Slide tabela periodica

19.358 visualizações

Publicada em

Como analisar uma tabela periodica

Publicada em: Educação
0 comentários
17 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
19.358
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.244
Comentários
0
Gostaram
17
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Slide tabela periodica

  1. 1. Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Curso de Licenciatura em Física – EAD Disciplina: Química
  2. 2. BEM-VINDOS AO REINO PERIÓDICO.Esta é uma terra de fantasia,mas está maispróxima da realidade do que parece.Este é o reinodos elementos químicos,as substâncias a partir dasquais tudo é tangível é feito.Não é um país muitogrande pois consiste de um pouco mais de centenasde regiões,mas ainda assim é responsável por tudoque constitui nosso mundo. ATKINS,P.W.1996
  3. 3. Sempre foi preocupação dos cientistasorganizar os resultados obtidosexperimentalmente de tal maneira quesemelhanças, diferenças e tendências setornassem mais evidentes.Isto facilitaria previsões a partir deconhecimentos anteriores.Um dos recursos mais usados em Químicapara atingir essa finalidade é a tabelaperiódica.Foi somente em 1869 que surgiu umatabela que atendia as necessidades dosquímicos e que se tornou a base da tabelaatual. Foi proposta por Dmitri Ivanovitch Mendeleev (1834-1907) que organizada os elementos em linhas verticais, os grupos ou famílias.
  4. 4. O PRINCÍPIO..... Dos atuais 115 elementos químicos conhecidos,cerca de 60 já haviam sido isolados e estudados em 1869,quando o químico russo Dmitri Mendeleev se destacou na organização metódica desses elementos.
  5. 5. MENDELEEV listou os elementos e suas propriedades em cartões individuais e tentou organizá-los de diferentes formas à procura de padrões de comportamento. A solução foi encontrada quando ele dispôs os cartões em ordem crescente da massa atômica. Porém,em 1913, Moseley descobriu o número atômico Z e ficou determinado que os elementos deveriam obedecer a uma ordem crescente de número atômico e não de massa atômica.H He Li Be B C N O F Ne Na Mg Al Si P S Cl Ar K Ca MASSA ATÔMICA CRESCENTE
  6. 6. Com a descoberta de MOSELEY a tabela passou a ser organizada coma disposição dos elementos em ordem crescente de número atômicoe assim foi enunciada a lei periódica dos elementos: AS PROPRIEDADES DOS ELEMENTOS SÃO FUNÇÕES PERÍÓDICAS DE SEUS NÚMEROS ATÔMICOSH He Li Be B C N O F Ne Na Mg Al Si P S Cl Ar KCa Ordem crescente de Z
  7. 7. O princípio de construção da tabela periódica atual está baseado emque as semelhanças nas propriedades químicas dos elementos sãojustificadas pelas semelhanças de suas eletrosferas.
  8. 8. Família (ou grupo) À medida que percorremos um período, as propriedades físicas variam regularmente, uniformemente. 1º período (ou série) 2º período (ou série) 3º período (ou série) 4º período (ou série) 5º período (ou série) 6º período (ou série) 7º período (ou série) Série dos Lantanídeos Série dos Actinídeos Num grupo,(famílias),os elementos apresentam propriedades químicas semelhantes.
  9. 9. Configuração eletrônica: Períodos: horizontal indica o nº de níveis eletrônico Grupos/Famílias:Veltical:1,2,13,14,15,16,17,18 nº de elétrons no último nível Hélio só tem 2 elétrons.
  10. 10. Organização da Tabela Periódica Famílias ou gruposA tabela atual é constituída por 18 famílias. Cada uma delas agrupaelementos com propriedades químicas semelhantes, devido ao fato deapresentarem a mesma configuração eletrônica na camada de valência. 3 Li − 1s 2 2s1 11 Na − 1s 2 2s 2 2 p 6 3s1 Família IA = todos os elementos apresentam 1 elétron na camada de valência.
  11. 11. Existem, atualmente, duas maneiras de identificar asfamílias ou grupos. A mais comum é indicar cadafamília por um algarismo romano, seguido de letras Ae B, por exemplo, IA, IIA, VB. Essas letras A e Bindicam a posição do elétron mais energético nossubníveis.No final da década passada, a IUPAC propôs outramaneira: as famílias seriam indicadas por algarismosarábicos de 1 a 18, eliminando-se as letras A e B.
  12. 12. Família Nº de Distribuição ou elétrons eletrônica daOs elementos que grupo na camada camada de Nomeconstituem essas famílias de valência valênciasão denominadoselementos IA 1 ns¹ Metais alcalinosrepresentativos, e seuselétrons mais energéticos ns² Metais alcalinos IIA 2 terrososestão situados emsubníveis s ou p. IIIA 3 ns² np¹ Família do boroNas famílias A, o númeroda família indica a IVA 4 ns² np² Família doquantidade de elétrons carbonona camada de valência . 5 VA ns² np³ Família doElas recebem ainda nitrogênionomes característicos. VIA 6 ns² np4 Calcogênios VIIA 7 ns² np5 Halogênios VIIIA ns² np6 Gases nobres ou 8 O
  13. 13. Localização dos elementos nas Famílias BOs elementos dessas famílias são denominados genericamenteelementos de transição.Uma parte deles ocupa o bloco central da tabela periódica, de IIIBaté IIB (10 colunas), e apresenta seu elétron mais energético emsubníveis d. IIIB IVB VB VIB VIIB VIIIB IB IIB 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 d d d d d d d d d d Exemplo: Ferro (Fe) / Z = 26 1s²2s²2p63s²3p64s²3d6 Período: 4º Família: 8B
  14. 14. Localização dos elementos nas Famílias AA distribuição eletrônica do átomo de um dado elementoquímico permite que determinemos sua localização natabela. Exemplo: Sódio(Na) – Z = 11 1s²2s²2p63s¹ Período: 3º Família: 1A – Metais Alcalinos
  15. 15. O esquema abaixo mostra o subnível ocupado pelo elétronmais energético dos elementos da tabela periódica. s p d f
  16. 16. APLICAÇÕES
  17. 17. Apresentam brilho quando polidos; Sob temperatura ambiente, apresentam-se noestado sólido, a única exceção é o mercúrio, ummetal líquido; São bons condutores de calor eeletricidade; São resistentes maleáveis e dúcteis
  18. 18. Correspondem a 4,16% da crosta terrestre,sendocálcio e magnésio os mais abundantes;O rádio é raro e muito instável (radioativo);Por serem muito reativos não se encontramisolados,mas combinados,principalmente na forma desilicatos,carbonatos e sulfatos; Ex: O magnésio é facilmente moldável e é utilizado na fabricação de ligas metálicas;
  19. 19. Existem nos estados sólidos (iodo, enxofre, fósforo,carbono) e gasoso (nitrogênio, oxigênio, flúor); a exceçãoé o bromo, um não-metal líquido; não apresentam brilho, são exceções o iodo e ocarbono sob a forma de diamante; não conduzem bem o calor a eletricidade , comexceção do carbono sob a forma de grafite;Geralmente possuem mais de 4 elétrons na últimacamada eletrônica, o que lhes dá tendência a ganharelétrons, transformando-se em íons negativos (ânions)
  20. 20. Elementos químicos que dificilmente se combinam comoutros elementos – hélio, neônio, argônio, criptônio,xenônio e radônio. Possuem a última camada eletrônica completa, ouseja, 8 elétrons. A única exceção é o hélio, que possuiuma única camada, a camada K, que está completa com2 elétrons.
  21. 21. Apresenta propriedadesmuito particulares e muitodiferentes em relação aosoutros elementos. Por exemplo, tem apenas 1elétron na camada K (suaúnica camada) quandotodos os outros elementostêm 2.
  22. 22. APLICAÇÕES DE ALGUNS ELEMENTOS: Lantânio-Pedra para isqueiro; Zircônio-revestimento para metais; Ítrio-filtro para radar,lente para câmera fotográfica ; Titânio-pino para fratura; Manganês –trilho,cofre; Cobalto-lâmina de barbear,imã permanente; Níquel-moeda;talheres,ouro branco; Cádmio- parafusos,proteção anti-corrosiva; Potássio-adubo químico; Gálio-tela de televisão; Bromo-gás lacrimogêneo,anti-chamas,papel fotográfico, filme fotográfico;
  23. 23. Elementos essenciais à vidaOs organismos vivos, como qualquer matéria presente na terra ,sãoformados por átomos de ocorrência natural.Dos 90 elementos naturais,apenas 25 são essenciais nos organismosvivos e desses 25,somente 4 (H,C,N e O) perfazem 99,3% detodos os átomos de nosso corpo. Enxofre S hidrogênio H Cálcio Ca Carbono C Cloro Cl Cromo Cr Flúor F Iodo I Sódio Na Zinco Zn

×