Comunidades Virtuais De Aprendizagem

1.144 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.144
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Comunidades Virtuais De Aprendizagem

  1. 1. Comunidades Virtuais de Aprendizagem A Internet e o Ensino da História 2009
  2. 2. | Introdução | <ul><li>Do que você precisa, acima de tudo, é de se não lembrar do que eu lhe disse; nunca pense por mim, pense sempre por você; fique certo de que mais valem todos os erros se forem cometidos segundo o que pensou e decidiu do que todos os acertos, se eles foram meus, não são seus. Se o criador o tivesse querido juntar muito a mim não teríamos talvez dois corpos distintos ou duas cabeças também distintas. Os meus conselhos devem servir para que você se lhes oponha. É possível que depois da oposição, venha a pensar o mesmo que eu; mas, nessa altura. já o pensamento lhe pertence. São meus discípulos, se alguns tenho, os que estão contra mim; porque esses guardaram no fundo da alma a força que verdadeiramente me anima e que mais desejaria transmitir-lhes: a de se não conformarem. </li></ul><ul><li>  Agostinho da Silva, in 'Cartas a um Jovem Filósofo' </li></ul>
  3. 3. | Objectivos | <ul><li>| Objectivos Gerais: </li></ul><ul><li>Promover a utilização da Internet como meio de ensino da História. </li></ul><ul><li>Criar comunidades virtuais de aprendizagem utilizando as novas tecnologias da comunicação. </li></ul><ul><li>Operacionalizar estratégias e metodologias de criação de espaço de ensino aprendizagem na Internet. </li></ul><ul><li>Utilizar plataformas e práticas de dinamização do estudo da História no espaço virtual. </li></ul><ul><li>| Objectivos Específicos: </li></ul><ul><li>Criar/utilizar espaço de comunidade virtual de aprendizagem na Internet. </li></ul><ul><li>Dinamizar estratégias e metodologias de ensino-aprendizagem em meios/espaços virtuais. </li></ul><ul><li>Aumentar a comunicabilidade aluno-professor e facilitar a aprendizagem e investigação da História. </li></ul><ul><li>Actualizar conhecimentos sobre fontes de informação e de busca na Internet. </li></ul><ul><li>| Serão competências a adquirir: </li></ul><ul><li>A capacidade técnica e prática de criação/dinamização de comunidades virtuais de aprendizagem. </li></ul><ul><li>A capacidade técnica e prática de utilização de novas metodologias no ensino da História </li></ul>
  4. 4. | Programa | 1 Hora Avaliação dos trabalhos realizados. Avaliação do cumprimento dos objectivos da acção de formação. Avaliação da formação. Avaliação da acção de formação. 5 Horas Trabalho orientado para a criação/dinamização de uma comunidade virtual de aprendizagem e conhecimento no ensino da História. Trabalho prático de criação/dinamização de uma comunidade virtual de aprendizagem e conhecimento. 7 Horas O moderador. Os fóruns. As ferramentas de comunicação em tempo real. As FAQ´s. O desenho de um modelo de interactividade com os alunos. A informação. Os questionários e a avaliação on-line. A fiabilidade dos sistemas. Trabalho prático de utilização de ferramentas. O e-mail e os sistemas de comunicação assíncronas. As ferramentas didácticas no ensino da História nas Comunidades Virtuais. 7 Horas O Blog. A página pessoal na Internet. Plataformas de Comunidades Virtuais. A interacção como metodologia de aprendizagem. A organização do conhecimento e da informação. O conceito de gestão do conhecimento em espaço virtual. As vantagens e os perigos da aprendizagem virtual. Trabalho prático de criação de Blog/Página Web. A criação de uma comunidade de aprendizagem e conhecimento. 4 Horas A gestão do conhecimento. Definição e conceito de comunidades virtuais de aprendizagem. A transferência do conhecimento. A procura activa de informação. O conhecimento histórico na Internet. Fontes e estratégias de procura activa. As comunidades virtuais de aprendizagem e conhecimento. 1 Hora Apresentação da acção de formação; apresentação dos formandos; apresentação das actividades propostas, normas de avaliação da acção; objectivos da acção. Introdução
  5. 5. | Recursos | Visitar: http://cvahist9.ning.com/
  6. 6. | Projectos | <ul><li>O curso de formação terá como base o desenvolvimento de um projecto de criação de uma Comunidade Virtual de Aprendizagem para o Ensino/Aprendizagem de História. Estes projectos serão desenvolvidos em pequenos grupos de trabalho e terão acompanhamento e apresentação final da qual resultará a avaliação colectiva e individual dos participantes. </li></ul><ul><li>A razão do desenvolvimento dos Projectos? Um projecto permite : </li></ul><ul><li>- desenvolver uma cultura de autonomia, pesquisa e reflexão, </li></ul><ul><li>- desenvolver o seu papel de actor responsável e interveniente no decurso do Curso de Formação. </li></ul><ul><li>- permitir o despertar de competências e novos saberes; </li></ul><ul><li>- fomentar a interdisciplinaridade, relacionando conhecimentos diversos; </li></ul><ul><li>- desenvolver a capacidade de comunicar e exprimir as suas opiniões publicamente sobre a temática em causa; </li></ul><ul><li>- produzir produtos úteis e necessários à comunidade; </li></ul><ul><li>- desenvolver a capacidade de questionar e imaginar. </li></ul>
  7. 7. | Conclusão | <ul><li>«Uma mesa cheia de feijões. O gesto de os juntar num montão único. E o gesto de os separar, um por um, do dito montão. O primeiro gesto é bem mais simples e pede menos tempo que o segundo. Se em vez da mesa fosse um território, em lugar de feijões estariam pessoas. Juntar todas as pessoas num montão único é trabalho menos complicado do que o de personalizar cada uma delas. O primeiro gesto, o de reunir, juntar, tornar uno, todas as pessoas de um mesmo território é o processo da CIVILIZAÇÃO. O segundo gesto, o de personalizar cada ser que pertence a uma civilização é o processo da CULTURA. É mais difícil a passagem da civilização para a cultura do que a formação de civilização. A civilização é um fenómeno colectivo. A cultura é um fenómeno individual. Não há cultura sem civilização, nem civilização que perdure sem cultura.» </li></ul><ul><li>Almada Negreiros, in 'Ensaios' </li></ul>

×