1 serie composteira

408 visualizações

Publicada em

Projeto alternativas sustentáveis

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
408
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
65
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1 serie composteira

  1. 1. Colégio Embraer Juarez Wanderley Composteira “Caseira” Componentes do Grupo: Nome Nº Turma Ana Vieira 03 Zeppelin Eduarda Cauane 10 Zeppelin Gabriela Cursino 15 Zeppelin Giovanna Pina 14 Beatles Guilherme Almeida 17 Floyd Kamilla Oliveira 17 Zeppelin Larissa Mendes 22 Floyd Marcely Alves 26 Beatles Natanael Santos 30 Floyd Pablo Viana 32 Floyd
  2. 2. INTRODUÇÃO Desde o início do ano letivo, viemos aprendendo um pouco mais sobre o mundo em que habitamos, e quem são seus habitantes. O foco principal do conhecimento do mundo são os problemas ambientais que vêm sendo alimentados pelos fins do capitalismo e pela falta de cuidado do homem com sua própria morada. Os problemas ambientais não são os únicos que abordam nosso planeta. Os problemas sociais atingem todo o mundo, trazendo diversas consequências para a base da pirâmide, a pirâmide da desigualdade. A fome, a falta de moradia, as doenças e a dor são as principais consequências dos habitantes dessa base. Nossa proposta é a criação de uma composteira para a criação de adubo e para o não desperdício de alimentos, já que isso é mais um problema que acarreta a boa vivência na terra.
  3. 3. COMPOSTEIRA “CASEIRA” Nosso projeto se baseia na decomposição de alimentos (que seriam descartados, as sobras das nossas refeições) por minhocas, armazenadas dentro de caixas de plástico, transformando os “restos” em adubo, pronto para ser utilizado. Material Necessário: 3 (três) caixas de plástico com tampa. Tamanho: 45x60x30cm. Torneira Montagem: Fure o fundo de duas caixas com pequenos buracos de aproximadamente meio centímetro de diâmetro. Em uma das caixas furadas, coloque terra e as minhocas e enterre com a terra misturada com o material orgânico ( 2 partes de terra para uma parte de material orgânico). Empilhe as caixas, deixando a sem furos e com a torneira embaixo, a cheia no meio e a vazia encima. A vasilha debaixo armazenará o chorume, que pode ser usado na borrifação de plantas, de 20 em 20 dias, por tratar-se de um líquido rico em nutrientes. Quando a caixa do meio se encher completamente, passe-a para cima, deixando a vazia no meio. Todo o material orgânico será despejado nessa, e o chorume escorrerá da superior, deixando o adubo seco. As minhocas passarão para baixo. OBSERVAÇÕES: Nunca coloque carnes e alimentos cítricos na composteira. As carnes têm lenta decomposição e os alimentos cítricos atrapalham o processo.
  4. 4. IMPORTÂNCIA DO PROJETO O desperdício de alimentos, como já mostrado na introdução, é um problema que atinge o mundo. O Brasil é o 4ª maior produtor de alimentos do mundo (Akatu 2003) e produz 25% a mais do que usa. De toda essa produção, grande parte é desperdiçada. Segundo dados da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), 26,3 milhões de toneladas de alimentos vão para o lixo. De acordo com a Revista Superinteressante, toda a comida desperdiçada, a cada dia, alimentaria 19 milhões de brasileiros com três refeições. Cada família brasileira desperdiça, em média, 20% da comida preparada semanalmente. A importância do projeto para o Brasil e para o mundo é a conscientização de que o alimento que sobra, que é julgado como “não comestível”, pode ter outro destino, que não é o lixo. No colégio, muitas vezes, diariamente, vemos alunos desperdiçando comida, que, mesmo não sendo paga por eles, não deve ser jogada fora. “Para mim, o projeto trará aproveitamento total dos gastos alimentares, e o produto final, o adubo, garantirá que boa parte das plantas tenham um solo melhor, reciclado como o solo normal.” (Natanael Santos)
  5. 5. CUSTOS ENVOLVIDOS Caixas de Plástico (cada composteira exige três) Torneira de plástico Terra Minhocas californianas Restos de Alimentos
  6. 6. REFERÊNCIAS LEVISCHI, Beatriz. “Como fazer uma composteira em casa” Disponível em: http://mdemulher.abril.com.br/casa/reportagem/jardinagem/como-fazer- composteira-casa-725610.shtml D’ADDEZIO, Fernanda. “Saiba como fazer e usar uma composteira caseira”. Disponível em: http://ciclovivo.com.br/noticia/dica_saiba_como_fazer_e_usar_uma_composteira_caseira ONG Banco de Alimentos – “O Desperdício de Alimentos no Brasil” – Disponível em: http://www.bancodealimentos.org.br/o-desperdicio-de-alimentos-no- brasil/ VELLOSO, Rodrigo. “Comida é o que não falta.” Superinteressante. São Paulo: Ed. Abril, nº 174, março/2002.

×