Climas e formações vegetais

13.504 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.504
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
19
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
172
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Climas e formações vegetais

  1. 1. O MEIO NATURAL O MEIO NATURAL Clima e formações vegetais
  2. 2. O MEIO NATURAL O que é a atmosfera? É a camada gasosa que envolve a Terra e permite a manutenção de vida no nosso planeta (regulação da temperatura na superfície terrestre e a proteção da radiação nociva. Composição da atmosfera: Azoto (78%) Oxigénio (21%) Vapor de água, dióxido de carbono, poeiras, polén, gases raros (1%)
  3. 3. O MEIO NATURAL Estrutura da atmosfera
  4. 4. O MEIO NATURAL Qual a diferença entre estado do tempo e clima? O estado do tempo varia de lugar para lugar e está dependente do conjunto das condições atmosféricas, que ocorrem num determinado momento e num determinado lugar. Enquanto que, o clima é o conjunto dos estados do tempo mais frequentes, observados e registados durante 30 anos As condições atmosféricas que caracterizam o estado do tempo (elementos do clima) são: Temperatura; •Precipitação; •Humidade; •Vento; •Nebulosidade; •Pressão atmosférica.
  5. 5. O MEIO NATURAL O clima de uma dada região varia no tempo e no espaço devido aos fatores do clima •.Latitude; •Altitude; •Disposição Geográfica •Proximidade ou afastamento do mar; •Correntes marítimas.
  6. 6. O MEIO NATURAL Temperatura: distribuição e variação A temperatura do ar varia ao longo do dia e do ano, num mesmo lugar, mas também de lugar para lugar. A variação da temperatura depende, essencialmente, de dois fatores: Inclinação dos raios solares Espessura da atmosfera
  7. 7. O MEIO NATURAL Temperatura: distribuição e variação A temperatura e a latitude •Inclinação dos raios solares – quanto maior for a inclinação dos raios solares, maior é superfície aquecida e mais baixa é a temperatura. •Espessura da atmosfera – a espessura da atmosfera atravessada pelos raios solares é tanto mais quanto maior for a inclinação dos raios solares. Quanto maior é a inclinação, maior é o trajeto percorrido pelos raios solares, logo a energia dispersa-se e a temperatura diminui.
  8. 8. O MEIO NATURAL Temperatura: distribuição e variação A temperatura e a latitude A variação diurna da temperatura, ao longo do dia, deve-se ao movimento de rotação da Terra:
  9. 9. O MEIO NATURAL Temperatura: distribuição e variação A temperatura e a latitude A temperatura varia ao longo do ano devido ao movimento de translação da Terra. Os raios solares não incidem da mesma forma na superfície terrestre, devido à inclinação do eixo da Terra em relação à sua órbita. a temperaturadiminui à medida que a latitude aumenta.
  10. 10. O MEIO NATURAL Temperatura: distribuição e variação A temperatura e o relevo •à medida que vai aumentando a altitude vai diminuindo a temperatura (6,5 C por cada mil metros – gradiente térmico) •As vertentes expostas a Sul no hemisfério Norte e expostas a Norte no hemisfério Sul são as vertentes soalheiras – temperaturas mais elevadas; •Vertentes expostas a Norte no hemisfério Norte expostas a Sul no hemisfério Sul são as vertentes umbrias – temperaturas mais baixas.
  11. 11. O MEIO NATURAL Temperatura: distribuição e variação A temperatura e a disposição geográfica •Concordantes – montanhas paralelas à linha de costa, constituem uma barreira à passagem de ventos húmidos vindo do oceano; •Discordantes – montanhas perpendiculares ou oblíquas à linha de costa, permitindo a penetração dos ventos húmidos nas regiões do interior, amenizando a temperatura.
  12. 12. O MEIO NATURAL Temperatura: distribuição e variação A temperatura e a temperatura e a proximidade/ afastamento do mar •O mar tem um papel de regulador térmico, diminuindo o efeito das diferenças de temperatura •Nas áreas próximas do litoral é menor a amplitude térmica, sendo que as temperaturas não são muito elevadas no Verão nem muito baixas no inverno. •Nas regiões afastadas do mar registam maiores amplitudes térmicas anuais, ou seja, o Verão é muito quente e o inverno é muito frio.
  13. 13. O MEIO NATURAL Temperatura: distribuição e variação A temperatura e a temperatura e a proximidade/ afastamento do mar •amplitude térmica diurna = à diferença entre a temperatura máxima e mínima que ocorre num dia •amplitude térmica anual = à diferença entre a temperatura média do mês mais quente e a do mês mais frio.
  14. 14. O MEIO NATURAL Temperatura: distribuição e variação A temperatura e as correntes marítimas • As correntes marítimas – quentes ou frias – influenciam a temperatura e a humidade das regiões junto ao litoral. Nas regiões influenciadas por uma corrente marítima fria, as temperaturas são muito mais baixas no Inverno, enquanto nas regiões banhadas por uma corrente quente, as temperaturas são sempre amenas, mesmo no Inverno.
  15. 15. O MEIO NATURAL A precipitação: distribuição e variação O ar contém vapor de água, mas a sua capacidade de conter vapor de água é limitada e depende da temperatura ( mais elevada maior capacidade e mais baixa menor capacidade). À quantidade máxima de vapor que água que o ar consegue conter a uma certa temperatura chama-se de PONTO DE SATURAÇÃO Quando saturado o vapor de água em excesso passa ao estado liquido formando nuvens (gotas e gotículas de água em suspensão), podendo ocorrer precipitação. A precipitação, como a temperatura é influenciada pela latitude, altitude, afastamento e proximidade do mar, temperatura e correntes marítimas, o que explica a sua desigual distribuição à superfície da Terra.
  16. 16. O MEIO NATURAL A precipitação: distribuição e variação Nuvens de desenvolvimento vertical – formam-se pela subida rápida e vertical do ar Nuvens de desenvolvimento horizontal – forma-se pela subida lenta do ar Temos, basicamente três tipos de nuvens – os Cirrus, os Cúmulos e os Estratos. Esses três tipos de nuvens ainda podem ganhar a classificação de “nimbos” ou “altos” e apresentar sub- tipos, ou espécies.
  17. 17. O MEIO NATURAL A precipitação: distribuição e variação
  18. 18. O MEIO NATURAL A precipitação: distribuição e variação Tipos de precipitação – Chuva (orográficas, frontais e convectivas), neve, saraiva e granizo •Orográficas – resulta da subida do ar ao longo das vertentes montanhas; •Convectivas – subida do ar, causada pelo seu aquecimento AS CHUVAS do ar, após ter contactado com uma superfície mais quente. Ao aquecer, torna-se mais leve e sobe; •Frontais – subida do ar devido ao contacto de duas massas de ar diferente.
  19. 19. O MEIO NATURAL A precipitação: distribuição e variação
  20. 20. O MEIO NATURAL Os climas e as formações vegetais Os climas distribuem-se em três zonas climáticas: •Zona Quente ou Intertropical (climas quentes) – temperaturas médias mensais e anuais elevadas e pouca variação anual; •Zona Temperada do Norte e do Sul (climas temperados)– temperaturas médias anuais moderadas e com variação das temperaturas médias mensais ao longo do ano; •Zona Fria do Norte e do Sul (climas frios) – temperaturas médias anuais negativas e um grande contraste nas temperaturas médias mensais.
  21. 21. O MEIO NATURAL Os climas e as formações vegetais Os climas distribuem-se em três zonas climáticas: •Zona Quente ou Intertropical (climas quentes) – temperaturas médias mensais e anuais elevadas e pouca variação anual; •Zona Temperada do Norte e do Sul (climas temperados)– temperaturas médias anuais moderadas e com variação das temperaturas médias mensais ao longo do ano; •Zona Fria do Norte e do Sul (climas frios) – temperaturas médias anuais negativas e um grande contraste nas temperaturas médias mensais.
  22. 22. O MEIO NATURAL Os climas e as formações vegetais
  23. 23. O MEIO NATURAL Os climas e as formações vegetais QUENTES Equatorial TEMPERATURA PRECIPITAÇÃO FORMAÇÃO LOCALIZAÇÃO VEGETAL Elevada e Elevados Floresta equatorial ou Latitudes constante ao valores Virgem. próximas do longo de todo anuais Devido à elevada equador o ano Sem temperatura e (camarões, (superiores a estação humidade a Indonésia, Brasil, 25 graus seca vegetação é muito Guiana, Celsius) densa e verde com Surinane) Baixa de grande porte(em amplitude estratos) e grande térmica anual biodiversidade (epífitas, lianas…)
  24. 24. O MEIO NATURAL Os climas e as formações vegetais QUENTES Tropical TEMPERATURA PRECIPITAÇÃO FORMAÇÃO LOCALIZAÇÃO VEGETAL Elevada ao longo Duas estações, - Floresta tropical Latitudes das de todo o ano quente e seca T árvores de menor áreas (superiores a 20 H e T S porte e mais envolventes do graus Celsius) dependendo da afastadas do que na clima equatorial estação F, equatorial. Dando (Nigéria, Angola, Baixa amplitude predominante) lugar à Savana e à Moçambique, térmica anual > estepe á mediada Senegal, Norte equatorial que aumenta estação da Austrália, seca) Malásia, India Formação herbácea e etc) árvores dispersas (ex: embondeiro)
  25. 25. O MEIO NATURAL Os climas e as formações vegetais QUENTES Desértico quente TEMPERATURA PRECIPITAÇÃO FORMAÇÃO LOCALIZAÇÃO VEGETAL Temperatura média Precipitação Espécies xerófilas , Saara, Arábico, anual elevada muito reduzida carnuda, espinhosas , Namibe, (mais acentuada (sem meses grandes raízes , ou Australiano, Etc no verão) húmidos) ausência de Amplitude térmica vegetação (desertos anual fraca, mas a absolutos) diurna é muito elevada
  26. 26. O MEIO NATURAL Os climas e as formações vegetais TEMPERADOS Mediterrâneo TEMPERATURA PRECIPITAÇÃO FORMAÇÃO LOCALIZAÇÃO VEGETAL Temperaturas Precipitação Floresta de folha Junto ao mar amenas no Inverno concentrada no persistente de raízes mediterrâneo, e elevadas no Outono e profundas (f, Califórnia, Chile verão (quente e Inverno mediterrânea – central, Cabo Af. seco) sobreiro, azinheira, Sul) Sul da pinheiro manso, Austrália e cipreste ). Portugal A sua destruição dá lugar ao Maqui (vegetação densa e espinhosa e Garrigue ( menos densa- aromáticas)
  27. 27. O MEIO NATURAL Os climas e as formações vegetais TEMPERADOS Marítimo TEMPERATURA PRECIPITAÇÃO FORMAÇÃO LOCALIZAÇÃO VEGETAL Verões pouco Reduzida Floresta de folha Desde Norte da quentes e invernos amplitude caduca ou caducifólia península Ibérica moderados térmica anual. (carvalho, até à península Chuva castanheiro, choupo, Escandinávia, abundante faia, etc9 Costa noroeste durante todos os Nas áreas costeiras do América, meses (mais (vento) vegetação Sudeste da acentuado no rasteira (giesta, urze, Austrália e Nova outono e tojo) Zelândia9 inverno). Ausência de meses secos
  28. 28. O MEIO NATURAL Os climas e as formações vegetais TEMPERADOS Continental TEMPERATURA PRECIPITAÇÃO FORMAÇÃO LOCALIZAÇÃO VEGETAL Inverno muito frio e Verões chuvosos Floresta mista (f Centro e Este do verões quentes e invernos pouco caduca e persistente) Continente Elevada amplitude pluviosos Nas áreas mais frias Americano de da térmica surge a pradaria e Europa ( nas mais secas a Polónia, Rússia, estepe (herbáceas , R. Checa) pouco densas e de Norte da China) menor porte)
  29. 29. O MEIO NATURAL Os climas e as formações vegetais FRIOS Frio Continental ou subpolar TEMPERATURA PRECIPITAÇÃO FORMAÇÃO LOCALIZAÇÃO VEGETAL Invernos muito Precipitação Árvores de folha Norte da Europa, frios (abaixo dos reduzida com persistente com da Sibéria, do -20 0 C) e longos máximos no copas em cone Alasca e Norte -Verões curto e verão (floresta de coníferas do Canadá pouco quentes ou taiga) -Elevadas amplitudes térmicas (superiores a 30 0 C)
  30. 30. O MEIO NATURAL Os climas e as formações vegetais FRIOS Polar TEMPERATURA PRECIPITAÇÃO FORMAÇÃO LOCALIZAÇÃO VEGETAL Sempre muito Muito reduzida Solos gelados Alatas latitudes baixas onde o mês na maior parte (permafrost) , das regiões mais quente não do ano permitindo apenas polares (junto ao ultrapassam, em uma vegetação oceano glacial média , os 10 0 C (líquens, musgos e Ártico e na árvores anãs – Islândia) TUNDRA) durante alguns meses (poucos) quando a temperatura atinge valores positivos)
  31. 31. O MEIO NATURAL Os climas e as formações vegetais FRIOS Montanha ou de altitude TEMPERATURA PRECIPITAÇÃO FORMAÇÃO LOCALIZAÇÃO VEGETAL Muito baixas Abundante Diversas formações Alpes, Pirenéus, (devido à altitude) durante todo o vegetais, dispostas Cordilheira da ano e sobre a por andares, Escandinávia e forma de neve, A vertente exposta a do Cáucaso Não existem, o Sol, soalheira ( sul normalmente, no Hemisfério Norte e meses secos norte no HS) existe vetação antes altitudes mais elevadas.
  32. 32. O MEIO NATURAL Os climas e as formações vegetais
  33. 33. O MEIO NATURAL Os climas e as formações vegetais
  34. 34. O MEIO NATURAL Os climas e as formações vegetais
  35. 35. O MEIO NATURAL Os climas e as formações vegetais

×