Tradições de natal

248 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
248
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
88
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tradições de natal

  1. 1. Depois de morto o porco é chamuscado
  2. 2. A matança do porco ocorre nas vésperas do Natal, normalmente a partir do dia da Imaculada Conceição, 8 de Dezembro. É um dia de festa em que vizinhos, amigos e familiares se reúnem para um agradável convívio onde todos comem, bebem, tocam e cantam ao desafio. De entre os homens reunidos um é escolhido para marchante (homem que mata o animal). Normalmente é escolhida uma pessoa mais velha e experiente para desempenhar esta função.
  3. 3. Depois procede-se ao corte e divisão do animal: a febra para a carne de vinho e alhos do Natal é escolhida e a restante carne é salgada, o que inclui a cabeça, as patas, as orelhas e a língua. As tripas servem para os enchidos e a banha é derretida para guardar e utilizar nos preparos da cozinha.
  4. 4. A carne salgada para o ano inteiro
  5. 5. A família reunida no dia da matança
  6. 6. As Broas de mel são tradição no Natal. Antes do Natal as pessoas fazem as broas de mel, para juntar a família e comerem todos juntos.
  7. 7. ingredientes :300 g de farinha de trigo 100 g de manteiga 200 g de açúcar mascavo 2 ovos 2 colheres (sopa) de melado 2 colheres (sopa) de mel 2 colheres (sopa) de canela em pó 1 colher (chá) de erva-doce 1 pitada de noz-moscada ralada 1 colher (café) de bicarbonato de sódio Preparação: Misturar à farinha todos os ingredientes, amassando bem Formar broinhas e levar ao forno quente por 20 minutos.
  8. 8. Os ovos são partidos e postos no alguidar feito de madeira Acrescentar a canela Juntar a farinha de trigo. O mel de cana
  9. 9. Amassar todos os ingredientes Polvilhar com farinha, fazer uma cruz e dizer ”Assim cresça no alguidar como a graça de Deus cresce por todo o mundo O alguidar será coberto com toalhas.
  10. 10. No dia seguinte… Tabuleiros preparados….toca a fazer bolinhas! Bocadinhos de amêndoa decoram as broas. São cozidas no forno
  11. 11. Que rico cheirinho!!!
  12. 12. O bolo de mel da Madeira é um bolo típico da doçaria do Arquipélago da Madeira. Este bolo pode conservar-se durante um ano inteiro. De acordo com a tradição que ainda se mantém em algumas famílias, o bolo deve ser preparado no dia 8 de dezembro, dia de Nossa Senhora da Conceição, dando início aos preparativos do Natal, em cujas mesas é uma presença habitual. É também tradição partirem-se os últimos bolos da fornada do ano anterior neste dia. Existem versões comerciais deste bolo, que se apresentam normalmente embrulhadas em plástico.
  13. 13. 2,5 kg de farinha ; 1 kg de açúcar ; 750 g de banha ; 500 g de manteiga ; 25 g de erva doce ; 50 g de canela ; 12 g de cravinho-da-índia ; 12 g de cravo-de-acha ; 1 colher de chá de mistura de especiarias ; 2 kg de nozes (com a casca) ; 250 g de miolo de amêndoa ; 50 g de cidrão ; 5 colheres de sopa de bicarbonato de sódio ; 250 g de pão de massa ; 1,8 litro de mel de cana (cerca de 2 garrafas e meia de melaço) ; 1 cálice de vinho da Madeira ; 4 laranjas
  14. 14. É amassado ficando a levedar 48 horas As formas prontas para irem ao forno Dois dias depois preparamos as formas e deitamos a massa Decorados com frutas cristalizadas e frutas
  15. 15. Na época de Natal , não pode faltar o bolo de mel na mesa dos gauleses
  16. 16. • O almoço do dia de Natal na Madeira traz sempre muitas e boas recordações. O prato típico que se serve nessa altura é a carne de sabor forte e avinagrado. • Há quem lhe chame carne vinha d’alhos, nós chamamos carne de vinho e alhos. Cada família terá os seus truques e temperos. • É feito com carne de porco, e deixado a marinar durante pelo menos dois dias. Depois é cozido na própria marinada e guardado. • Na hora de comer é frito com banha de porco e acompanhado com pão frito na mesma gordura da cozedura.
  17. 17. • 1/2l de vinho branco; • 1kg de carne de porco magra; • 1 Folha de louro; • 3 Dentes de alho grandes; • 2cl de vinagre de vinho; • 100g de pão regional fatiado; • 1 Laranja cortada em rodelas; • 2 Cravinhos da índia; • 60g de banha; • 4g de pimenta-preta; • Sal marinho q.b.; • 1dl de azeite; • Salsa.
  18. 18. • Preparação: Corte a carne em cubos. Regue com o vinho e o vinagre. Junte o louro, os alhos esmagados e os cravinhos. Tempere com sal e pimenta. Deixe assim, a marinar, durante 6 horas no mínimo. Core a carne numa frigideira com a banha, até que esta fique dourada. Sirva com as rodelas de laranja e pão frito em azeite, enfeitando com raminhos de salsa.
  19. 19. A Canja de Galinha A maioria das pessoas em Gaula tem a sua criação de galinhas e guarda a melhor para a “Festa”
  20. 20. No Natal… A canja de galinha madeirense é consumida tradicionalmente na noite de Natal antes ou depois da “Missa do Galo”. É servida em pequenas taças ou chávenas. Com a carne, fazem-se as sandes que acompanham a canja.
  21. 21. As sandes de Galinha São feitas com as fatias do pão de batata doce cozido no forno a lenha. Colocando no meio a carne desfiada.
  22. 22. Receita fácil • Ingredientes 1/2 galinha c/miudezas 1 cebola 1 tomate 1 nabo 1 cenoura 1 pau de canela Arroz ou massa fina sal q.b. Coza a galinha (limpa de peles), com as miudezas, em água abundante, temperada com o sal. Adicione a cebola inteira, o tomate cortado em dois, o nabo aos cubos, a cenoura cortada em palitos e o pau de canela. Deixe cozer por uma hora. Decorrido esse período deite o arroz ou a massa fina e deixe ferver por mais 10 minutos. Retire a cebola, o tomate e o pau de canela e sirva quente.
  23. 23. Trabalho realizado por:
  24. 24. A missa do galo, é assim que se chama à missa da véspera de Natal. Diz-se que quando o Menino Jesus nasceu, houve um galo que cantou à meia-noite. Em Gaula esta missa é demorada, mas muito linda. Nela, comemoramos o nascimento do Menino Jesus. Todas as famílias assistem e os jovens e as crianças fazem o Auto de Natal ao vivo. No final as pessoas fazem a Entrada de pastores.
  25. 25. O Menino Jesus No fim da missa o sacerdote dá o Menino Jesus a beijar
  26. 26. As pessoas cumprimentam-se e desejam Boas Festas a todos. Cantam e bailam com alegria
  27. 27. Ao chegar a casa… • Os presentes já estão debaixo da árvore!!!!
  28. 28. Tomamos uma canja bem quentinha
  29. 29. Elaborado por:
  30. 30. • A manhã de Natal é cheia de magia para as crianças. Os pais observam os filhos com muita ternura, enquanto estes, felizes, desembrulham os presentes.
  31. 31. No dia de Natal logo pela manhã sentimos o cheirinho do leite com cacau e sandes de carne de vinho e alhos. As famílias vestem roupas novas e reúnem -se na casa dos avós para o tradicional almoço de Natal. A melhor e a mais gorda galinha da capoeira é guardada para este dia de festa. A carne de vinho e alhos também faz parte do almoço tradicional de Natal.
  32. 32. • Durante a tarde é tempo de folia; os mais velhos jogam à bisca, enquanto os mais pequenos experimentam os brinquedos novos.
  33. 33. • Ao sabor dos doces tradicionais e dos licores a noite vai chegando.
  34. 34. • Antes do regresso a casa, tomamos uma canjinha com sandes de galinha, feitas pela avó. São uma delícia!
  35. 35. A Primeira Oitava é o dia a seguir ao Natal. Logo de manhã, as pessoas vão à missa e perguntam se o Natal foi bom. O almoço é feito novamente em família.
  36. 36. Após o almoço, a família sai. Visitam os presépios dos amigos, vizinhos e familiares. De tarde vão ao Funchal visitar as decorações e esperam que anoiteça para verem a iluminação.
  37. 37. A ALEGRIA DAS CRIANÇAS
  38. 38. Algumas famílias vão ao Circo
  39. 39. Trabalho de pesquisa elaborado pelos alunos do 4.º ano de escolaridade da EB1/PE Dr. Clemente Tavares - GAULA

×