A família e cristã

360 visualizações

Publicada em

para familia

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
360
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A família e cristã

  1. 1. A FAMILIA CRISTÃ Por: Pr. Antônio Gilberto 1. A família e o amor. 1 Co 13.1-7 2. A Bíblia e o sexo cuidado pro não. Gê 4.1 3. Você e o sexo se expor: Êx 28.42 4. O problema gregório a. Más companheiros b. Mas amigos. 1 Sm 13.16-17 c. Maus conselhos d. Maus ambientes A FAMILIA CRISTÃ Pr. Antônio Gilberto Sumário do assunto 1. A família cristã 2 2. O amor e suas diferentes expressões, 7 3. Os problemas básicos do jovem, 10 4. O impulso sexual, 11 5. O solteiro, 12 6. A idade madura e a velhice, 13 7. Namoro, noivado, casamento, 14 8. A personalidade e sua estrutura, 19 9. O porte cristão, 22 10.Vícios e drogas, 23 11.Problemas da família, 24 12.A tentação, 27 13.Nossa vida psíquica, 27 14.Pecados do sexo, 28 15.O casamento, 29 16.Pais, filhos, maridos, mulheres, 31 17.A família e a vida cristã, 32 18.Conclusão, 33 É proibida a reprodução total ou parcial deste trabalho sem a permissão do autor
  2. 2. Seminários bíblicos semanais – SEBS Caixa postal 2554 20010 Rio de Janeiro – RJ A FAMÍLIA CRISTÃ Pr. Antônio Gilberto 1. A família cristã 01.1 Pe 1.15 – “Mas, como é santo Aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver.” i. A frase “SEDE SANTOS”. ii. É um imperativo de Deus para nós: “SEDE”. iii. Como podemos ser santos? iv. “Em todas a vossa maneira de viver” – inclui a família; cada membro dela individualmente. v. A santidade é o atributo que mais caracteriza a pessoa de Deus na Bíblia, e, inclui ao mesmo tempo todos os demais atributos divinos. vi. 1 Ts 4.4 – “Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra”. vii. A frase “SAIBA POSSUIR”. viii. É um imperativo de Deus para nós: “SAIBA”. ix. Como podemos saber, conforme ordena este texto? 02.Objetivo do seminário da família a. Prevenção. Pv 22.3; 27.12 i. Prevenção de males e problemas na família em geral. ii. A igreja, humanamente falando, é um grupo social vivendo em meio a um grupo social maior chamado sociedade, repleto de padrões de conduta anti-Deus, antibíblicos e anticristãos. b. Terapia. i. Terapia da família. Problemas e males já instalados na família em geral. ii. A família é a parte mais importante da IGREJA, da NAÇÃO, e da SOCIEDADE. Para que as três caminhem abençoadas e felizes, temos que ir à Palavra de Deus. Nela está a origem, bem como as normas para as três: a Igreja, a Nação, e a Sociedade. iii. Nessa terapia está: 1. Ajuda ao pastor da igreja no seu atendimento à família em geral. 2. Ajuda à igreja local, como uma grande família; como um todo; como um rebanho. 3. Ajuda a cada família da igreja – fortalecendo-a, unindo-a, orientando-a, melhorando o casamento, o casal, o lar, os membros da família, os parentes. 4. Ajuda aos jovens. Seus assuntos, problemas e dúvidas quanto a namoro, noivado, casamento, vocação, profissão, carreira, etc. 03.Os dois lados do assunto da família i. O lado bíblico e o lado humano e social da família. ii. Na igreja muitos conhecem o lado bíblico e nada ou quase nada do lado humano e social da família. iii. Outros conhecem bem o lado humano e social, e nada ou quase nada do lado bíblico, doutrinário, divino, da família.
  3. 3. iv. O que é CERTO? O que é ERRADO concernente a família? Não basta ensinar sobre o que é CERTO; é preciso também ensinar sobre o que é ERRADO, preventivamente. 04.A Bíblia e a família i. Através de toda a Bíblia vemos Deus sempre abençoando a família e cuidando dela de muitas maneiras. ii. Gn 1.28 – “E Deus os abençoou.” Isso refere-se à primeira família. Ver também Gn 5.2. iii. Gn 6.18 – Deus salva uma família do Dilúvio. iv. Gn 12.3 – Deus dando origem à nação israelita por meio de uma família – Abraão e Sara. v. Gn 19.12 – Na destruição de Sodoma, Deus salva uma família, enviando seus anjos. vi. Êx 10.11 – A família sob ataque do inimigo: dividir a família. “Andai agora vós, varões.” vii. Êx 12.3 – Deus provê a preservação da família mediante um cordeiro para cada família. viii. Js 2.18 – Toda a família de Raabe salva durante a destruição de Jericó. Ver Js 6.21-25. ix. Mt 1.15 – Através de uma família (José e Maria, veio ao mundo o Salvador da humanidade. x. At 16.31 – Toda a família incluída na promessa bíblica da salvação. 05.A Bíblia e o sexo a. A bíblia é franca e cautelosa. É assim que a Bíblia trata dos assuntos do sexo i. Exemplos dessa franqueza e cautela da Bíblia: Êx 28.42; Dt 25.11; 28.57. b. Nossa linha de ação ao tratar do sexo. É a mesma da Bíblia: franca, mas cautelosa. c. A Igreja e o sexo. A igreja resolveu ignorar o assunto da sexualidade para seu próprio Prejuízo, enquanto a Bíblia trata dele desde os seus primeiros capítulos. Alguns exemplos disso: i. Gn 1.27 – Que significa a expressão “macho e fêmea” na sua plenitude? (Versão Almeida Revista e Corrigida) ii. Gn 1.28 – “Frutificai e multiplicai-vo.” iii. Gn 2.7, 22 – Deus “formou o homem”, e, “formou uma mulher”. Nesse “formou” está também a sexualidade dele e dela. iv. Gn 2.22ª – “E trouxe-a a Adão”. Aí está outra profunda noção de sexualidade na Bíblia. v. Gn 2.24 – O casamento instituído por Deus, como meio de companheirismo, prazer amoroso, e prossecução da espécie humana. A expressão “UMA SÓ CARNE” inclui a sexualidade. vi. Gn 4.1 – “Conheceu Adão a Eva, sua mulher; e ela concebeu”. Um exemplo sem rodeios de sexualidade na vida conjugal. vii. Cantares (o livro todo) – É a descrição do amor conjugal. viii. Mt 5.27, 28 – Aqui Jesus abordou o assunto do sexo com clareza e franqueza. O mesmo ocorre no restante do Novo Testamento. 06.Que é o sexo a. “Sexo” literalmente significa diferença; distinguir. i. O termo vem do latim sexus, forma nominal do verbo secare, que significa distinguir, separar, cortar, secionar. ii. O termo sexo refere-se mais ao aspecto fisiológico e orgânico. iii. Sexualidade refere-se mais ao aspecto psicológico do sexo. b. Definição de “sexo” i. São todas as diferenças entre macho e fêmea. ii. São quatro as principais diferenças:
  4. 4. 1. A diferença MORFOLÓGICA São as diferenças anatômicas. Exemplos: forma do corpo, ossos, mãos, pés, crânio, esqueleto, pélvis, etc. 2. A diferença FISIOLÓGICA São as diferenças funcionais da pessoa. Exemplos: genitália, altura, peso, sangue (hemácias), coração, temperatura, percepções sensoriais, resistência física, funções orgânicas, etc. 3. A diferença BIOLÓGICA São as diferenças hormonais (principalmente). Exemplos: voz, pelos (distribuição), pele, gestos, atitudes, andar, postura, etc. 4. A diferença PSICOLÓGICA São as diferenças comportamentais. Diferenças essas: sociais, afetivas, emocionais, sentimentos, desempenho, mentalidade, sensibilidade. i. Gn 2.7 – formação do homem: “yatsar” = formar (como numa forma). ii. Gn 2.22 – formação da mulher: “bamah” = formar (como construindo lentamente, aos poucos). iii. Outras diferenças psicológicas: 1. Ele é mais racional; ela é mais intuitiva. 2. Ele é mais lógico; ela é mais afetiva, sentimental. 3. Ele vê mais o geral; ela vê mais os detalhes. 4. Ele é mais confiante; ela é mais dependente. 5. Ele é mais forte e rústico; ela é mais fraca e delicada (1 Pe 3.7). 07.Você e o sexo a. Que você sabe corretamente sobre este tão importante assunto? b. A ignorância sobre os fatos do sexo leva a muitos males. i. O jovem quanto ao sexo deve ser inexperiente, mas ignorante, NÃO! c. A mulher é inferior ao homem só porque é diferente dele? d. O homem é superior à mulher só porque é diferente dela? e. Que orientação você teve sobre este assunto? Quando? Por quem? Ou nunca teve? f. Literatura sobre o assunto. Que literatura você tem sobre este assunto?

×