Psicologia do Desenvolvimento Aceitar a Velhice <ul><ul><li>Helena Maria Tavares Silva Pereira Furtado </li></ul></ul><ul>...
O que pensa a maioria das pessoas sobre a velhice <ul><li>Alterações Físicas: </li></ul><ul><li>- Cabelos brancos. </li></...
Sobre as alterações cognitivas e comportamentais: <ul><li>- Declínio intelectual. </li></ul><ul><li>- Demência. </li></ul>...
Expressões mais utilizadas para caracterizar a velhice: <ul><li>- Desemprego. </li></ul><ul><li>- Doença. </li></ul><ul><l...
Será este o caminho certo para aceitar a velhice?! <ul><li>- O esquecimento é, muitas vezes, fruto de factores secundários...
Caminhamos para a mudança <ul><li>- Mudamos a forma de educar os nossos filhos em relação aos nossos pais.  </li></ul><ul>...
A forma de conviver com a velhice deve ser alterada pois sabemos que: <ul><li>- A esperança média de vida aumentou. </li><...
A sociedade do século XXI  e a aposta na mudança  <ul><li>- Criar uma sociedade sem idade. </li></ul><ul><li>- Eliminar os...
<ul><li>Aluna N.º 903456  </li></ul><ul><li>Turma: 6 </li></ul><ul><ul><li>Helena Maria Tavares Silva Pereira Furtado </li...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aceitar a velhice

1.262 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.262
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
234
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aceitar a velhice

  1. 1. Psicologia do Desenvolvimento Aceitar a Velhice <ul><ul><li>Helena Maria Tavares Silva Pereira Furtado </li></ul></ul><ul><li>Aluna N.º 903456 </li></ul><ul><li>Turma: 6 </li></ul>
  2. 2. O que pensa a maioria das pessoas sobre a velhice <ul><li>Alterações Físicas: </li></ul><ul><li>- Cabelos brancos. </li></ul><ul><li>- Pele enrugada. </li></ul><ul><li>- Dores musculares. </li></ul><ul><li>- Problemas de audição e visão. </li></ul><ul><li>- Problemas do sistema vascular. </li></ul><ul><li>- Menor protecção do sistema imunitário. </li></ul>
  3. 3. Sobre as alterações cognitivas e comportamentais: <ul><li>- Declínio intelectual. </li></ul><ul><li>- Demência. </li></ul><ul><li>- Dependência. </li></ul><ul><li>- Depressão. </li></ul><ul><li>- Inactividade. </li></ul><ul><li>- Desinteresse. </li></ul><ul><li>- Falta de cuidados pessoais. </li></ul>
  4. 4. Expressões mais utilizadas para caracterizar a velhice: <ul><li>- Desemprego. </li></ul><ul><li>- Doença. </li></ul><ul><li>- Reforma. </li></ul><ul><li>- Solidão. </li></ul><ul><li>- Sofrimento. </li></ul><ul><li>- Incapacidade. </li></ul><ul><li>- Estorvo. </li></ul><ul><li>- Morte. </li></ul>
  5. 5. Será este o caminho certo para aceitar a velhice?! <ul><li>- O esquecimento é, muitas vezes, fruto de factores secundários (medicação, isolamento, entre outros) </li></ul><ul><li>- A demência pode ser sintoma de alguma doença grave ou de malnutrição. </li></ul><ul><li>- O desenvolvimento psicossocial pode gerar conflito. </li></ul><ul><li>- A reforma representa a velhice e é o sintoma de uma última etapa. </li></ul>
  6. 6. Caminhamos para a mudança <ul><li>- Mudamos a forma de educar os nossos filhos em relação aos nossos pais. </li></ul><ul><li>- Mudamos o nosso estilo de vida. </li></ul><ul><li>- Mudamos a nossa forma de perspectivar o futuro. </li></ul><ul><li>- Aceitamos a introdução das novas tecnologias e a evolução da ciência no nosso dia-a-dia. </li></ul><ul><li>- Aceitamos a designação do século XXI como a era do conhecimento e da mudança. </li></ul>
  7. 7. A forma de conviver com a velhice deve ser alterada pois sabemos que: <ul><li>- A esperança média de vida aumentou. </li></ul><ul><li>- As pessoas mantêm-se activas e produtivas até mais tarde. </li></ul><ul><li>- Um dia também seremos idosos. </li></ul><ul><li>- Todos têm o direito à vida e a serem tratados com respeito e dignidade. </li></ul>
  8. 8. A sociedade do século XXI e a aposta na mudança <ul><li>- Criar uma sociedade sem idade. </li></ul><ul><li>- Eliminar os estereótipos falsos sobre a velhice e os idosos. </li></ul><ul><li>- Lutar por uma melhor qualidade de vida. </li></ul><ul><li>- Estimular as relações inter-geracionais. </li></ul><ul><li>- Investir na participação familiar e social. </li></ul><ul><li>- Lutar por uma vida saudável. </li></ul><ul><li>- Manter-se actualizado e activo. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Aluna N.º 903456 </li></ul><ul><li>Turma: 6 </li></ul><ul><ul><li>Helena Maria Tavares Silva Pereira Furtado </li></ul></ul>

×