Git

171 visualizações

Publicada em

Git para iniciantes

Publicada em: Software
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
171
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Git

  1. 1. git
  2. 2. Primeiro contato com um repositório
  3. 3. Iniciando um repositório $ git init $ touch README.txt $ git add . $ git commit -m ‘Primeiro commit’ $ git remote add origin ‘git://github.com/guigonc/repositorio.git $ git push init - Cria uma pasta .git contendo os arquivos necessários para o repositório. O comando acima adiciona um repositório remoto chamado ‘origin’ (é o nome padrão) na url especificada. remote - Gerencia repositórios remotos. • add - Adiciona um repositório remoto. add - Adiciona arquivos para o proximo commit. O .(ponto) é para adicionar todas as alterações. commit - Salva uma versão das alterações no repositório. É necessário identificar com uma mensagem o commit criado , isso é permitido pela opção m. push - Sincroniza com o repositório remoto as versões salvas.
  4. 4. Clonando um repositório $ git clone git://github.com/guigonc/repositorio.git clone - Clona o repositorio remoto em um diretório local.
  5. 5. Criando uma identificação $ git config --global user.name “Nome” $ git config --global user.email nome@mail.com config- Gerencia configurações do repositório. as opções user.name e user.email são usadas para identificação do autor do commit.
  6. 6. Fazendo alterações no repositório
  7. 7. Salvando alterações no repositório status - Exibe arquivos que sofreram alterações no diretório de trabalho e novos arquivos. $ echo ‘arquivo 1’ > arquivo1.txt $ git status $ git add arquivo1.txt add - Adiciona o arquivo para o proximo commit. $ git commit -m ‘Cria arquivo 1' commit - Salva uma versão das alterações no repositório. É necessário identificar com uma mensagem o commit criado , isso é permitido pela opção m. $ git pull pull - Recupera e aplica alterações feitas do repositório remoto. $ git push push - Sincroniza com o repositório remoto as versões salvas.
  8. 8. Sempre faça um pull antes de começar a fazer alterações! *
  9. 9. Ramificações
  10. 10. Git permite ramificações, de modo que alterações possam ser feitas independentemente, sem causar impacto umas nas outras ou na versão principal (master) do repositório.
  11. 11. Criando um branch checkout - Com a opção b, o comando cria um novo branch $ git checkout -b novo_branch $ echo ‘arquivo 2’ > arquivo2.txt $ git add . $ git commit -m ‘Primeiro commit’ $ git push -u origin novo_branch push - Sincroniza com o repositório remoto as versões salvas. Na primeira vez que executarmos o comando push devemos usar a opção u, para criar um relacionamento do branch local com um branch de mesmo nome no repositório remoto
  12. 12. Unindo branches Para unir dois branches, antes é preciso navegar para o branch que irá receber as alterações do outro branch. checkout - Atualiza os arquivos do diretório de trabalho para a versão especificada. $ git checkout master $ git merge nova_branch merge - Une duas versões do repositório.
  13. 13. Apagando um branch Para apagar um branch antes é preciso navegar para um outro branch. checkout - Atualiza os arquivos do diretório de trabalho para a versão especificada. $ git checkout master $ git branch -d novo_branch $ git push origin :novo_branch branch - Gerencia os branches do repositório. Com a opção d o comando deleta o branch. push <remote> :<branch> - Quando prefixamos :(dois pontos) no nome do branch o comando irá apagar o branch no repositório remoto.
  14. 14. Informações sobre o repositório
  15. 15. Visualizando versões log - Exibe o histórico de versões do repositório. $ git log branch - Lista os branches. Pode ser usada a opção r para exibir os branches no repositório remoto ou a para exibir os branches locais e remotos. $ git branch diff - Exibe a diferença entre duas versões. As versões podem ser branches ou commits. Se uma das versões for omitida será exibida a diferença com os arquivos do diretório de trabalho. $ git diff
  16. 16. git <comando> --help

×