3
1. OS ATRIBUTOS DE DEUS
Deus existe por Ele mesmo, Ele é independente (Êxodo 3:13-14; Atos 17: 24-25).
Não podemos limit...
4
2. O LIVRE-ARBÍTRIO E A VONTADE DEUS
Gênesis 1:26-27 - Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nos...
5
de Deus. Deus não me condena por fazer decisões erradas, fazer a jogada errada. (Não estou
falando em pecar. Isso não é ...
6
a mão sobre o mar e divide-o, para que os filhos de Israel passem pelo meio do mar em seco.
21- Então, Moisés estendeu a...
7
3. A GRAÇA DE DEUS
A graça de Deus é um dom, um presente que Deus nos deu de forma gratuita. É um
favor de Deus, gratuit...
8
deve se considerar como beneficiário da graça de Deus! Sua obra reconciliou graça e justiça,
como está escrito: "A miser...
9
4. A MENSAGEM DA CRUZ
Eu gostaria de começar com a seguinte pergunta: Por que nos reunimos para falar e
para adorar algu...
10
Colossenses 3:3 diz: "porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em
Deus".
Paulo declarou: "Mas ...
11
5. VIDA EM CRISTO
 "Ele se tornou filho do homem, para que você se torne filho de Deus;
 Tornou-se pecado, para que v...
12
A nossa pátria está nos céus. Não pertencemos a este mundo. O nosso tempo aqui na
terra é passageiro. Nossa esperança é...
13
6. SALVO!
Romanos 10:9-10 - "Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração,
creres que Deus o res...
14
culpa ou condenação. Jesus tomou a Sua justiça, Sua vida e Sua posição de segurança e
ousadia diante do Pai, e deu a nó...
15
7. O PROCESSO DE SANTIFICAÇÃO
Filipenses 1:6 - Estou plenamente certo de que aquele que começou a boa obra em vós há de...
16
1 Pedro 2:2 - desejai ardentemente, como crianças recém-nascidas, o genuíno leite espiritual,
para que, por ele, vos se...
17
8. CORPO, ALMA E ESPÍRITO.
O homem é um ser trino – espírito, alma e corpo.
1 Tessalonicenses 5:23 - O mesmo Deus da pa...
18
por todos como uma casa habitada pelo Senhor dos Senhores. Nosso corpo não pode ser
usado para sedução ou adoração. Ele...
19
Podemos ouvir diretamente de Deus. Quando sossegamos a nossa alma fica fácil de
falar com Deus e ouvi-lo. A alma precis...
20
9. O JUÍZO FINAL E GALARDÃO
Apocalipse 22:12 - E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para
retr...
21
princípio não mereceríamos tais recompensas, pois foi tudo obra dEle, mas Seu amor deseja
concedê-las e, com alegria, a...
22
10. DEUS QUER QUE VOCÊ O CONHEÇA?
O nosso propósito aqui na Terra não é apenas ter conhecimento de quem Deus é, mas,
ta...
23
11. A IGREJA
“Hoje em dia, muitas pessoas entendem a igreja como um prédio. Esta não é a
compreensão bíblica da igreja....
24
12. O BATISMO NAS ÁGUAS
No batismo nas águas eu confirmo minha fé. O batismo nas águas, como Jesus fez, é uma
confissão...
25
13. A SANTA CEIA
Embora o batismo seja um ato realizado uma vez só, a comunhão é realizada
regularmente. A igreja primi...
26
14. A PALAVRA DE DEUS
O propósito da Palavra de Deus é nos levar à salvação. As Escrituras são inspiradas por
Deus (2 T...
27
15. ORAÇÃO
Apocalipse 5:8 – “E, havendo tomado o livro, os quatro animais e os vinte e quatro anciãos
prostraram-se dia...
28
teria ouvido; mas, na verdade, Deus me ouviu; tem atendido à voz da minha oração.”
Alguma vez Deus recusa-se a responde...
29
Deus escolheu usar as nossas orações para que a Sua vontade seja estabelecida aqui
na terra. A oração prepara o caminho...
30
16. JEJUM
Jejum nos ajuda a nos aquietar e entender o que Deus está falando. Você coloca foco
naquilo que vem de Deus. ...
31
17. O SANGUE DE JESUS
O que é Aliança de Sangue?
É um acordo entre duas ou mais pessoas que fazem um compromisso de ope...
32
aliança com Deus como Abraão fez: através da fé (em Jesus). Deus terá tudo de nós e nós
teremos tudo o que Ele tem. Deu...
33
podiam ser reconciliados e ter comunhão outra vez com o Pai celestial. O sacerdote carregava
para dentro do Santo dos S...
34
18. O PROPÓSITO DA LEI
(Primeiro é importante entender que: o povo de Israel foi escolhido por Deus para
revelar a sant...
35
VOLTA PARA DEUS ABERTO PELA PRIMEIRA VEZ DESDE O PECADO DE ADÃO. JESUS QUEBROU
O PODER DA MORTE E ABRIU UM CAMINHO PARA...
36
19. O ESPÍRITO SANTO
“Podemos saber que o Espírito Santo é uma Pessoa porque Ele possui uma mente,
emoções e vontade. O...
37
20. O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO
Joel 2:28-29 - E, depois disso, derramarei do meu Espírito sobre todos os povos. Os ...
38
ordens sobre a Grande Comissão, Jesus disse, Estes sinais acompanharão os que crerem: em
meu nome expulsarão demônios; ...
Idm   fundamentos da nossa fé
Idm   fundamentos da nossa fé
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Idm fundamentos da nossa fé

304 visualizações

Publicada em

fundamentos da nossa fé

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
304
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Idm fundamentos da nossa fé

  1. 1. 3 1. OS ATRIBUTOS DE DEUS Deus existe por Ele mesmo, Ele é independente (Êxodo 3:13-14; Atos 17: 24-25). Não podemos limitar a Deus. Deus não precisa de ninguém. Ele é totalmente independente. Nós servimos a Deus porque Ele tem prazer nisso (para Ele fomos criados), mas não porque Ele precisa. Ele ama quando nós o louvamos e o servimos. Foi escolha Dele. Deus não muda (Tiago 1:17; Hebreus 13:8). Deus é perfeito. Não é melhor ou pior, simplesmente Ele é. Deus não aprende nada novo. *Deus não muda, não é possível ser tentado. (Tiago 1:13-14). *Deus não muda, mas Ele interage com o livre arbítrio do homem. (Jeremias 18:7-10). “SE, vocês fizerem”...”EU IREI”... Deus nos dá escolhas.“ A bíblia diz algumas vezes: “E Deus mudou sua mente em relação a algo”... Sempre que Deus “muda” seu pensamento sobre algo é porque O HOMEM mudou o seu caminho diante do Senhor. Ele diz: SE você me obedecer farei isso... MAS SE você não me obedecer farei isso... o homem quem escolhe o seu caminho. Deus não muda. Deus é Eterno (Isaías 40:28; Salmos 90:1-4; Apocalipse 1:8). Deus não tem passado ou futuro, simplesmente Ele é. Deus é Onipresente (II Crônicas 6:18; Salmos 139:1-10; Jeremias 23:23-24). Deus está em todo o lugar. Deus se manifesta aonde quiser e quando quiser e até ao mesmo tempo. Deus é Onisciente (1 João 3:20; Salmos 147:5; Hebreus 4:13). Não há nada que Deus não conheça, não saiba. Ele sabe o ontem, o hoje e o amanhã. Deus não tem limites, mas a criação possui limites. Deus sabe mais sobre o diabo do que ele (o diabo) sabe dele mesmo, pois Deus quem o criou. Deus é Todo-Poderoso, Sua habilidade é sem limites (Salmos 135:6, Isaías 43:13, Isaías 46:9- 11). *Deus é Todo-Poderoso, o livre arbítrio tem responsabilidade (Lucas 19:23-26; Apocalipse 22:12; Romanos 2:1-6). Nós prestaremos conta sobre nossa liberdade, nosso livre arbítrio. Deus é Justo (Deuteronômio 32:4; Salmos 145:17; Salmos 103:6; Jó 34:10-12). Deus é justo em Sua natureza e assim Ele age. Deus ama a justiça e odeia a injustiça. Deus é Santo (1 Samuel 2:2; Isaías 57:15). Deus é Gracioso (João 1:16-17). Deus não age segundo o que Ele sabe, mas segundo a Sua natureza. Jesus é um presente de Deus para nós. A graça de Deus reflete quem Ele é. Nós somos salvos pela graça porque Deus é gracioso. Presente é algo dado. E graça é um presente de Deus para nós. Deus é Misericordioso (Efésios 2:4; Salmos 145:8-9,14-16; Hebreus 2:17-18; Hebreus 4:14- 16). A parábola do Bom Samaritano (Lucas 10) é um ótimo exemplo. A minha vida não é como andar em uma corda bamba aonde se eu errar Ele vai me abandonar. Deus continua comigo até quando tomo decisões erradas (não falo de pecados, mas de decisões erradas). Ele é misericordioso em nossas fraquezas. Deus não nos abandona se tomarmos uma decisão errada e nem nos condena. Por quê? Porque Ele é misericordioso. Ele é riquíssimo em misericórdia. A vontade Dele quando tomamos decisões erradas é nos colocar no local certo de novo. Deus é Amor (1 João 4:7-8,16; 1 Coríntios 13:1-8; Efésios 3:14-19). O amor de Deus nos faz valorizar as coisas. O amor de Deus deve estar em todas as coisas de nosso dia-dia. Não há nada que você faça ou deixe de fazer que deixará Deus deixar de te amar. Amor é uma escolha. Ele escolheu te amar. Devemos amar a Deus acima de todas as coisas! Devemos amar ao próximo como Jesus nos amou. Quando nos deparamos, verdadeiramente, com o amor do Pai por nós, nossas vidas nunca mais serão as mesmas, pois o amor de Deus nos constrange.
  2. 2. 4 2. O LIVRE-ARBÍTRIO E A VONTADE DEUS Gênesis 1:26-27 - Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra. Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. Deus nos deu autoridade sobre nossas vidas. Liberdade e responsabilidade (livre arbítrio). Não fomos criados para sermos robôs. Deus não toma decisões por nós, não faz escolhas por nós. Nós temos personalidade, identidade. Deus nos criou para sermos um “eu”. Nós temos a nossa própria habilidade de pensar, raciocinar. Nossa vida emocional é parte da imagem de Deus em nós. Temos habilidade de nos expressarmos. Deus também é assim. Deus tem uma personalidade. O problema é quando colocamos nossa confiança em nossas emoções. Elas não podem nos dizer o que é certo ou errado. Emoções são sentimentos. E precisamos andar firmados na Palavra (em fé). Minhas emoções são uma “má pessoa” para me dizer o que é certo e errado. Temos vontades, escolhas, decisões próprias. Deus não está interessado em que andemos NAQUELE caminho e DAQUELA forma. Se estou indo ao trabalho e vejo um cruzamento. EU posso escolher o caminho. Há variedade, liberdade. Não preciso perguntar a Deus sobre tudo. Deus criou o mundo com várias possibilidades e variações para nós escolhermos. Na presença de Deus há espaço para criatividade, invenções. Posso escolher a roupa que irei usar hoje e não há nada de errado nisso. Deus não vai fazer nos fazer usar uma roupa marrom ou roxa. (Se Ele tem algo específico para você fazer hoje Ele dirá). Deus disse ao homem que comesse “de TODAS as árvores (frutos)” isso fala de escolhas, opções. Quando Deus não quer que façamos algo Ele nos fala claramente. Por exemplo, Ele diz: Não pequem! Gênesis 2:16 - E o SENHOR Deus lhe deu esta ordem: De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás. Toda árvore posso comer livremente, mas... Costumamos dizer: “Isso acontece porque Deus quis...” E eu pergunto agora: Será? Olhe para a Palavra. A criação faz e sofre muitas coisas que não são a vontade de Deus. Fruto de decisões erradas DO HOMEM. Nem tudo o que acontece é a vontade de Deus. A criação sofre pelas decisões erradas do homem. Nós só vamos aprender a tomar as decisões corretas quando aprendermos a ter a disciplina de ter uma vida diária com o Senhor meditando na Palavra e orando. Quando vivemos uma vida de busca a Deus vamos aprender a discernir sempre sobre as melhores decisões a serem tomadas. Somos livres para tomarmos decisões, mas dentro da vontade de Deus. É a nossa vontade fazer a vontade de Deus? Você está disposto a viver a vida que Deus te deu e cumprir o que Ele tem para você? É isso o que você quer? Você e eu (dentro da vontade de Deus) temos o direito de fazer escolhas, tomar decisões. A vontade de Deus não é uma corda bamba que se você dar um passo para o lado irá cair e Deus não vai querer mais saber de você. Existe espaço para você e eu tomarmos decisões e caminhar para o alvo. Precisamos estar neste local: no centro da vontade de Deus. E quando estamos lá podemos caminhar em um local espaçoso e tomar decisões e pedir várias coisas a Deus para que eu cumpra o nosso chamado. A vontade de Deus é enorme para que eu caminhe, mas o que vai acontecer será de acordo com as decisões que tomarmos. Por isso devemos permanecer Nele, para tomarmos as decisões corretas! Deus sabe que você não é perfeito. Mas Ele é. Ande com Ele. Exemplo de um jogo de futebol. Tenho os limites do campo para não ultrapassar (isso é minha escolha, de estar no centro da vontade de Deus ou não). Eu tenho um alvo e tenho várias maneiras de chegar ao alvo, que é o gol. Deus não vai me condenar por eu errar o alvo (nem posso me lamentar por ter perdido o gol). Preciso saber que posso achar graça aos olhos
  3. 3. 5 de Deus. Deus não me condena por fazer decisões erradas, fazer a jogada errada. (Não estou falando em pecar. Isso não é a vontade de Deus. Falo de decisões do nosso dia-dia). Se eu tomo uma decisão errada a vontade Dele é de que eu me levante e volte a jogar! Satanás está na torcida adversária dizendo que você errou e não merece jogar. Deus quer sempre te ver jogando, Ele tem prazer na sua vida com Ele. Paulo diz: Esquecendo-me das coisas que para trás ficam, prossigo para o alvo... Temos responsabilidade pela nossa liberdade. Apocalipse 22:12 - E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras. Romanos 2:1-6 Nós iremos prestar contas um dia pelas nossas obras. (Não pelos pecados, pois Jesus já os aboliu). Tudo o que fazemos e todas as decisões que tomamos hoje serão um dia retribuídas pelo Senhor. Receberemos uma recompensa chamada galardão. Deus segue as suas decisões. Deus nunca vai forçar nada em você. Ele segue suas decisões. Ele faz uma oferta de andarmos com Ele. Deus não nos fez como robôs. Somos cooperadores de Deus. Somos responsáveis pelas nossas decisões e nossas vidas. Deuteronômio 30:19 - Os céus e a terra tomo, hoje, por testemunhas contra ti, que te propus a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e a tua descendência, amando o SENHOR, teu Deus, dando ouvidos à sua voz e apegando-te a ele; pois disto depende a tua vida e a tua longevidade; para que habites na terra que o SENHOR, sob juramento, prometeu dar a teus pais, Abraão, Isaque e Jacó. Aqui Deus mostra a vontade Dele. Mas deixa o homem livre para tomar decisões. Deus não toma decisões por nós. Essa é nossa responsabilidade. Deuteronômio 28:8 - O SENHOR determinará que a bênção esteja nos teus celeiros e em tudo o que colocares a mão; e te abençoará na terra que te dá o SENHOR, teu Deus. 12 - O SENHOR te abrirá o seu bom tesouro, o céu, para dar chuva à tua terra no seu tempo e para abençoar toda obra das tuas mãos; emprestarás a muitas gentes, porém tu não tomarás emprestado. Deus promete ABENÇOAR O TRABALHO DE SUAS MÃOS. O QUE VOCÊ ESCOLHER FAZER. Estamos falando em uma vida de acordo com a vontade de Deus. Não uma vida de pecado. Muitos dizem: “EU QUERO O QUE DEUS TEM PARA MIM”. Entenda: Minha vida é minha responsabilidade. Vemos em Provérbios 20:5 – “Como águas profundas, são os propósitos do coração do homem, mas o homem de inteligência sabe descobri-los”. Muitas vezes nós não sabemos para onde devemos ir, não sabemos o que fazer. Nós não temos certeza de nada (águas profundas). Mas se eu for inteligente eu vou saber caminhar. Se eu ando perto do Senhor saberei encontrar paz por onde devo ir. Onde estão os planos de Deus para sua vida? Dentro de você. O Espírito Santo tem gerado vontades e desejos dentro de nós e devemos estar colocando tudo isso diante do Senhor. Deus nos criou. Ele nos fez e nos deu dons naturais e espirituais. Ele quer que nós utilizemos esses dons para realizar Seus planos e propósitos. Provérbios 16:9 – “O coração do homem traça o seu caminho, mas o SENHOR lhe dirige os passos”. Aqui não diz que Deus desvia os passos do homem. Mas o homem tem um caminho no coração e Deus quem está dirigindo os passos. Deus tem colocado sonhos, visões e Seus propósitos dentro de nós. Deus está usando os seus planos para direcionar você. Provérbios 16:3 - Confia ao SENHOR as tuas obras, e os teus desígnios serão estabelecidos. Êxodo 14:13-16 - Moisés, porém, respondeu ao povo: Não temais; aquietai-vos e vede o livramento do SENHOR que, hoje, vos fará; porque os egípcios, que hoje vedes, nunca mais os tornareis a ver. O SENHOR pelejará por vós, e vós vos calareis. Disse o SENHOR a Moisés: Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem. E tu, levanta o teu bordão, estende
  4. 4. 6 a mão sobre o mar e divide-o, para que os filhos de Israel passem pelo meio do mar em seco. 21- Então, Moisés estendeu a mão sobre o mar, e o SENHOR, por um forte vento oriental que soprou toda aquela noite, fez retirar-se o mar, que se tornou terra seca, e as águas foram divididas. Não foi Moisés quem dividiu o mar, foi Deus. O milagre foi feito por Deus, mas Deus não pode fazer isso até Moisés tomar uma decisão e agir. Muitos cristãos estão sentados esperando Deus fazer algo. O Reino de Deus é você e Deus em um relacionamento. Nós precisamos tomar iniciativas e Deus vai abençoá-la. Deus perguntou ao povo e a Moisés: Por que vocês estão clamando a mim? E disse que Moisés fizesse algo. Tome iniciativas (dentro do centro da vontade de Deus) e Deus poderá abençoá-la. Quando Moisés levantou a vara Deus abençoou a iniciativa. Nós sempre queremos que o milagre venha primeiro. Tome uma simples iniciativa para que Deus possa multiplica-la. Filipenses 2:12-13 - Assim, pois, amados meus, como sempre obedecestes, não só na minha presença, porém, muito mais agora, na minha ausência, desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor; porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade. Deus está trabalhando em nossas vontades e ações para que a vontade Dele seja feita!!! O que você ama? Sobre o que você ama falar? O que faz você ficar entusiasmado? Onde está a sua paixão? O que você escolheria fazer se dinheiro não é o principal? Se todos os empregos te dessem o mesmo salário o que você escolheria fazer? Seja como Jesus. Quando você amar algo você vai ser determinado e tomará decisões. Essa paixão por algo irá motivar você. Use seus dons, desenvolva-os. O que te deixa triste? O que mexe com você? O que te faz chorar? O que verdadeiramente mexe com o seu coração? (Exemplo: Neemias quando soube dos muros de Jerusalém, que estavam caídos foi gerado nele uma grande vontade de fazer algo em relação aquela situação e ele fez. Jesus era movido de compaixão quando ele via as multidões). O que você odeia? O que faz você triste, zangado? Doenças, escravidão, injustiça? (você pode ser chamado para mudar coisas). Jesus odiava (odeia) o pecado e amava (ama) a justiça. Jesus veio para destruir o pecado. Quando andamos juntos com o Senhor é fácil sonhar os sonhos Dele e entendermos o que Ele está falando e por onde Ele está indo. É preciso tirar tempo conhecendo ao Senhor.
  5. 5. 7 3. A GRAÇA DE DEUS A graça de Deus é um dom, um presente que Deus nos deu de forma gratuita. É um favor de Deus, gratuito e imerecido para a humanidade pecadora. É a manifestação do amor de Deus ao homem. A graça: Deus nos deu tudo o que Ele é, tudo o que Ele tem, tudo o que Ele pode, para nos ajudar. A morte e a ressurreição de Cristo fizeram a graça disponível a nós! Efésios 2:8-9 - Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie. NUNCA alcançaremos favor de Deus, a graça de Deus, por merecimento, por trabalho, por esforço próprio. Nunca! A graça de Deus em nossas vidas foi uma decisão que Deus tomou de nos dar a vida Dele de forma gratuita. Não impressionamos a Deus pelo quanto lemos a bíblia, oramos, etc. O que comemos no café da manhã não afeta a nossa posição em Deus, mas nos afeta. Nada do que fizermos vai fazer Deus nos amar mais ou menos. Ele simplesmente decidiu, através da sua graça, nos amar e nos querer para Ele. Nós estávamos sujos em nossos delitos e pecados e Deus, pelo infinito amor com que nos amou, enviou seu Filho para morrer pelos nossos pecados e, assim, nos limpar de todas as nossas impurezas. E por causa desta graça, deste presente, nós adquirimos de forma gratuita: SALVAÇÃO (VIDA ETERNA), JUSTIFICAÇÃO, SANTIDADE, CURA, LIBERTAÇÃO, REDENÇÃO, PRESERVAÇÃO, PROTEÇÃO, ETC. EM CRISTO JESUS! E tudo isso que Ele nos deu é chamado graça e essa graça produzirá frutos em nossas vidas que também chamamos de graça. Graça produz mais graça! Alexandre Whyte: "Graça e amor são essencialmente o mesmo, sendo que graça é o amor se manifestando e operando em certas condições, e adaptando-se a certas circunstâncias. O amor não tem limite nem lei como tem a graça. O amor pode existir entre iguais, ou pode ir até aos que estão acima de nós, ou descer aos que estão abaixo de nós. Mas a graça, por sua natureza, só conhece uma direção. Ela desce aos que estão abaixo; é amor de verdade, mas amor às criaturas, portanto humilhando-se. O amor de um rei por seus iguais ou pelos outros do palácio real é amor. Mas seu amor aos súditos é graça. É por este motivo que o amor de Deus é chamado de graça". Esta citação merece ser relida várias vezes. Phillips: "Graça é algo em Deus que está no coração de todas as Suas atividades de redenção, Seu rebaixar-se e estender de Sua mão das alturas de sua majestade, para tocar o insignificante e a miséria". "Em análise destas definições e descrições do que é graça, encontramos que a palavra é aplicada a três coisas nas Escrituras. A primeira: a atitude de Deus ou Sua disposição de amor e favor ao pecador, é graça. A Bíblia diz que Noé achou graça aos olhos de Deus. A atitude de Deus para com ele era uma disposição de favor e amor, e sendo Noé pecador, esta disposição foi graça. A segunda: quando Deus faz algo de bem pelo pecador, isto é graça. "Pela graça sois salvos". A terceira coisa é que os efeitos ou frutos da graça dada ao crente são também chamados de graça. As graças ou virtudes do salvo são produtos da graça de Deus operando nele. A disposição dos macedônios de ofertarem com liberalidade é chamado de "graça", (2 Coríntios 8:1); e o dinheiro dado aos santos pobres de Jerusalém é também chamado de graça, (2 Coríntios 8:19). A vida transformada do povo que Barnabé viu em Antioquia é chamada de graça de Deus. Atos 11:23. Todas as três pessoas da Trindade são igualmente graciosas para com o pecador. A graça do Pai, do Filho e do Espírito é igual em sua extensão, mas é distinta em operação e administração. 1. O Pai é a fonte de toda graça. Ele propôs o fato e o plano da graça. Ele formulou o concerto de graça e preparou um meio pelo qual "os pecadores banidos da presença dEle, não fossem expulsos dEle". Ele fez a escolha, pela graça, de quem seriam os beneficiados por Sua graça, e na plenitude dos tempos mandou Seu Filho ao mundo para servir como mediador da graça. 2. O Filho eterno é o canal de graça. O único meio pelo qual a graça de Deus pode atingir o pecador é através de nosso Senhor Jesus Cristo. Aquele que rejeita a graça de Deus jamais
  6. 6. 8 deve se considerar como beneficiário da graça de Deus! Sua obra reconciliou graça e justiça, como está escrito: "A misericórdia e a verdade se encontraram; a justiça e a paz se beijaram". Salmo 85:10. João Bunyan, bem-aventuradamente perdido na contemplação da incomparável graça do Filho de Deus, exclamou: "Ó Filho do Bendito! A graça Te tirou de Tua glória; a graça Te trouxe para a terra; a graça fez com que tomasses sobre Ti o peso de nossos pecados, peso inexplicável de maldição; a graça se encontrava em Teu coração; a graça sangrou de Teu lado ferido; a graça estava em Tuas lágrimas; a graça se achava em Tuas orações; a graça se derramou de Tua fronte coroada de espinhos! A graça se apresentou com os cravos nas mãos e os espinhos na fronte! Ó, aqui estão as insondáveis riquezas da graça! Graça para alegrar o pecador! Graça para a admiração dos anjos! Graça para atemorizar os demônios! 3. O Espírito Santo é o administrador da graça. Sem a graciosa operação do Espírito Santo na conversão do pecador, nenhum pecador seria beneficiado pela graça. O Espírito toma o que é de Cristo e o dá ao pecador. Ele desperta todas as almas escolhidas por Deus, e conduz a Cristo todas as ovelhas pelas quais o Bom Pastor dera Sua vida. João 10:11. Ele conquista o mais endurecido dos corações, e limpa a lepra mais imunda do pecado. Ele abre os olhos cegos pelo pecado e os ouvidos fechados por Satanás. O Espírito Santo revela a graça do Pai e aplica a graça do Filho". Olhemos a consequência da graça de Deus em nossas vidas: Tito 2:11-14 - Porque a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens. Ela nos ensina a renunciar à impiedade e às paixões mundanas e a viver de maneira sensata, justa e piedosa nesta era presente, enquanto aguardamos a bendita esperança: a gloriosa manifestação de nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo. Ele se entregou por nós a fim de nos remir de toda a maldade e purificar para si mesmo um povo particularmente seu, dedicado à prática de boas obras. 1. A graça nos trouxe salvação. 2. Elas nos ENSINA a renunciar o pecado e a viver a vida que Deus quer que vivemos, durante todo o tempo em que vivemos na terra e aguardamos o Dia em que viveremos para sempre com o Senhor. (Não conseguimos isso por esforço próprio). 3. Nos faz trabalhar! Nos dedicamos à prática das boas obras. (Não trabalhamos para sermos aceitos. Já fomos aceitos. Trabalhamos porque a graça de Deus nos faz trabalhar para o Senhor e viver para Ele. Quando aceitamos a Jesus é como recebemos uma camisa "GG" para nos vestirmos. Deus pega nossas vestes sujas e nos dar uma veste pura, mas em tamanho "GG". Isto fala da graça que recebemos de Deus quando aceitamos a Jesus. E a vontade de Deus é que possamos CRESER, AMADURECER dentro desta graça. Deus quer que sejamos aperfeiçoados nesta "roupa" (graça) 2 Pedro 3:18a - antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Ao aceitarmos a Jesus como Salvador de nossas vidas nos tornamos livres do pecado. Não somos livres para pecar, mas livres do pecado. Somos livres para vivermos nesta maravilhosa graça. Somos livres para conhecer a Deus e crescermos no conhecimento de quem realmente Ele é.
  7. 7. 9 4. A MENSAGEM DA CRUZ Eu gostaria de começar com a seguinte pergunta: Por que nos reunimos para falar e para adorar alguém que morreu em uma cruz? Por que cantamos sobre Jesus? Você consegue compreender isso? O que há de tão especial nisso tudo? Por que quando eu aceito a Jesus minha vida nunca mais é a mesma? Vamos entender isso! Ler 1 Coríntios 1:17-31 A Mensagem da Cruz. Ela é simples e ao mesmo tempo poderosa. Não existe nenhuma mensagem como esta. É a única mensagem, em todo o mundo, capaz de trazer a vida eterna até nós e a restauração da vida com Deus. Para alguns ela é loucura, mas para nós, salvos, ela é o poder de Deus. Romanos 1:16 nos fala que o Evangelho é "o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê". Usar, exibir ou fazer um sinal da cruz não nos trazem qualquer tipo de transformação, mas a Mensagem da Cruz ela nos muda completamente. A nossa vida NÃO PODE ser mais a mesma. Vamos saber por quê? O rei nasce. A estrela no céu anuncia o seu nascimento. Os magos correm para vê-lo e após uma longa jornada o encontram em Belém, uma pequenina cidade de Judá. Jesus era o seu nome. Estava em uma estrebaria, dentro de uma manjedoura. Filho de um carpinteiro e de uma mulher engravidada pelo Espírito Santo. Um rei que parecia não estar arrodeado de muito luxo e coroas. Como entender isso? Eu pergunto a você: Esse é o seu rei? Como aceitar um rei que teve que morrer em uma cruz para estabelecer seu reino? Que mensagem é essa? Cruz é um lugar onde morriam todos os criminosos mais abomináveis da nação. Junto com o criminoso, geralmente, era cravada uma lista que continha todos os seus delitos, que eram a causa da sua condenação à crucificação. Mas Jesus disse: "O meu Reino não é deste mundo..." João 18:36 Ler Filipenses 2:5-11 Deus, através da sua graça, do seu infinito amor com que nos amou, enviou Seu próprio filho para oferecer Seu sangue pelos nossos pecados, e, assim nos purificar de toda injustiça. Nós estávamos cegos e perdidos e Jesus verteu o Seu sangue por nós quando ainda éramos pecadores. O meu e o seu pecado foram castigados em Jesus. A cruz fala de libertação do jugo do pecado, fala do véu que foi rasgado e do acesso direto ao Pai restaurado. A cruz fala de triunfo sobre a morte e o inferno. A cruz fala do sangue de Jesus vertido para a remissão dos pecados. A cruz é o lugar onde o seu débito foi pago. É onde o poder do pecado e da morte, de doenças, da pobreza e da inimizade com Deus foi quebrado. A cruz é símbolo de morte. A cruz representa o abrupto e violento fim do ser humano. Na época dos romanos, o homem que tomava sua cruz e se punha a caminho da sua crucificação, já havia dito adeus aos amigos. Não voltaria. Estava indo para o término de tudo. A cruz não faz acordo, não modificava nada e nada poupava; eliminava o homem, completamente e para sempre. Não procurava manter boas relações com a sua vítima. Feria rude e brutalmente, e quando tinha terminado o seu trabalho, o homem já não existiria. O homem na cruz só tem olhos para uma direção. Ele não faz planos para si mesmo. QUANDO EU E VOCÊ NOS DEPARAMOS COM A CRUZ DE CRISTO, NÓS MORREMOS, DIZEMOS ADEUS A ANTIGA VIDA (a vida de pecado), NÃO VAMOS MAIS VOLTAR. A cruz é lugar de dor, de renúncia da nossa carne, de choro. Algo se perde na cruz. A velha vida do homem é deixada para trás. A CRUZ DE CRISTO NÃO NEGOCIA COM O PECADO. Ela é radical. Você morre para o mundo das trevas e nasce de novo no Reino dos Céus! A cruz é o lugar onde nós morremos EM CRISTO. Paulo disse em Gálatas 2:20: "estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim..." A cruz não é uma saída de incêndio pela qual escapamos do inferno para o céu, mas é um lugar onde nós morremos EM CRISTO. É só então que podemos experimentar "o poder da ressurreição" (Efésios 2:5-6; Romanos 6:5-8), pois apenas mortos podem ser ressuscitados.
  8. 8. 10 Colossenses 3:3 diz: "porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus". Paulo declarou: "Mas longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu par ao mundo" (Gálatas 6:14). Nós assumimos uma posição COM CRISTO. Não vivemos para as coisas deste mundo. Ainda não estamos em casa, mas estamos indo para ela: O Céu. Crer em Cristo pressupõe que a morte que Ele suportou em nosso lugar era exatamente o que merecíamos. Quando Cristo morreu, portanto, nós morremos com Ele: 2 Coríntios 5:14-15. Ver: Gálatas 3:13; Colossenses 2:13-15 Bom, este é o meu Rei! Acredito que o seu também. Não existe outro rei como o meu e o seu. Jesus é o Senhor. Ele veio a este mundo morrer pelos nossos pecados e nos trazer vida. Por causa disto foi dado a Ele um Nome que está acima de todo outro nome e todo joelho, língua e povo deve se prostrar diante Dele. Deixe Ele ser Senhor de sua vida agora e para sempre. Ele é o Senhor de TODAS as coisas. Portanto. A Mensagem da Cruz nos fala que Deus enviou seu Filho a este mundo para morrer em nosso lugar e nos trazer redenção e reconciliação. E não só morreu como também ressuscitou. Assim, pela morte e ressurreição de Jesus nós, também, morremos e ressuscitamos com Ele. Nós morremos para nós mesmo, para a nossa antiga vida, para a vida de pecado e passamos a viver a vida que Jesus conquistou para nós na cruz ao vencer a morte.
  9. 9. 11 5. VIDA EM CRISTO  "Ele se tornou filho do homem, para que você se torne filho de Deus;  Tornou-se pecado, para que você se torne justiça de Deus;  Tornou-se Doença, para que pelas Suas pisaduras você seja sarado;  Tornou-se pobre, desprovido de tudo, para que você tenha toda a provisão;  Tornou-se maldição, para que você seja herdeiro de toda bênção;  Nasceu na Terra dos homens, tornando-se semelhante em tudo aos homens, para que você nasça no Reino de Deus e seja conforme a Sua imagem, que é a imagem de Deus". Ler Efésios 2:1-10 Quando aceitamos a Jesus como nosso único e suficiente Salvador algo de novo acontece. Primeiro, nós nos deparamos com a cruz de Cristo e morremos para nós mesmos. Depois nós ressuscitamos com Ele e nos assentamos nas regiões celestiais EM CRISTO JESUS. Assim, não pertencemos mais a este mundo, não vivemos mais como pessoas carnais, pois somos, agora, chamados para vivermos no sobrenatural de Deus. Antes a nossa natureza era pecaminosa. Havíamos nascido de uma semente de pecado, mas ao recebermos Cristo TUDO se faz novo e adquirimos uma nova identidade, uma nova natureza, a natureza de Deus. Mas o que observo é que muitas pessoas que aceitam a Jesus como Senhor de suas vidas não conhecem sua posição EM CRISTO. Efésios 1:3 nos fala assim: "Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo". Ele JÁ nos abençoou com TODAS as bênçãos espirituais nos lugares celestiais EM CRISTO! Ao aceitarmos a Jesus passamos a ter direito à Vida Eterna, cura, proteção, libertação, provisão e muito mais! Salmos 23 diz que NADA vai nos faltar. Mas por que muitas vezes falta? Porque a única forma de vivermos a vida abundante que Jesus conquistou na cruz é pela fé, é crendo. A falta de conhecimento das verdades de Deus não nos deixa viver pela fé. Viver pela fé na Palavra de Deus nos trás vida abundante. Viver no sobrenatural de Deus é não se contentar apenas com o "bom" nem o "ótimo". É viver de acordo com a Palavra revelada, de acordo com a direção do Espírito Santo em nossas vidas. Precisamos viver EM CRISTO! Vimos que estamos assentados nas regiões celestiais EM CRISTO. Viver EM CRISTO é viver na plenitude da salvação. Sua identidade está Nele. Você é achado EM JESUS. Quando Deus olha para nós Ele não vê simplesmente a mim ou a você, mas Ele nos vê EM CRISTO. Nós somos MAIS DO QUE VENCEDORES concordam? Mas afirmo que muitos não tem vivido essa realidade. Por que? A bíblia nos fala que somos mais que vencedores em quem? Por aquele que nos amou (EM CRISTO)! Em outra passagem lemos: "Posso todas as coisas naquele que me fortalece" (EM CRISTO) (Filipenses 4:13). Entendamos: Quando recebemos a Jesus o sobrenatural deve se tornar natural para nós. É a vida de Deus em nós. Romanos 7:6: "Mas agora temos sido libertados da lei, tendo morrido para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra". Não vivemos mais debaixo da Antiga Aliança, debaixo de leis e paradigmas que trazem morte. Vivemos na Nova Aliança! E isso fala muito! "A glória da segunda casa é maior do que a da primeira casa"! Quem te guia agora é o Espírito Santo. O poder da morte e do pecado foi quebrado e agora podemos vencer o pecado pela graça de Deus. Não vivemos mais para pecar, mas para viver uma vida de liberdade longe do pecado. Agora somos templo e morada do Espírito Santo. Nós temos a natureza de Deus. Cada dia mais a vida de pecado vai ficando para trás e vamos nos tornando mais e mais à semelhança de Jesus. "Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois família de Deus" (Ef 2:19).
  10. 10. 12 A nossa pátria está nos céus. Não pertencemos a este mundo. O nosso tempo aqui na terra é passageiro. Nossa esperança é que um dia reinaremos para sempre com o Senhor e o veremos como Ele é. Estamos a caminho da nossa pátria que é o céu. Somos, temos e possuímos muito mais do que pensamos ou imaginamos! E oro para que eu e você possamos enxergar a realidade de quem verdadeiramente somos EM CRISTO JESUS. Deus nos chama para reinar em vida (Romanos 5:17). Muitos crentes são como bebês em gestação. Eles já existem, já possuem uma vida, mas ainda não possuem conhecimento de quem são realmente. Assim, muito não vêem e nem vivem a vida plena (por falta de conhecimento) que nos já foi conquistada. Muitos passam suas vidas, ou parte dela, tomando leite espiritual (isso é bom para "recém-nascidos") e não se apropriam de alimento sólido e consistente. Jesus é a fonte de vida. Quem crê em Cristo morre com ele na cruz do calvário e é regenerado na sua ressurreição. E com isso nos tornamos concidadãos do céu. Aleluia! A VIDA CRISTÃ É FUNDAMENTADA NO CONHECIMENTO DE QUEM NÓS SOMOS.
  11. 11. 13 6. SALVO! Romanos 10:9-10 - "Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação". A Bíblia nos diz que, embora o homem tenha sido criado por Deus, ele rebelou-se contra o seu Criador e caiu em pecado. Ele seguiu seu próprio caminho, longe de Deus e passou a viver apenas para si mesmo. Quando o homem pecou, ele violou a Palavra de Deus. Deus declarou que a consequência do pecado seria a morte. O homem pecou e morreu. Primeiro, ele morreu por dentro. Quando o homem estava em comunhão com Deus, ele gozava de uma vida de abundância, paz e saúde, harmonia e alegria. Este morreu quando ele se afastou do seu Criador e entrou na escuridão. Como a escuridão “engoliu” ele dentro, ele morreu espiritualmente. Externamente, ele continuou a funcionar, mas internamente (seu espírito), onde ele deveria ter sido preenchido com a presença e a glória de Deus, ele estava morto. Os piores sofrimentos da humanidade podem ser atribuídos a essa queda. O problema principal não é está bebendo, xingando, brigando, mentindo ou roubando (essas coisas são pecado, mas não o problema principal). Nem é a depressão, ansiedade ou medo. O problema é mais profundo. O problema é que você está morto por dentro. A vida de Deus não pode ser produzida por nós mesmos. Ela deve vir para você de fora (de Deus somente). Você precisa nascer de novo! Isto é exatamente o que Jesus disse a um conhecido líder religioso de seu tempo, Nicodemos, você deve nascer de novo! Nascer do alto! Religião não é suficiente. Engrandecimento pessoal não vai fazer você mudar seu interior. Mesmo as boas ações são insuficientes. Você deve receber a vida de Deus do alto e nascer de novo. Você deve receber uma nova vida completamente! Deus enviou Jesus à terra para este fim. Ele veio para remover todos os obstáculos, para que você pudesse nascer de novo e ser restaurado à comunhão e vida com Deus. É por isso que Jesus morreu na cruz no Calvário, em Jerusalém, cerca de 2,000 anos atrás. Ele morreu por você! Quando Jesus veio à Terra, Ele já sabia que Ele havia vindo para morrer. Ele sabia desde o começo que Ele era o Cordeiro inocente de Deus, que vinha para tirar o pecado do mundo. Ele sabia que Ele viria para nos redimir da maldição que caiu sobre a humanidade através do pecado. Ele teve que lidar com as consequências do pecado - com a morte espiritual. Deus nos ama tanto que a Bíblia diz, que Ele deu o seu Filho unigênito para morrer por nós. Jesus teve que morrer porque a consequência do pecado é a morte. A pena para o seu pecado caiu sobre Ele, e Ele tomou a sentença em seu lugar. Jesus morreu em vez de você. Ele pagou a dívida que você e eu devíamos, morrendo na cruz do Calvário, para que pudéssemos ser resgatados e libertados. Ao dar a Sua vida, Jesus redimiu você. Ele levou sobre si o pecado de todos, os erros, a solidão, a pobreza, ansiedade, doenças e escravidão. Ele suportou tudo isso em seu próprio corpo. Quando Ele morreu na cruz, tudo isso morreu com ele. No terceiro dia, quando Ele ressuscitou dos mortos, Ele venceu o pecado, a morte e todas as suas consequências. Através da Sua morte e ressurreição, Jesus abriu o caminho para todos os que crêem Nele para participar da vida de Deus novamente. Sem Deus, todo mundo vive com consciência de culpa, sob condenação. Agora, a condenação não precisa mais ter qualquer poder sobre nós. Foi totalmente removida quando Jesus pagou nossa dívida. Jesus ressuscitou dos mortos para que pudéssemos ser justificados. Portanto, através do sacrifício de Jesus por nós, podemos nos chegar a Deus, o Pai, sem um sentimento de
  12. 12. 14 culpa ou condenação. Jesus tomou a Sua justiça, Sua vida e Sua posição de segurança e ousadia diante do Pai, e deu a nós. Fomos justificados e feitos justos através da morte e ressurreição de Jesus. Através de Jesus, recebemos uma posição completamente nova diante do Pai. Por Ele, o Pai olha para mim como se eu nunca tivesse pecado. Ele me ama, porque eu sou Seu filho. Ele responde minhas orações e supre minhas necessidades pela sua riqueza em glória. Esta é uma revolução total. Isto é o que significa novo nascimento. Isto é o que é ser um cristão! Quando você aceita a morte de Jesus no Calvário e na Sua ressurreição como algo que Deus fez por você, algo maravilhoso acontece! Por causa de Jesus, e só por causa dele, não por causa de qualquer outra coisa que você fez, o Espírito Santo vem habitar em você, e você nasce de novo. Deus entra em sua vida e a transforma no interior (seu espírito que estava morto agora ele nasce de novo e se liga a Deus – seu espírito = homem interior). Um milagre acontece e você se torna uma nova criação. "Uma nova pessoa" nasce dentro de você. O poder de Deus começa a trabalhar em sua vida e as Suas bênçãos começam a fluir. Você começa a sentir que Deus aceitou você. Você vê como ele começa a falar com você, conduzi-lo e fazer maravilhas em sua vida - tudo por causa de Jesus! É o poder de Deus transformando todo o seu ser e fazendo de você um canal de bênçãos para os outros.
  13. 13. 15 7. O PROCESSO DE SANTIFICAÇÃO Filipenses 1:6 - Estou plenamente certo de que aquele que começou a boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus. O processo de santificação começa com o novo nascimento, quando Deus faz cada crente santo e o separa para Ele. Este é um processo que ocorre no decorrer da vida. Quando nascemos de novo, somos totalmente salvos (corpo, alma e espírito). Adquirimos uma nova identidade e não fazemos mais parte deste mundo. Passamos a pertencer ao Reino de Deus e se morreremos iremos para junto de Deus. Quando nos tornamos nova criatura precisamos entender que existe mais a se fazer em nós. Nossa salvação está completa, mas ainda não manifesta. Quando aceitamos a Jesus o Espírito Santo começa em nós um processo chamado de SANTIFICAÇÃO aonde eu e você vamos deixando o velho homem para trás, dia a pós dia, e vamos nos revestindo do novo homem. Quando nossos corpos forem transformados (glorificados), na vinda de Jesus, a nossa salvação será totalmente manifesta (quando nos livrarmos deste corpo corruptível e adquirirmos um corpo incorruptível). Filipenses 3:20-21 – Pois a nossa pátria está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, o qual transformará o nosso corpo de humilhação, para ser igual ao corpo da sua glória, segundo a eficácia do poder que ele tem de até subordinar a si todas as coisas. Romanos 8:23-25 - E não somente ela, mas também nós, que temos as primícias do Espírito, igualmente gememos em nosso íntimo, aguardando a adoção de filhos, a redenção do nosso corpo. Porque, na esperança, fomos salvos. Ora, esperança que se vê não é esperança; pois o que alguém vê, como o espera? Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o aguardamos. Entenda: A nossa salvação está completa ao aceitarmos a Jesus em nosso coração. Somos salvos pela fé! Mas a manifestação dessa salvação ela não aconteceu ainda. Quando somos salvos a salvação não pode ser vista em nossas vidas, mas com o decorrer do tempo o Espírito Santo começa em nós um processo chamado de Santificação aonde cada dia mais vamos nos tornando mais e mais semelhantes à Cristo. Isto é o que a bíblia chama de salvação da alma (1 Pedro 1:9- obtendo o fim da vossa fé: a salvação da vossa alma). É algo que está acontecendo agora ao longo de nossas vidas. A salvação pode ser vista através dos nossos frutos, da nossa maneira de viver. Parêntese: (É por isso que Tiago diz: Tiago 2:14-17 – “Que proveito há, meus irmãos se alguém disser que tem fé e não tiver obras? Porventura essa fé pode salvá-lo? Se um irmão ou uma irmã estiverem nus e tiverem falta de mantimento cotidiano. e algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos e fartai-vos; e não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito há nisso? Assim também a fé, se não tiver obras, é morta em si mesma. 26- Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta”. Tiago aqui mostra que as obras devem ser consequência do nosso crescimento em Deus. A medida que caminho para perto de Deus a salvação pode ser vista em minha vida nas coisas que faço, na maneiro que ajo. É um processo. Este é o tipo de fé que faz uma pessoa ser salva.) Filipenses 1:6 - Estou plenamente certo de que aquele que começou a boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus. O trabalho de Deus em Cristo está completo. Aqui não se fala do trabalho em Cristo (que foi completo na cruz), mas do trabalhar de Deus em nós agora. Aquilo que foi completo (a nossa salvação) passa a se tornar realidade. Precisamos desenvolver a nossa salvação! Mas como? Através de um processo de crescimento, de transformação, de maturidade, aonde vamos cada dia mais sermos mais parecidos com Jesus. Seremos elevados à estatura de varão perfeito.
  14. 14. 16 1 Pedro 2:2 - desejai ardentemente, como crianças recém-nascidas, o genuíno leite espiritual, para que, por ele, vos seja dado crescimento para salvação, Nascemos como bebês que precisam de cuidados. Nós somos feito nova criatura e aos poucos essa nova natureza será cada vez mais manifesta através do processo de maturidade (santificação). De novo: A salvação já está completa (obra de Jesus na cruz), já somos novas criaturas, mas a manifestação disso acontece aos poucos. A manifestação completa da nossa salvação acontecerá no dia que Jesus voltar e nossos corpos serem transformados. Para meditar: Romanos 12:2 - E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. As idéias do velho homem vão sendo substituídas pelos princípios de Deus. A nossas mente vai sendo transformada. Filipenses 2:12 - Assim, pois, amados meus, como sempre obedecestes, não só na minha presença, porém, muito mais agora, na minha ausência, desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor;
  15. 15. 17 8. CORPO, ALMA E ESPÍRITO. O homem é um ser trino – espírito, alma e corpo. 1 Tessalonicenses 5:23 - O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. Hebreus 4:12 - Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração. *A salvação do homem (corpo, alma e espírito). Lembrando: “Quando nascemos de novo, somos totalmente salvos (corpo, alma e espírito). Adquirimos uma nova identidade e não fazemos mais parte deste mundo. Passamos a pertencer ao Reino de Deus e se morreremos iremos para junto de Deus. Quando nos tornamos nova criatura precisamos entender que existe mais a se fazer em nós. Nossa salvação está completa, mas ainda não manifesta”. Pode-se dizer que existem três fases na salvação: 1) Novo nascimento. É a fase inicial aonde o espírito do homem é regenerado (nova criatura) – 2 Coríntios 5:17. Quando aceitamos a Jesus o nosso espírito (que estava morto desde o pecado de Adão) “revive” (é regenerado) e se liga a Deus. É por isso que agora podemos escutar diretamente de Deus e ter comunhão com Ele. Nós recebemos uma nova natureza. 2) Santificação. Quando a vida e a mente do crente são renovadas e sua alma é salva – Tiago 1:21; 1 Pedro 1:9. 3) Glorificação. A total manifestação da nossa salvação. Nosso corpo corruptível será transformado em um corpo incorruptível – 1 Coríntios 15:42-54. *O corpo. Através do corpo e dos sensos físicos, visão, escutar, cheirar, provar e tocar, nós percebemos coisas do mundo físico ao redor de nós. E através de nossos corpos nós nos comunicamos uns com os outros. Sem nossos corpos nós não podemos relatar ao mundo físico ao redor de nós. O corpo é o ponto de contato com o resto do mundo. Seu corpo é tempo do Espírito Santo, o lugar da glória de Deus aqui na terra. Através dele, o poder de Deus, a glória, revelação, sabedoria e cura fluem para aqueles ao seu redor. Por essa razão Satanás odeia o seu corpo. A humanidade começou a adorar o corpo humano, apesar de o corpo humano nunca ter sido criado para ser adorado. O corpo do crente é templo do Espírito Santo, o lugar onde Deus é adorado. O templo deve ser bem visto e bem representado, mas quando o corpo se torna um objeto de adoração, o objetivo verdadeiro é perdido. O nosso corpo deve ser visto
  16. 16. 18 por todos como uma casa habitada pelo Senhor dos Senhores. Nosso corpo não pode ser usado para sedução ou adoração. Ele é a casa do Deus vivo. *O espírito: Quando você aceitou a Jesus, seu espírito foi regenerado. Naquele momento Deus criou um novo homem dentro de você. Mas somente o seu espírito foi regenerado. Sua alma não foi incluída. Deus não mudou automaticamente e instantaneamente todos os seus sentimentos, pensamentos e ambições. O Espírito Santo vem habitar dentro de você e gradativamente começa a transformar sua vida. Sua mente começa a ser renovada. Como resultado, você começa a reagir diferente e você descobre que você pode fazer as coisas de uma nova e melhor forma. Da mesma forma em que o corpo e os sentidos físicos percebem o mundo físico, o espírito do homem percebe o mundo espiritual. Através do nosso espírito nós relatamos e nos comunicamos com Deus. Ver: 1 Coríntios 2:11; Efésios 3:16; Efésios 4:24; 2 Timóteo 4:22; Filipenses 4:23; Filemom v.25; 1 Pedro 3:2-4; Marcos 2:8; João 4:23-24; 1 Coríntios 14:14-16; Lucas 1:47; Romanos 1:9 Nosso espírito e não nosso corpo deve nos guiar. Por exemplo: Em um barco o capitão dá ordens e o barco (o casco, o “corpo” do barco) precisa obedecer. Se o barco (casco) está à deriva ele possivelmente vai afundar. É o mesmo conosco. Nosso espírito (que está ligado diretamente a Deus para sermos guiados pelo Espírito Santo) é o capitão do barco, nossa alma a tripulação e o nosso corpo o casco do barco. Somente o seu espírito é capaz de receber revelações diretamente de Deus. *A alma. Quais são as áreas da alma? Sentimentos, o intelecto, a vontade, atitudes e valores. Decisões são feitas pela vontade. A vontade pertence à área da alma. Com suas atitudes e vontade nós decidimos onde nós estamos indo estar na eternidade. A decisão da salvação é feita pela alma. (Você decide seu futuro, os valores da sua vida, com quem vai casar e as decisões para sua vida, você tem o livre arbítrio). Nós seremos julgados pelas nossas decisões. A área da alma é onde são feitas as decisões. Se vamos viver os desejos da carne ou o chamado de Deus. A alma pode ser uma grande barreira para você conseguir escutar a Deus. Como falamos antes a alma é como a tripulação de um barco. Se nós tomamos a decisão de não escutarmos a Deus e tomarmos as nossas próprias decisões será como a tripulação se rebelando contra o capitão do barco. Nós podemos escutar diretamente de Deus e tomar as decisões corretas, mas precisamos parar de nos precipitarmos e escutarmos as outras pessoas ao invés da voz de Deus para tomarmos nossas decisões. Para que a nossa mente, o nosso intelecto compreendam as coisas de Deus, eles precisam estar prontos para escutar e entender o que Deus está colocando em meu homem interior (espírito). Para que possamos escutar de Deus a nossa mente precisa ser renovada – Romanos 12:1-3. É necessário renovarmos a nossa mente com a Palavra de Deus a fim de estarmos aptos a escutarmos o que Deus está falando. A alma precisa entender o que Deus está falando ao nosso espírito. Nós estamos escutando muitas informações do mundo exterior e também vindas de Deus. Precisamos aprender a escutar ao Senhor para tomarmos as decisões certas. Não tomamos decisões baseadas em sentimentos, vontades próprias, emoções, mas tomamos decisões baseados naquilo que Deus está falando para nós. A alma – um espelho onde você vê a Deus. O que Deus está fazendo em sua vida será manifesto através de sua alma e as pessoas verão isto. Quando Deus faz algo em minha vida Ele aparece. Você tem um enorme potencial em sua alma. Quando ela é submetida ao Espírito Santo, você pode receber pensamento, sonhos, visões. Deus te revela aquilo o que Ele está falando ao seu espírito. Ver: Gênesis 2:7; 1 Coríntios 15:45
  17. 17. 19 Podemos ouvir diretamente de Deus. Quando sossegamos a nossa alma fica fácil de falar com Deus e ouvi-lo. A alma precisa ser purificada, renovada e disciplinada então ela pode ser “aquietada” e encontrar descanso. Quando Deus fala algo para mim no meu espírito é necessário que isto venha à minha consciência! Por isso é necessária a interpretação. Minha alma não pode estar impura, em estresse, etc para que possa entender o que Deus tem falado. Passar o dia escutando mp3 – musicas gospel até – não me dá espaço para escutar ao Senhor. Minha alma precisa estar pronta para receber do senhor. É necessário dar total espaço ao Espírito Santo para agir, tratar. A alma precisa de paz! É importante estar com a alma pronta entender o que deus estra falando.
  18. 18. 20 9. O JUÍZO FINAL E GALARDÃO Apocalipse 22:12 - E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras. Hebreus 11:24-26 - Pela fé, Moisés, quando já homem feito, recusou ser chamado filho da filha de Faraó, preferindo ser maltratado junto com o povo de Deus a usufruir prazeres transitórios do pecado; porquanto considerou o opróbrio de Cristo por maiores riquezas do que os tesouros do Egito, porque contemplava o galardão. 2 Coríntios 5:10 - Porque importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo. Deus já trouxe o julgamento final para os crentes (aqueles que crêem) na cruz. Jesus foi julgado e recebeu a ira de Deus pelos nossos pecados ao morrer em nosso lugar. Ele não irá julgar a mesma coisa duas vezes. Os crentes não irão para o céu e depois serão julgados pelos seus pecados. Nós iremos para o céu porque a dívida já foi paga! Jesus tomou o meu e o seu lugar no julgamento e nos livrou dele. Nós que aceitamos a Jesus não seremos julgados por nossos pecados, mas pelas nossas obras. Os crentes vão ser julgados pelo o que fizeram com os seus dons e talentos aqui na terra e receberão o galardão. O Dia do julgamento para nós não é algo adiante de nós, mas já aconteceu há mais de 2000 anos!! (Colossenses 2:13-14) Todo o escrito contra nós, os pecados que cometemos foram cravados na cruz. Todas as nossas obras de pecado foram canceladas. O que está escrito naqueles livros contra mim foram cancelados em Cristo!!! 1 Tessalonicenses 1:10 - e para aguardardes dos céus o seu Filho, a quem ele ressuscitou dentre os mortos, Jesus, que nos livra da ira vindoura. Nós seremos julgados por tudo aquilo que Deus nos deu aqui na terra: dons, talentos, propósito, chamada, autoridade (Lucas 19:11-26; Mateus 25:14-30). Nosso julgamento não será de condenação, pois Jesus já levou sobre Ele nossas culpas. Nós seremos julgados pelas nossas obras para recebermos o galardão. Para aqueles que não crêem em Jesus, que não receberam Jesus como Senhor e Salvador, eles serão julgados no julgamento adiante. O julgamento final acontecerá para essas pessoas, mas para nós já aconteceu em Jesus. Essas pessoas (que não tem Jesus como único e suficiente Salvador) serão julgadas pelos seus atos e tudo o que está escrito nos livros acusará elas (Apocalipse 20:11-12). O que é galardão? “O Novo Testamento fala, com frequência, de galardões futuros reservados para o cristão. Trata-se de recompensas ou prêmios, e estão disponíveis a todos. Um copo de água fria dado a um discípulo só pelo fato de este pertencer a Cristo será motivo de galardão (Marcos 9.41); e o Senhor avisou que voltará, e que com Ele estará o galardão para ser dado a cada um segundo as suas obras (Apocalipse 22.12). Aquele que trabalha na obra de Cristo, caso o seu trabalho permaneça, receberá o seu galardão (1 Coríntios 3.8-14). Não é o galardão o nosso objetivo, mas cada um de nós deveria estar pronto a dizer que é o amor de Cristo que nos constrange a fazer algo por Ele (2 Coríntios 5:14). Mas Deus decidiu dar recompensas por causa de seu amor e graça tão abundantes, para que sirvam de encorajamento em meio aos perigos e dificuldade que enfrentamos no caminho. E devemos ficar atentos para que não percamos nossa recompensa (Apocalipse 3:11). É importante que se deixe bem claro que o galardão ou a recompensa nada tem a ver com a Salvação, que é recebida por fé no Senhor Jesus e graças à Sua obra consumada na Cruz. Nada podemos fazer, de nós mesmos, para recebermos a salvação ou para nos mantermos de posse dela. Trata-se de um dom de Deus. E quanto às nossas obras aqui, dentre as quais as que são segundo a vontade de Deus serão por Ele recompensadas, naquele dia entenderemos que nada fizemos de nós mesmos: foi Ele mesmo que fez tudo e só nos usou como instrumentos. A
  19. 19. 21 princípio não mereceríamos tais recompensas, pois foi tudo obra dEle, mas Seu amor deseja concedê-las e, com alegria, as receberemos”. “Galardão é um prêmio de Deus ao que eu faço para Cristo DEPOIS da minha salvação. Não é essencial à minha salvação. Vem depois da salvação. É resultado dela e não causa. Muitos crentes entraram, entram e entrarão no céu, sem galardão. Alguns crentes entrarão no céu "como que através do fogo", com mãos vazias, sem ter feito coisa alguma para o Senhor Todo-Poderoso. O galardão será recebido, não nesta vida, mas no céu. É o prêmio que Deus conferirá àqueles que trabalharam na promoção do Seu Reino na terra”. Ver também: Isaías 40:10; Mateus 6:1; Mateus 10:41-42; Lucas 6:23,35; 1 Coríntios 9:25; Tiago 1:12; 2 Timóteo 4:8; 1 Pedro 5:4; Apocalipse 11:18 Apocalipse 3:11 - Venho sem demora. Conserva o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.
  20. 20. 22 10. DEUS QUER QUE VOCÊ O CONHEÇA? O nosso propósito aqui na Terra não é apenas ter conhecimento de quem Deus é, mas, também, termos um relacionamento profundo com Ele. Deus tem poder e a capacidade de nos deixar. Ele é Deus. Mas Ele escolheu, pela sua imensa graça, nos salvar e restaurar o relacionamento conosco. A presença de Deus é real e verdadeira. Ele quer se revelar a nós, quer ter comunhão conosco. Nós podemos conversar com Ele, ouvir Dele, andar com Ele. A vontade de Deus é que estejamos Nele e com Ele a todo o momento. É o nosso estilo de vida. É vontade de Deus que você o conheça. Quando você vier até Ele, Ele nunca irá te rejeitar. Ele ama te ouvir e falar com você. Ele ama quando você decide tirar tempo com Ele e O buscar. Colossenses 1:16-17 – “porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele”. ...”por ele e para ele”. Fala do propósito da criação, do propósito das nossas vidas. Jesus é um exemplo para nós de uma vida humana autêntica com Deus. Ele dizia: “A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra”(João 4:34). A vida de Jesus era puro e verdadeiro relacionamento com o Pai. Jesus gastava horas e horas conversando com Seu Pai. E nós devemos seguir o exemplo de Jesus. A presença de Deus não é monótona e sem graça. A presença Dele é incomparavelmente MARAVILHOSA. Nada se compara a estar junto do Senhor. Como é bom estar diante do Amado da nossa alma! Se fomos criados “para Ele” é porque Deus tem interesse de se relacionar conosco. Jesus veio para restaurar o nosso relacionamento com Deus. E é por isso que devemos nascer de novo: para que possamos adquirir de volta a vida com Deus que foi perdida no Início. Relacionamento é algo dinâmico. Cada relacionamento é único entre você e outra pessoa e da mesma forma é o nosso relacionamento com Deus, é único. Nunca existiu, não existe e nunca existirá outro igual. E é por isso que Deus se relaciona e lida conosco de uma forma única. A chave para qualquer relacionamento é comunicação. E comunicação leva tempo. (O tempo gera “sensibilidade”). Maturidade: que tipo de comunicação Deus pode ter com você? Por exemplo, eu não posso ter o mesmo tipo de comunicação com uma criança de cinco anos com a que tenho com uma de dezesseis anos, não é verdade? Deus tem muita coisa a falar, a revelar, mas muitas vezes não temos maturidade para entender e escutar algumas coisas. Maturidade em Deus só acontece através de relacionamento com Ele, de tempo investido na presença Dele. A vida eterna é conhecer a Deus. João 17:3 – “E a vida eterna é esta: que conheçam a ti só por único Deus verdadeiro e a Jesus Cristo, a quem enviaste”. (A eternidade é parte da imagem de Deus em nós). Nós conhecemos a Deus através de revelação. Lucas 10:21-22 – “Naquela mesma hora, se alegrou Jesus no Espírito Santo e disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste essas coisas aos sábios e inteligentes e as revelaste às criancinhas; assim é, ó Pai, porque assim te aprouve. Tudo por meu Pai me foi entregue; e ninguém conhece quem é o Filho, senão o Pai, nem quem é o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar”. A única maneira de conhecermos a Deus é através de Jesus. Jesus é o único caminho até o Pai. Não existe outra maneira de chegarmos perto de Deus. Jesus revela o Pai a nós. Não posso conhecer a Deus por métodos humanos. O Deus invisível se tornou visível ao homem através de Jesus. Jesus veio a terra para: fazer o Pai conhecido entre os homens; mostrar como o homem deveria viver perante Deus; destruir as obras do diabo; morrer na cruz para a remissão de nossos pecados. Deus é um Deus de relacionamento! Tire tempo em conhecê-Lo! Você vai descobrir como Ele é real e o quanto Ele quer se revelar para você. Ele está vivo e vive em você. Aleluia!
  21. 21. 23 11. A IGREJA “Hoje em dia, muitas pessoas entendem a igreja como um prédio. Esta não é a compreensão bíblica da igreja. A palavra igreja vem da palavra grega “Ecclesia”, que é definida como “uma assembléia”, ou “os que foram chamados”. O significado primário de “igreja” não é de um prédio, mas de pessoas. É irônico que quando você pergunta às pessoas que igreja frequentam, geralmente dizem Batista, Metodista, ou outra denominação. Muitas vezes eles se referem à denominação ou ao prédio. Leia Romanos 16:5: “...Saudai também a igreja que está em sua casa.” Paulo se refere à igreja em sua casa, não à igreja prédio, mas um corpo de crentes. A existência da Igreja , poder, propósito e objetivo são baseados em quem Jesus é o que Ele tem feito. A igreja é o Corpo de Cristo. Efésios 1:22-23 diz: “E sujeitou todas as coisas a seus pés, e sobre todas as coisas o constituiu como cabeça da igreja, que é o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos.” O Corpo de Cristo é feito de todos os crentes desde o tempo de Pentecoste até ao Arrebatamento. O Corpo de Cristo consiste em dois aspectos: (1) A igreja universal é a igreja que consiste de todos aqueles que têm um relacionamento pessoal com Jesus Cristo. I Coríntios 12:13-14 diz: “Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito. Porque também o corpo não é um só membro, mas muitos.” Vemos que qualquer pessoa que crer é parte do corpo de Cristo. A verdadeira igreja de Deus não é nenhum prédio de igreja em particular ou denominação. A igreja universal de Deus é composta por todos os que já receberam a salvação através da fé em Cristo Jesus. (2) A igreja local é descrita em Gálatas 1:1-2: “PAULO, apóstolo ... E todos os irmãos que estão comigo, às igrejas da Galácia.” Aqui vemos que na província de Galácia havia muitas igrejas: o que chamamos de igreja local. Uma igreja Batista, igreja Luterana, igreja Católica, etc, não é A igreja, como a igreja universal, mas ao invés disso, uma igreja local. A igreja universal é composta por aqueles que já confiaram em Cristo para salvação. Estes membros da igreja universal deveriam buscar comunhão e edificação em uma igreja local. Resumindo, a igreja não é um prédio, ou uma denominação. De acordo com a Bíblia, a igreja é o Corpo de Cristo: todos aqueles que já colocaram sua fé em Jesus Cristo para salvação (I Coríntios 12:13)”. O papel da Igreja: -ser sal e luz do mundo (Mateus 5:13-14); -pregar e proclamar o Evangelho (Mateus 28:18-20; Marcos 16:15-18); -pregar a Palavra (2 Timóteo 4:1-3); -propagar a glória de Deus (2 Coríntios 4:6-7); -ser como Jesus no mundo (1 João 2:6); -fazer as obras de Jesus (João 14:12); -ganhar o perdido (Lucas 19:10); -ser um testemunho da verdade (1 Timóteo 3:15); -edificar os santos (Efésios 4:12); -ligar e desligar com as chaves do reino dos céus (Mateus 16:19); -adorar, louvar e honrar a Deus (Colossenses 3:16); -ser um intercessor diante de Deus (Efésios 6:18-20); -vencer o mal com o bem (Romanos 12:21); -transmitir a graça de Deus (Romanos 1:11); -fazer discípulos (Mateus 28:18-20); -propagar o reino de Deus (Mateus 6:10); -resistir a Satanás (1 Pedro 5:8-9; Tiago 4:7).
  22. 22. 24 12. O BATISMO NAS ÁGUAS No batismo nas águas eu confirmo minha fé. O batismo nas águas, como Jesus fez, é uma confissão pública. Jesus confessou quem Ele era no batismo. Nós confessamos quem Jesus é diante de todos. (Colossenses 2:11-12 - Nele, também fostes circuncidados, não por intermédio de mãos, mas no despojamento do corpo da carne, que é a circuncisão de Cristo, tendo sido sepultados, juntamente com ele, no batismo, no qual igualmente fostes ressuscitados mediante a fé no poder de Deus que o ressuscitou dentre os mortos). No batismo meu coração é circuncidado e digo não ao pecado e a carne. O batismo é a marca da aliança que temos com Deus. O batismo é um selo na Nova Aliança. Foi instituído por Jesus e: "É para os crentes. (Atos 2:38-41; 8:35-39; 18:8; Colossenses 2:12; 1 Pedro 3:21). É válido apenas uma vez. (Atos 2:38; Romanos 6:3-4). Significa a purificação dos pecados e o sepultamento do velho homem.(Romanos 6:4,6) Significa que eu agora tenho uma boa consciência para com Deus. (1 Pedro 3:21). Significa que eu me identifico com a morte e ressurreição de Jesus.(Romanos 6:3-9; Colossenses 2:12) É uma proclamação para: -Deus Pai que eu sou agora seu filho pela fé em Cristo. -Para o reino espiritual que nem o diabo, o mundo nem o pecado é o senhor da minha vida nunca mais. Jesus é o Senhor. -Para o mundo que eu estou morto para suas concupiscências, paixões e costumes. -Para a igreja que agora tenho uma nova vida em Jesus, estou ressuscitado com Ele e O sigo obedientemente. Embora o batismo seja uma prática externa que faz uso de água e é baseado no comando de Jesus para batizar, é mais do que um símbolo externo. A presença de Deus, através de Seu Filho e do Espírito Santo é manifesta para todos. O batismo é um ato de fé. Ele ou ela podem, então, sair da água para uma nova vida (Romanos 6:4). Em outras palavras, o batismo é uma confissão pública que ele (ou ela) pertence a Cristo e onde Deus, pelo Seu Espírito, está pessoalmente presente com a Sua bênção. A pessoa ao ser batizada crê em Jesus Cristo. Ela deixa o mundo, morre para o pecado e nasce de novo. O batismo, então, é a expressão visível de que Deus tem circuncidado o coração da pessoa que foi batizada. Batismo também mostra a nossa participação na morte e ressurreição de Jesus. Este é o melhor expresso por submersão em água, onde todo o corpo está "enterrado" e "ressuscita" novamente. A idade é irrelevante. O que importa é que o candidato para o batismo, pessoalmente, acredite em Jesus, saiba que ele (o candidato) realmente nasceu de novo e quer segui-Lo (a Jesus) como Seu discípulo.
  23. 23. 25 13. A SANTA CEIA Embora o batismo seja um ato realizado uma vez só, a comunhão é realizada regularmente. A igreja primitiva frequentemente comemorava o "partir do pão", ou a Santa Ceia. Eles celebravam-na semanalmente, possivelmente diariamente (Atos 2:46), pelo menos no primeiro dia de cada semana, que é o nosso domingo (Atos 20:7,11), e mesmo em outras ocasiões (Atos 27:35). Em Mateus 26:26-28, Jesus diz muito claramente que o partir do pão é uma refeição de aliança. O pão representa o seu corpo, moído na cruz, e o vinho representa o sangue sacrificial derramado no Calvário. Isto implica que quem participa de sua morte sacrificial pela fé também participa da bênção da aliança com ele. Comer o pão e beber do vinho é, de acordo com Paulo em I Coríntios 11:23-30: -uma lembrança constante do que Jesus fez na cruz (v. 24-25). -a proclamação da Sua morte e segunda vinda (v. 26). -a participação espiritual no Seu ato no Calvário (v.28). -comunhão com Deus, fazendo uma diferença entre a mesa do Senhor e outras refeições (v. 29). -bênção em todos os setores da vida através da nova aliança, de que a cura é um (v. 30).
  24. 24. 26 14. A PALAVRA DE DEUS O propósito da Palavra de Deus é nos levar à salvação. As Escrituras são inspiradas por Deus (2 Timóteo 3:16-17). O objetivo desta inspiração é revelar o pecado, produzir arrependimento e fé e ajudar as pessoas a viverem a vida que Deus lhes destinou. Hebreus 4:12 - Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração. A Palavra de Deus: É comida (se não "comemos" da Palavra ficaremos fracos) (Mateus 4:4). É uma semente (que deve ser lançada no solo dos nossos corações e crescer). Em que áreas não há uma colheita em minha vida? Onde a semente não está crescendo? Será que estou cuidando da semente? É vida (Provérbios 4:20-23). Tem poder para mudar coisas, até você! O início das mudanças na minha vida é quando a semente da Palavra cresce em minha vida. Se em alguma parte de minha vida está morrendo preciso semear e colher da semente da Palavra. Trás a presença de Deus (João 14:21-23). Não tem como conhecer a Deus sem conhecer as escrituras, pois Deus se revela através da Palavra. Não posso dizer que conheço Jesus sem conhecer as escrituras, pois Jesus é a Palavra (João 1:1-3,14)! Regenera (1 Pedro 1:23). Ilumina (Salmos 119:105). Dá sabedoria (Salmos 119:98). Vivifica (Salmos 119:50). Limpa e purifica (João 15:3; Efésios 5:26). Cria (Hebreus 11:3; Romanos 4:17). É saúde (Salmos 107:20). É gozo e alegria (Jeremias 15:16). Nos faz prosperar (Josué 1:8). Deve ser examinada (João 5:39). Deve ser bem conhecida (Mateus 22:29). Deve ser bem manejada (2 Timóteo 2:15). Faz parte da armadura do crente (Efésios 6:17).
  25. 25. 27 15. ORAÇÃO Apocalipse 5:8 – “E, havendo tomado o livro, os quatro animais e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo todos eles harpas e salvas de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos”. Oração é comunhão com Deus, amizade, relacionamento. Podemos compartilhar tudo com o Senhor. Cada dia a mais de relacionamento com Deus seremos mais e mais capazes de nos entregarmos a Ele e também O conheceremos mais. Jesus é o grande exemplo de vida de oração com o Pai para nós. Jesus passava horas e horas conversando com o Pai. Ele sabia como orar. Ele tinha intimidade. Sua vida de oração era atrativa aos discípulos. As orações de Jesus foram o segredo para o Seu sucesso. Muitas vezes nos perguntamos: “o que irei dizer a Deus durante 3 horas ou mais de conversa? É muito tempo!” Mas imagine o seguinte: você conhece alguém e vocês se tornam muito amigos. Todos os dias vocês passam a tirar tempo e mais tempo de conversa e as horas passam sem nem você perceber! Amizade é construída com o passar dos dias e cada dia mais terei prazer de passar horas conversando com a outra pessoa. É necessário investir tempo com a outra pessoa para que o relacionamento se desenvolva. Quando nos colocamos a gastar tempo em oração diante do Senhor é como subir uma montanha (é preciso um esforço da carne). Na montanha consigo ver as coisas ao meu redor com uma outra perspectiva. Ore a vontade de Deus. (1 João 5:13-15; 1 João3:21-23; João 15:7). Precisamos orar de acordo com a vontade de Deus. A Palavra de Deus é onde baseio a minha fé. Quando conhecemos as promessas de Deus nós podemos orar por elas na expectativa de que Deus irá responder. 2 Coríntios 1:20 - Porque quantas são as promessas de Deus, tantas têm nele o sim; porquanto também por ele é o amém para glória de Deus, por nosso intermédio. Por que devemos devo orar? Deus é o nosso Pai. Deus se agrada nas nossas orações. Ele se alegra com elas. Lucas 11:2-4 – “Pai nosso”... (Identidade de filhos). João 17:3 – (oração de Jesus por si mesmo). “E a vida eterna é esta: que conheçam a ti só por único Deus verdadeiro e a Jesus Cristo, a quem enviaste”. É vontade de Deus responder as nossas orações!!! Mateus 7:7-11 - Muitas vezes é necessário pedir, buscar, bater. Imagine: você está com sede e pede um copo com água a alguém, ok? 1) Você está com sede. 2) Você pede água. 3)Você fica na expectativa de receber. 4) Você recebe. Quando oramos precisamos ficar na expectativa de que algo vai acontecer, de que Deus irá nos responder. (Mas claro que precisamos orar segundo a vontade Dele). Salmos 65:2,5 – “Ó tu que ouve as orações! A ti virá toda a carne”. “Com coisas tremendas de justiça nos responderás”, Deus nos responde com COISAS TREMENDAS! Deus é glorificado quando nossas orações são respondidas. II Coríntios 6:2-3 – “Ouvi-te em tempo aceitável”... Quantas vezes queremos as coisas em nosso tempo, mas em tudo existe um tempo aceitável. Devemos perguntar: “Deus qual é o teu tempo aceitável para isso ou aquilo?” I Pedro 3:12 – “Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos, e os seus ouvidos, atentos às suas orações; mas o rosto do Senhor é contra os que fazem males”. Isaías 59:1-2 – “Eis que a mão do Senhor não está encolhida, para que não possa salvar; nem o seu ouvido, agravado, para não poder ouvir. Mas as nossas iniquidades fazem divisão entre vós e o vosso Deus, e os vossos pecados encobrem o seu rosto de nós, para que vos não ouça”. Que diz o salmista sobre as ocasiões quando o Senhor não ouve uma oração? A Bíblia diz em Salmos 66:18-19 “Se eu tivesse guardado iniquidade no meu coração, o Senhor não me
  26. 26. 28 teria ouvido; mas, na verdade, Deus me ouviu; tem atendido à voz da minha oração.” Alguma vez Deus recusa-se a responder uma oração? A Bíblia diz em Provérbios 28:9 “O que desvia os seus ouvidos de ouvir a lei, até a sua oração é abominável.” É pesado viver em pecado, precisamos orar por perdão e viver diariamente em arrependimento. Confesse! Viva na justiça de Deus. Somos livres para viver longe do pecado! Se arrependa agora dos teus pecados e viva perto do Senhor. Mateus 6:7-8 - Não somos ouvidos por falarmos mais ou menos. Deus olha o nosso coração. Deus já sabe o que iremos pedir, Ele sabe do que precisamos. Por que devemos mesmo assim contar tudo para Ele? PORQUE ELE QUER SE RELACIONAR CONSOCO. Ele gosta de nos escutar e gosta de falar. Ele é puro relacionamento. A condição de Deus nos ouvir é posição do nosso coração (Mateus 5:8). Salmos 34:17-19 – “Os justos clamam, e o Senhor os ouve e os livra de todas as suas angústias. Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado e salva os contritos de espírito”. Quando oramos nós precisamos: .Fé (convicção no coração sobre o que você irá pedir). Fé é saber quem Deus é e que Ele irá cumprir o que prometeu. Não se pode pedir duvidando. A melhor forma de se orar é orar a Palavra, pois Deus vela em cumprir a Sua Palavra. É muito importante procurar versículos em que possamos basear as nossas orações. .Conhecimento da aliança (através do sangue de Jesus estamos em aliança com Deus). .Conhecer nossa posição em Cristo (ver a postagem “Vida em Cristo”). .Fique firme. (João 15:7; Jó 42:2; Romanos 4:20-21; Números 23:19 2 Coríntios 1:18-20). .Determine seu destino. João 15:7 - Se vocês permanecerem em mim, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem, e lhes será concedido. Precisamos saber o que queremos. Preciso saber o que estou procurando. Deus quer saber o que eu quero. Decida o que você quer. Salmos 37:4 – “Agrada-te do SENHOR, e ele satisfará os desejos do teu coração”. (não os desejos da carne). .Ore. (Filipenses 4:6-7; Mateus 7:7-11; 1 Pedro 5:6-7; Mateus 16:19; Mateus 18:18; Tiago 5:16- 18). Deus sabe o que eu quero. E por que dizer para ele os meus desejos? Porque Ele quer se relacionar conosco. Ele quer ouvir de nós. Orar é admitir minha dependência do Senhor. .Receba o que você orou. Marcos 11:24 - Por isso, vos digo que tudo quanto em oração pedirdes, crede que recebestes, e será assim convosco. 1 João 5:14-15 - Esta é a confiança que temos ao nos aproximarmos de Deus: se pedirmos alguma coisa de acordo com a vontade de Deus, ele nos ouvirá. E se sabemos que ele nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que temos o que dele pedimos. É como se eu comprasse uma passagem para João Pessoa. Eu tenho a promessa de que irei para lá. Eu creio que vou para João Pessoa e vou receber a promessa. Eu não duvido da passagem (promessa). Vai durar um tempo para a promessa chegar, mas eu sei que vai, pois eu tenho a passagem comigo. Nós recebemos de Deus quando oramos, pois ele cumpre suas promessas. Quando eu oro já é meu. É como um bebê em gestação. Ele já está lá, mas ainda não o vejo. Quando oramos é a mesma coisa. Cremos que já recebemos, mesmo que não vejamos a resposta ainda com nossos olhos. Andamos por fé e não por vista. A oração é o estabelecimento do diálogo do homem com Deus. E nós precisamos conhecer a voz de Deus para ouvirmos Dele. Conhecer a voz do Senhor em meio a tantas outras vozes não é fácil e isso só vem através de tempo de relacionamento e busca. Deus fala conosco! Ele pode falar em nosso espírito, Ele pode usar Sua Palavra, visões, sonhos, circunstâncias, profetas, pensamentos.
  27. 27. 29 Deus escolheu usar as nossas orações para que a Sua vontade seja estabelecida aqui na terra. A oração prepara o caminho para que Deus realize os Seus propósitos aqui. "Da mesma forma como um trem precisa de trilho se mover, Deus escolheu precisar das nossas orações para levar a diante Sua vontade, sendo assim o homem deve buscar conhecer o que a vontade de Deus para que a sua vontade esteja unida com a Dele".
  28. 28. 30 16. JEJUM Jejum nos ajuda a nos aquietar e entender o que Deus está falando. Você coloca foco naquilo que vem de Deus. Desligamo-nos de prazeres da carne e nos focamos na busca pelo Senhor. Enfraquecemos a nossa carne e fortalecemos o nosso espírito, homem interior. Oração e jejum estão conectados, fazem parte da vida do crente. Oração e jejum nos trazem para mais perto de Deus e nos deixam focado em Cristo. A nossa fé se fortalece no Senhor. Devemos orar e jejuar para tomarmos grandes decisões. É importante tirarmos tempo a sós com Deus em jejum e oração. “Qual o próximo passo de minha vida?” Se retire e fique com o Senhor. Oração e jejum não mudam Deus, mas mudam a nós. Jejum não é mágica, mas te ajuda a estar no foco. Na prática do jejum é indispensável à leitura a Palavra e a oração. Oração, jejum e a leitura da palavra fazem parte do estilo de vida de um cristão, são indispensáveis. Precisamos de disciplina. Alguns exemplos: 2 Crônicas 20:3; Esdras 8:21; Neemias 9:1; Isaías 58:5-6; Daniel 9:3; Mateus 15:32; Lucas 2:37.
  29. 29. 31 17. O SANGUE DE JESUS O que é Aliança de Sangue? É um acordo entre duas ou mais pessoas que fazem um compromisso de operar de acordo com regras específicas e definidas, com ou sem documentos legais. Alianças de sangue são alianças santas, as mais comprometedoras (vinculativas) conhecidas pelo homem. Uma aliança de sangue feita por tribos na África, por exemplo, não são quebradas sem que haja terríveis consequências que afetem as gerações seguintes. Existe um grande significado entre pessoas que se tornam parceiras de uma aliança de sangue. Elas se tornam, de certa forma, uma só. As pessoas que entram em uma aliança devem prometer dar suas vidas, sua lealdade e proteção ao outro, até a morte separar eles. As razões para uma aliança de sangue são: A principal é de proteção (um parceiro protege o outro). Outra razão é a segurança nos negócios um com o outro. E uma última é um relacionamento profundo. Um grande exemplo de aliança de sangue é o casamento. (Malaquias 2:14-16 e Provérbios 2:17). Quando me caso me torno uma só carne com minha esposa, nós nos tornamos UM diante de Deus. Deus encontra Abraão. Imediatamente após a queda, Deus prometeu (por Sua escolha) enviar um novo Adão para reestabelecer a justiça. Para que isso acontecesse, Deus precisava estabelecer um contato legal com a terra. Ele precisava encontrar um homem com que pudesse estabelecer uma aliança. (Lembre que o homem, por causa do pecado, entregou o domínio deste mundo a Satanás). O homem tinha o direito de estar na terra. Então, Deus buscou entre os homens alguém que Ele pudesse estabelecer um pacto (o que significa que tudo o que pertencia ao homem também pertenceria a Deus e vice-versa). Se Deus adquirisse (pela aliança) esses direitos Ele poderia operar legalmente na terra. Como parceiro de aliança, Ele seria obrigado a ser o Deus pessoal daquele homem. Ele seria capaz de dizer: “Eu serei o vosso Deus e vós sereis o meu povo”. Através desta relação “jurídica” Deus ganharia o mesmo tipo de autoridade que o parceiro exercia como cidadão legal da terra. (Através dessa legalidade e do pacto, Deus pôde, um dia, se fazer homem e como homem trazer a Sua Justiça sobre a humanidade). Ler Gênesis 17:1-9. Deus precisava firmar uma aliança com o homem para poder estabelecer a Sua vontade na terra. Deus chama Abraão e Abraão POR FÉ obedece a Deus. Deus chamou Abraão para ser Seu parceiro e fez promessas a Abraão. Abraão não recebeu nada concreto no momento, até fazer uma aliança com Deus. Assim, Deus começou a estabelecer Sua vontade através do pacto com Abraão. Gênesis 15 – mostra como Deus fez a aliança com Abraão. Deus começou a falar algo que Abraão entendia. Uma linguagem de Aliança. Naquele momento Abraão passou a entender que Deus estava falando algo verdadeiro e sério, pois a promessa foi selada com sangue. Deus estava dizendo neste capítulo assim: “Abrão, eu estou aqui. Eu me ofereço. O que eu sou e o que eu tenho, eu dou para você. Eu sou o teu escudo e recompensa. Eu te dou a minha santidade, minha justiça. Eu te dou a minha vida, Abrão, e, eu prometo a você tudo o que exige um pacto de sangue se você aceitar esta aliança. Eu sou o teu escudo e eu vou te proteger e lutar por você. Se alguém te ataca, será o mesmo que está atacando a mim. Seus confrontos também são meus. Deixe-me fazer esta aliança agora, e saiba disso, Abrão, que a sua semente (singular – Jesus) deve ser bênção para todo o mundo. Vou te abençoar e fazer de ti uma grande nação”. Começamos a ver que neste momento começa a história da semente (Jesus). Deus começa a preparar o resgate da humanidade. Deus adquire legalidade na terra e começa a preparar as pessoas para receberem a Jesus como Salvador. Todos nós precisamos fazer uma
  30. 30. 32 aliança com Deus como Abraão fez: através da fé (em Jesus). Deus terá tudo de nós e nós teremos tudo o que Ele tem. Deus fez uma Aliança com Abraão. Deus formou um povo. Através desse povo Deus levantaria uma semente (Jesus) que faria uma Aliança de sangue (um sacrifício eterno e único) por TODA a humanidade. Se você como cristão entende o significado de uma aliança de sangue, então você também deve saber que tudo o que pertence a Deus pertence a você (e vice-versa). Você irá entender que você não vive mais para você mesmo, mas que tudo o que você tem está à disposição de Deus. A aliança foi renovada no Egito. Como sabemos, a descendência de Abraão foi levada ao Egito, aonde se multiplicou e acabou sendo escravizada. O bem-estar das pessoas durante o tempo na terra de Gósen tinha tornando-as inconsciente de sua posição como povo peculiar de Deus. Portanto, eles ficaram perplexos quando aflição e perseguição vieram contra eles. Eles haviam se tornado tão enraizados neste país estrangeiro que não tinham qualquer desejo de voltar para o país que Deus havia planejado para eles. Assim, Satanás os atingiu e trouxe aflição sobre o povo de Deus. O povo se sentiu completamente impotente, apesar de estar em aliança com o Deus Todo Poderoso. A única coisa que podiam fazer era clamar a Deus. Quando o povo de Deus perdeu o respeito pela a aliança, não foi difícil para o diabo conseguir colocar todos os tipos de pragas sobre os filhos de Deus e tirar deles as crianças, casas, bem estar e saúde. O Senhor diz, em Sua Palavra, que Seu povo está sendo destruído por falta de conhecimento (Oséias 4:6), (o conhecimento sobre a aliança de sangue). A renovação do entendimento da aliança era absolutamente necessária. Portanto Deus instruiu Moisés sobre o ato decisivo de preparar as pessoas para a partida. O Senhor disse: “Falai a toda a congregação de Israel, dizendo: Aos dez deste mês, cada um tomará para si um cordeiro, segundo a casa dos pais, um cordeiro para cada família. O sangue vos será por sinal nas casas em que estiverdes; quando eu vir o sangue, passarei por vós, e não haverá entre vós praga destruidora, quando eu ferir a terra do Egito” (Êxodo 12:3,13) O cordeiro morto apontava para a morte de Jesus na cruz e o sangue nas casas apontava para o sangue de Jesus sobre o crente (Reflita sobre a Santa Ceia). Quando as pessoas comeram o pão e colocaram o sangue em suas casas o anjo da morte não as tocou. Quando as pessoas comeram a carne do cordeiro (falando de Jesus), elas foram curados, todos! Aquele alimento os fortaleceu para a jornada. Cura e provisão são consequências da aliança. Salmos 105:37 - Então, fez sair o seu povo, com prata e ouro, e entre as suas tribos não havia um só inválido. Quando o povo chegou ao Egito (Jacó e os seus) chegaram com riquezas. Vieram conscientes da aliança. Mas com o tempo foram perdendo o conhecimento sobre isso e passaram a serem roubados pelo inimigo até serem escravizados. Quando a aliança foi renovada Deus pôde restaurar tudo ao seu povo: riquezas, saúde e proteção. Tudo por cauda do conhecimento da aliança de sangue. Tudo por causa do sangue. Se o sangue de animais fez tudo isso acontecer, imagine o que não representa o sangue de Jesus sobre nós! O Sangue de Jesus. Estamos protegidos pelo sangue de Jesus. Quando os demônios olham para nós e vêem que estamos em acordo com Jesus, através do pacto de sangue, eles não podem nos tocar. Nós precisamos crer na aliança. Precisamos crer no testamento. Nossa parte no acordo é crer. E assim Deus vai cumprir a parte Dele. Precisamos crer naquilo que Ele prometeu. O véu é a grande diferença entre o Antigo e a Nova Aliança. "Uma das mais importantes aspersões de sangue era feita pelo sumo sacerdote, no Antigo Testamento. Uma vez por ano ele entrava no Santo dos Santos para fazer expiação, que significa "reconciliação." Este procedimento pretendia limpar os pecados do povo, e assim eles
  31. 31. 33 podiam ser reconciliados e ter comunhão outra vez com o Pai celestial. O sacerdote carregava para dentro do Santo dos Santos um punhado de incenso, um incensário com carvão fumegante do fogo do altar, e um recipiente com o sangue de um novilho imolado. Dentro do Santo dos Santos havia uma arca, em cima da qual repousava uma tampa de ouro puro com uma aba ao redor dela. Este era o propiciatório onde Deus "se assentava"; era a Sua verdadeira presença. O propiciatório tinha dois querubins de ouro, um de cada lado, cujas asas cobriam-no. Depois de se purificar em uma elaborada cerimônia, o sacerdote entrava no Santo dos Santos com grande respeito e temor. Ele colocava o incenso no fogo, ascendendo uma fumaça aromática. Depois o sacerdote molhava o seu dedo no sangue e aspergia-o sete vezes sobre o propiciatório: "Tomará o sangue do novilho e, com o dedo, o aspergirá sobre a frente do propiciatório; e diante do propiciatório, aspergirá sete vezes do sangue, com o dedo." (Levítico 16:14) Quando o sangue era aspergido no assento de Deus, se consumava a remissão de todos os pecados, e eram cobertos todos os pecados do passado. Quando o sumo sacerdote saía, o povo sabia que Deus havia aceito o sacrifício, e que seus pecados haviam sido perdoados. Israel nunca duvidou disto!" Hebreus 9:22 - Com efeito, quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e, sem derramamento de sangue, não há remissão. Jesus, como nosso Sumo Sacerdote, morreu pelos nossos pecados uma vez por todas. E assim, abriu um novo e vivo caminho para a presença de Deus. O véu (separação) foi rasgado. Hebreus 10:19-23 - Tendo, pois, irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus, pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou pelo véu, isto é, pela sua carne, e tendo grande sacerdote sobre a casa de Deus, aproximemo-nos, com sincero coração, em plena certeza de fé, tendo o coração purificado de má consciência e lavado o corpo com água pura. Guardemos firme a confissão da esperança, sem vacilar, pois quem fez a promessa é fiel. A Nova Aliança Ler Hebreus 9:11-18. Ler Mateus 26:26-28. O sangue de Jesus sobre nós é uma marca, um sinal, uma prova, uma evidência de que pertencemos a Deus e existe um profundo relacionamento entre nós e Deus. Uma Aliança perpétua. Somos participantes da Aliança com Deus. Ler Romanos 3:25. É tempo para uma aliança superior! Ler Hebreus 8:6. Ler Hebreus 10:14-18. O Sangue de Jesus e o Crente. Temos liberdade diante de Deus. Não somos mais culpados. O poder da morte e do pecado foi quebrado. Fomos redimidos pelo Sangue de Jesus. O sangue de Jesus testemunha quem somos no mundo espiritual. O sangue de Jesus nos redime do pecado e do poder das trevas. (Efésios 1:7) O sangue de Jesus comprou toda a igreja de Deus. (Atos 20:28) O sangue de Jesus nos santifica. (1 João 1:7) O sangue de Jesus derrubou todas as paredes. (Efésios 2:13-14) O sangue de Cristo venceu Satanás e o afugentou. (Apocalipse 12:11) O sangue nos dá acesso ao Santo dos Santos. (Hebreus 10:19)
  32. 32. 34 18. O PROPÓSITO DA LEI (Primeiro é importante entender que: o povo de Israel foi escolhido por Deus para revelar a santidade e a salvação de Deus ao mundo). As pessoas não entendiam o quão pecador elas eram e o quão Santo Deus é. O povo precisava entender o quão longe de Deus estava e assim Deus escreve os Mandamentos no monte Sinai. Através dos Mandamentos Deus revelou ao povo o Seu caráter e quem realmente Ele é. Os Mandamentos refletiam a essência de Deus. Através deles o povo passaria a estar “familiarizado” com a santidade de Deus e com o seu próprio pecado. Até aquele ponto as pessoas não tinham compreendido o quão sério era estar longe de Deus e chegarem tão perto Dele. Por isso, Deus entrega os Dez Mandamentos a Moisés (Êxodo 20). Como ter comunhão com Deus sendo o homem tão pecador e Deus tão Santo? É simplesmente impossível. E isto foi exatamente o que o povo precisava enxergar. Era impossível pecadores guardarem os santos mandamentos de Deus pelas suas próprias habilidades. É claro que Deus sabia que o homem não ia conseguir cumprir os mandamentos. Ele conhecia a natureza pecaminosa do homem. A finalidade dos mandamentos era, mais do que tudo, que eles poderiam ser o espelho através do qual as pessoas poderiam ver claramente como eram pecadoras e indignas da graça de Deus. E podiam, também, perceber como Santo e Justo era o Deus com o qual estavam em aliança. As pessoas precisavam entender o significado da graça, permitindo que se tornassem o povo de Deus. A Lei foi dada para mostrar que o homem precisava da ajuda do Criador dos céus e da terra. Para mostrar que precisamos Dele, que Sua graça nos ajuda a fazer as coisas que Ele quer que façamos. A Lei revela as pessoas a sua condição pecaminosa e MOSTRA A NECESSIDADE DE UM SALVADOR, UM INTERVENTOR. O homem não é pecador porque peca, mas ele peca porque é pecador. Assim, pecar é a sua natureza. A Lei foi dada para mostrar o quanto desqualificada a humanidade estava para ter um relacionamento com Deus, quão corrupta ela estava nela mesma. Gálatas 3:19-24 - "Qual, pois, a razão de ser da lei? Foi adicionada por causa das transgressões, até que viesse o descendente a quem se fez a promessa, e foi promulgada por meio de anjos, pela mão de um mediador. Ora, o mediador não é de um, mas Deus é um. É, porventura, a lei contrária às promessas de Deus? De modo nenhum! Porque, se fosse promulgada uma lei que pudesse dar vida, a justiça, na verdade, seria procedente de lei. Mas a Escritura encerrou tudo sob o pecado, para que, mediante a fé em Jesus Cristo, fosse a promessa concedida aos que crêem. Mas, antes que viesse a fé, estávamos sob a tutela da lei e nela encerrados, para essa fé que, de futuro, haveria de revelar-se. De maneira que a lei nos serviu de aio para nos conduzir a Cristo, a fim de que fôssemos justificados por fé". A Lei estava preparando o povo para receber a Jesus. A viver pela fé. Mostrava que não podíamos resolver nosso problema, mas o Messias resolveria e podíamos crer, confiar Nele. A Lei foi o primeiro passo para nossa libertação, para a nossa salvação. Estávamos mortos em nossos pecados. Jesus veio para um mundo perdido, sem esperanças. A Lei me mostrou a causa da morte. Mostrou o quão culpado eu era e mostrava que eu precisava de ajuda. A Lei foi algo NECESSÁRIO a ser ADICIONADO por causa das transgressões. Esse era e é o grande problema do mundo: Pecado. Romanos 3:19-20 – Ora, sabemos que tudo o que a lei diz, aos que vivem na lei o diz para que se cale toda boca, e todo o mundo seja culpável perante Deus, visto que ninguém será justificado diante dele por obras da lei, em razão de que pela lei vem o pleno conhecimento do pecado. Gálatas 3:24 - De maneira que a lei nos serviu de aio para nos conduzir a Cristo, a fim de que fôssemos justificados por fé. A Lei falava de Jesus. A Lei apontava para Jesus. Jesus abriu um novo caminho: da morte para a vida. Primeiro Deus nos mostrou o quão impossível era passar o véu e depois Ele mesmo o tirou através de Jesus. EM CRISTO O VÉU FOI RASGADO EM DOIS E O CAMINHO DE
  33. 33. 35 VOLTA PARA DEUS ABERTO PELA PRIMEIRA VEZ DESDE O PECADO DE ADÃO. JESUS QUEBROU O PODER DA MORTE E ABRIU UM CAMINHO PARA NÓS ATÉ A PRESENCA DO PAI. E agora? O povo de Israel passou a ver o quão pecador era. Como poderia viver o homem debaixo de tanta condenação? Não dava para se viver de baixo de tanto jugo. As pessoas careciam de perdão. Assim, Deus cria as leis de sacrifícios de animais. Animais passaram a ser sacrificados para simbolizar o sacrifício pelos pecados. Quando o animal estava prestes a ser sacrificado, Arão colocava sua mão sobre a cabeça do animal e os pecados do povo eram transferidos para o animal (Levítico 16:21-22). O propósito do sacrifício de animais era apontar para Jesus. Aqueles sacrifícios eram realizados POR FÉ. O povo começou a entender ali que a única forma de se remir pecados era através do derramamento de sangue, de um sacrifício. Os sacrifícios de animais no Antigo Testamento “cobriam” a nudez espiritual do pecador e, através do sangue, perdão era colocado “na conta”. (Adão e Eva foram cobertos por peles de animais). No Novo Testamento o Sangue de Jesus APAGOU todos os pecados. O Sangue de Jesus APAGOU os pecados de antes, de hoje e do futuro. Jesus morreu e verteu o Seu sangue pelo pecado de TODA a humanidade. E a única forma de adquirirmos o perdão dos nossos pecados e nossa salvação é confessando a Jesus como nosso único e suficiente salvador. Hoje: Quando aceitamos a Jesus a lei é escrita em meu coração. O Espírito Santo não é contra a lei. Ele te faz viver a lei, os preceitos de Deus. Você não vive mais debaixo da Lei, mas a Lei é seu estilo de vida. O Espírito Santo está nos ensinando a viver a vida de Deus.
  34. 34. 36 19. O ESPÍRITO SANTO “Podemos saber que o Espírito Santo é uma Pessoa porque Ele possui uma mente, emoções e vontade. O Espírito Santo pensa e sabe (I Coríntios 2:10). O Espírito Santo pode se entristecer (Efésios 4:30). O Espírito intercede por nós (Romanos 8:26-27). O Espírito Santo toma decisões de acordo com Sua vontade (I Coríntios 12:7-11). O Espírito Santo é Deus, a terceira “Pessoa” da Trindade. Como Deus, o Espírito Santo pode verdadeiramente agir como o Confortador e Consolador que Jesus prometeu que ele seria (João 14:16,26; 15:26)”. O Espírito Santo no Antigo Testamento: Papel ativo na criação. Estava preparando tudo para que a palavra criadora de Deus desse forma ao mundo. Gêneses 1:2 -Foi Ele quem deu o fôlego de vida ao homem. Jó 33:4 -Ajudava os salmistas de Israel a compor os seus cânticos ao Senhor. -Inspirava os profetas no Antigo Testamento a profetizarem as palavras de Deus. -Fortalecia os líderes. No Antigo Testamento o Espírito Santo não habitava nos indivíduos. Ele vinha sobre alguns poucos indivíduos para capacita-los para a realização de um trabalho específico a Deus (ex: reis, profetas e sacerdotes). Jesus e o Espírito Santo: -O nascimento de Jesus. Lucas 1:31-35 -O batismo nas águas. Mateus 3:16-17 -A tentação de Jesus no deserto. Mateus 4:1 -Ressurreição de Jesus dos mortos. Romanos 8:11 -Jesus promete enviar o Consolador. João 14:16-17 -Jesus promete dar o Espírito Santo aqueles a quem O pedirem. Lucas 11:13 -Jesus envia o Espírito Santo no Dia de Pentecostes. Atos 2:1-4 A obra do Espírito Santo: -Testificar sobre Jesus. João 15:26 -Convencer o mundo do pecado, da justiça e do juízo. João 16:8 -Nos guiar em toda verdade e nos anunciar o que há de vir. João 16:13 -Vivificar os nossos corpos mortais. Romanos 8:11 -Ajudar em nossas fraquezas. Interceder por nós com gemidos inexprimíveis. Romanos 8:26 -Revelas as coisas que Deus preparou para aqueles que O amam. 1 Coríntios 2:9-10 -Vivificar. 2 Coríntios 3:6
  35. 35. 37 20. O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO Joel 2:28-29 - E, depois disso, derramarei do meu Espírito sobre todos os povos. Os seus filhos e as suas filhas profetizarão, os velhos terão sonhos, os jovens terão visões. Até sobre os servos e as servas derramarei do meu Espírito naqueles dias. O cumprimento aconteceu em Atos 2 (ler o capítulo inteiro): Atos 2:14-18 - Então Pedro levantou-se com os onze e, em alta voz, dirigiu-se à multidão: Homens da Judéia e todos os que vivem em Jerusalém, deixem-me explicar-lhes isto! Ouçam com atenção: estes homens não estão bêbados, como vocês supõem. Ainda são nove horas da manhã! Ao contrário, isto é o que foi predito pelo profeta Joel: “Nos últimos dias, diz Deus, derramarei do meu Espírito sobre todos os povos. Os seus filhos e as suas filhas profetizarão, os jovens terão visões, os velhos terão sonhos. Sobre os meus servos e as minhas servas derramarei do meu Espírito naqueles dias, e eles profetizarão. O novo nascimento é uma experiência de mudança de vida, mas há ainda mais para o novo cristão! Jesus declarou em Atos 1:5: ... em poucos dias vós sereis batizados com o Espírito Santo. Jesus estava falando aqui sobre o batismo no Espírito Santo. Ele disse que era uma capacitação, um revestimento de poder (Lucas 24:46-49) para o serviço sobrenatural a Deus. Isso é algo mais do que ter uma vida interior com Ele (que está disponível através do novo nascimento). Batismo no Espírito é o poder de Deus equipando o crente para o serviço sobrenatural. Os discípulos experimentaram este poder quando o Espírito Santo veio sobre eles, no Dia de Pentecostes: “de repente, veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados. E apareceram, distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, e pousou uma sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem”. (Atos 2:2-4) Este foi o cumprimento da promessa que João Batista tinha feito quando disse: Eu vos batizo com água, para arrependimento; mas aquele que vem depois de mim é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo. (Mateus 3:11). Enquanto os discípulos estavam orando, o fogo de Deus caiu sobre eles e eles foram batizados com o Espírito Santo. Como um sinal externo dessa manifestação, eles começaram a falar em línguas. O falar em línguas é para todos os crentes! Quando um crente é batizado no Espírito Santo, Deus dar a ele a habilidade de falar em línguas. Este dom particular é uma manifestação exterior do batismo no Espírito Santo. Atos 10:45-46 - Os crentes que eram de circuncisão, todos quantos tinham vindo com Pedro, maravilharam-se de que também sobre os gentios se derramasse o dom do Espírito Santo; porque os ouviam falar línguas e magnificar a Deus. Atos 19:4-6 - Disse-lhes Paulo: João realizou batismo de arrependimento, dizendo ao povo que cresse naquele que vinha depois dele, a saber, em Jesus. Eles, tendo ouvido isto, foram batizados em o nome do Senhor Jesus. E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e tanto falavam em línguas como profetizavam. Atos 11:15-17 - Quando, porém, comecei a falar, caiu o Espírito Santo sobre eles, como também sobre nós, no princípio. Então, me lembrei da palavra do Senhor, quando disse: João, na verdade, batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo. Pois, se Deus lhes concedeu o mesmo dom que a nós nos outorgou quando cremos no Senhor Jesus, quem era eu para que pudesse resistir a Deus? Deus quer que cada crente seja batizado no Espírito Santo. Paulo diz em 1 Coríntios 14:5, “Eu gostaria que cada de um de vocês falasse em línguas...”. Quando Jesus estava dando
  36. 36. 38 ordens sobre a Grande Comissão, Jesus disse, Estes sinais acompanharão os que crerem: em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas; (Marcos 16:17). O batismo no Espírito Santo não é uma experiência para alguns poucos e escolhidos especialistas espirituais. É para cada crente. Deus quer que cada crente fale em línguas. Ver também: Atos 2; Atos 8:12-17; Atos 9:17-18; Atos 10:45-46; Atos 11:15-17;Atos 19:4-6. A interpretação é muito importante! Devemos orar para que Deus nos faça entender o que Ele está falando conosco em nosso espírito.

×