Teoria de ruthenford

730 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
730
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
59
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teoria de ruthenford

  1. 1. Teoria de Rutherford
  2. 2. Modelo AtômicoModelo atómico é o modelo que se usa para representar o átomo. Atualmente, é o modelo da mecânica quântica ou da mecânica ondulatória ou modelo orbital ou da nuvem eletrônica aceito para definir a estrutura atômica.
  3. 3. Modelo Atômico de rutherfordO modelo atômico de Rutherford, também conhecido como modelo planetário do átomo, é uma teoria sobre a estrutura do átomo proposta pelo físico neozelandês Ernest Rutherford, e está intimamente relacionado à experiência de Rutherford. Segundo esta teoria, o átomo teria um núcleo positivo, que seria muito pequeno em relação ao todo mas teria grande massa e, ao redor deste, os elétrons, que descreveriam órbitas helicoidais em altas velocidades, para não serem atraídos e caírem sobre o núcleo. A eletrosfera - local onde se situam os elétrons - seria cerca de dez mil vezes maior do que o núcleo atômico, e entre eles haveria um espaço vazio.
  4. 4. A falha do modelo de Rutherford é mostrada pela teoria do electromagnetismo, de que toda partícula com carga elétrica submetida a uma aceleração origina a emissão de uma onda eletromagnética. O elétron em seu movimento orbital está submetido a uma aceleração centrípeta e, portanto, emitirá energia na forma de onda eletromagnética. Essa emissão, pelo Princípio da conservação da energia, faria com que o elétron perdesse energia cinética e potencial, caindo progressivamente sobre o núcleo, fato que não ocorre na prática. Esta falha foi corrigida pelo modelo atômico de Bohr.
  5. 5. Antiguidade Na antiguidade acreditava-se que dividindo a matéria em pedaços cada vez menores, chegar-se-ia a um ponto onde partículas, cada vez menores, seriam invisíveis ao olho humano e, segundo alguns pensadores, indivisíveis. Graças a essa propriedade, receberam o nome de átomos, termo que significa indivisíveis, em grego. Foi quando surgiu entre os filósofos gregos o termo atomismo. Parmênides propôs a teoria da unidade e imutabilidade do ser, esta, estava em constante mutação através dos postulados de Heráclito. O atomismo foi a teoria cujas intuições mais se
  6. 6. No século V a.C. Leucipo de Mileto juntamente a seudiscípulo Demócrito de Abdera, (400 a.C.), considerado o paido atomismo grego, discorreram sobre a naturezada matéria de forma elegante e precisa. Demócrito, propôs que a realidade, o todo, se compõe não sóde átomos ou partículas indivisíveis de natureza idêntica,conforme proposto por Parmênides. Demócrito acreditava queo vácuo era um não ente. Esta tese entrou em francacontradição com a ontologia parmenídea.
  7. 7. Heráclito postulava que não-ente (vácuo) e matéria (ente)desde a eternidade interagem entre si dando origemao movimento. E que os átomos apresentam aspropriedades de: forma; movimento; tamanho eimpenetrabilidade e, por meio de choques entre si, dãoorigem a objetos. Segundo Demócrito a matéria era descontínua, portanto,ao invés dos corpos macroscópicos, os corposmicroscópicos, ou átomos não interpenetram-se nemdividem-se, sendo suas mudanças observadas em certosfenômenos físicos e químicos como associações deátomos e suas dissociações e que qualquer matéria éresultado da combinação de átomos dos quatroelementos: ar; fogo; água e terra. Aristóteles, ao contráriode Demócrito, postulou a continuidade da matéria, ou, nãoconstituída por partículas indivisíveis
  8. 8. Experimentos das Laminas Fatos1.A maioria dos raios passam direto pelas placas de metal2. Algumas partículas sofrem desvio em uma das placas de ouro3. Pouquíssimas partículas são rebatidas.
  9. 9. Conclusão1.1º postulado: Os elétrons descrevem órbitas circulares estacionárias ao redor do núcleo, sem emitirem nem absorverem energia2.2º postulado: Fornecendo energia (elétrica, térmica, ....) a um átomo, um ou mais elétrons a absorvem e saltam para níveis mais afastados do núcleo. Ao voltarem as suas órbitas originais, devolvem a energia recebida em forma de luz (fenômeno observado, tomando como exemplo, uma barra de ferro aquecida ao rubro)3.3º O núcleo é positivamente carregado4.4º A região vazia em torno do núcleo é denominada eletrosfera que seria onde os elétrons estão localizados.

×