Curso rápido de formação de facilitadores em GC

3.529 visualizações

Publicada em

Curso rápido ministrado durante o XII CREAD/MERCOSUL/SUR

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.529
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.911
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
120
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Curso rápido de formação de facilitadores em GC

  1. 1. Curso: Formação de Facilitadores em Gestão do Conhecimento e Aprendizado Organizacional Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  2. 2. 1ª Parte – Revisão Teórica Objetivos centrais dessa 1ª parte são analisar: 1- O porquê das dificuldades que organizações enfrentam para implantar processos de Gestão do Conhecimento (GC) de forma sustentada; 2 - As repercussões dessas dificuldades na Gestão da Inovação e no Aprendizado Organizacional. Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  3. 3. O bêbado e o passante Fonte:Peter Senge Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  4. 4. A inovação A inovação é percebida como elemento-chave para a sobrevivência das organizações Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  5. 5. Inovação contínua ou incremental Não basta melhorar. Inovação contínua ou incremental não responde às necessidades de diferenciação da organização Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  6. 6. Inovação radical É preciso inovação radical, que implica em criação de conhecimento organizacional. Novas estruturas de conhecimento: tecnológicas e culturais Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  7. 7. O Paradoxo da Inovação O próprio fato de nenhuma das tantas teorias sobre inovação responder de forma satisfatória às necessidades das organizações, sugere que se está procurando no lugar errado. Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  8. 8. O Paradoxo da Inovação Stephen Denning escreveu um livro sobre “O poder das Narrativas nas Organizações” e diz que “ se a inovação é um paradoxo, como em qualquer paradoxo a solução deve estar em rever os pressupostos básicos”. Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  9. 9. O Paradoxo da Inovação O livro mais citado sobre GC não é sobre GC, mas sim sobre inovação. NONAKA, Ikujiro; TAKEUCHI, Hirotaka. Criação de Conhecimento na Empresa: Como as Empresas Japonesas Geram a Dinâmica da Inovação. Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  10. 10. Sociedade do Conhecimento Desde os anos 80 que se passou a dar mais atenção aos intangíveis, que são fatores imateriais que contribuem para a produção de mercadorias e serviços, ou outros intangíveis, proporcionando benefícios para os seus controladores Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  11. 11. Sociedade do Conhecimento O conhecimento passa a ser visto como um novo fator de produção, com características muito especiais, que lhe possibilitam excelente criação de valor Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  12. 12. Transferência do Conhecimento Externalizar Conhecimento Informação Conhecimento Internalizar Fonte: Adaptado de TIWANA (2000, p.279) Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  13. 13. Reflexões sobre organizações atuais : O problema é falta ou excesso de informação? Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  14. 14. Reflexões sobre organizações atuais : Estão, em sua maioria, estruturadas para lidar com o conhecimento como um fator econômico de produção? Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  15. 15. Reflexões sobre organizações atuais : Supõem o conhecimento residir somente nas cabeças dos proprietários e dos gerentes? Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  16. 16. Reflexões sobre organizações atuais : São alicerçadas nos mecanismos de comando e de controle, funcionando como burocracias hierárquicas? Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  17. 17. Reflexões sobre organizações atuais : Isso funciona quando o conhecimento é a fonte principal ou um importante ativo na criação de valor ? Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  18. 18. Uma breve história da KM Três Gerações de KM Antes de Centrado em Tecnomíope 1995 Tecnologia A partir Centrado em Valoriza em excesso de 1995 Pessoas o conteúdo A partir Combina Equilibra de 2002 ênfase em conteúdo/contexto/narra pessoas e tivas tecnologia Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  19. 19. Snowden (2007) define três heurísticas: “O Conhecimento é sempre apenas voluntário, nunca forçado”. “Nós só sabemos o que nós sabemos, quando precisamos de sabê-lo”. “Nós sempre sabemos mais do que podemos dizer, e sempre dizemos mais do que podemos escrever”. Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  20. 20. Gestão da Informação GC não deve ser confundida com a Gestão da Informação, embora ... Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  21. 21. Os pesquisadores da economia da inovação sustentam que: Para haver inovação, seja radical ou incremental, determinados fatores ambientais precisam estar presentes; que a organização esteja preparada para ela. Pasteur Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  22. 22. Não basta estimular e reconhecer: 1. a importância da propriedade intelectual; 2. do registro de patentes; 3. o culto à invenção e inovação. Esses são instrumentos estratégicos para o desenvolvimento industrial,... ...mas não bastam. Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  23. 23. O conhecimento tácito Verdadeiro desencadeador de: • diferenciação; • criação de novos conhecimentos e • de inovações realmente relevantes, só se desenvolve e difunde adequadamente se acompanhado de... ...mecanismos de Gestão do Conhecimento sustentada. Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  24. 24. Abordagens tecnomíopes ? •“O conhecimento somente se difunde quando existem processos de aprendizagem pelos quais os seres humanos desenvolvem novas capacidades de ação eficaz. (Peter Senge) • A tecnologia da informação embora crítica para permitir a divulgação de informações, não pode capturar e armazenar conhecimento.” (Peter Senge) Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  25. 25. GC e Gestão da Inovação Após um período de ênfase equivocada nas TIC, em todo o mundo a GC, aliada à Gestão da Inovação, vem se firmando como condutora de ações de incentivo à criatividade e inovação, visando à otimização e o desenvolvimento de novos produtos, processos e sistemas. Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  26. 26. KM 2.0 ? • As informações críticas para gerar conhecimento já não são controladas centralmente, sua propriedade e controle são distribuídos em rede por toda a organização: contexto+conteúdo+narrativas Fonte:David Gurteen Sem uma efetiva Gestão do Conhecimento da organização a enterprise 2.0, simplesmente não funcionará. Ver artigo em : http://kmgoldman.blogspot.com/2008/03/enterprise-20-substitui-gesto-do.html Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  27. 27. Considerações Finais : A inovação só ocorrerá nas organizações como desenvolvimento de um processo cultural, quando houver suporte às capacidades cognitivas e de inovação (conhecimentos tácitos) dos envolvidos. Essas capacidades só serão possíveis como resultado de uma Gestão do Conhecimento adequada e sustentável. Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  28. 28. O que é Aprendizado Organizacional? Estruturas de Conhecimento Existentes •Objetivos/metas Ação •Políticas Organizacional Resultados •Regras e etc. (Rotinas) Single loop Double loop Aprendizado Organizacional: O esquema tradicional de Argyris&Schoen – Adaptado de Moresi(2001) Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  29. 29. Minha definição de GC : Gestão do Conhecimento Organizacional é um processo, para lidar com intangíveis, composto por um conjunto de ações e práticas de apoio que, de forma explícita e sistemática, identificam os conhecimentos críticos para a sustentabilidade da organização, gerenciando as circunstâncias adequadas para que prosperem seus sub-processos associados, em especial, criação, uso, comunicação eficaz e difusão por diferentes grupos,propiciando o Aprendizado Organizacional de segunda ordem. Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  30. 30. 2ª Parte Objetivo- Propor para discussão um Modelo da Dinâmica da Gestão do Conhecimento Organizacional (GC) adequado a lidar com as dificuldades enfrentadas ao se buscar implantar processos de GC de forma sustentada; Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  31. 31. Por que um modelo? Qualquer modelo é de certa forma uma simplificação da realidade. Construímos modelos para melhor compreender sistemas com certo grau de complexidade, impossíveis ou não interessantes de serem reproduzidos, que estejam sendo desenvolvidos ou estudados. Os modelos ajudam a visualizar o sistema como ele é ou como gostaríamos que fosse. Eles permitem especificar a estrutura do sistema, proporcionando um guia para sua construção, ou prever seu comportamento em dadas condições. Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  32. 32. O modelo Completo: Ambiente Variáveis Distúrbios de Internas negócios Reflexão de Reflexão de 2ª ordem 1ª ordem Identidade Estruturas de Variáveis Organiza- Conhecimento Rotinas Resultados cional Organizacional Externas Inovação Feedback Inovação radical contínua Single loop Inovação e Sistemas de Análise dos Outros Educação Empreendedorismo Gestão de Resultados pelos processos Corp. Organizacionais Informações Stakeholders Corp. •Ações de GC Plano Diretor de Gestão do Conhecimento •Orientações (Processo de reflexão de diversas áreas, que gera um documento •Políticas de GC periodicamente atualizado. Produto tangível sobre intangíveis) Double loop Inteligência Modelo de Avaliação Competitiva de Maturidade em GC Processo de Gestão do Conhecimento Copyright do autor © 2008 Biblioteca Nacional Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  33. 33. Reflexão de 1ª ordem Estruturas de Conhecimento Rotinas Resultados Organizacional Feedback Single loop Double loop Inteligência Organizacional Copyright do autor © 2008 Biblioteca Nacional Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  34. 34. Reflexão de 1ª ordem Estruturas de Conhecimento Rotinas Resultados Organizacional Inovação Feedback contínua Inovação Single loop radical Double loop Inteligência Organizacional Copyright do autor © 2008 Biblioteca Nacional Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  35. 35. Reflexão de Reflexão de 2ª ordem 1ª ordem Estruturas de ? Conhecimento Organizacional Rotinas Resultados Inovação Feedback Inovação radical contínua Single loop Double loop Inteligência Organizacional Copyright do autor © 2008 Biblioteca Nacional Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  36. 36. Reflexão de Reflexão de 2ª ordem 1ª ordem Identidade Estruturas de Organiza- Conhecimento Rotinas Resultados cional Organizacional Inovação Feedback Inovação radical contínua Single loop Double loop Inteligência Organizacional Copyright do autor © 2008 Biblioteca Nacional Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  37. 37. Reflexão de Reflexão de 2ª ordem 1ª ordem Identidade Estruturas de Organiza- Conhecimento Rotinas Resultados cional Organizacional Inovação Inovação Feedback radical contínua Single loop Análise dos Resultados pelos Stakeholders Double loop Inteligência Organizacional Copyright do autor © 2008 Biblioteca Nacional Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  38. 38. Reflexão de Reflexão de 2ª ordem 1ª ordem Identidade Estruturas de Organiza- Conhecimento Rotinas Resultados cional Organizacional Inovação Feedback Inovação radical contínua Single loop Inovação e Análise dos Empreendedorismo Resultados pelos Organizacionais Stakeholders •Ações de GC •Orientações •Políticas de GC Double loop Processo de Gestão do Conhecimento Copyright do autor © 2008 Biblioteca Nacional Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  39. 39. Reflexão de Reflexão de 2ª ordem 1ª ordem Identidade Estruturas de Organiza- Conhecimento Rotinas Resultados cional Organizacional Inovação Feedback Inovação radical contínua Single loop Inovação e Análise dos Empreendedorismo Resultados pelos Organizacionais Stakeholders •Ações de GC Plano Diretor de Gestão do Conhecimento •Orientações (Processo de reflexão de diversas áreas, que gera um documento •Políticas de GC periodicamente atualizado. Produto tangível sobre intangíveis) Double loop Processo de Gestão do Conhecimento Copyright do autor © 2008 Biblioteca Nacional Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  40. 40. Reflexão de Reflexão de 2ª ordem 1ª ordem Identidade Estruturas de Organiza- Conhecimento Rotinas Resultados cional Organizacional Inovação Feedback Inovação radical contínua Single loop Inovação e Sistemas de Análise dos Empreendedorismo Gestão de Resultados pelos Organizacionais Informações Stakeholders •Ações de GC Plano Diretor de Gestão do Conhecimento •Orientações (Processo de reflexão de diversas áreas, que gera um documento •Políticas de GC periodicamente atualizado. Produto tangível sobre intangíveis) Double loop Processo de Gestão do Conhecimento Copyright do autor © 2008 Biblioteca Nacional Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  41. 41. Reflexão de Reflexão de 2ª ordem 1ª ordem Identidade Estruturas de Organiza- Conhecimento Rotinas Resultados cional Organizacional Inovação Feedback Inovação radical contínua Single loop Inovação e Sistemas de Análise dos Outros Educação Empreendedorismo Gestão de Resultados pelos processos Corp. Organizacionais Informações Stakeholders Corp. •Ações de GC Plano Diretor de Gestão do Conhecimento •Orientações (Processo de reflexão de diversas áreas, que gera um documento •Políticas de GC periodicamente atualizado. Produto tangível sobre intangíveis) Double loop Processo de Gestão do Conhecimento Copyright do autor © 2008 Biblioteca Nacional Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  42. 42. Reflexão de Reflexão de 2ª ordem 1ª ordem Identidade Estruturas de Variáveis Organiza- Conhecimento Rotinas Resultados cional Organizacional Externas Inovação Feedback Inovação radical contínua Single loop Inovação e Sistemas de Análise dos Outros Educação Empreendedorismo Gestão de Resultados pelos processos Corp. Organizacionais Informações Stakeholders Corp. •Ações de GC Plano Diretor de Gestão do Conhecimento •Orientações (Processo de reflexão de diversas áreas, que gera um documento •Políticas de GC periodicamente atualizado. Produto tangível sobre intangíveis) Double loop Inteligência Competitiva Processo de Gestão do Conhecimento Copyright do autor © 2008 Biblioteca Nacional Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  43. 43. O modelo Completo: Ambiente Variáveis Distúrbios de Internas negócios Reflexão de Reflexão de 2ª ordem 1ª ordem Identidade Estruturas de Variáveis Organiza- Conhecimento Rotinas Resultados cional Organizacional Externas Inovação Feedback Inovação radical contínua Single loop Inovação e Sistemas de Análise dos Outros Educação Empreendedorismo Gestão de Resultados pelos processos Corp. Organizacionais Informações Stakeholders Corp. •Ações de GC Plano Diretor de Gestão do Conhecimento •Orientações (Processo de reflexão de diversas áreas, que gera um documento •Políticas de GC periodicamente atualizado. Produto tangível sobre intangíveis) Double loop Inteligência Modelo de Avaliação Competitiva de Maturidade em GC Processo de Gestão do Conhecimento Copyright do autor © 2008 Biblioteca Nacional Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade
  44. 44. Dúvidas ? www.kmgoldman.blogspot.com http://www.slideshare.net/goldman ? Engº Fernando Goldman Email: fernandogoldman@yahoo.com.br Curso de Facilitadores em GC Centro de Convenções SulAmérica Divisão de Apoio e Professor: Fernando L. Goldman em 07/10/2008 Controle de Qualidade

×