Aula 3 missão visão e valores

11.115 visualizações

Publicada em

Aula 3

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.115
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
378
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 3 missão visão e valores

  1. 1. Aula 3 - Intenção Estratégica e Diagnostico dosambientes interno e externoProfª Isabella Nogueira15/10/12
  2. 2. • Intenção Estratégica: Missão, Visão e Valores • Clarificação da missão e valores da organização • Estabelecimento da visão organizacional para o futuro• Avaliação do ambiente externo e interno da organização.
  3. 3. • “A intenção estratégica representa a alavancagem de todos os recursos internos, capacidades e competências essenciais de uma organização com a finalidade de cumprir suas metas no ambiente competitivo”. Chiavenatto, 2004.
  4. 4. • Qual é o negócio da organização e o que ela será no futuro?• E suas principais entregas, serviços ou produtos?• O que é um bom resultado para a organização?• Quais são seus principais públicos de interesse?
  5. 5. IdeologiaEssencial Visão FuturoImaginado
  6. 6. • “As empresas verdadeiramente notáveis compreendem a diferença entre o que nunca deve mudar e o que precisa estar aberto à mudança...” Collins e Porras, 1996• A visão da empresa é o elemento que orienta sobre a essência a ser preservada e sobre o futuro para qual o progresso deve ser direcionado.
  7. 7. • Define o caráter duradouro de uma organização composto por: •Missão (Proposito essencial) •Valores Essenciais
  8. 8. • É importante Servidores identificar os principais públicos da Outros... Cidadãos organização; • Atribuir valor a cada Organização um deles Pública • Dar prioridadeMunicípios/ Fornecedores União àqueles considerados Outros Poderes Órgãos de Controle mais críticos para a sobrevivência da organização
  9. 9. • É a declaração do propósito e do alcance da organização em termos de produto e de mercado;• Refere-se ao papel da organização na sociedade;• Razão de ser e de existir da organização.• Propósito essencial... • Não se confunde com as metas da organização • Inspira a mudança• Ao se atingir um objetivo ou meta isolado não se alcançará o propósito, embora o propósito em si não mude, ele inspira a mudança a ser
  10. 10. • Concentra esforços das pessoas em um direção (alinhamento);• Evita desgastes e conflitos em relação a execução do plano estratégico;• Fundamenta a alocação de recursos segundo as regras apresentadas pela missão;• Norteia as prioridades a serem executadas no plano estratégico;• Embasa a formulação das políticas e a definição dos objetivos organizacionais.
  11. 11. • Sistema de princípios e dogmas norteadores da atuação da organização;• Valores devem resistir ao tempo;• Em geral, são cinco ou seis valores;• Servem como orientação e inspiração para todas as gerações futuras da organização.• O ponto crítico em relação aos valores é a sua existência e não quais são esses valores.
  12. 12. • Composto de duas partes: • Metas audaciosas • Descrições vibrantes dos efeitos da realização dessa meta.• Refere-se aquilo que a organização deseja ser no futuro.
  13. 13. • Esclarecer a todos os stakeholders a direção do negócio;• Descrever uma condição futura;• Motivar os interessados e envolvidos em tomas as ações necessárias;• Oferecer foco;• Inspirar as pessoas a trabalhar em direção a um estado comum e um conjunto integrado de objetivos.
  14. 14. CEGIL CONSTRUTO RAH2rFinanceira
  15. 15. • Promover a segurança da população em Minas Gerais desenvolvendo ações de prevenção à criminalidade, integração operacional dos órgãos de Defesa Social, custódia e reinserção social dos indivíduos privados de liberdade, proporcionando a melhoria da qualidade de vida das pessoas.
  16. 16. • MISSÃO• A Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais tem como Missão Institucional prover e gerir os recursos financeiros do Estado, formulando e implementando políticas que garantam a justiça fiscal, o equilíbrio das contas públicas e o desenvolvimento de ações de governo, em benefício da sociedade mineira.• NEGÓCIO• Provimento e gestão dos recursos financeiros do Estado.• VISÃO• Ser reconhecida como instituição de excelência no cumprimento da sua missão:• ●por possuir um fisco reconhecido como justo, eficaz e com ações transparentes;• ●por contar com um quadro de funcionários qualificados, motivados e comprometidos com o seu trabalho;• ●por responder às mudanças agindo com flexibilidade diante da variação dos cenários político, econômico e social;• ●por alcançar o equilíbrio estrutural das contas públicas;• ●por contribuir para a transformação de Minas Gerais no melhor Estado para viver, trabalhar e investir.
  17. 17. • VALORES• Efetividade• A SEF, através de uma melhor aplicação dos recursos humanos, materiais e institucionais, buscará atingir resultados que contribuam para a prestação de serviços públicos de qualidade.• Ética• A atuação da SEF e de cada um dos servidores será pautada nos princípios da lealdade, impessoalidade, moralidade, probidade administrativa e respeito para com a instituição.• Justiça Fiscal• A SEF promoverá justiça fiscal, obedecendo ao princípio da legalidade tributária, aplicando tratamento igualitário entre os contribuintes, e coibindo a sonegação.• Qualidade• A SEF buscará a qualidade dos seus resultados, por meio de um trabalho competente e participativo, objetivando a satisfação do cliente, em conformidade com seus anseios e exigências, e a qualidade de vida de seus servidores.• Responsabilidade Social• A atuação da SEF deverá se basear em ações que visem a proteger e melhorar o bem-estar da sociedade.• Transparência• A SEF tornará visíveis e acessíveis à sociedade, sem
  18. 18. • - Antecipar oportunidades e ameaças• - Buscar o desempenho almejado pelas empresas• - Elaborar cenários para a análise de longo prazo• - Construir a organização do futuro• - Lidar com as mudanças e incertezas
  19. 19. Ambiente geral - elementos próprios à vida emsociedade: Demográfico Econômico Sóciopolítico Tecnológico
  20. 20. Análise do ambiente externo Segmento Demográfico- Tamanho e taxa de crescimento da população- Pirâmide populacional (faixa etária)- Composto étnico e principais grupos lingüísticos- Distribuição de renda
  21. 21. Análise do ambiente externo Segmento Econômico- Evolução dos índices de preços e quantidades- Taxas de juros e de poupança- Evolução do PIB- Investimentos em capacidade de produção- Balança de pagamentos- Níveis de emprego e renda do país- Internacionalização da economia
  22. 22. Análise do ambiente externo Segmento Sóciopolítico- Principais traços culturais da população- Atitudes, hábitos e diversidade cultural- Leis de defesa da concorrência- Leis trabalhistas e tributárias
  23. 23. Análise do ambiente externo- Excesso crônico de capacidade- Ausência de custos de mudança- Concorrentes com grandes interessesestratégicos- Ausência de diferenciação de produtos- Barreiras de saída elevadas
  24. 24. Análise do ambiente externoDesenvolvimento de cenários• Cenário – configuração de situação / período• Determinar os rumos do ambiente de negócios• Evolução das tendências do ambiente externo • Variáveis quantitativas • Variáveis qualitativas Ambiente Geral OportunidadesTendência e Ameaças Ambiente Setorial
  25. 25. • Elaborar cenários – elos coerentes de hipóteses• Identificar diferentes situações q/ podem ocorrer• Lidar com a incerteza (matéria-prima dos cenários)• Normalmente, elabora-se três cenários: • Otimista • Intermediário • Pessimista• Cenários Simples – principais variáveis de influência• Cenários sofisticados – técnicas avançadas de prospecção
  26. 26. Análise do ambiente externo• Construir cenários – atividade constante• Percepção rápida de possível surgimento de fatores importantes para o futuro• Estudar cenários – estudar tendências e seus impactos nas organizações (de forma sistêmica)• Tendências – desencadeiam mudanças: • Na competição • Nos mercados • Nos produtos • Nas organizações
  27. 27. Análise do ambiente externo• Processo de construção de cenários: 1. Definição dos propósitos dos cenários / organização da equipe 2. Levantamento de dados – montagem dos cenários 3. Listagem dos fatores relevantes 4. Seleção dos fatores mais influentes 5. Escolha dos assuntos específicos a serem abordados 6. Agrupamento dos fatores (inter-relações / assuntos escolhidos) 7. Definição da situação atual (em termos dos fatores escolhidos) 8. Desenvolvimento do cenário mais provável
  28. 28. Análise do ambiente externo• Processo de construção de cenários: 9. Alteração dos fatores básicos – geração de cenários alternativos 10. Preparação dos cenários alternativos 11. Verificação da consistência, transparência e amplitude dos cenários 12. Modificação dos cenários – em caso de falhas – e preparo da versão final
  29. 29. Análise do ambiente interno:Diagnóstico da situação da organização: - Forças e fraquezas - Capacidades e competências
  30. 30. Análise do ambiente internoDiagnóstico do ambiente interno: - Recursos da organização - Necessidades (capacidades e competências) - Características internas (forças e fraquezas) - Principais causas das forças e fraquezas - Desempenho interno x desempenho da concorrência
  31. 31. Análise do ambiente interno Modelo de análise do ambiente interno Recursos: Vantagem -Tangíveis A descoberta das competitiva -Intangíveis competências essenciais Competitividade Capacidade estratégica Forças e Valiosa fraquezas Análise da Rara cadeia de valor Difícil de imitar Fatores Insubstituível críticos de Terceirizar sucesso ou não?Fonte: Adaptado de Hitt, 2002:102.
  32. 32. Análise do ambiente interno Recursos, capacidades e competências essenciais• Recursos • São as entradas no processo de produção • Podem ser: • Tangíveis (máquinas, equipamentos, matérias-primas,...) • Intangíveis (marcas, patentes, confiança dos clientes,...)
  33. 33. Análise do ambiente interno• Recursos – Unidade básica da análise da organização – Estrutura básica de funcionamento da organização: • Recursos existentes • Capacidades desenvolvidas internamente Gestão de Posição competitiva Objetivo central sustentável capacidades
  34. 34. Análise do ambiente interno• Capacidades – Interações entre recursos tangíveis e intangíveis (ao longo do tempo) – Informações e retenção do conhecimento pelo capital humano da organização Vantagem Desenvolvimento Conhecimento competitiva da capacidade sustentável
  35. 35. Análise do ambiente interno• Competências essenciais – Conjunto de habilidades e tecnologias – geração de benefícios para o cliente – Fontes das vantagens competitivas sustentáveis – Critérios: Capacidade Valiosa Rara Difícil imitação Competência Insubstituível essencial
  36. 36. Análise do ambiente interno Forças e fraquezas • Diagnóstico do ambiente interno – identificar as forças e as fraquezas • Força – facilita o cumprimento da missão e objetivos • Fraqueza – prejudica o cumprimento da missão e objetivos Recursos Diagnóstico do ForçasCapacidades ambiente e fraquezas internoCompetências essenciais
  37. 37. Análise do ambiente interno Fatores críticos de sucesso (FCS)• Principais forças e fraquezas levam aos FCS• Objetivo dos FCS – priorizar as atividades-chave do negócio• Identificar FCS e criar capacidades para gerenciá-los de forma eficaz• Identificação de FCS: - Analisar o ambiente de negócios - Analisar as especificidades do setor
  38. 38. Análise do ambiente interno A matriz SWOT e a avaliação estratégica• SWOT - Strenghts, Weaknesses, Opportunities and Threats (forças, fraquezas, oportunidades e ameaças)• É uma das ferramentas mais utilizadas na gestão estratégica competitiva• Oportunidades e ameaças (ambiente externo) X forças e fraquezas (ambiente interno) Oportunidades e ameaças O que DEVE ser feito Forças e fraquezas O que PODE ser feito
  39. 39. Análise do ambiente interno• Matriz SWOT: Forças Oportunidades Fraquezas Ameaças
  40. 40. Análise do ambiente interno• Análise SWOT: Oportunidades Ameaças Forças 1. Capacidade de 2. Capacidade ação ofensiva defensiva Fraquezas 3. Debilidades 4. Vulnerabilidades
  41. 41. Análise do ambiente interno• Avaliação estratégica Análise SWOT Tendências Oportunidade Estratégias s passíveis de Ambiente interno Ameaças implementaç (Ambiente ão externo)

×