..... Voce consegue ver .....

308 visualizações

Publicada em

>>> VOCÊ CONSEGUE VER ??? <<<

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
308
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

..... Voce consegue ver .....

  1. 1. Eliseu viu carros de fogo — você consegue ver? O rei da Síria queria encontrar e prender o profeta Eliseu. Ele ficou sabendo que Eliseu estava em Dotã, uma cidade rodeada por muralhas que ficava numa colina. O rei mandou seu exército a Dotã, com cavalos e carros de guerra. Ao amanhecer, eles já tinham cercado a cidade. — 2 Reis 6:13, 14. Quando o ajudante de Eliseu se levantou e foi para fora, ele viu o exército inimigo e ficou com medo. Ele gritou: “Ai, meu amo. Que faremos?” Eliseu disse: “Não tenhas medo, porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles.” Depois, o profeta orou: “Ó Jeová, por favor, abre-lhe os olhos para que veja.” A Bíblia diz que “Jeová abriu imediatamente os olhos do ajudante de modo que viu; e eis que a região montanhosa estava cheia de cavalos e de carros de guerra, de fogo, em torno de Eliseu”. (2 Reis 6:15- 17) O que podemos aprender disso? Eliseu estava cercado pelo exército da Síria e ainda assim estava calmo. Ele confiava em Jeová e via que Jeová o estava protegendo. Hoje, não esperamos milagres, mas também fica claro para nós que Jeová está protegendo seu povo como grupo. Podemos dizer que, de certa maneira, nós também conseguimos ver cavalos e carros de fogo nos protegendo. Se tivermos fé que Jeová está protegendo seu povo e sempre confiarmos nele, nós nos sentiremos seguros e teremos a bênção dele. (Salmo 4:8) Vamos ver agora o que podemos aprender de outras coisas que aconteceram na vida de Eliseu. ELISEU COMEÇA A SERVIR ELIAS Um dia, quando Eliseu estava no campo trabalhando, o profeta Elias se aproximou e colocou sobre ele sua vestimenta oficial de profeta. Isso significava que Elias estava convidando Eliseu para ser seu ajudante. Assim, Eliseu chamou seus amigos para um banquete, se despediu de seu pai e de sua mãe e saiu de casa para servir Elias. (1 Reis 19:16, 19, 21) Eliseu estava disposto a fazer tudo o que Deus queria que ele fizesse. Por isso, Jeová pôde usar esse homem de muitas maneiras e mais tarde o escolheu para ficar no lugar de Elias. Eliseu serviu Elias talvez por seis anos. A Bíblia diz que, durante essa época, Eliseu era a pessoa que “despejava água sobre as mãos de Elias”. (2 Reis 3:11) O que isso significa? Naquela época, era costume comer com as mãos. Depois de uma refeição, um servo despejava água nas mãos de seu amo para lavá-las. Então, alguns dos serviços que Eliseu fazia podiam parecer sem importância. Mas Eliseu não pensava assim. Para ele, era uma honra ser ajudante de Elias. Da mesma forma, muitos cristãos hoje estão dispostos a fazer diferentes tipos de trabalho no serviço de tempo integral. Por quê? Porque têm fé em Jeová e querem dar o seu melhor a ele. Por exemplo, alguns
  2. 2. saem de casa para servir em Betel ou em construções. Talvez eles façam serviços que, para algumas pessoas, pareçam sem importância. Mas nenhum de nós deve pensar assim. Jeová dá muito valor a todo trabalho que seus servos fazem. — Hebreus 6:10. ELISEU NÃO DEIXOU SUA DESIGNAÇÃO Antes de Deus levar Elias “num vendaval para cima aos céus”, ele mandou o profeta fazer uma viagem da cidade de Gilgal à cidade de Betel. Elias disse a Eliseu que ele não precisava ir, mas Eliseu respondeu: “Não te deixarei.” Durante a viagem, Elias disse duas vezes para Eliseu voltar, mas ele se recusou. (2 Reis 2:1-6) Eliseu lealmente ficou com Elias, assim como Rute tinha ficado com Noemi. (Rute 1:8, 16, 17) Para Eliseu, era uma honra servir Elias porque esse era o trabalho que Deus lhe tinha dado para fazer. Eliseu nos deu um belo exemplo. Daremos muito valor a qualquer trabalho que recebermos na organização se sempre lembrarmos que estamos servindo a Jeová. Não existe honra maior do que essa. — Salmo 65:4; 84:10. “PEDE O QUE DEVO FAZER POR TI” Durante a viagem, Elias disse a Eliseu: “Pede o que devo fazer por ti antes de eu te ser tirado.” Eliseu respondeu: “Por favor, venham a mim duas parcelas do teu espírito.” Assim como Salomão tinha feito anos antes, Eliseu pediu uma coisa que o ajudaria a servir melhor a Jeová. (1 Reis 3:5, 9; 2 Reis 2:9) O que Eliseu estava pedindo? Em Israel, duas partes de uma herança iam para o primeiro filho de um homem, seu herdeiro principal. (Deuteronômio 21:15-17) Assim, Eliseu estava pedindo para ser herdeiro de Elias, ou seja, para ficar no lugar de Elias como profeta. Ele também pediu para ter o espírito, ou atitude, de Elias porque queria ter a mesma coragem e zelo pela adoração verdadeira que Elias tinha. — 1 Reis 19:13, 14. Como Elias respondeu a esse pedido? O profeta disse: “Pediste uma coisa difícil. Se me vires quando eu te for tirado, então te acontecerá assim; mas, se não, não acontecerá.” (2 Reis 2:10) A resposta de Elias significava duas coisas. Primeiro, só Deus podia decidir se Eliseu receberia o que tinha pedido. Segundo, para o pedido de Eliseu ser atendido, ele precisava continuar com Elias, não importava o que acontecesse. O QUE ELISEU VIU Será que Deus deu a Eliseu o que ele pediu? A Bíblia diz: “Aconteceu que, seguindo eles andando, falando ao andarem, ora, eis um carro de guerra, de fogo, e cavalos de fogo, e eles passaram a fazer uma separação entre os dois; e Elias foi subindo aos céus no vendaval. Enquanto isso, Eliseu o via.”* (Veja a nota abaixo.) Essa foi a resposta de Jeová para o que Eliseu havia pedido. Eliseu viu Elias sendo levado, recebeu duas partes do espírito de Elias e se tornou o novo profeta de Jeová. — 2 Reis 2:11-14. Eliseu pegou a vestimenta oficial que era de Elias e a vestiu. Quando as pessoas viram Eliseu com aquela vestimenta, perceberam que ele era o novo profeta de Deus. Mais tarde, ele também mostrou que era profeta de Deus quando dividiu as águas do rio Jordão. Eliseu com certeza nunca esqueceu o que viu quando Elias foi levado naquele vendaval. Qualquer um de nós ficaria impressionado ao ver um carro de guerra com cavalos de fogo. Isso provou a Eliseu que Jeová tinha atendido o seu pedido. Quando Deus responde às nossas orações, não temos visões de cavalos e carros de fogo. Mas temos uma prova clara de que Deus usa seu grande poder para nos ajudar e para garantir que sua vontade seja feita. Quando vemos Jeová abençoando a parte terrestre de sua organização, é como ver seu carro celestial avançando. — Ezequiel 10:9-13. Eliseu passou por muitas coisas que o convenceram do grande poder de Jeová. O espírito santo de Deus tornou possível que Eliseu fizesse 16 milagres, o dobro dos milagres de Elias.* (Veja a nota abaixo.) A segunda vez que Eliseu viu cavalos e carros de fogo foi em Dotã, quando estava cercado pelo exército da Síria, como mencionado no começo deste artigo.
  3. 3. ELISEU CONFIOU EM JEOVÁ Apesar de estar cercado por inimigos em Dotã, Eliseu se sentia tranquilo. Por quê? Porque tinha uma forte fé em Jeová. Nós também precisamos ter uma forte fé. Precisamos orar pedindo o espírito santo de Deus para termos fé e outras qualidades que fazem parte do fruto do espírito. — Lucas 11:13; Gálatas 5:22, 23. Aquilo que aconteceu em Dotã deve ter dado a Eliseu ainda mais motivos para confiar em Jeová e em seus exércitos de anjos. Deus enviou seus anjos para cercar a cidade e proteger Eliseu. Depois, Deus salvou o profeta e seu ajudante por cegar os inimigos. (2 Reis 6:17-23) Naquela situação perigosa, bem como em outras situações, Eliseu mostrou fé e total confiança em Jeová. Como Eliseu, todos nós devemos confiar em Jeová Deus. (Provérbios 3:5, 6) Se fizermos isso, “o próprio Deus nos mostrará favor e nos abençoará”. (Salmo 67:1) Apesar de não estarmos literalmente cercados por carros de guerra e cavalos de fogo, o povo de Jeová com certeza tem a proteção dele. E no futuro Jeová protegerá seu povo durante a “grande tribulação”. (Mateus 24:21; Revelação 7:9, 14) Até lá, devemos sempre lembrar que “Deus é um refúgio para nós”. — Salmo 62:8.

×