CIÊNCIA, O PODER E OS RISCOS

1.390 visualizações

Publicada em

CIÊNCIA, O PODER E OS RISCOS

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.390
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
561
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

CIÊNCIA, O PODER E OS RISCOS

  1. 1. ^ TEMA/ PROBLEMA: CIENCIA, O PODER E OS RISCOS Isabel de Matos Martins / Esc. Sec. Portela
  2. 2. Domínios do conhecimento científico 1 1 Prático TECNOCIENCIA (teórico-prático) Perspetiva otimista quanto Perspetiva pessimista Reflexão aos efeitos do seu progresso quanto aos efeitos do seu na vida humana (amena) rogresso na vida human Isabel de Matos Martins / Esc. Sec. Portela
  3. 3. O poder da Ciência tem origem no conhecimento teórico-prático da natureza e consequente manipulação do mundo em proveito do ser humano ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- -- A investigação científica permitiu ao ser humano perceber l as relações de constância entre fenómenos à criar leis à prever à desenvolver técnicas de intervenção em vários Z domínios (informação, transportes, saúde. ..) à alterar o estilo de vida (aumento do conforto; maior autonomia; melhoria dos cuidados de saúde/ maior longevidade. ..) Isabel de Matos Martins / Esc. Sec. Portela
  4. 4. Os riscos da Ciência têm origem nas suas aplicações técnicas quando estas são o resultado de desejo cego de progresso i o EXEMPLOS: - Progressos da física que conduziram ao fabrico de bombas (como a lançada em Hiroxima e em Nagasaki. ..) - Progressos na medicina que resultaram de práticas médicas desumanas (como as praticadas por médicos nazis aos judeus. ..). - Progressos no domínio da natureza que afetaram o seu equilíbrio(como as ameaças à sobrevivência de determinadas espécies. ..) CAUSAS: - Falta de sentido de responsabilidade dos cientistas e governantes aliada à ignorância dos __ _ _ _. _ . _ . _ __ _. _ _ _ __ __ _ _ Isabel de Matos Martins / Esc. Sec. Portela 4
  5. 5. "Nem tudo o que é tecnicamente possível é eticamente admissível" 'pl / . _ - ' l A. r' U ' 1 , _ x ¡ _, _.. - ç, ... 1.- ¡f! i 5-4 J ›_ ¡ u e - _l ; mf Fx lv_ F z' . . i P' Ja¡ j. - l' 4-». l, - n'»_§ A N ' tal l . .r--r >' __ _<"'›-('“* l à . ., ¡ xx* x-'r l 'ri' / e' " 'P à). _~ . - ie v e e* faz' : 'É' “ 'n' x gf ! AJ-gti Q __ A'- 4/ ; fla hwJ_ _& _. ' ' t ' . . -Õ . a _ ' *' _, _~_ 'f' ' y , . -. -_-_-' "ã ~ à 7'" c' l -j r 'r - _ '/ .' "ztlx -_ . . > - c , - ' a . ..' . f ' , U 'k a». t» , -_ Isabel de Matos Martins / Esc. Sec. Portela
  6. 6. Vantagens e desvantagens das aplicações técnicas da ciência Vantagens Desvantagens Conforto f) A Consumismo Liberdade/ Autonomia Crescente dependência Aumento da esperança Esgetemente des _ de vma recursos renovaveis ° Perigo de perda de l Aperfelçoamento da identidade (riscos que espécie. .. genética). .. envolvem a manipulação Isabel de Matos Martins / Esc. Sec. Portela
  7. 7. A BIOÉTICA (reflexão acerca das aplicações éticas da investigação científica) l' """"""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""" ""_°°"_“ '_°í_°°: ' """""""""""""" 'í Surge da necessidade de repensar o carácter desumanizante de algumas aplicações da técnica e da necessidade de elaborare implementar políticas mundiais que impusessem limites consensuais à atividade científica de modo a preservar a identidade do ser humano, garantindo não só a sua sobrevivência como o respeito pela pessoa. Surge em 1970 com o oncologista americano Van R. Potter e desde então tem ocupado um lugar central nos debates não só filosóficos (ético-práticos) como também ° biomédicos. A sua relevância é visível por exemplo no facto de: desde 1985 existiro Comité Permanente para a Bioética do Conselho da Europa e desde 1993 existir o Comité Internacional da Bioética da UNESCO. .. Isabel de Matos Martins / Esc. Sec. Portela
  8. 8. ° Os interesses da pessoa humana, no que diz respeito à vida e à saúde deve sobrepor-se aos interesses da ciência? - A ciência deve aceitar limites para melhor servir o ser humano? - A dinâmica do poder que estimula o progresso da ciência deve ceder ao sentido do dever que constitui a ética? Isabel de Matos Martins / Esc. Sec. Portela
  9. 9. BIBLIOGRAFIA RECOl/ IENDADA - Russell, B. (1976). O Impacto da Ciência na Sociedade. Rio de Janeiro: Zahar Editores. Isabel de Matos Martins / Esc. Sec. Portela

×