DançA SacríLega Por Fanny Jem Wong TraduçãO Livre De Romeu Fagundes

357 visualizações

Publicada em

TRADUÇÃO LIVRE DE ROMEU FAGUNDES
DANÇA SACRÍLEGA

Tu, o eco surdo de meus cantos
meu amor, meu espelho, meu outro eu
claro e escuro, ruinoso pesadelo
desolando-me os sonhos.

Tu, em cada conexão de meu cérebro
o fogo que me calcina as veias
dança sacrílega de minhas mãos.

E que mais se eu queira matar-te não posso
pois germinas a cada instante em minhas entranhas
e floresces soberba rompendo entre escombros
para assim te elevares até o cimo dos pinherais

Tu, eterna maldição, vertigem, tormento e delírio
único,verdadeiro , somente meu e eterno
porque nasce e morre entre vômitos negros
Tu, minha odiada e bem amada poesia.
JEM WONG

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
357
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

DançA SacríLega Por Fanny Jem Wong TraduçãO Livre De Romeu Fagundes

  1. 1. TRADUÇÃO LIVRE DE ROMEU FAGUNDES DANÇA SACRÍLEGA POR FANNY JEM WONG LIMA PERÚ 19/08/08
  2. 2. <ul><li>Tu, o eco surdo de meus cantos meu amor, meu espelho, meu outro eu claro e escuro, ruinoso pesadelo desolando-me os sonhos. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Tu, em cada conexão de meu cérebro o fogo que me calcina as veias dança sacrílega de minhas mãos. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>E que mais se eu queira matar-te não posso pois germinas a cada instante em minhas entranhas e floresces soberba rompendo entre escombros para assim te elevares até o cimo dos pinherais </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Tu, eterna maldição, vertigem, tormento e delírio único,verdadeiro , somente meu e eterno porque nasce e morre entre vômitos negros Tu, minha odiada e bem amada poesia. </li></ul><ul><li>JEM WONG </li></ul><ul><li>19/08/08 </li></ul>

×