31 de outubro
DIA DA REFORMA PROTESTANTE
“Todo fiel arrependido é remido de seus
pecados através da fé em Cristo.”
(Martin...
O JUSTO VIVERÁ PELA FÉ (Rm 1.17)
INTRODUÇÃO
• 31 de outubro – os evangélicos comemoram o
Dia da Reforma Protestante
• Em 31 de outubro de 1517 Martinho Lut...
LUTERO PREGANDO AS 95 TESES
PRINCIPAIS CAUSAS DA REFORMA
• Venda das indulgências; bastava pagar à Igreja
para se livrar dos pecados. Um recurso para ...
RAZÕES POLÍTICAS NA REFORMA
• Governantes das monarquias européias
desejavam para si o poder espiritual e
ideológico da Ig...
PRÉ-REFORMA
• Origens no século XII com os valdenses
• Pedro Valdo, em 1174, encomendou a
tradução da Bíblia na linguagem ...
A REFORMA
• Em 1516 e 1517 Lutero proferiu três sermões
contra as indulgências
• Em 31 de outubro de 1517 pregou (literalm...
LUTERO SE DEFENDE DIANTE DA
IGREJA
A REFORMA (cont.)
• Em 1518 foi acusado de heresia, tendo que se
defender diante do clero da Igreja Romana
• Em 1521 foi e...
LUTERO QUEIMA A BULA PAPAL
A REFORMA RADICAL
• Principais características: defesa da separação
entre a Igreja e o Estado e o “novo batismo”
• Na Fran...
PRINCÍPIOS RELIGIOSOS DA
DOUTRINA LUTERANA
• Salvação pela fé
• Presença da verdade somente na Bíblia
• Extinção das orden...
CONCLUSÃO
RAMOS DO PROTESTANTISMO
31 de outubro   dia da reforma protestante
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

31 de outubro dia da reforma protestante

926 visualizações

Publicada em

As mudanças trazidas pela Reforma

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
926
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
284
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

31 de outubro dia da reforma protestante

  1. 1. 31 de outubro DIA DA REFORMA PROTESTANTE “Todo fiel arrependido é remido de seus pecados através da fé em Cristo.” (Martinho Lutero) “Porém a pessoa que não põe a sua esperança nas coisas que faz, mas simplesmente crê em Deus, é a fé dessa pessoa que faz com que ela seja aceita por Deus, o Deus que trata o culpado como se ele fosse inocente.” (Rm 4.15)
  2. 2. O JUSTO VIVERÁ PELA FÉ (Rm 1.17)
  3. 3. INTRODUÇÃO • 31 de outubro – os evangélicos comemoram o Dia da Reforma Protestante • Em 31 de outubro de 1517 Martinho Lutero pregou as 95 Teses na porta da Igreja do Castelo de Wittenberg, na Alemanha • Era um protesto contra a Igreja Católica • Questionava a penitência, a autoridade do Papa e utilidade das indulgências • Resgatou a pregação do evangelho, a Bíblia e o verdadeiro Salvador, Jesus • Deu origem às igrejas cristãs, protestantes • Resultado: divisão entre os católicos romanos e os reformados, ou protestantes
  4. 4. LUTERO PREGANDO AS 95 TESES
  5. 5. PRINCIPAIS CAUSAS DA REFORMA • Venda das indulgências; bastava pagar à Igreja para se livrar dos pecados. Um recurso para a construção da Basílica de São Pedro • Centralização do poder nas mãos do Papa, assim como a concentração de terras • Descontentamento da nobreza alemã com o poder político da Igreja Católica • Crise institucional e moral pela qual passava a Igreja Católica Romana naquele momento
  6. 6. RAZÕES POLÍTICAS NA REFORMA • Governantes das monarquias européias desejavam para si o poder espiritual e ideológico da Igreja do Papa • O desejo da nobreza de se apossar das riquezas da Igreja e de ver-se livre da tributação papal, pois a Igreja era a instituição mais rica do mundo • Os pequenos nobres desejavam as terras da Igreja • Thomas Münzer propunha sociedade sem ricos e pobres; Lutero defendia a existência de senhores e servos como vontade divina
  7. 7. PRÉ-REFORMA • Origens no século XII com os valdenses • Pedro Valdo, em 1174, encomendou a tradução da Bíblia na linguagem popular, fonte de autoridade eclesiástica • Não era sacerdote; renunciou os seus bens e os repartiu entre os pobres • Os valdenses negavam a supremacia de Roma e rejeitavam o culto às imagens • John Wycliffe propôs: o retorno da Igreja à primitiva pobreza; poder da Igreja somente espiritual, o político pelo Estado (rei); defendia a pobreza dos padres
  8. 8. A REFORMA • Em 1516 e 1517 Lutero proferiu três sermões contra as indulgências • Em 31 de outubro de 1517 pregou (literalmente) as 95 Teses na porta da Catedral de Wittenberg • Um convite aberto para discussão das Teses • Fato considerado como o início da Reforma Protestante • Condenavam a “avareza e o paganismo” na Igreja • Após um mês se haviam espalhado por toda a Europa
  9. 9. LUTERO SE DEFENDE DIANTE DA IGREJA
  10. 10. A REFORMA (cont.) • Em 1518 foi acusado de heresia, tendo que se defender diante do clero da Igreja Romana • Em 1521 foi excomungado pelo Papa, por não se retratar • Lutero então queimou, em praça pública, a bula papal de excomunhão • Com a ajuda de amigos, foi exilado no Castelo de Wartburg por cerca de um ano • Neste período trabalhou na tradução da Bíblia para o alemão, sendo impresso o N. Testamento • Seu casamento com a ex-freira incentivou outros casamentos de padres e freiras que adotaram a Reforma
  11. 11. LUTERO QUEIMA A BULA PAPAL
  12. 12. A REFORMA RADICAL • Principais características: defesa da separação entre a Igreja e o Estado e o “novo batismo” • Na França João Calvino, vítima de perseguições fugiu para Genebra; a cidade tornou-se o centro do protestantismo europeu • Na Suíça, as doutrinas de Ulrico Zuínglio influenciaram as confissões calvinistas; levou mudanças à vida civil e ao Estado • No Reino Unido, sendo a anulação do casamento do rei recusado pelo Papa, proclamou-se protetor da Igreja, nascendo o anglicanismo • Em 1561 apareceu o congregacionalismo, que defendia a autoridade por meio de eleição • Na Escócia, John Knox levou ao aparecimento do presbiterianismo
  13. 13. PRINCÍPIOS RELIGIOSOS DA DOUTRINA LUTERANA • Salvação pela fé • Presença da verdade somente na Bíblia • Extinção das ordens religiosas • Livre interpretação da Bíblia, sem necessidade de intermediários • Eliminação de tradições e rituais nos cultos religiosos • Fim do celibato (proibição de casamento) • Proibição de uso de imagens nas igrejas • Uso do alemão nos cultos religiosos • Eucaristia (Ceia do Senhor) e batismo, os únicos sacramentos válidos
  14. 14. CONCLUSÃO RAMOS DO PROTESTANTISMO

×