Catálogo 8º Festival Palco Giratório

1.563 visualizações

Publicada em

Catálogo do oitavo festival Palco Giratório do Sesc PE

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.563
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
750
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Catálogo 8º Festival Palco Giratório

  1. 1. RECIFE FESTIVAL
  2. 2. Para a seleção dos 20 grupos em circulação nesta edição, uma curadoria composta por 32 técnicos de Cultura do Sesc, trabalhadores de todas as regiões do país (o maior corpo curatorial de que se tem notícia no Brasil), sob a coordenação do Departamento Nacional, analisou cerca de 80 propostas, num exercício de (re)conhecimento e negociação entre as diferenças que, há alguns anos, vem sendo a tônica deste projeto multidisciplinar. O palco Giratório alia às capacidades estéticas, um mergulho nas ações formativas tão determinante, que fica difícil pesar a força da apresentação versus o tônus do pensamento No esteio do que significam para o Brasil as dezessete edições do Palco Giratório, o Festival Palco Giratório – Recife reafirma, na capital pernambucana, o compromisso com o desenvolvimento e a difusão das Artes Cênicas do país. Nesse território gigante - de acentuado contraste, diversificados relevos e sotaques - habita uma mesma força expressiva inscrita nos diferentes corpos que, ao longo de um tempo comprido, seguem buscando espaço, sonham realinhá-lo, através dos processos artísticos. É pelas lentes da diversidade presente em olhares tão díspares, pela pluralidade de gêneros e propostas, pela aposta da surpresa nas diversas estreias que compõem a programação, pela crença na potência formadora do teatro para crianças - pela primeira vez abrindo um festival nacional na cidade (com exceção daquelas mostras específicas do teatro infantil), que apostamos nesta edição do FPG-Recife. Que seja bem recebido e contribua com a
  3. 3. construído em torno, revelado nas mesas de discussão (Pensamento Giratório), nos bate-papos após os espetáculos, nas oficinas, nos intercâmbio entre grupos, fazendo deste projeto um espaço de aprendizagem diferenciado, distinguindo-o, definitivamente, da noção de é-vento, de ação pontual que vigora nas políticas culturais brasileiras, caracterizadas pela interrupção no fluxo, pela contínua descontinuidade. Para selecionar os trabalhos que irão se juntar aos 20 grupos em circulação, nesta 8ª. Edição do Festival Palco Giratório – Recife, contamos com representantes da curadoria nacional, que participaram da semana de curadores do festival parceiro Janeiro de Grandes Espetáculos e formamos, ainda, um corpo de curadores composto pelos gestores de cultura das Unidades do Sesc em Recife e na Região Metropolitana, trazendo, para o FPG, espetáculos que se destacaram em projetos culturais do Sesc como a Mostra Capiba e a Aldeia Yapoatã. formação de públicos e o desenvolvimento das artes cênicas no nosso país, na nossa cidade cortada por rios e suspensa por pontes. Que sejamos, então, meio, instrumento para uma ação cultural potente e transformadora. Isso já justifica o empenho institucional do Sesc e sua efetiva contribuição para o desenvolvimento das artes em Pernambuco. GALIANA BRASIL CURADORIA DO PALCO GIRATÓRIO EM PERNAMBUCO COORDENAÇÃO GERAL DO FESTIVAL PALCO GIRATÓRIO - RECIFE
  4. 4. maio GRUPOS RECIFENSES GRUPOS EM CIRCULAÇÃO/INFORMAÇÕES NO CATÁLOGO MAIOR GRUPOS CONVIDADOS DE OUTRAS CIDADES espetáculos INGRESSOS R$ 7 e R$ 14 espetáculos com recurso de audiodescrição e libras Bomba H_ 16H TEATRO DE SANTA ISABEL Luiz Lua Gonzaga 16H PRAÇA DO CAMPO SANTO Sargento Getúlio 19H TEATRO MARCO CAMAROTTI Para Sempre Teu 20H TEATRO BARETO JR. Bomba H_ 16H TEATRO DE SANTA ISABEL Romeu e Julieta o Encontro de Shakespeare e a Cultura Popular 16H PRAÇA DO CAMPO SANTO Sargento Getúlio 19H TEATRO MARCO CAMAROTTI Gaiola de Moscas 20H TEATRO CAPIBA Guerra, Formigas e Palhaços 20H TEATRO CAPIBA Homens de Solas de Vento 20H TEATRO CAPIBA Louça Cinderella 16H e 17H TEATRO CAPIBA Plagium? 20H TEATRO BARRETO JR. O Tempo Perguntou ao Tempo 16H TEATRO MARCO CAMAROTTI Xirê das Águas 16H e 17H TEATRO CAPIBA Cordelina 20H TEATRO MARCO CAMAROTTI Cegos 15H SAÍDA: SESC DE SANTO AMARO INTERVENÇÃO PELOS BAIRROS DO CENTRO DO RECIFE Do Repente 16H PRAÇA DO CAMPO SANTO Qualquer Coisa a Gente Muda 20H TEATRO LUIZ MENDONÇA In ConSerto 19H TEATRO MARCO CAMAROTTI Qualquer Coisa a Gente Muda 20H TEATRO LUIZ MENDONÇA Cidade dos Outros 20H3O ESPAÇO FIANDEIROS Inaptos? A que se Destinam 19H TEATRO MARCO CAMAROTTI Uma Flor de Dama 20H TEATRO CAPIBA Uma Flor de Dama 20H TEATRO CAPIBA O Segredo da Arca de Trancoso 17H ESPLANADA DO PARQUE DONA LINDU A Troiana Hécuba 19H TEATRO MARCO CAMAROTTI A Arte de Trepar 20H TEATRO CAPIBA Salada Mista 16H TEATRO MARCO CAMAROTTI Menu De Heróis 16H TEATRO BARRETO JR. 19H TEATRO CAPIBA Barrica Poráguabaixo
  5. 5. ações formativas/inscrições através do site www.palcogiratoriope.com.br mostra brecht no cinema 24 a 28 de maio/mais informações: www.palcogiratoriope.com.br OFICINA Introdução à atuação nos métodos: Stanislavsky, Meisner, Adler e Tchekhov Thiago Carvalho (SP) OFICINA Iniciação à linguagem do palhaço/clown Palhaça Barrica (SC) OFICINA Musicalização Grupo Oriundo de Tetro (MG) OFICINA Ritmos da rua Grupo Garajal (CE) OFICINA Dramaturgia Corporal Cia Solas e Ventos (SP) PENSAMENTO GIRATÓRIO Circo e teatro: Possíveis diálogos Cia Solas e Ventos (SP) PENSAMENTO GIRATÓRIO Qualquer coisa a gente muda mesmo (RJ) OFICINA Construção da forma e do Movimento Cia Gente Falante Teatro de Bonecos (RS) PENSAMENTO GIRATÓRIO Procedimentos para a Criação de uma Cena Dialética Coletivo de Teatro Alfenin (PB) OFICINA Intervenção Urbana Desvio Coletivo (SP) OFICINA Gestão Cultural Teatro de Anônimo (RJ) OFICINA Olhar Através do Figurino Teatral O Poste Soluções Luminosas (PE) OFICINA Iluminação Cênica Alfaldêga 88 (RJ) 05 a 09 de maio | Sesc Santo Amaro | 19h às 22h 08 e 09 de maio | Sesc Casa Amarela | 13h às 17h 08 e 09 de maio | Sesc Santo Amaro | 13h às 17h 13 de maio | Sesc Santo Amaro | 9h às 13h e 14h às 16h 12, 13 e 14 de maio | Escola Pernambucana de Circo | 9h às 13h 16 de maio | Sesc Casa Amarela | 13h às 19h 17 e 18 de maio | Sesc Santo Amaro | 9h às 13h 19 e 20 de maio | Sesc Santo Amaro | 8h às 12h 24 e 25 de maio | Sesc Casa Amarela | 14h às 18h 29 de maio | Teatro Santa Isabel | 9 às 12 e 14h às 17h 15 de maio | Sesc Casa Amarela | 16h 19 de maio | Sesc Santo Amaro | 16h 30 de maio | Sesc Santo Amaro | 16h Como a Lua 16H TEATRO BARRETO JR. A Troiana Hécuba 19H TEATRO MARCO CAMAROTTI 16Hi-Mundo 16H PRAÇA DO CAMPO SANTO Solamente Frida 20H TEATRO BARRETO JR. 16HTerra 19H PRAÇA DO CAMPO SANTO O silêncio e o Caos 20H TEATRO MARCO CAMAROTTI 16HO Deus da Fortuna 19H TEATRO MARCO CAMAROTTI Dorotéia 20H TEATRO BARRETO JR. O Controlador de Tráfego Aéreo 20H TEATRO DE SANTA ISABEL Trueque 16H TEATRO MARCO CAMAROTTI Labirinto 20H TEATRO DE SANTA ISABEL Dorotéia 20H TEATRO BARRETO JR.
  6. 6. o o Musical para infância e juventude Duração: 60 minutos 11/05 16H Teatro Marco Camarotti Classificação: LivreL SINOPSE Salada Mista é uma divertida brincadeira de criança que mescla teatro, música e Palhaçaria. Sete crianças recriam o clássico conto de fadas "Chapeuzinho vermelho", que vira uma telenovela ambientada na década de 60 e com músicas clássicas da Jovem Guarda. Entre um capítulo e outro o público se diverte com números de palhaços. Com música ao vivo o espetáculo fala de amor de uma forma lúdica e divertida, discutindo questões como: conquista, namoro, casamento, traição, separação e violência domestica. Dramaturgia e encenação Alexsandro Silva/Atores-palhaços Jerlane Silva, Flávio Santana, André Ramos, Arnaldo Rodrigues, Paula de Tássia e Douglas Duan/Direção de arte Marcondes Lima/Direção Musical Henrique Macedo/Sonoplastia ao vivo Douglas Duan e Davison Wescley/Concepção de maquiagem A Cia./Concepção e execução de iluminação Cindy Fragoso/Confecção de cenário Nenzinho/Confecção de figurino Maria Lima/Preparação corporal Arnaldo Rodrigues/Preparação de atores-palhaços Alexsandro Silva/Pesquisa A Cia/Incentivo da pesquisa FUNCULTURA/Produtores Alexsandro Silva e Arnaldo Rodrigues /Produção executiva Arnaldo Rodrigues/Realização Cia. 2 Em Cena de Teatro, Circo e Dança Salada mista CIA 2 EM CENA DE TEATRO | RECIFE (PE)
  7. 7. Celebração Duração: 55 minutos 13/05 16H Praça do Campo Santo Classificação: LivreL SINOPSE O espetáculo é antes de tudo uma celebração e tem como mote um conjunto de pessoas que esperam a volta da chuva, pelo retorno de um rei e divagam poeticamente sobre questões do ser e viver no Nordeste. “Luiz Lua Gonzaga” não é uma história com começo, meio e fim, mas uma série de situações poéticas em homenagem ao Rei do Baião. Dramaturgia Giordano Castro/Direção Pedro Vilela/Elenco Erivaldo Oliveira, Giordano Castro, Lucas Torres, Mário Sergio Cabral e Pedro Wagner/Direção de arte Pedro Toscano e Guilherme Luigi/Músicos João Tragtenberg, Pedro Cardoso e Pedro Vilela/Confecção dos bonecos Lucas Torres/Figurino em Couro Hemerson Souza/Contra-regra Thiago Liberdade/Design gráfico Guilherme Luigi/Produção executiva Mariana Rusu/Realização Grupo Magiluth A Troiana Hécuba ENTRETANTO TEATRO – VALONGO | CIDADE (PE) Luiz Lua Gonzaga GRUPO MAGILUTH | RECIFE (PE) Audiodescrição e Libras
  8. 8. Dança Duração: 45 minutos 13/05 20H Teatro Barreto Jr. Calissificação:12 anos12 SINOPSE O sujeito caminha, de constatar-se partido/fragmentado, descrente de complementar-se no outro (traz a carga dos afetos desfeitos; das juras para sempre esfaceladas), e segue em direção ao mergulho em si mesmo, para entender que ser completo de si é aceitar as próprias contradições/traições que o remetem ao mais coerente de si. Bailarinos Alexandre Santos, André Vítor Brandão, Cleybson Lima, Wendell Britto, Rafael Sisant e Pedro Lacerda Silva/Dramaturgia/textos do programa Renata Pimentel/Figurino Maria Agrelli/Costureira Xuxu/Design de luz Luciana Raposo/Operação som/camareira Lucylene Lima /Operação luz Fernando Pereira/Cenotécnica Thierri Oliveira/Trilha sonora Ludovico Einaudi, Gabriel Chwojnik, Tomaso Albinoni e Arvo Part/Assistência de Coreografias Alexandre Santos e André Vitor Brandão/Coreografia / Direção Jailson Lima Para sempre teu QUALQUER UM DOS 2 CIA DE DANÇA | PETROLINA (PE)
  9. 9. Tragicomédia Duração: 70 minutos 15/05 20H Teatro Capiba Classificação: 12 anos12 SINOPSE Dois militares, últimos remanescentes de um batalhão de combate, se encontram perdidos em uma guerra. Ao tenente e ao soldado cabe agora a tarefa de defenderem o pequeno território ainda não tomado pelas forças inimigas. Os dois sabem que a única forma de saírem vivos da situação é a possível chegada de reforços. Porém, quando todas as saídas parecem se fechar, um fato inusitado acontece: o batalhão de dois homens finalmente se depara, estupefato, diante daquele que pode carregar o último fio de esperança. Guerra, formigas e Palhaços ESTAÇÃO DE TEATRO | NATAL (RN) Direção Rogério Ferraz/Assistente de direção e Preparação Corporal Carla Martins/Texto César Ferrario/Trilha Sonora Willames Costa e Caio Padilh/Elenco Enio Cavalcanti, Pedro Queiroga e Rogério Ferraz/Figurino e Adereços Irapuan Júnior/Cenário Rogério Ferraz e Irapuan Júnior/Iluminação Ronaldo Costa/Operador de Som Caio Padilha/Contra-regra Davidson Lacerda/Produção Mapa Realizações
  10. 10. Contemporâneo: dança para infância e juventude Duração: 60 minutos 17/05 16H Teatro Marco Camarotti Classificação: LivreL SINOPSE O espetáculo é uma viagem lúdica ao mundo das parlendas, cantigas e brincadeiras de nossas infâncias. Uma busca baseada nas manifestações, histórias e canções em comum com Portugal afim de encontrar as origens e manter viva a tradição de nossos tempos de criança. Através de personagens hilários e bastante conhecidos, uma trilha sonora inconfundível com uma nova roupagem e O tempo perguntou ao tempo GRUPO ACASO | RECIFE (PE) uma pesquisa teatral e coreográfica a partir das memórias dos interpretes criadores surge O TEMPO PERGUNTOU AO TEMPO, um espetáculo de dança para crianças de todas as idades. Coreografia Grupo Acaso/Direção Bárbara Aguiar/Figurinista Bárbara Aguiar/Cenógrafo Grupo Acaso/Iluminador Cleison Ramos/Trilha Sonora Narciso Fernandes/Elenco Fernando de Oliveira, Regina Medeiros, Hulli Cavalcanti, Hayla Cavalcanti, Felipe Dupopping, Ana Catarina Maia, Ivana Delfino Motta. Audiodescrição e Libras
  11. 11. Teatro de bonecos Duração: 40 minutos 18/05 20H Teatro Marco Camarotti Classificação: LivreL SINOPSE Ser a mesma noutro lugar muda tudo. Uma boneca que sai da sua caixa é lembrança de estórias que ainda não aconteceram.Cordelina veio contar as suas. Cordelina TRUPE PUXINCÓI | RECIFE (PE) Criação, dramaturgia, manipulação/atuação Odilia Nunes/Poesia Mariana Teles/Música Beto Lemos/Confecção da boneca Juan Isaza, Antônio Gomide e Odilia Nunes/Colaboração criativa Shirley França, Juan Isaza, Zaza Lira e Fabiana Pirro/Fotografia Renata Pires
  12. 12. Tragédia Duração: 50 minutos 24 e 25/05 19H Teatro Marco Camarotti Classificação: 12 anos12 SINOPSE O texto “A TROIANA HÉCUBA” é uma adaptação livre de “As Troianas” de Eurípides, onde a personagem central Hécuba, Rainha de Troia, assume o cunho do simbólico coro da tragédia grega. O texto adaptado apresenta apenas duas personagens da tragédia original, mas a fábula permanece inalterada. No caso, os diálogos entre o grego Taltíbio e a troiana Hécuba, juntamente com os seus monólogos, levam o espectador – apreendido como uma troiana vencida - aos horrores de uma guerra antiga e desperta-os para as consequências de uma possível guerra atual. Dramaturgia, Encenação e Conceção Plástica Junior Sampaio/Assistência de Encenação Lano de Lins/Interpretação Auricéia Fraga, Fátima Aguiar, Isa Fernandes, Nilza Lisboa, Lano de Lins, Sónia Bierbard e Zuleika Ferreira/Voz Canto Aliane Sousa/Músicas e Sonoplastia Ricardo Raimundo/Execução da Sonoplastia Marco António/Iluminação Junior Sampaio, Luís Silva e Palito/Execução e Montagem de Luz Palito/Execução de Cenografia ENTREtanto TEATRO sob a coordenação de Inês Ferreira/Execução de Figurino ENTREtanto TEATRO sob a coordenação de Tânia Seixas/Fotos de Cena Pedro Portugal/Produção Executiva Paulo Doca/Produção ENTREtanto TEATRO e 20º Janeiro de Grandes Espetáculos A Troiana Hécuba ENTRETANTO TEATRO – VALONGO | RECIFE (PE)
  13. 13. A arte de trepar PHARKAS SERTHANEJAZ | RECIFE (PE) mesmo das palavras... A Arte de Trepar é um solo grotesco e irônico no qual a atriz pernambucana Augusta Ferraz diverte o público com uma lição cômica sobre o sexo, revelando tudo o que seu ginecologista, seu analista, seu confessor e seu secretário de partido não vão lhe dizer nunca. Franca, Augusta Ferraz, partindo da primeira experiência de Franca Rame, Cômico grotesco Duração: 75 minutos 24/05 20H Teatro Capiba Calissificação:12 anos12 SINOPSE Nossa sociedade não ensina a amar, nem com o corpo, ou com o sentimento e vivemos com medo até Sobre o texto “Sesso? Grazie, tanto per gradire!”/Franca Rame, Jacoppo e Dario Fo/Tradução, adaptação e dramaturgia, encenação, interprete e produção/Augusta Ferraz/Fotos e imagens em movimento/Alcides Ferraz/Realização Pharkas Serthanejaz demonstra como somos criadas (os), na ignorância, intolerância e crença, e que o sexo é, sobretudo para as mulheres, uma coisa indecente.
  14. 14. Musical Infanto-juvenil Duração: 60 minutos 25/05 16H Teatro Barreto Jr. Classificação: 5 anos5 SINOPSE A história de amor do índio Payá, pela bela índia Colón. Rudá, o deus do amor, brinca com os sentimentos do indiozinho, que não é bravo guerreiro nem bom caçador. Payá fica sabendo através de uma capivara, que Colon partiu para bem longe, com um bravo guerreiro e bom caçador. O indiozinho pede ajuda a Rudá, que que se compadece, fazendo com que ele durma por cem anos, na tentativa de esquecer Colon. Quando Payá acorda, toda a mata se transformou numa grande cidade. Autor Vladimir Capella/Direção José Manoel Sobrinho/Elenco Luiz Veloso, Kamila Souza, Geysa Barlavento, Marinho Falcão, Pascoal Filizola, Samuel Lira, Sandra Rino e Tiago Gondim/Produção Executiva Elias Vilar/Assistente de Produção Carlos Como a lua ELIAS VILAR (MAMBEMBE PRODUÇÕES ARTÍSTICAS) | RECIFE (PE) Lira/Direção Musical, Arranjos e Preparação Vocal Samuel Lira/Músicas João Falcão/Músicas Especiais André Filho e Alan Sales/Direção de Arte Claudio Lira/Criação, design de Luz, montagem e operação Luciana Rapôso/Textos Adicionais José Manoel Sobrinho, Luiz Veloso e elenco/Confecção de Cenário Manoel Carlos e Reinaldo Patrício/IConfecção de Figurinos Georete Bezerra, Helena Beltrão e Tiane Santana/Confecção de Adereços Álcio Lins e Manuel Carlos /Confecção de Máscaras Álcio Lins/Assessoria Especial ao Projeto Rudimar Constâncio/Assessoria de Imprensa Leidson Ferraz/Assessoria de Execução de Figurinos Manuel Carlos/Fotografias Laryssa Moura/Camareira Beta Galdino/Cenotécnico Gaguinho/Contrarregra e Realização Elias Vilar/Patrocínio FUNCULTURA/Secretaria de Cultura do Estado de Pernambuco/FUNDARPE
  15. 15. Teatro de Rua Duração: 45 minutos 27/05 16H Praça do Campo Santo Classificação: LivreL SINOPSE Você, exemplar i-MUndano, está vivendo sua vida tranquilamente, quando dos céus descem dois seres alienígenas para ocupar este planeta, i-MUndo. Mas algo está errado: eles encontram i-MUndanos sobreviventes por toda parte! O que farão diante de tal tragédia? De um universo de possibilidades nasce a incerteza, o desconhecido diante dos seus olhos... sim, é verdade, eles estão aqui. Não há mais segredos. Você não está mais sozinho. i-MUndo TEATRO MOTOTÓTI | PORTO ALEGRE (RS) Direção Juliana Kersting/Texto e concepção Carlos Alexandre/Trilha sonora Fernanda Beppler/Figurinos Fernanda Beppler/Execução de figurinos Carol Puccini, Geluza Tagliaro e Sônia Krug/Produção e realização Teatro Mototóti/Produção Executiva Mariana Beppler/Elenco Carlos Alexandre e Fernanda Beppler
  16. 16. Dança Contemporânea Duração: 45 minutos 28/05 19H Praça do Campo Santo Classificação: LivreL SINOPSE Terra é um trabalho coreográfico inspirado no universo indígena e que coloca o corpo dançante de todos os folguedos de tradição já experienciados pelo Grupo Grial a disposição de uma história mil vezes repetida, mil vezes esquecida: a do direito de ser. Terra, finaliza a Trilogia “Uma história duas ou três” e narra a saga do índio brasileiro. Tantas vezes o colocamos embaixo da terra! Inúmeras as vezes que o colocamos para fora da sua terra. Mas o índio é feito de grão... emergir e reerguer é só uma questão de tempo. Esse mesmo tempo que preserva e acalenta as gerações. Terra, adentra, Coreógrafa Maria Paula Costa Rêgo/Direção Eric Valença/Figurinista Gustavo Silvestre/Cenógrafo Dantas Suassuna/Iluminadora Luciana Raposo/Textos TT Catalão Terra GRUPO GRIAL | RECIFE (PE) reconstrói o destruído e constrói novas possibilidades de manter viva nossa memória. Somos índio Pankararú, Canindé, Truká, Xucurú, Guaraní, Assení, Kaiowá, Tikuna, Bororó, Tupinambá, Mundurucu, Yawalapati, Tapajó, Caiapó, Xavante... somos todos sim, da mesma Nação.
  17. 17. Dança contemporânea Duração: 45 minutos 28/05 20H Teatro Marco Camarotti Classificação: LivreL SINOPSE O espetáculo “O Silêncio e o Caos” tem como ponto inicial uma experiência vivida pelo próprio Dielson Pessoa e trata dos problemas psicológicos como algo inerente a beleza humana. Abre um leque de discussão sobre as psicoses, levando o público a perceber que estas duras passagens são muito enriquecedoras, se vistas por um prisma respeitoso e longe de preconceitos. O conteúdo do solo “O Silêncio e o Caos” está presente em âmbito universal, pois muitas pessoas passam por situações parecidas. Por medo ou preconceito, não comentam sobre o motivo das suas Interprete Criador Dielson Pessoa/Coreógrafa Maria Paula Costa Rêgo/Diretor de arte e cenógrafo Dantas Suassuna/Figurinista Gustavo Silvestre/Iluminador Jathyles Miranda/Compositor da Trilha Sonora Renato da Mata/Produtor Cyro Morais/Fotógrafa Vanessa Accioly O Silêncio e o Caos SOLO DIELSON PESSOA | RECIFE (PE) tragédias. O fato de ter bipolaridade, investigar e comentar sobre este problema faz com que o indivíduo conheça a si próprio, se fortaleça como indivíduo, tratando o assunto como da sociedade e não mais como único e pessoal.
  18. 18. ANTONIO CADENGUE E CIA. TEATRO DE SERAPHIM | RECIFE (PE) Farsa irresponsavel Duração: 90 minutos 29 e 30/05 20H Teatro Barreto Jr. Classificação: 16 anos16 SINOPSE Dorotéia se passa em uma casa onde há apenas salas, sem quartos (para que não se possa dormir, sequer sonhar). Nela, habitam três primas, viúvas: D. Flávia, Carmelita e Maura. Também lá vive a filha natimorta de D. Flávia, Maria Das Dores. Há ainda a personagem de D. Assunta da Abadia, que traz seu filho Eusébio da Abadia para casar-se com Das Dores. Mas Eusébio é apenas um par de botinas. A ação dramática desencadeia-se quando da chegada de Dorotéia, parente distante, ex-prostituta, que vai à casa das primas movida pelo desejo de transformar-se numa mulher aceita pela família. Dorotéia Autor Nelson Rodrigues/Adaptação João Silvério Trevisan/Elenco Carlos Lira, Manuel Carlos, Marinho Falcão Mauro Monezi, Rodrigo Porto Cavalcanti,Roberto Brandão e Rudimar Constâncio/Encenação Antonio Cadengue/Assistentes de Direção Diogo Testa e Igor de Almeida Silva /Cenografia Doris Rollemberg/Figurino, Adereços e Maquiagem Anibal Santiago e Manuel Carlos/Iluminação Luciana Raposo/Trilha Sonora Eli-Eri Moura/Preparação Vocal Leila Freitas/Preparação Corporal e Direção de Movimento Paulo Henrique Ferreira/Programação Visual Claudio Lira/Direção de ProduçãoRudimar Constâncio/Produção Executiva Carlos Lira/Realização Antonio Cadengue e Companhia Teatro de Seraphim/Patrocínio Funcultura/Sercretaria de Cultura do Estado de Pernambuco/Fundarpe
  19. 19. Comedia Duração: 60 minutos 31/05 16H Teatro Marco Camarotti Classificação: LivreL SINOPSE O que você imagina de um encontro entre duas palhaças e crianças? Muito riso e diversão... Quando Tan Tan e Mary En chegam para o "Trueque", palavra em espanhol que significa "troca" em português, muita coisa pode acontecer. Trueque e um espetáculo estruturado a partir de um feliz encontro entre palhaços e crianças. Ambas as atrizes atuam em hospitais com o grupo Doutores da Alegria e daí nasceu o desejo de trazer para o teatro um pouco do que a memória corporal guarda, momentos raros de pura beleza resultantes desses Atrizes palhacas Enne Marx e Tamara Floriano/Direção e direção musical Fernando Escrich/Direção de arte Enne Marx, Tamara Floriano e Fernando Escrich/Criação e realização Cia Animee/iluminação Luciana Raposo Trueque CIA ANIMEE | RECIFE (PE) encontros, como suporte dramaturgico. O espetáculo acontece numa brincadeira de mão dupla, onde a criança e vista como possibilidade de encontro. Música tocada e cantada ao vivo, palhaçada, troca. Eis a mistura do Trueque.
  20. 20. SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO SESC PERNAMBUCO Presidente Josias Silva de Albuquerque Diretor Regional Antônio Inocêncio Lima Diretor de Administração e Finanças Wladimir Paulino Vilela da Silva Diretora de Atividades Sociais Silvia Cavadinha Diretora de Educação e Cultura Teresa Ferraz Assessoria de Comunicação Maíra Rosas Coordenador Regional de Cultura José Manoel da Silva Sobrinho Professor II Teatro Galiana Brasil Gerentes das Unidades do Sesc com programação Ana Paula Cavalcanti, Mônica Lucena, Ricardo Melo e Rudimar Constâncio VIII FESTIVAL PALCO GIRATÓRIO BRASIL - RECIFE Pré-produção Andreza Nóbrega Curadoria dos espetáculos convidados Ailma Andrade (Sesc Santo Amaro), Breno Fittipaldi (Sesc Casa Amarela), Daniela Travassos (Sesc Piedade), Emanuella de Jesus (Sesc Santa Rita), Gisele Milagres (Sesc Palladium-MG) e Raphael Vianna (Departamento Nacional do Sesc) Equipe de Produção Ailma Andrade, Breno Fittipaldi, Daniela Travassos e Emanuella de Jesus Assistência de Produção Adriana Madasil, Ana Flávia Costa e Silva, Anny Rafaella Ferli, Ariele Mendes, Célia Cardoso, Cláudia Cavalcanti, Dayanne Barros, Fabiana Rocha, Flávio Santos, Íris Campos, Rodrigo Cunha, Jefferson Figueiredo, Ivo Barreto, Márcia Lima, Patrícia Lima, Rita Marize e Samuel Bennaton Responsáveis técnicos de luz e som Daniel Farias, Felipe Ferreira, Getúlio Chaves, Mariah Jimenez, Élson Barros, Gabriel Félix, Jorge Van der Linden Júnior Brow e Kátia Virgínia Coordenação Atividades Formativas Regina Medeiros Coordenação de bilheterias Íris Macedo Acessibilidade Comunicacional Vouver Acessibilidade Assessoria e coordenação das montagens técnicas Eron Villar Receptivo dos grupos Virgínia Brasil Projeto Gráfico e diagramação Alberto Saulo Curadoria e Coordenação do Palco Giratório em Pernambuco Galiana Brasil www.palcogiratoriope.com.br INGRESSOS Central de Vendas 4003-1212 (Ingresso Rápido) custo de ligação local www.ingressorapido.com.br PRÉ-VENDAS Período: 06 a 30/5 Shopping Rio Mar - Térreo Alameda de Serviço - Loja Av. República do Líbano, 251, Pina - Recife Horário de funcionamento: segunda à sábado 09h às 22h e domingo das 12h às 21h Tel.: 81 3126 1915 Formas de pagamento: dinheiro e nos cartões de crédito Visa, MasterCard, Hiper Card e American Express. Sesc de Santo Amaro Teatro Marco Camarotti Rua Treze de Maio, 455, Santo Amaro, Recife Horário de Funcionamento: Segunda à sábado das 09h às 17h Formas de pagamento: Dinheiro e nos cartões de crédito Visa, MasterCard, Hiper Card e American Express. No dia de cada espetáculo, as bilheterias dos teatros serão abertas 02 (duas) horas antes das apresentações, condicionada a venda à disponibilidade de ingressos, que poderão ser também adquiridos antecipadamente pela internet e nas centrais de vendas. Nos teatros só trabalharemos com pagamento em espécie. No acesso aos espetáculos, em caso de meia entrada, será exigida comprovação de documento. Meia-entrada: Estudantes, Idosos, Comerciários, Dependentes, Professores.

×