Metodologia de educação de pares

4.820 visualizações

Publicada em

slides de apresentação sobre trabalhos educativos

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.820
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
921
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
51
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Metodologia de educação de pares

  1. 1. Integração das ações do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação Programa Saúde na Escola - PSE
  2. 2. ADOLESCENTES E JOVENS PARA EDUCAÇÃO ENTRE PARES NAS ESCOLAS <ul><li>METODOLOGIA DE EDUCAÇÃO DE PARES </li></ul><ul><li>O QUE É ISSO? </li></ul>
  3. 3. Como o próprio nome já sugere educação entre pares é um processo de ensino e aprendizagem em que adolescentes e jovens atuam como facilitadores (as) de ações e atividades com e para outros (a) adolescentes e jovens, ou seja, os pares. Esse termo veio do inglês peer educator e é utilizado quando uma pessoa fica responsável por desenvolver ações educativas voltadas para o grupo do qual faz parte.
  4. 4. <ul><li>O termo inglês “peer education” é internacionalmente conhecido na área da Educação para a Saúde. A educação pelos pares envolve uma minoria de pares representativos de um grupo que tenta informar e influenciar a maioria, promovendo uma mudança de conhecimentos, atitudes, crenças e comportamentos (Svenson, 2001). Desta forma, as mensagens de prevenção são adaptadas aos diferentes valores e necessidades de cada grupo de pares, sendo mais facilmente aceites e tendo uma influência mais positiva aplanando, assim, o processo de mudança. </li></ul>
  5. 5. Os jovens que irão funcionar como formadores dos seus pares são previamente formados em temas de saúde, assumindo o papel de “peritos” já que dominam essas matérias relativamente aos seus pares. Prevê-se, igualmente, a aquisição de competências inter-pessoais, comunicacionais, de resolução de problemas, entre outras.
  6. 6. PRINCÍPIOS PARA UMA PROPOSTA PARTICIPATIVA <ul><li>Aprender é uma responsabilidade compartilhada. Por isso é importante que o(a) facilitador(a) estimule os(as) participantes a criar um ambiente de aprendizado participativo, de forma a facilitar o processo de aprendizado. Dess a maneira, todos (as), participantes e facilitadores(as) contribuem com o conteúdo da atividade. </li></ul>
  7. 7. TRÊS PRINCÍPIOS <ul><li>EMPODERAMENTO </li></ul><ul><li>SEGURANÇA </li></ul><ul><li>PARTICIPAÇÃO </li></ul>
  8. 8. EMPODERAMENTO É ACREDITAR QUE: <ul><li>Um grupo cresce com o desenvolvimento do potencial de seus participantes; </li></ul><ul><li>É preciso valorizar e utilizar a experiência e o conhecimento de cada pessoa do grupo; </li></ul><ul><li>Há respeito às diferenças é um componente fundamental para se viver em sociedade. </li></ul>
  9. 9. SEGURANÇA É GARANTIR QUE: <ul><li>Estabelecendo regras de convivência ao se iniciar as atividades; </li></ul><ul><li>Combinando algumas normas para que as discussões não percam o foco; </li></ul><ul><li>Evitando comentários preconceituosos ou excludentes, além de julgamentos; </li></ul><ul><li>Estabelecendo acordos sobre a divulgação de assuntos particulares ou que dizem respeito à dinâmica do grupo; </li></ul><ul><li>Usando boas técnicas de facilitação; </li></ul>
  10. 10. PARTICIPAÇÃO É TUDO <ul><li>A participação de todos podem ser encorajada, utilizando-se uma ampla variedade de atividades de aprendizado e apoiando maneiras diferentes de participação (algumas pessoas se sentem muito mais confortáveis em discussões em pequenos grupos, mas nunca se manifestam em um grupo grande). </li></ul>
  11. 11. ATRIBUIÇÕES DO EDUCADOR DE PARES <ul><li>Conduzir o encontro (seja uma oficina, uma simples reunião, um evento cultural ou outro). </li></ul><ul><li>2. Propor acordos coletivos a serem combinados com cada grupo. </li></ul><ul><li>3. Eleger pessoas com responsabilidades específicas, como: quem cuida do ambiente, quem faz os registros, quem serve de apoio na distribuição de material etc. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>No caso de oficina, o (a) facilitador (a) deve-se responsabilizar pela metodologia. </li></ul><ul><li>5. Organizar o tempo, cuidar dos preparativos, conferir as condições de trabalho e, fundamentalmente, se responsabilizar pela condução das atividades com o foco nos objetivos. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>6. Ajudar a administrar algum possível conflito no grupo. </li></ul><ul><li>Assegurar, em cada oficina, a construção de uma fala coletiva, aproveitando as diversas opiniões que aparecerem. </li></ul><ul><li>8. Fazer uma síntese do trabalho, indicando os itens discutidos, as reflexões que aconteceram e as idéias centrais às quais o grupo chegou. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>9. Cuidar para que todos (as) tenham oportunidade de se expressar. </li></ul><ul><li>10. Assegurar que as oficinas e encontros sejam devidamente registrados e compartilhados com o grupo. </li></ul><ul><li>11. Participar de encontros e reuniões com as equipes das escolas e serviços de saúde participantes do SPE. </li></ul>
  15. 15. A ESCOLA E A COMUNIDADE ESCOLAR <ul><li>Para estabelecer uma parceria com a escola, o primeiro passo é construir uma boa relação com a direção, com os (as) professores (as), com a equipe pedagógica, com o Grêmio, com o Conselho Escolar, com familiares e a comunidade escolar geral. É pelo diálogo que esse material deve ser apresentado e discutido como uma proposta de trabalho que pode se desenvolver naquela escola. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Vale lembrar que a sala de aula não é o único lugar de aprendizagem. Rodas de conversa acontecem no intervalo, no pátio, na quadra de esportes, e são ótimos momentos para troca de experiências e resolução de dúvidas. Todas as pessoas que interagem com os (as) alunos (as) são importantes no processo ensino-aprendizagem, pois suas atitudes contribuem para a formação, mesmo que de maneira informal ou não intencional. </li></ul>
  17. 17. DINÂMICA <ul><li>ÁRVORE DO PRAZER </li></ul>

×