Estudo de Caso RVCC CML

15.279 visualizações

Publicada em

Rvcc

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
15.279
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
85
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
337
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estudo de Caso RVCC CML

  1. 1. Vidas Reconhecidas O projecto de Educação e Formação de Adultos na Câmara Municipal de Lisboa CML/DMRH/DFSHS/Divisão de Formação
  2. 2. Estrutura Enquadramento do Projecto EFA o Fases de desenvolvimento o Modo de funcionamento o Formação prévia o O Processo RVCC – Reconhecimento, o Validação e Certificação de Competências Especificidades o Resultados e avaliação o Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  3. 3. Enquadramento Efectivo da CML - 9.586 trabalhadores 4.433 trabalhadores (46%) não detêm o 9º Ano de Escolaridade Fonte: Balanço Social de 2004 Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  4. 4. Enquadramento Público-Alvo: Alvo Funcionários da CML sem a escolaridade mínima obrigatória Objectivo principal: Elevar o nível de habilitações escolares dos funcionários da CML Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  5. 5. Enquadramento Objectivos específicos: Contribuir para a valorização pessoal e profissional dos funcionários; Aproximar o património das competências reais às respectivas certificações oficiais; Promover a formação TIC contribuindo para a redução da info-exclusão dos Recursos-Humanos; Aumentar a motivação dos funcionários e consequente melhoria dos serviços prestados aos cidadãos; Possibilitar o acesso a novas formações mais exigentes em termos de escolaridade. Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  6. 6. Fases de Desenvolvimento 1ª fase (desde Outubro 2002 até Setembro 2004) Articulação com Centros de RVCC já existentes: CEPRA INDE 2ª fase - Constituição de um Centro de RVCC na CML - Acreditação da CML como entidade promotora de um Centro RVCC (Dezembro 2003) - Constituição do Centro RVCC (Setembro 2004) - Funcionamento do Centro (Janeiro de 2005) Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  7. 7. Funcionamento Certificação (6º ou 9º ano de escolaridade) Processo EIA RVCC Formação Processo EIA Prévia RVCC MV, TIC ou LC Inscrição Formação Formação Processo Prévia Prévia EIA RVCC MV, TIC ou LC MV, TIC ou LC Formação Formação Formação Processo EIA Prévia Prévia Prévia RVCC MV, TIC ou LC MV, TIC ou LC MV, TIC ou LC Cursos EFA EIA ou Ensino Recorrente Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  8. 8. Formação Prévia ao Processo RVCC • Matemática para a Vida • Tecnologias de Informação e Comunicação • Linguagem e Comunicação Acções de formação com a duração de 60 horas, que visam a aquisição ou aperfeiçoamento de competências em áreas específicas, de forma a potenciar o sucesso dos futuros processos de RVCC. Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  9. 9. Processo RVCC na CML O Processo de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  10. 10. Processo RVCC na CML Processo através do qual cada adulto vai identificar, com o acompanhamento de profissionais especializados, as competências que adquiriu ao longo da sua vida, permitindo que estas sejam validadas e certificadas. Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  11. 11. Processo RVCC na CML Reconhecimento Validação Certificação de competências ~ 16 sessões Profissional RVC Formadores das 4 áreas de competências-chave Elaboração de um dossier pessoal História de Vida, Balanço de Competências, Projecto de Investigação. Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  12. 12. Processo RVCC na CML Reconhecimento Validação Certificação de competências Sessão de Júri Profissional RVC Formadores das 4 áreas de competências-chave Avaliador Externo da bolsa de avaliadores do ME Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  13. 13. Processo RVCC na CML Reconhecimento Validação Certificação de competências Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  14. 14. Especificidades do Projecto EFA O que faz a diferença Actividade do CRVCC dirigida a activos da Organização Promotora Funcionamento do Processo RVCC, da formação prévia e formação complementar em horário laboral Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  15. 15. Especificidades do Projecto EFA O que faz a diferença Existência de Formação Prévia ao processo de RVCC Acompanhamento Individualizado do Adulto Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  16. 16. Avaliação do Projecto EFA Em 4 anos de actividade o projecto EFA elevou a qualificação escolar de 10% do efectivo da CML que não detinha a escolaridade mínima obrigatória Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  17. 17. Resultados INSCRITOS ~1000 EM ESPERA 74 ENTREVISTADOS 926 197 FORMAÇÃO PRÉVIA PROCESSO RVCC 88 FORMAÇÃO LONGA DURAÇÃO 64 DESISTÊNCIAS 139 CERTIFICADOS 438 Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  18. 18. Avaliação do Projecto EFA Visando uma avaliação do impacto ao nível individual do processo RVCC aplicámos um questionário a 196 adultos certificados. Apresentamos alguns resultados: 57% manifestaram a intenção de prosseguir os estudos 89% afirmaram que adquiriram novas competências 66% revelaram melhorias no seu desempenho profissional 89% sentiram uma elevação da sua auto estima 87% melhoraram o conhecimento de si próprio Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  19. 19. Testemunhos O Processo RVCC Decidi completar o 9º ano através do programa RVCC por indicação de uma colega da Divisão de Formação. Eu já tinha tentado fazer unidades capitalizáveis, mas desisti por ser um processo difícil e cansativo, devido ao trabalho que exerço. Ao princípio, tive um pouco de receio por causa da matemática. Mas com a continuação, vi e senti que não havia nada a temer. Gostei da maneira como o processo foi conduzido de forma simples e acessível. Pela minha maneira de ser, gostei de linguagem e comunicação e cidadania, por ser uma matéria onde eu pude expor e trocar ideias com os colegas e a monitora. Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  20. 20. Testemunhos Como sou mãe, comparo este processo a um parto: 1º A gravidez 2º A preparação do enxoval 3º A ansiedade por querer que tudo corra pelo melhor 4º A hora do parto 5º O que se sente depois de a criança nascer: alívio, alegria e uma paz interior muito grande por ter conseguido alcançar o objectivo traçado. Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  21. 21. Testemunhos Aconselho todos os colegas que decidam enveredar por este processo que se empenhem e não desistam, porque além de estudar, convivemos com pessoas com vivências diferentes das nossas, e logo aí, estamos a aprender também outras maneiras de estar na vida, a nível pessoal e social. Obrigada a todos que comigo colaboraram, especialmente às monitoras. Laura Lomba Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  22. 22. Testemunhos A Sessão de júri A hora chegou!... São nove horas e trinta minutos. Na Divisão de Formação (Quinta Conde dos Arcos), a sala pequena mas acolhedora recebia os primeiros formandos que se acomodavam na fila da frente, onde comprovariam os seus saberes perante um júri constituído por um representante do Ministério da Educação, pelas formadoras das quatro áreas e pela técnica superior que orientou a turma ao longo de cinco meses. Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML
  23. 23. Testemunhos Depois de uma breve apresentação, por ordem alfabética, os candidatos, um por um, deram inicio à exposição do seu trabalho de projecto. Colocam-se questões que exigem respostas. Ouvem- se palmas e elogios!...nalguns olhos surgem lágrimas, já que os temas, actuais e bastante melindrosos, tocam os corações mais sensíveis. Não há fracos, nem diminuídos. Todos estão de cabeça erguida. Por fim, o júri dá por terminada a sessão e emite a decisão final. O calor humano é recíproco… os abraços confundem- se… Parabéns ao DFSHS/Divisão de Formação. Valeu a pena!... Maria da Nazaré Cunha Vidas Reconhecidas – O Projecto EFA na CML

×