Palestra no Blogando 2013 - Bauru, 31/8/2013

408 visualizações

Publicada em

Slides da palestra que apresentei no Blogando 2013, em Bauru, sobre direitos autorais na web. Tudo que é disponibilizado na internet é público? O que é considerado plágio? Quais as ferramentas para fiscalizar e proteger seu texto? Medidas protetivas dificultam a distribuição desse conteúdo? Quem quer ter seu conteúdo disponibilizado, qual a melhor forma? O que é Creative Commons?

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
408
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestra no Blogando 2013 - Bauru, 31/8/2013

  1. 1. Conteúdos na web: caiu na rede é peixe?
  2. 2. Autor do blog Pensar Enlouquece, Pense Nisso, vencedor do prêmio internacional THE BOBS e considerado um dos melhores blogs da década pelo Portal MTV e pelo site do jornal O Estado de S. Paulo. Responsável pela criação e planejamento de campanhas online e produção de conteúdo para blogs e perfis corporativos de empresas como Instituto Coca-Cola Brasil, Sony Pictures, Bradesco, Diageo, Nokia e O Boticário. Colunista de tecnologia do portal Globo.com e curador de conteúdo de eventos como Campus Party Brasil, youPIX e Curitiba Social Media. Jornalista colaborador de publicações como Rolling Stone Brasil e Trip. Alexandre Inagaki http://www.linkedin.com/in/alexandreinagaki
  3. 3. Antes de mais nada...  Quando um texto sai da gaveta e cai na internet, ganha asas;  Tudo que você disser na web pode e deverá ser usado contra você;  Esteja preparado para o inesperado;  Não alimente expectativas, afinal de contas você não sabe o que elas comem.
  4. 4. Um exemplo pessoal  Texto publicado originalmente em novembro de 2000 no e-zine 700 KM e na revista eletrônica Viés.
  5. 5. Um exemplo pessoal  Centenas de resultados semelhantes no Google.  Texto transformado em anexo de powerpoint para e-mails e vídeos no YouTube.
  6. 6. Um exemplo pessoal  Usado na descrição de dezenas de perfis no Orkut e Facebook.  Homenagem? Motivo de orgulho?
  7. 7. O fato: fama na internet é virar autor desconhecido  Por que pessoas modificam a autoria de um texto?  Busca de um maior impacto pela admiração a um escritor mais conhecido, algo que teoricamente daria mais credibilidade a um determinado texto.  Descaso com o autor, tanto o anônimo quanto o conhecido, afinal de contas o que importa é a mensagem a ser compartilhada.
  8. 8. O milagre da multiplicação de textos
  9. 9. E agora, o que fazer?
  10. 10. É possível se proteger?  Internet não é como o velho oeste.  Lei número 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. • São obras intelectuais protegidas as criações do espírito, expressas por qualquer meio ou fixadas em qualquer suporte, tangível ou intangível; • Obras literárias, artísticas ou científicas; obras audiovisuais, musicais, coreográficas, fotográficas, desenhos, adaptações e traduções de obras originais, programas de computador; • A proteção aos direitos autorais independe de registro; • O autor tem o direito de reivindicar, a qualquer tempo, a autoria da obra.
  11. 11.  Faça uma busca através de http://copyscape.com (só os 10 primeiros resultados ou do Google (busque por uma frase específica do texto). Como descobrir um plágio?
  12. 12. Como fazer uma denúncia?  Para sites hospedados no Wordpress.com: http://en.wordpress.com/abuse/
  13. 13. Como fazer uma denúncia?  Para sites hospedados no Blogger.com: https://support.google.com/legal/contact/lr_dmca?contact _type=lr_dmca&product=blogger
  14. 14. Partindo para as vias de fato  Caso Ulisses Mattos vs portal iG.  O texto “Guia de respostas cretinas para novas gerações” foi publicado no site Cocadaboa em setembro de 2001;  Meses depois, o mesmo texto foi publicado em um site do iG, assinado com um “da Redação”.  Após 3 anos com o processo correndo na Justiça, o portal foi obrigado a pagar R$ 20.000 mais correções monetárias.
  15. 15.  Recomendação: torne a sua obra pública para o maior número de pessoas possível.  Transforme seus leitores em fiscais e escudeiros da sua obra: o poder do “mouse a mouse”.  É importante lembrar: os algoritmos do Google punem páginas que plagiam conteúdos criados originalmente por outras pessoas. Link: http://insidesearch.blogspot.com.br/2012/08/an- update-to-our-search-algorithms.html O poder da comunidade
  16. 16.  Organização sem fins lucrativos fundada em 2001;  Estimule o compartilhamento e o melhor aproveitamento de suas obras por outras pessoas;  Sua propriedade intelectual continua sendo totalmente preservada;  Licencie seus trabalhos permitindo que outros distribuam, remixem, adaptem ou criem obras derivadas, mas sempre mantendo os créditos à obra original. Flexibilize suas obras usando Creative Commons Conheça os 6 tipos de licenças Creative Commons: http://creativecommons.org.br/ as-licencas/
  17. 17.  Não entre na paranóia de que é preciso proteger cada obra antes que ela seja publicada na rede. Isso bloqueará desnecessariamente a sua criatividade. Os desafios que a internet trouxe aos produtores de conteúdo  Internet é uma ameaça? Não: é uma grande oportunidade. Autores podem viver de suas criações, novos modelos de negócio surgem a todo momento: estamos sendo desafiados e estamos desafiando.  Cada pessoa na internet torna-se uma marca. Zele pela sua credibilidade.
  18. 18. Obrigado!  Alexandre Inagaki @inagaki inagaki2@gmail.com http://www.pensarenlouquece.com

×