passada. Porque o Estado não dispõe, por si só, dos recursos suficientes para dinamizar a economia. O governo depende dos inves- timentos privados e estes se recusam a se adequar ao que politicamente o povo deseja. Preferem permanecer na es- peculação financeira interna e na exportação de capitais para os paraísos fiscais. Essa a contradição entre democra- cia e capitalismo. A vontade popular é uma, mas os re- cursos para concretizá-la são apropriados privadamente pelos grandes empresários. Estes demandam condições impossíveis do governo para investir. A saída tem que vir dos investimentos estatais, que só podem provir de uma profunda reforma tributária, que faça com que os que têm mais paguem mais, propi- ciando ao Estado os recur- sos para se responsabilizar pela concretização da von- tade popular. A democracia se choca frontalmente com o mecanismo fundamental do capitalismo – a apropria- ção privada do excedente e sua aplicação somente em condições imensamente fa- voráveis à multiplicação do lucro. A forma de supera- ção atual da contradição só pode vir de um papel muito mais ativo e substancial do Estado na economia, não apenas com formas de regu- lação e incentivo, mas tam- bém como investidor fun- damental. Para isso, precisa drenar recursos pela via da tributação, de uma profun- da reforma socialmente jus- ta dos impostos. A estrutura tributária é extremamente injusta. Há muito mais im- postos indiretos – pagos por todos de forma igual – do que impostos diretos. As grandes empresas conseguem formas de pagar pouco ou simples- mente não pagar impostos. Quando se fala de reforma tributária, os grandes empre- sários imediatamente pen- sam em pagar menos impos- tos. Mas são beneficiários de infindáveis vantagens, entre créditos subsidiados, isenções, subsídios, etc. Sem uma profunda reforma tributária socialmente justa, redistributiva, as grandes transformações que o Brasil precisa não serão viáveis. E, para isso, provavelmente só mesmo uma Assembleia Constituinte, com ampla par- ticipação popular. Por Elaine Fernandes.
  3. 3. Em algum momento você já deve ter pensado: “como seria bom não menstruar”. Cólicas, inchaço e irritabilidade são al- guns dos incômodos que muitas mulheres consideram desneces- sários e insuportáveis todo mês. Para quem cansou de passar por isso, já existem opções saudáveis que interrompem o ciclo sem prejudicar a saúde. “Todas as mulheres podem parar de mens- truar, principalmente as que têm sintomas como cólicas, TPM, hemorragias e anemias. As que não podem são aquelas que têm alergias a algum componente das medicações ou rejeições”, expli- ca a ginecologista Daniela Gou- veia, da clinica Vivid. Para esco- lher o melhor tipo de método, é necessário procurar um profis- sional, que avalia fatores como idade e propensão a engordar. “A receita não é igual para todas. As pílulas têm composições di- ferentes umas das outras e vão ser prescritas de acordo com as características de cada uma. Mu- lheres acima do peso, que têm um fluxo menstrual muito inten- so, que têm hipertensão arterial, todos esses perfis são analisados minuciosamente pra evitar que, ao longo do uso, ocorram altera- ções desnecessárias. O que não pode acontecer, e que é comum, é que pegar a “receita da amiga” como uma solução”, diz o gine- cologista Domingos Mantelli, pós-Graduado em Medicina Le- gal e Perícias Médicas pela USP. Deixar de menstruar deixou de ser um tabu entre os médicos, que concordam com o processo e afirmam que não há qualquer ris- co para uma futura gravidez. Para quem tem endometriose, os gine- cologistasfrisamqueinterromper o ciclo é mais do que uma opção, é quase uma necessidade. “Con- cordo e prescrevo, pois é sabido que não há riscos, apenas benefí- cios.Amenstruação serve apenas para receber o embrião após uma fecundação”, diz Daniela. O nú- mero de gestações da mulher mo- derna é reduzido e, portanto, con- sidera-se que ela tenha cerca de 350 menstruações durante toda a vida. Alguns estudos, como in- forma o doutor Mantelli, dizem que com a redução de ciclos elas ficam menos expostas às osci- lações hormonais e a possíveis consequências, como o apareci- mento de miomas --embora isso não queira dizer que não apare- cerão. Para interromper a mens- truação, pode-se recorrer a pílu- las combinadas, com estrógenos e progesteronas, unicamente de progesteronas, injeções e o DIU, dispositivo intraulterino, de pro- gesterona. O DIU é introduzido no útero no consultório médico e tem uma validade de cinco anos, fazendo cerca de 80% das mulhe- res pararem de menstruar. “Outro método muito usado é o implante de progesterona que é uma cáp- sula bem fina implantada abaixo da pele do braço e que pode ficar até três anos”, completa Daniela. O doutor Domingos diz que ain- da é possível recorrer às injeções trimestrais, mas que elas podem resultar em ganho de peso. “Pre- cisa de um acompanhamento para que esse ganho não seja ex- cessivo e prejudique a saúde em outros aspectos”, indica. O ide- al, é procurar o ginecologista e conversar para chegar ao melhor método, que se adapte ao seu or- ganismo e estilo de vida. Você sabia que fazer as unhas pode representar um sério risco para a saúde? Es- pátulas e alicates mal esteri- lizados são os grandes vilões dos salões de beleza por se- rem meios de transmissão da hepatite C, doença que pode até levar a morte. “É raro, mas se a manicure machu- cou alguém infectado e não higienizou o alicate, o san- gue com vírus permanecerá na ferramenta. Ao dar uma picadinha em outra pessoa, o contágio pode acontecer”, afirma o Presidente da So- ciedade Brasileira de Infec- tologia, Dr. Marcelo Simão Ferreira. Dados do Minis- tério da Saúde apontam que atualmente cerca de 1 a 2% da população brasileira seja Hepatite C: saiba como se proteger da doença na manicure portadora da doença, que não apresenta nenhum sin- toma e ainda pior: não tem cura. “Apenas um exame de sangue específico revela a existência do vírus no san- gue”, explica o especialista. Para embelezar as unhas sem a chata da neura rondando a sua cabeça, tenha sempre na bolsa o seu próprio kit de manicure. Caso a pressa e a agenda complicada te- nham feito você esquecer seus alicates em casa, preste atenção na limpeza dos ins- trumentos no salão que fre- quenta. “Água e sabão não resolvem. A esterilização ideal deve ser realizada num forno, que alcance de 80 a 100 graus ou com água fer- vente”, diz o médico. Espátulas e alicates mal esterilizados são meios transmissores da doença que não tem cura Ter o próprio kit de manicure é uma das formas de se proteger, preserve sua sáude.
  4. 4. O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) rea- lizou nesta terça-feira, 13 de agosto, o Encontro Técnico Regional para capacitação de gestores da Sexta Região. A solenidade que marcou a abertura das atividades foi realizada a partir das 8 horas da manhã, no Centro Municipal de Convenções, anexo ao Terminal Rodovi- ário Prefeito Oscar Santos. De acordo com a comissão organizadora, Caldas Novas foi escolhida para sediar a abertura dos Encontros Téc- nicos Regionais por sua ex- pressiva capacidade de ges- tão pública. Na sequência, os Encontros acontecem no dia 20 em Uruaçu (4ª Re- gião), no dia 22 no municí- pio de Formosa (3ª Região) e no dia 27 na Cidade de Goiás (2ª Região). O encer- ramento será no dia 29, em Aparecida de Goiânia, que faz parte da 1ª Região. O Conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios, Ho- nor Cruvinel, que também é o diretor da Sexta Região, afirmou que o objetivo do encontro é capacitar os ges- tores. Os participantes re- ceberam mais informações sobre prestação de contas e Lei de Responsabilidade Fiscal. “Nós, membros do TCM, queremos ser parcei- ros de todos os jurisdicio- nados na tarefa de gerir a coisa pública. O TCM é um assessor para a prática da boa administração”, disse Honor Cruvinel. O prefeito de Caldas Novas, Evandro Magal (PP), afirmou que o Encontro Regional do TCM dignifica o município. “Es- tamos honrados com a re- alização deste evento tão importante em nossa cida- de. Temos a oportunidade de discutir as boas técnicas de administração, que aju- darão dezenas de municí- pios a cumprir a legislação imposta à prestação de con- tas. E esperamos que todos os ensinamentos repassa- dos hoje possam auxiliar na gestão pública em toda a nossa região”, ressalta o prefeito Evandro Magal. Na solenidade de abertura também estavam presen- tes o presidente da Federa- ção Goiana de Municípios, Divino Alexandre da Sil- va (prefeito de Panamá), o presidente da Câmara Mu- nicipal de Caldas Novas, vereador Ednaldo da Saú- de (PSDB), e a vereadora Zélia do Sargento Arlindo (PTC). Além de gestores de Caldas Novas, estavam pre- sentes representantes dos seguintes municípios: Água Limpa, Aloândia, Anhan- guera, Bela Vista de Goiás, Bom Jesus de Goiás, Buriti Alegre, Cachoeira Doura- da, Campo Alegre de Goi- ás, Catalão, Corumbaíba, Cristianópolis, Cromínia, Cumari, Davinópolis, Edea- lina, Gameleira, Goiandira, Goiatuba, Ipameri, Itumbia- ra, Joviânia, Leopoldo de Bulhões, Mairipotaba, Mar- zagão, Morrinhos, Nova Aurora, Orizona, Ouvidor, Palmelo, Panamá, Piracan- juba, Pires do Rio, Pontali- na, Porteirão, Professor Ja- mil, Rio Quente, Santa Cruz de Goiás, São Miguel do Passa Quatro, Silvânia, Três Ranchos, Urutaí, Vianópo- lis e Vicentinópolis. A pauta dos Encontros Regionais, de acordo com informações do TCM, foi elaborada pe- los gestores dos municípios participantes. Os assuntos debatidos foram apresenta- dos previamente. Temas ebatidos Controle Interno Mu- nicipal - Nova Metodologia de Trabalho; Poder Legislativo: sub- sídio, 13 º salário, indeniza- ções e Questões Previdenci- árias; Contratação de Presta- ção de Serviços Contábeis e Jurídicos; Prestação de Contas Anual, Planejamento Go- vernamental (PPA, LDO, LOA), Orçamento de 2014 – ECA e Lei 12.696/12 (Con- selhos Tutelares); Nova Contabilidade Pública normatizada pela STN; Grupos Técnicos de Contabilidade, Informática e Controle Interno; Escola de Contas do TCM e Calendário de Cur- sos para o 2º Semestre de 2013 e Diário Oficial de Contas. Fonte: SECOM Fotos: Araruna TCM realizou Encontro Técnico Regional em Caldas Novas Evento reuniu gestores das cidades que compõem a Sexta Região do Tribunal de Contas dos Municípios
  5. 5. Ipameri de fato um governo para todos Empresários escolhem Ipameri para instalação de nova Empresa A Prefeita Daniela re- cebeu em seu gabinete o Sr. Getúlio C. de Moraes, Sr. Roque Bertoldo Ferreti e o Pesquisador da Embrapa Sebastião Pedro, em pau- ta a implantação de uma Empresa de recebimento, beneficiamento e armaze- namento de sementes de Soja Livre de transgênicos denominada “Sementes Ipameri” com expectativa inicial de geração de 30 no- vos empregos imediatos, e projeção de ampliação no horizonte de quatro anos para chegar até 100 empre- gos diretos. Os representan- tes da Empresa, entre eles, o conceituado Ipamerino Pesquisador da Embrapa Sebastião Pedro apostam no sucesso da implantação da Empresa uma vez que Ipameri possui condições Aula inaugural deu início aos cursos do Pronatec Aula Inaugural deu iní- cio aos cursos do Pronatec, o evento contou com a presença do Diretor Geral do IFG Uru- taí Gilson Dourado, da prefeita Daniela dentre outros represen- tantes do instituto Caramuru e secretários. ´O Pronatec (Pro- grama Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego) foi criado pelo governo federal em 2011 e em parceria com a Pre- feitura Municipal de Ipameri oferece a população 10 novos cursos com custo zero aos alu- nos e incentivo de R$ 75,00 (Setenta e cinco reais) men- sais. A Prefeita Daniela frisou a importância da qualificação profissional, e destacou que 3 cursos estão destinados espe- cificamente as necessidades da Empresa Caramuru que busca mão de obra qualificada para contratações em seu novo pro- jeto de ampliação. Estes cursos proporcionarão mais oportuni- dades e qualificação para todos participantes, desta maneira a cidade também ganhará e muito pois terá, um comercio mais atuante e preparado para crescimento. São ações desta envergadura que tem feito da atual prefeita um exemplo de governante, desde que assumiu a prefeitura a cidade não parou de crescer e receber benefícios, o que tem feito do município um canteiro de obras. ideais para o cultivo de Soja Livre de transgênicos, resgatando os cultivos con- vêncionais para atender os mercados nacional e inter- nacional, como idealiza a ABRANGE “Associação Brasileira de Produtos de Grãos Não Geneticamente Modificados”. Sem dúvida a vinda desta empresa trará um ganho impar para cida- de, através desta, diversas as portas poderão se abrir atraindo a vinda de outros empreendimentos para se instalarem no município, aglutinado empregos, re- ceitas e uma sustentabili- dade garantida. Esta é uma das princípais metas da prefeita Daniela, desenvol- ver o município com res- ponsabilidade, buscando parcerias que somem com a cidade e que traga a po- pulação melhorias de vida. De fato Daniela tem feito um governo para todos.
  6. 6. OAB Subseção Caldas Novas comemora dia do Advogado com café da manhã A convite do Dr. Laudo Natel pre- sidente da OAB Subseção de Caldas Novas, diversos advogados comemo- ram seu dia juntos e saborearam um de- licioso café da manhã, oferecido pelo anfitrião. O evento aconteceu no últi- mo dia 14 na sede da OAB. Parabéns a todos por essa data tão especial.
  7. 7. Peixaria Caldense Peixe ao forno Ingredientes: . 1,200 kg de postas pequenas de peixe . 2 colheres (sopa) de suco de limão . 2 dentes de alho bem picados . Sal e pimenta a gosto . 4 batatas médias ao meio e aferventadas Molho: . 1 cebola média cortada em rodelas . 1 colher (sopa) de óleo de milho . 4 tomates sem sementes, picados . ½ xícara (chá) de extrato de tomates . ½ xícara (chá) de água . Sal, pimenta e cheiro-verde picado a gosto . 2 colheres (sopa) de azeite . Salsa picada para polvilhar Modo de preparo: Tempere o peixe com o limão, o alho e sal e pimenta a gosto, tampe e deixe tomar gosto na geladeira, por 30 minutos. Em uma panela, refogue a cebola com o óleo, junte o tomate, o extrato e a água, misture bem e ferva por 5 minutos, com a panela tampada. Tempere a gosto com sal e pimenta e retire do fogo. Em um refratário, coloque as batatas intercaladas com o peixe, em uma só camada. Regue com o molho e o azeite e leve ao forno, preaquecido, em temperatura média por cerca de 40 minutos ou até o peixe cozinhar. Retire do forno e polvilhe a salsa antes de servir.
  8. 8. Há quem use as com- pras como uma espécie de terapia: basta uma tristeza ou decepção para estourar o limite do cartão de cré- dito. Essa prática, contu- do, pode ser um verdadei- ro tiro nos pés, pelo menos de acordo com uma nova pesquisa da University of Chicago, nos EUA. O es- tudo sugere que comprar para preencher vazios e impressionar outras pes- soas pode aumentar ainda mais a sensação de solidão. A pesquisa, publicada no Journal of Consumer Rese- arch, analisou 2500 consu- midores durante seis anos e descobriu que enquanto a solidão contribui efetiva- mente para o materialismo, a relação entre esses dois sentimentos pode se tornar um verdadeiro ciclo vicio- so. Definindo materialismo como a importância que as pessoas dão para adquirir posses materiais, o estu- do propõe que isso pode atribular relacionamentos e aumentar a sensação ne- gativa, algo que levaria a comprar mais produtos e por consequência se sentir mal outra vez. Quer saber se você se encaixa nesse perfil? De acordo com os pesquisadores, a conclu- são do estudo só se aplica a três tipos de materialis- mo: comprar como fon- te de felicidade, comprar para preencher um vazio e adquirir objetos para mos- trar que é bem sucedido para outras pessoas. Por outro lado, ainda segun- do os estudiosos, se você compra uma roupa por- que usá-la te faz se sentir bonita e você aproveitou o momento da escolha com cuidado, essa peça pode ajuda-la a ficar mais alegre e confiante. Se a aquisição acontece porque você está triste e tentando se sentir bem, porém, o aumento do buraco emocional é certo. A dica para escapar deste mal é ter auto controle de suas atitudes pra não aca- bar como a imagem abai- xo. Comprar pode fazer as pessoas se sentirem mais solitárias, diz novo estudo

×