ENXERGANDO O COMÉRCIO ELETRÔNICO     COMO TECNOLOGIA VERDE:Promovendo a sustentabilidade e impactos      socioeconômicos p...
Embora sejamcrescentes o número deusuários e o volume decompras online noBrasil,ainda é muito comumencontrarmos pequenase ...
INTERNETMeio de Relacionamento com Clientes e            Fornecedores
e-Commerce no Brasil: Consumidores              2001-2011                                     Milhões                     ...
e-Commerce no Brasil: Faturamento                                                        23,4 Bilhões                     ...
Muitas empresas ainda não têm siteE a maioria das que têm, apresenta sites debaixa qualidade, com:a) informações precárias...
Microempreendedores, pequenas e médiasempresas, são os que mais se beneficiariam como desenvolvimento do Comércio Eletrôni...
x             Loja OnlineBaixo custo de implementação e manutenção,se comparado às lojas físicas, de tijolo econcreto.
Como começar um negócio na Internet? É cada vez mais comum, os próprios empreendedores criarem ‘páginas na Internet’ para ...
A falta de um profissional, comprometesignificativamente a qualidade final do trabalho,aborrecendo clientes e passando uma...
Os primeiros passos no Comércio Eletrônicopodem ser dados nas Redes Sociais:Facebook, Youtube, Blogs, etc.,para, depois de...
Elimina ou diminui significativamente        e     erc                 Engarrafamentos      m                             ...
Comércio Eletrônico = e-CommerceO Comércio Eletrônico, por si só, já deve serenxergado como uma tecnologia verde.Porque pr...
Trabalho em casa /Trabalho remotoeComércioEletrônico
Qualidade de VidaFamília   Conforto   Economia   Produtividade
As 5 características principais do ComércioEletrônico que confirmam nossa tese:1.E-Invoicing e E-Billing: transações entre...
3. Facilidades via Intranet.   Ex.: Redução do uso de papel e impressões,   ocasionando aumento da eficiência organizacion...
ConclusãoTodos nós, entidades públicas ou privadas, oumesmo simples cidadãos, devemos incentivaro desenvolvimento do Comér...
Mas atenção!A contratação de profissionais relacionados àcriação de sites e publicidade na Internet, éfundamental para que...
Muito Obrigado!                                                Contatos:                                         Gustavo S...
Referências BibliográficasALMEIDA, Sérgio. A Arte de Cuidar do Cliente: de A a V. Salvador: Casa daQualidade, 2006.ANDERSO...
Palestra: "Enxergando o Comércio Eletrônico como Tecnologia Verde: Promovendo a Sustentabilidade e Impactos Socioeconômico...
Palestra: "Enxergando o Comércio Eletrônico como Tecnologia Verde: Promovendo a Sustentabilidade e Impactos Socioeconômico...
Palestra: "Enxergando o Comércio Eletrônico como Tecnologia Verde: Promovendo a Sustentabilidade e Impactos Socioeconômico...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Palestra: "Enxergando o Comércio Eletrônico como Tecnologia Verde: Promovendo a Sustentabilidade e Impactos Socioeconômicos Positivos”

443 visualizações

Publicada em

CEFET-RJ - Centro Federal de Educação Tecnológica - Rio de Janeiro
Semana de Extensão 2012
Palestra: "ENXERGANDO O COMÉRCIO ELETRÔNICO COMO TECNOLOGIA VERDE: PROMOVENDO A SUSTENTABILIDADE E IMPACTOS SOCIOECONÔMICOS POSITIVOS”
Palestra proferida por: Gustavo Seabra
Data: 18/10/2012

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
443
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestra: "Enxergando o Comércio Eletrônico como Tecnologia Verde: Promovendo a Sustentabilidade e Impactos Socioeconômicos Positivos”

  1. 1. ENXERGANDO O COMÉRCIO ELETRÔNICO COMO TECNOLOGIA VERDE:Promovendo a sustentabilidade e impactos socioeconômicos positivos Apresentação Gustavo Seabra
  2. 2. Embora sejamcrescentes o número deusuários e o volume decompras online noBrasil,ainda é muito comumencontrarmos pequenase médias empresasbrasileiras não dandoo devido valor à Internet.
  3. 3. INTERNETMeio de Relacionamento com Clientes e Fornecedores
  4. 4. e-Commerce no Brasil: Consumidores 2001-2011 Milhões e-Consumidores
  5. 5. e-Commerce no Brasil: Faturamento 23,4 Bilhões (R$) 2001-2012 18,7 *estimativa 2012 2012* Fontes: 1) www.e-commerce.org.br 2) www.camara-e.net/2012/04/20/e-commerce-deve-faturar-r-234-bi-em-2012-no-brasil/
  6. 6. Muitas empresas ainda não têm siteE a maioria das que têm, apresenta sites debaixa qualidade, com:a) informações precárias;b) poucos recursos úteis;c) quase nenhuma interatividadecom seus visitantes/clientes.
  7. 7. Microempreendedores, pequenas e médiasempresas, são os que mais se beneficiariam como desenvolvimento do Comércio Eletrônico.
  8. 8. x Loja OnlineBaixo custo de implementação e manutenção,se comparado às lojas físicas, de tijolo econcreto.
  9. 9. Como começar um negócio na Internet? É cada vez mais comum, os próprios empreendedores criarem ‘páginas na Internet’ para divulgação de seus produtos e serviços, sem a ajuda de um profissional de criação de site ou desenvolvedor de sistemas. s to do i ! ze n do est á fa ê ravoc Er
  10. 10. A falta de um profissional, comprometesignificativamente a qualidade final do trabalho,aborrecendo clientes e passando uma imagemruim da empresa, muitas vezes distorcida.
  11. 11. Os primeiros passos no Comércio Eletrônicopodem ser dados nas Redes Sociais:Facebook, Youtube, Blogs, etc.,para, depois de ganhar um ‘fôlego’, contratarum profissional para criar o site de suaempresa.
  12. 12. Elimina ou diminui significativamente e erc Engarrafamentos m & ome-c Superlotação nos transportes públicos Tempo gasto / Custo / Poluição deslocamentos deslocamentos Problemas de Saúde
  13. 13. Comércio Eletrônico = e-CommerceO Comércio Eletrônico, por si só, já deve serenxergado como uma tecnologia verde.Porque promove a sustentabilidade e geraimpactos socioeconômicos positivos nasociedade como um todo.www @
  14. 14. Trabalho em casa /Trabalho remotoeComércioEletrônico
  15. 15. Qualidade de VidaFamília Conforto Economia Produtividade
  16. 16. As 5 características principais do ComércioEletrônico que confirmam nossa tese:1.E-Invoicing e E-Billing: transações entre empresassão feitas eletronicamente.Ex.: Faturamento e pagamento, não utilizando denenhum documento impresso ou deslocamento entreas partes envolvidas.2.Facilidades via Web.Ex.: Redução de deslocamentos dos clientes, lojasvirtuais, atendimento por telefone, e-mail e vídeoconferência, etc.
  17. 17. 3. Facilidades via Intranet. Ex.: Redução do uso de papel e impressões, ocasionando aumento da eficiência organizacional nos processos burocráticos, com maior controle e organização de informações.4. Melhor logística (empacotamento, envio transporte, etc.) – Redução do nível de empacotamento e organização das entregas em lotes, e não em ordens individuais (quando possível).5. Utilização de softwares de gestão centralizados, com banco de dados único e informações acessíveis a todos com facilidade, velocidade e segurança.Fonte: Wikipedia
  18. 18. ConclusãoTodos nós, entidades públicas ou privadas, oumesmo simples cidadãos, devemos incentivaro desenvolvimento do Comércio Eletrônico,sobretudo quando falamos emmicroempreendedores, pequenase médias empresas.
  19. 19. Mas atenção!A contratação de profissionais relacionados àcriação de sites e publicidade na Internet, éfundamental para que se atinja a qualidade e osobjetivos esperados. Pense verde, mas com profissionalismo.
  20. 20. Muito Obrigado! Contatos: Gustavo Seabra tels.: (21) 8777-2590www.GrupoEditagos.com.br (21) 2456-8696 contato@gustavoseabra.com.br www.facebook.com/gustavoseabra2010
  21. 21. Referências BibliográficasALMEIDA, Sérgio. A Arte de Cuidar do Cliente: de A a V. Salvador: Casa daQualidade, 2006.ANDERSON, Chris. A Cauda Longa: do mercado de massa para o mercado denicho. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.DUAILIBI, Roberto & SIMONSEN JR., Harry. Criatividade & Marketing. 9 a Ed. SãoPaulo: Pearson Makron Books, 2000.GATES, Bill. A Empresa na Velocidade do Pensamento: com um sistema nervosodigital. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.JAFFE, Joseph. O Declínio da Mídia de Massa: Por que os comerciais de TV de30 segundos estão com os dias contados. São Paulo: M. Books do Brasil, 2008.ROBERTS, Kevin. Lovemarks: O futuro além das marcas. São Paulo: M. Booksdo Brasil, 2005.WIKIPEDIA. Sustentabilidade. Disponível em:<http://pt.wikipedia.org/wiki/Sustentabilidade>. Acesso em: 02 setembro 2012._________. TI Verde. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/TI_verde>ZEFF, Robbin & ARONSON, Brad. Publicidade na Internet. Rio de Janeiro:Campus, 2000.

×