Judô

538 visualizações

Publicada em

JUDÔ - História, Jigoro Kano, Princípios, Código Moral, Judogi, Graduação, Dojô, Fundamentos Básicos, Divisão das Técnicas, Regras

Publicada em: Esportes
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
538
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Judô

  1. 1. Prof. Ms. Hamilton Lima
  2. 2. Samurai  É no período kamakura que surge os SAMURAIS, exímios lutadores, eles dedicavam sua vida ao aprimoramento e estudo das artes marciais, e a quem o ju-jutsu, antiga arte marcial japonesa, deve seu desenvolvimento e permanência definitiva no quadro mais amplo da cultura nipônica. Apesar da indiscutível eficiência para defesa pessoal não havia regras padronizadas.
  3. 3. Jigoro Kano aos 22 anos  O JUDÔ surgiu em fevereiro de 1822 quando JIGORO KANO, um verdadeiro estudioso do ju-jutsu, então com 22 anos de idade, seleciona e classifica as melhores técnicas dos vários sistemas de ju-jutsu estabelecendo normas a fim de tornar o aprendizado mais fácil e racional e instala no pequeno templo budista de Eishosi, o seu primeiro DOJÔ e dá a sua escola o nome de “KODOKAN”, que se traduz “Instituto do Caminho da Fraternidade” Templo Eishosi: Berço do Judô
  4. 4.  JIGORO KANO nasceu em 28 de outubro de 1860 em Mikage no distrito de Hyogo e faleceu em 04 de maio de 1938, aos 78 anos de idade vítima de pneumonia a bordo do navio SS HIKAWA- MARÚ, proveniente do Cairo.
  5. 5. Kiuzo Mifune e Jigoro Kano Jigoro Kano  Seus mestres foram:  HACHINOSUKE FUKUDA, (Tenjin-Shinyo Ryu).  MASATONO ISO, (Tenjin-Shinyo Ryu).  TSUNETOSHI IIKUGO, (Kito Ryu).
  6. 6.  SEIRYOKU ZENYÔ (Princípio da Máxima Eficácia com o Menor Esforço)  JITA KYÔEI (Princípio da Prosperidade e Benefício Mútuo)  JU (Princípio da suavidade)
  7. 7. Amizade Coragem Honra ModéstiaCortesia Sinceridade Respeito Autocontrole
  8. 8.  Wagui (casaco)  Obi (faixa)  Shitabaki ou Zubon (calça) Eri (lapela) Sode (manga) Sode-guchi (abertura da manga) Shita (parte inferior do wagui) Suso-guchi (abertura da calça)
  9. 9.  Os JUDOKAS são classificados em duas graduações: Kiu e Dan  KIU – GRADUAÇÃO INFERIOR  DAN – GRADUAÇÃO SUPERIOR
  10. 10. Faixa branca iniciante DANGAI Faixa Cinza 7º kiu Faixa Azul 6º kiu Faixa Amarela 5º kiu Faixa Laranja 4º kiu Faixa Verde 3º kiu Faixa Roxa 2º kiu Faixa Marrom 1º kiu
  11. 11. Faixa preta Do 1º ao 5º DAN Yudansha Faixa vermelha e branca Do 6º ao 8º DAN Kodansha Faixa vermelha 9º e 10º DAN Kodansha
  12. 12.  Todos iniciantes são faixa branca e desde então aprendem a amarrar a faixa
  13. 13.  o termo “DO” não só significa Caminho como também ensino e o termo “JÔ” lugar. Então DOJÔ quer dizer: o lugar onde se ensina
  14. 14. SHIZEN TAI JIGO TAI Shizen Hon Tai Migi Shizen Tai Hidari Shizen Tai Jigo Hon Tai Migi Jigo Tai Hidari Jigo Tai
  15. 15. KUMIKATA SHIZEN TAI KUMIKATA JIGO TAI Kumikata Shizen Hon Tai Kumikata Migi Shizen Tai Kumikata Hidari Shizen Tai Kumikata Jigo Hon Tai Kumikata Migi Jigo Tai Kumikata Hidari Jigo Tai
  16. 16. MAE MAWARI SABAKI USHIRO SABAKIMAE SABAKI
  17. 17.  HAPPO-NO-KUZUSHI: Desequilíbrio em oito direções
  18. 18. USHIRO UKEMI (amortecimento para trás) MAE UKEMI (amortecimento para frente) YOKO UKEMI (amortecimento para o lado) ZEMPO KAITEN UKEMI (amortecimento com giro frontal)
  19. 19. Judô Nage Waza Katame Waza Atemi Waza
  20. 20.  TATI WAZA (técnicas em pé) I. Te Waza (técnicas de mão/braço) II. Koshi Waza (técnicas de quadril) III. Ashi Waza (técnicas de pé/perna)  SUTEMI WAZA (técnicas de projeção) I. Yoko Sutemi Waza (téc. de sacrifício para o lado) II. Ma Sutemi Waza (téc. de sacrifício para frente)
  21. 21. Ashi Waza Te Waza Koshi Waza TATI WAZA
  22. 22. Yoko Sutemi waza Mae Sutemi Waza SUTEMI WAZA
  23. 23.  KUZUSHI - desequilíbrio  TSUKURI – construção  KAKE - execução
  24. 24.  Ossaekomi Waza (técnicas de imobilização)  Shime Waza (técnicas de estrangulamentos)  Kansetsu Waza (técnicas de luxação)
  25. 25. Shime waza Ossaekomi Waza Kansetsu Waza
  26. 26.  Apesar de fazerem parte do judô, eles nunca são utilizados nos treinos livres, ou nas competições. UDE ATE (golpe com o braço) 1- tsukidashi 2- kobushi 3- horyu 4- tegatana 5- hiji 6- ryôgan-tsuki ASHI ATE (golpe com o pé) 7- hiza-ganshira 8- ashiura 9- kakato
  27. 27. Ude Ate Ashi Ate
  28. 28.  IPPON  WAZA-ARI  YUKO Quando projetar com as costas no chão”, com téc. que apresentem, força, controle e velocidade ou quando é finalizado por uma téc. de estrangulamento, téc. de luxação, ou quando é imobilizado por 20 segundos Quando projetar de costas, mas a técnica carecer de um dos três elementos necessários para o Ippon ou conseguir imobilizar o oponente de 15 a 19 segundos Quando projetar de lado, mas a técnica carecer parcialmente de dois dos três elementos necessários para o Ippon ou imobilizar o seu oponente de 10 a 15 segundos
  29. 29.  INDICAÇÃO DE INFRAÇÃO  SHIDO  HANSOKU-MAKE  FALTA DE COMBATITIVIDADE
  30. 30.  MATE  OSSAEKOMI  TOKETA  AJUSTAR O JUDOGI

×