OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS
INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Relatório ons 10-08-2013

2.398 visualizações

Publicada em

Confira o recorde na geração de energia térmica do Nordeste, no sábado 09/08/2014. Em agosto, região tem exportado pela primeira vez energia para o Sudeste

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.398
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.117
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatório ons 10-08-2013

  1. 1. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 1 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados 1 - Balanço de Energia Hidro Nacional Itaipu Binacional Termo Nuclear Termo Convencional Total SIN Intercâmbio Internacional Carga (*) SISTEMA INTERLIGADO NACIONAL - SIN - MWmed % % % % %100,00 Produção Nordeste Sudeste/Centro-Oeste Sul Interc. Internacional Produção e Carga por Submercados e Intercâmbios Verificados - MWmed. Produção Hidro Carga (*) Carga (*) Produção Hidro Produção Termo Carga Produção Termo Produção Hidro Carga (*) Produção Termo Produção Hidro Programado VerificadoLEGENDA: (*) Carga = Consumo + Perdas 57.101 58.154 36.516 9.275 9.611 57.101 58.154 1.790 1.811 62,79 16,53 3,11 5.285 8.837 1.905 3.382 9.611 9.493 9.747 16,76 93 3.103 3.774 6.752 17.552 0 0 0 (*) Norte Nordeste Itaipu Binacional Sudeste/Centro-Oeste Interc Internacional Sul 34.692 11.808 9.340 1.297 (**) Este valor inclui toda a carga de Mato Grosso do Sul suprida pela Enersul (497 MW), assim como a carga dos estados de Acre e Rondônia (547 MW) nesse dia. %Eólica 475 469 0,81 Eólica 354 Eólica 115 36.068 3.880 (**) Produção Termo 1.604 3196 (***) Este valor inclui a carga da região metropolitana de Manaus (1048 MW) (***)
  2. 2. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 2 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados NORTE NORDESTE Hidro Termo Total Carga (MWmed) (*) (***) Carga (MWmed) (*) SUDESTE/CENTRO-OESTE SUL Carga (MWmed) Carga (MWmed) (*) Produção para o Brasil (MWmed) Intercâmbio Internacional (MWmed) 50 Hz 60 Hz Total Paraguai Uruguai Argentina Garabi II % % % % % % % % % % % % % MLT bruta no mês até o dia % MLT armazenável no mês até o dia % % % 2 - Balanço de Energia Detalhado Uruguaiana (*) Carga = Consumo + Perdas MWmês MWmês 3.518 1.9051.634 1.608 1.811 1.790 5.285 5.134 5.641 5.527 8.837 8.728 5.4715.675 3.8043.936 9.2759.611 3.201 3.3826,49 2,80 9,25 5,82 3,28 9,70 30,18 8,50 3,11 41,79 22,73 2,23 20,30 1.604 23.18024.304 3.5703.774 5.2045.378 93 70 3.103 3.131 17.55216.428 0 0 0 0 0 4.941 34.692 11.808 1.297 13.220 9.340 12.552 1.289 13.915 9.469 3.880 4.446 33.770(**) 4.962 Acaray Rivera Garabi I 0 0 0 0 0 TOTAL 00 Import. Export. 00 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 00 (**) Este valor inclui toda a carga de Mato Grosso do Sul suprida pela Enersul (497 MW), assim como a carga dos estados de Acre e Rondônia (547 MW)nesse dia. 354 4010,61 % 115 740,20 % ENA 1.637 MWmed 88 86 Energia Armazenada No dia Desvio dia anterior 11.916 80,4 -56 -0,4 % %MWmês Desvio dia anterior MWmêsNo dia Energia Armazenada % MLT armazenável no mês até o dia % MLT bruta no mês até o dia MWmedENAEnergia Afluente 20.761 40,0 -60 -0,2 1.842 54 53 %MWmês Desvio dia anterior %MWmêsNo dia Energia Armazenada % MLT armazenável no mês até o dia % MLT bruta no mês até o dia MWmedENAEnergia Afluente 25.574 157 126 18.600 93,6 372 1,9 %MWmês Desvio dia anterior %MWmêsNo dia Energia Armazenada % MLT armazenável no mês até o dia % MLT bruta no mês até o dia MWmedENAEnergia Afluente 20.056 126 124 119.669 59,3 -310 -0,1 Produção (MWmed/dia) Hidro Termo Eólica Total Hidro Termo Eólica Total Produção (MWmed/dia) Hidro Termo Nuclear Total Produção (MWmed/dia) Produção (MWmed/dia) Energia Afluente 9.611 9.275 Programado VerificadoLEGENDA: (*) ITAIPU Binacional 3.196 (***) Este valor inclui a carga da região metropolitana de Manaus (1048 MW)
  3. 3. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 3 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados 4 - Destaques da Operação * CARGA E PRODUÇÃO DE ENERGIA POR SUBMERCADO Submercado Sul: A geração hidráulica foi inferior ao valor programado devido à carga abaixo da prevista e devido ao menor envio de energia para o submercado Sudeste/Centro-Oeste. A geração térmica apresentou desvio significativo em relação ao valor programado (ver itens 5 e 6). A geração eólica foi superior ao valor previsto devido a condições favoráveis de vento. 3 - Variação de Carga e Energia Armazenada Carga (*) Sul SE/CO Norte NE Ref. Carga mensal Curva Aversão (MWmed) Previsão Programa Mensal de Operação - PMO (MWmed) Carga Verificada no dia (MWmed) Variação últimos 7 dias/Ref. Carga Curva Aversão (%) Variação últimos 7 dias/Previsão mensal PMO (%) Variação no mês/Ref. Carga Curva Aversão (%) Energia Armazenada Sul SE/CO NENorte Norte Tucurui Capacidade Máxima (MWmês) Variação em relação dia anterior (%) Variação acumulada mensal (%) Diferença em relação à Curva Aversão (%) (*) Carga = Consumo + Perdas Armazenamento ao final do dia (MWmês) Armazenamento ao final do dia (%) Variação no mês/Previsão mensal PMO (%) -4,3 -3,4-0,8-3,6 5.285 8.837 -6,7 -2,1 -7,1 -2,1 -3,4-2,4-4,8-6,1 38.710 9.193 10.452 37.754 9.3145.297 (**) Estes valores incluem toda a carga de Mato Grosso do Sul (**) 10.233 -1,6 -4,1 (**) 9.340 34.692 19.873 201.817 14.812 51.8597.631 18.600 119.669 11.916 6.153 20.761 93,6 59,3 80,4 40,080,6 1,9 -0,1 -0,4 -0,2-0,5 4,8 -1,5 -4,4 -1,4-6,4 63,6 14,6 2,6----- (***) (***) (***) (***) (***) Ver item 9.4
  4. 4. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 4 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados Submercado Sudeste/Centro-Oeste: A geração hidráulica foi superior ao valor programado devido à carga acima da prevista e ao menor recebimento de energia proveniente do submercado Sul. A geração térmica foi ligeiramente inferior ao valor programado (ver itens 5 e 6). A geração nuclear foi ligeiramente superior ao valor programado (ver itens 5 e 6). A geração total de Itaipu foi superior ao valor programado para controle do nível da régua R-11 no período de carga leve, associado à carga acima da prevista no submercado Sudeste/Centro-Oeste. Submercado Nordeste: A geração hidráulica foi inferior ao valor programado devido à maior disponibilidade de geração térmica nesta região. A geração térmica foi superior ao valor programado (ver itens 5 e 6). A geração eólica foi inferior ao valor previsto devido a condições desfavoráveis de vento. A carga foi superior ao valor previsto. Submercado Norte A geração hidráulica foi superior ao valor programado devido à carga acima da prevista nesta região e ao maior envio de energia para o submercado Sudeste/Centro-Oeste. A geração térmica foi ligeiramente inferior ao valor programado (ver itens 5 e 6). * TRANSFERÊNCIA DE ENERGIA ENTRE SUBMERCADOS Intercâmbio de Energia do Submercado Sul O intercâmbio de energia do submercado Sul foi inferior ao valor programado para controle do FBAIN (fluxo Bateias/Ibiúna), no período de carga leve, e no carregamento da transformação 500/345 kV da SE Adrianópolis (Eletrobras Furnas), em função da indisponibilidade do TR-53 ao longo do dia. Intercâmbio de Energia para o Submercado Nordeste O intercâmbio de energia para o submercado Nordeste não apresentou desvio significativo em relação ao valor programado. Intercâmbio de Energia do Submercado Norte O intercâmbio de energia do submercado Norte foi ligeiramente superior ao valor programado devido à carga acima da prevista no submercado Sudeste/Centro-Oeste. Intercâmbio Internacional Não houve intercâmbio internacional, conforme programado.
  5. 5. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 5 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados * OCORRÊNCIAS NA REDE DE OPERAÇÃO Nada a relatar. * OCORRÊNCIAS NA REDE DE DISTRIBUIÇÃO Às 23h32min ocorreu o desligamento automático dos alimentadores 69 kV Mussuré II/João Pessoa e Mussuré II/Cristo (ENERGISA PARAÍBA) e do TR-4 230/69 kV - 100 MVA da SE Mussuré II (CHESF). Causa: A ser identificada. Foi encontrada pipa enroscada nos alimentadores supracitados. Consequência: Interrupção de 70 MW de cargas da Energisa Paraíba, afetando região metropolitana de João Pessoa-PB. Normalização: O restabelecimento das cargas foi iniciado às 23h47min, através de transferência via rede de distribuição, sendo que à 00h56min do dia 11/08/2013 já se encontravam restabelecidos 60 MW de carga. À 01h10min do dia 11/08/2013 foi iniciada a normalização dos equipamentos, sendo concluída à 01h15min, quando também foram restabelecidos os 10 MW de carga remanescentes, após a normalização da configuração da rede de atendimento às cargas da região. O TR-4 da SE Mussuré II permaneceu indisponível, sendo ligado às 14h03min do dia 11/08/2013, após desativação do relé de gás que ativava a proteção de bloqueio. * CONCLUSÃO DE TESTES DE COMISSIONAMENTO DE NOVAS INSTALAÇÕES Nada a relatar.
  6. 6. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 6 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados 5 - Gerações Térmicas das Usinas Tipo I e Tipo II-A 5.1 - Valores de Média Diária das Usinas Térmicas Tipo I Usinas Razão do Capacidade(*) Média Diária Média Diária Obs. Despacho Instal. Dispon. Prog. Verif. Difer. e Var %(**) S U D E S T E / C E N T R O - O E S T E Angra II EN 1350 1350 1350 1371 --- --- (1) Angra I EN 640 440 440 440 --- --- (3) Nortefluminense EN/GE 869 822 822 818 -4 0% (3) Santa Cruz Nova EN 350 350 343 328 -15 -4% --- Luiz Carlos Prestes EN 386 365 365 380 15 4% --- Do Atlântico EN/IN 490 335 335 343 8 2% (3) Gov. Leonel Brizola IN/GE 1058 1027 930 897 -33 -4% --- Linhares EN 204 196 196 193 -3 -2% --- Juiz de Fora --- 87 84 0 0 --- --- --- B. L. Sobrinho --- 386 350 0 0 --- --- --- Euzebio Rocha IN/GE 249 212 212 213 1 0% (3) Aureliano Chaves GE 226 222 192 191 -1 -1% --- Fernando Gasparian GE 576 285 256 256 --- --- (4) Mário Lago GE 923 748 577 592 15 3% (4) Cuiabá GFOM/GE 529 495 440 440 --- --- --- Viana --- 175 175 0 0 --- --- --- Termonorte II EL 340 299 81 81 --- --- (3) Igarapé --- 131 120 0 0 --- --- (2) Daia --- 44 38 0 0 --- --- (3) Palmeiras de Goiás --- 176 170 0 0 --- --- --- Goiânia 2 --- 140 100 0 0 --- --- --- Sol IN 147 49 49 52 3 6% --- Caçu-I IN 130 84 84 80 -4 -5% (3) Ipaussu IN 76 60 60 57 -3 -5% (3) Rio Acre --- 45 32 0 0 --- --- --- TOTAL SE / CO 9727 8408 6732 6732 0 0% Legenda: EL - Elétrica EN - Energética IN - Inflexibilidade EX - Exportação TE - Teste GE - Garantia de Suprimento Energético - Res. CNPE 08/07 e Procedimento Operativo de Curto Prazo - Res. ANEEL 351/09 PE - Perdas GFOM - Geração Fora de Ordem de Mérito de Custo - Resolução ANEEL 272/2007 GSUB - Geração de substituição - Resolução ANEEL 272/2007 ER - Energia Reposição UC - Ultrapassagem da CAR - Resolução CNPE 08 de 20/12/2007 (1) - Não são comparadas por serem programadas sempre na base (2) - Manutenção em Unidade Geradora (3) - Restrição Operativa (4) - Manutenção em Unidade Geradora e Restrição Operativa (*) - A Capacidade Instalada e Disponível não considera o montante de geração com operação comercial suspensa ou em processo de expansão (**) - Diferença (Verificado - Programado) Var% = (Verificado - Programado) / Programado * 100
  7. 7. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 7 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados Usinas Razão do Capacidade(*) Média Diária Média Diária Obs. Despacho Instal. Dispon. Prog. Verif. Difer. e Var %(**) S U L Candiota III IN/EN 350 320 320 321 1 0% --- P. Médici IN/EN 446 100 100 102 2 2% (4) J. Lacerda-C IN/EN 363 335 335 334 -1 0% --- J. Lacerda-B IN 262 120 120 120 --- --- --- J. Lacerda-A IN 232 155 155 175 20 13% (3) Charqueadas IN 72 26 26 15 -11 -42% (4) São Jerônimo IN 20 4 4 4 --- --- (4) Araucária IN/GE 484 239 214 211 -3 -1% (4) Figueira IN 20 13 13 13 --- --- (3) Sepé Tiaraju --- 161 160 0 0 --- --- --- Uruguaiana --- 640 0 0 0 --- --- --- TOTAL S 3050 1472 1287 1295 8 1% N O R D E S T E Termopernambuco EN 533 515 515 533 18 3% --- Porto Pecém I EN 720 290 290 573 283 98% (3) Fortaleza EN 347 340 327 315 -12 -4% --- Celso Furtado GE 186 165 165 167 2 1% (3) Termoceará GE 220 150 102 111 9 9% (3) Rômulo Almeida GE 138 49 49 46 -3 -6% (4) Jesus S. Pereira GE 323 160 160 160 --- --- (2) Maracanau I --- 168 142 0 0 --- --- --- Termocabo --- 50 49 0 0 --- --- --- Termonordeste --- 153 88 0 0 --- --- --- Termoparaiba --- 162 88 0 0 --- --- --- Campina Grande --- 169 156 0 0 --- --- --- Suape II --- 381 371 0 0 --- --- --- Global I --- 149 143 0 0 --- --- --- Global II --- 149 134 0 0 --- --- --- Camaçari --- 347 0 0 0 --- --- --- Camaçari Muricy --- 152 148 0 0 --- --- --- Camaçary Polo --- 150 148 0 0 --- --- --- Petrolina --- 136 130 0 0 --- --- --- Potiguar III --- 66 58 0 0 --- --- --- Potiguar --- 53 48 0 0 --- --- --- Pau Ferro I --- 94 94 0 0 --- --- --- Termomanaus --- 143 143 0 0 --- --- --- Porto Pecém II --- 0 0 0 0 --- --- --- TOTAL NE 4989 3609 1608 1905 297 18% N O R T E Maranhão IV EN 338 328 328 326 -2 -1% --- Maranhão V EN 338 328 328 327 -1 0% --- Porto do Itaqui EN 360 360 360 331 -29 -8% --- Geramar 1 --- 166 166 0 0 --- --- --- Geramar 2 --- 166 166 0 0 --- --- --- Jaraqui --- 75 65 63 62 -1 -2% --- Tambaqui --- 75 71 63 62 -1 -2% --- Manauara --- 85 65 65 66 1 2% --- Ponta Negra --- 85 64 64 66 2 3% --- Cristiano Rocha --- 85 68 68 68 --- --- --- Mauá --- 283 267 145 145 --- --- --- Aparecida --- 251 166 150 151 1 1% --- TOTAL N 2307 2114 1634 1604 -30 -2%
  8. 8. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 8 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados 5.2 - Valores de Média Diária das Usinas Térmicas Tipo II-A Usinas Razão do Capacidade(*) Média Diária Média Diária Obs. Despacho Instal. Dispon. Prog. Verif. Difer. e Var %(**) S U D E S T E / C E N T R O - O E S T E Cocal --- 28 28 20 20 --- --- --- Xavantes --- 54 53 0 0 --- --- --- TOTAL SE 82 81 20 20 0 0% S U L Energia Madeiras GFOM 4 2 2 2 --- --- (3) TOTAL S 4 2 2 2 0 0% N O R D E S T E Enguia CE ** --- 95 90 0 0 --- --- --- Enguia PI ** --- 52 48 0 0 --- --- --- Bahia I --- 32 31 0 0 --- --- --- TOTAL NE 179 169 0 0 0 --- (**) Corresponde ao total de geração programada nas usinas da Enguia nos estados do Ceará e Piauí, respectivamente. O submódulo 26.1 dos Procedimentos de Rede determina que as usinas Tipo I e Tipo II-A são programadas e despachadas centralizadamente pelo ONS. 5.3 - Usinas com mais de uma razão de despacho (Tipo I e II-A) - Médias Diárias Usinas Média Diária Razão do Verificada Programada Despacho ---------------------------------------------------------------------------- Nortefluminense 700 700 EN 118 122 GE ---------------------------------------------------------------------------- Araucária 50 53 IN 161 161 GE ---------------------------------------------------------------------------- Do Atlântico 108 100 EN 235 235 IN ---------------------------------------------------------------------------- Gov. Leonel Brizola 101 101 IN 796 829 GE ---------------------------------------------------------------------------- Euzebio Rocha 86 86 IN 127 126 GE ---------------------------------------------------------------------------- Cuiabá 334 334 GFOM 161 106 GE ---------------------------------------------------------------------------- Candiota III 93 93 IN 228 227 EN ---------------------------------------------------------------------------- P. Médici 29 29 IN 73 71 EN ---------------------------------------------------------------------------- J. Lacerda-C 97 98 IN 237 237 EN ---------------------------------------------------------------------------- Energia Madeiras 1 1 GE 1 1 GFOM
  9. 9. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 9 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados 5.4 - Total de Geração Térmica das Usinas Tipo I e Tipo II-A dos submercados e do SIN Capacidade(*) Média Diária Média Diária Instal. Dispon. Prog. Verif. Difer. e Var %(**) SUDESTE/CENTRO-OESTE 9809 8489 6752 6752 0 0% SUL 3054 1474 1289 1297 8 1% NORDESTE 5168 3778 1608 1905 297 18% NORTE 2307 2114 1634 1604 -30 -2% TOTAL SIN 20338 15855 11283 11558 275 2% 5.5 - Principais diferenças entre as Capacidades Instaladas e Disponibilidade 5.5.1 - Por Manutenção Usinas Capacidade Instalada Disponível Diferença Igarapé 131 120 11 Jesus S. Pereira 323 160 163 Total 454 280 174 5.5.2 - Por Restrição Operativa Usinas Capacidade Instalada Disponível Diferença Euzebio Rocha 249 212 37 Angra I 640 440 200 Termonorte II 340 299 41 Daia 44 38 6 Nortefluminense 869 822 47 Caçu-I 130 84 46 Ipaussu 76 60 16 Do Atlântico 490 335 155 Figueira 20 13 7 J. Lacerda-A 232 155 77 Energia Madeiras 4 2 2 Porto Pecém I 720 290 430 Celso Furtado 186 165 21 Termoceará 220 150 70 Total 4220 3065 1155
  10. 10. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 10 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados 5.5.4 - Por Restrição Operativa e Manutenção Usinas Capacidade Instalada Disponível Diferença Fernando Gasparian 576 285 291 Mário Lago 923 748 175 P. Médici 446 100 346 Charqueadas 72 26 46 São Jerônimo 20 4 16 Araucária 484 239 245 Rômulo Almeida 138 49 89 Total 2659 1451 1208 5.5.5 - Totais Capacidade Instalada Disponível Diferença Por Manutenção 454 280 174 Por Restrição Operativa 4220 3065 1155 Por Restrição Operativa e Manutenção 2659 1451 1208 Demais Restrições Agregadas 13005 11059 1946 Total 20338 15855 4483 5.6 - Diferença entre capacidade instalada e autorizada - Usinas com operação comercial suspensa ou em expansão Usinas Capacidade Instalada Autorizada Diferença Alegrete 66 0 66 Campos 30 0 30 Nutepa 24 0 24 Pie-RP 30 0 30 Piratininga 200 0 200 Santa Cruz 436 0 436 W. Arjona 206 0 206 Santa Cruz Nova 500 350 150 Termonordeste 171 153 18 Termoparaiba 171 162 9 Total 1834 665 1169
  11. 11. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 11 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados 6 - Destaques da Geração Térmica Os destaques apresentados a seguir se referem unicamente aos motivos de diferenças diárias entre valores programados e verificados de geração, registrados com base em informações prestadas pelos agentes na operação em tempo real. Para quaisquer outras finalidades, devem ser usados valores consistidos e considerados os parâmetros requeridos para cada cálculo. Por exemplo, para acompanhamento do cumprimento do Termo de Compromisso - TC ANEEL/Petrobrás devem ser considerados os dados mensais consistidos com o agente. * PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE GERAÇÃO VERIFICADA E PROGRAMADA A UN Angra II (ELETRONUCLEAR) gerou acima do programado durante todo o dia devido ao maior rendimento de sua unidade geradora. A UT Santa Cruz Nova (FURNAS) gerou abaixo do programado durante todo o dia devido ao menor rendimento de suas unidades geradoras. A UT L.C.Prestes (PETROBRAS) gerou acima do programado durante todo o dia devido ao maior rendimento de suas unidades geradoras. A UT Do Atlântico (ThyssenKrupp CSA Siderúrgica do Atlântico Ltda) gerou acima do programado durante o dia todo devido à maior disponibilidade de combustível proveniente do processo interno da planta. A UT Gov. Leonel Brizola (PETROBRAS) gerou abaixo do programado ao longo do dia devido ao menor rendimento de suas unidades geradoras e maior fornecimento de vapor para a REDUC. A UT Mário Lago (PETROBRAS) gerou acima do programado da 00h00min às 07h03min, por solicitação do ONS, para controle de fluxo na transformação 500/345 kV da subestação Adrianópolis (Eletrobras Furnas) em função da indisponibilidade do TR-53, cuja previsão de retorno é para o dia 31/08/2013. A UT J. Lacerda A (TRACTEBEL) gerou acima do programado devido ao retorno da UG nº1 às 07h50min. A UT Charqueadas (TRACTEBEL) gerou abaixo do programado devido à indisponibilidade da UG nº4 da 00h00min às 19h00min. A UT Termopernambuco (TERMOPERNAMBUCO) gerou acima do programado durante todo o dia devido ao maior rendimento de suas unidades geradoras. A UT Porto Pecém I (Porto Pecém Geração de Energia S.A.) gerou acima do programado devido ao retorno antecipado da UG nº 2 no dia 09/08/2013. A UT Fortaleza (Central Geradora Termoelétrica Fortaleza S.A.) gerou abaixo do programado durante todo o dia devido ao menor rendimento de suas unidades geradoras. A UT Termoceará (PETROBRAS) gerou abaixo do programado das 08h11min às 24h00min devido ao menor rendimento de suas unidades geradoras.
  12. 12. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 12 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados A UT Porto do Itaqui (PORTO DO ITAQUI) gerou abaixo do valor programado das 04h00min às 16h23min devido anormalidade no moinho de carga 'C'. * INFORMAÇÕES ADICIONAIS A UT W. Arjona (TRACTEBEL), com 5 unidades geradoras, está com sua operação com gás natural suspensa, conforme despacho SFG / ANEEL nº 3966 de 12/12/2012 e indisponível para a operação com óleo diesel. Na UT Santa Cruz Nova (ELETROBRAS FURNAS), as unidades geradoras nº 1 e 2 estão em fase de expansão e tem previsão de entrada em operação para junho e outubro de 2014, respectivamente, conforme ofício SRG/ANEEL 143/2013 de 15/03/2013. Na UT Santa Cruz (ELETROBRAS FURNAS), as unidades geradoras a óleo nº 3 e 4 estão com a operação suspensa conforme despacho da ANEEL nº 3.263 de 19/10/2012. A UT Piratininga (EMAE), com duas unidades geradoras a óleo, está com a operação suspensa conforme despacho da ANEEL nº 4005 de 11/10/2011. A UT Campos (ELETROBRAS FURNAS), com duas unidades geradoras a óleo, está com a operação suspensa conforme despacho da ANEEL nº 3977 de 13/12/2012. A UT Rio Acre (ELETROBRAS ELETRONORTE), com duas unidades a óleo, é despachada apenas em situações especiais para atendimento local. A UT PIE-RP (PIE-RP), com 4 unidades geradoras, está com sua operação suspensa, conforme despacho SFG/ANEEL n° 1035, de 09/04/13, que suspende temporariamente a operação destas unidades até que seja reestabelecidas as condições operativas. Na UT Uruguaiana (AES-URUGUAIANA), as três unidades geradoras, a partir das 22h37min do dia 28/03/2013, foram desligadas por indisponibilidade de combustível gás natural. A UT Alegrete (TRACTEBEL), com duas unidades geradoras a óleo, está com a operação suspensa a partir de 20/05/2013 conforme despacho da ANEEL nº 1572 de 17/05/2013. A UT Nutepa (ELETROBRAS CGTEE), com três unidades geradoras a óleo, está com a operação suspensa conforme despacho da ANEEL nº 3970 de 06/11/2011.
  13. 13. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 13 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados As UTs Termonordeste e Termoparaíba (EPASA), encontram-se com todas as suas unidades geradoras, parcialmente autorizadas pela SUDEMA, a retomarem a operação. O levantamento total do termo de suspensão destas, só ocorrerá através da lavratura de termo de compromisso, conforme estabelecido no ofício 128/2013/DS/SUDEMA, de 16/03/2013. Quanto a Aneel, foi prorrogada a operação comercial, por tempo determinado, até o dia 30 de setembro de 2.013, das respectivas UTs, exceto para as UGs 25 e 29 da UT Termonordeste e para a UG 13 da UT Termoparaíba, conforme despacho da SFG/ANEEL, 2.038 de 28/06/2013. As UTs Sepé Tiaraju (PETROBRAS), GERAMAR I e II (GERANORTE), Xavantes (XAVANTES S.A), Daia (ENGEBRA), Goiânia 2 (BRENTECH), Palmeiras de Goiás (Bolognesi Participações S.A.), Viana (TEVISA), Potiguar e Potiguar III (CEP - COMPANHIA ENERGÉTICA POTIGUAR S.A.), Camaçari Muricy (ENERGÉTICA CAMAÇARI MURICY S.A.), Camaçari Polo (Arembepe Energia), Petrolina (Cia. Energética de Petrolina), Termocabo (Termocabo Ltda.), Suapé II (ENERGÉTICA SUAPE II S.A.), Global I e Global II (Candeias Energia), Campina Grande (Borborema Energética S.A.), Enguia CE e PI (ENGUIA GEN CE LTDA e ENGUIA GEN PI LTDA), Maracanaú I (Maracanau), Bahia I (PETROBRAS), Termomanaus e Pau Ferro I (EPESA) e Termonordeste e Termoparaíba (EPASA) não foram programadas por garantia energética, conforme decisão do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico - CMSE.
  14. 14. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 14 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados 7.2 - Demandas Máximas Instantâneas do dia por Submercados - MW 7 - Demandas Máximas Geração hidro Geração Itaipu Geração nuclear Geração termo Geração eólica Intercâmbio internacional Carga (*) Geração hidro Geração termo Carga (*) Geração hidro Geração termo Geração eólica Carga (*) 50 Hz 60 Hz Total Geração hidro Geração nuclear Geração termo Carga (*) Paraguai (ANDE - COPEL) Uruguai (Rivera) Argentina (Garabi) Argentina (Uruguaiana) Geração hidro Geração termo Geração eólica Carga (*) SISTEMA INTERLIGADO NACIONAL - SIN - MW NORTE - MW NORDESTE - MW ITAIPU Binacional - MW SUDESTE/CENTRO-OESTE - MW INTERCÂMBIOS INTERNACIONAIS - MW SUL - MW 7.1 - Demanda Máxima do SIN na Ponta de Carga ( (*) Carga = Consumo + Perdas 6.026 4.011 70.880 10.563 10.037 10.037 47.910 24.566 13.160 1.820 2.076 5.601 6.076 Submercado Verificada no Dia Máxima Histórica SUL SUDESTE - CO NORTE NORDESTE SIN 5.830 10.800 70.880 às às às às às 18h 51 18h 37 19h 07 18h 35 18h 35 min min min min min em em em em em 2.211 1.820 4.108 1.965 18h 35min ) 0 0 0 0 0 0 (**) 15.703 48.549 6.045 11.767 78.032 01/02/2013 18/02/2013 12/03/2013 13/03/2013 18/02/2013 42.546 11.960 42.533 11.946 5.655 1.342 2.666 (**) Este valor inclui toda a carga de Mato Grosso do Sul suprida pela Enersul (607 MW nesse dia) 550 440 110 10.800 1.490 4.176
  15. 15. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 15 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados RioCorumbá RioParanaíba RioAraguari Rio Grande RioPardo RioPiracicaba RioDoce RioStoAntônio RioCorrente RioS.MarcosRioClaro RioVerde Corumbá I - Furnas Nova Ponte - CEMIG Emborcação - CEMIG Miranda - CEMIG Itumbiara - Furnas C. Dourada - CDSA São Simão - CEMIG Camargos - CEMIG Itutinga - CEMIG Funil - CEMIG Furnas - Furnas M. Moraes - Furnas L. C. Barreto - Jaguara - CEMIG Igarapava - CEMIG V. Grande - CEMIG P. Colômbia - Furnas Marimbondo - Furnas A. Vermelha - AES-Tietê Caconde AES-Tietê E. Cunha - AES-Tietê A. S. Oliveira - AES-Tietê 204 197 592.11 83.49 566 637 513.22 62.60 885 1051 1509 1898 398.69 75.51 71 134 797.03 40.12 200 234 641.21 43.72 150 150 694.86 60.99 57 103 911.77 87.62 119 118 357 629 763.53 66.00 667 695 665.60 94.97 758 540 533 467 568 572 581 785 749 557 972 1062 443.14 75.37 1205 1698 381.71 80.72 20 53 852.45 85,02 67 68 67 67 Estação de bombeamento Usinas em construção Usina a fio d'água Reservatório V = xxxx xx.xx xxx.xx xxxx xxxx Vertimento m³/s Volume útil (%) Nível montante (m) Vazão defluente m³/s Vazão afluente m³/s LEGENDA: 8.1 - Bacias Paranaíba, Grande e Doce 8 - Afluência e Defluência das Principais Usinas Integrantes do SIN V = 2 V = 53 Rio Paraná (A) 155 159 G.Amorim - Consórcio G.Amorim Sá Carvalho CEMIG Risoleta Neves - Cons. Candonga P.Estrela - Cons. P.Estrela S. Grande - CEMIG Mascarenhas - Escelsa 27 25 30 27 41 40 V = 2 47 49 254.55 65.00 60 59 308 308 Aimorés - CEMIG 241 241 Corumbá IV - Corumbá Concessões Amador Aguiar 1 - Cons. C. Branco 39 77 840.15 159 174 61.01 Espora Espora Energética 79 77 579.83 36.76 Amador Aguiar 2 - Cons. C. Branco 174 164 Corumbá III - CEC III Baguari 200 203 145 115 770.00 47.00 Serra do Facão SEFAC 748.14 57.31 57 95 619.45 23.35 494.55 76.49 466.12 35.43 431.08 84.65 Caçu - Gerdau Barra dos Coqueiros - Gerdau JLMG Pereira - F.R. Claro Energia 114 110 475.42 20.19 103 106 446.51 24.46 121 128 Batalha - Furnas Salto - Rio Verde Energia Salto Rio Verdinho - Cia Bras de Aluminio 129 119 100 127
  16. 16. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 16 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados RioTietê RioGuarapiranga RioParanapanema RioParaíbadoSul RioJaguari RioParaibuna RioPinheiros RiodoPeixe RioTibagi Billings - EMAE Pedreira - EMAE Traição - EMAE Guarapiranga - EMAE Ponte Nova - EMAE E. de Souza - EMAE Barra Bonita - AES-Tietê Bariri - AES -Tietê Ibitinga - AES-Tietê Promissão - AES-Tietê N. Avanhandava - AES Tietê Três Irmãos - CESP Jurumirim - Duke GP Piraju - CBA Chavantes - Duke GP Ourinhos - CBA Salto Grande - Duke GP Canoas II - Duke GP Canoas I - Duke GP Capivara - Duke GP Taquaruçu - Duke GP Rosana - Duke GPI. Solteira - CESP Jupiá - CESP P. Primavera - CESP ITAIPU Paraibuna - CESP S. Branca - LIGHT Funil - Furnas S. Cecília - LIGHT Ilha dos Pombos- LIGHT Jaguari - CESP Sobragi - CEMIG 24 13 744.70 81.72 5 14 735.92 90.26 76 78 711.02 37.33 -106 356 450.03 82.98 455 477 546 559 400 581 383.53 88.34 641 780 326 236 327.48 88.69 193 243 567.33 90.64 336 381 473.13 88.71 528 547 536 539 586 573 1394 1460 333.93 99.30 1560 1618 1882 1658 4025 4160 4844 4906 6468 5752 257.08 10542 10231 16 21 618.14 68.52 47 45 26 60 706.87 56.51 60 65 618.22 69.39 137 164 461.25 69.21 199 72 256 256 8 - Afluência e Defluência das Principais Usinas Integrantes do SIN 8.2 - Bacias Tietê, Paranapanema, Paraná e Paraíba do Sul V = 78 V = 39 V = 99 V = 36 V = 38 V = 367 V = 72 Rio Paraná Canal P. Barreto 30.9 5.3 9.4 4.4 3.8 62.2 85.2 93.4 84.1 71.0 101 124 155 131 91 111 143 155 146 102 102 146 179 145 113 85847049.731.7 Armaz. Bruta % MLT no mês até o dia Energia Natural Afluente ENA do dia % da MLT % Armaz. Bacia Bacia Paranaíba Grande Tietê Paranapanema Paraná Paraíba do Sul Geração Hidráulica no dia MW med % % 2.983 2.57211 10 2.961 685 2.016 13.073 819 11 3 48 3 2.517 750 1.985 12.552 801 10 3 8 49 3 7 (A) (B)219.92 MW med Verficada Programada 200 200 V = 1 (*) (*) reservatório sem geração, vertendo p/ descarga mínima ou controle de nível 468 468 V = 232 Picada - C.P. Metais 20 20 279.76 91.30 99.43 Mauá - C. Cruzeiro do Sul 332 322 V = 29 634.99 99.88 327.22 83.29 Simplicio - FURNAS % partic. Armazen. Submercado 75 76 200 113 V = 113 250.90 40.00 Anta - FURNAS
  17. 17. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 17 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados Rio Jordão RioIguaçu RioUruguai RioPelotas RioCanoas RioPassoFundo RioJacuí RioCapivari RioChapecó RioTaquari- Antas 8.3 - Bacias Iguaçu, Uruguai, Jacuí e Capivari 8 - Afluência e Defluência das Principais Usinas Integrantes do SIN G. B. Munhoz - COPEL G. Ney Braga - COPEL S. Santiago - Tractebel S. Osório - Tractebel Gov. José Richa - COPEL Capanema - Itaipu Jordão COPEL Barra Grande - BaesaCampos Novos - Enercan Machadinho - Tractebel Itá - Tractebel Passo Fundo - Tractebel Ernestina - CEEE Passo Real - CEEE Itaúba - CEEE Jacuí - CEEE D. Francisca - DFESA G. P. Souza COPEL 984 968 741.98 99.93 1235 1371 606.98 99.59 1532 1411 505.97 99.85 1397 1263 1719 1703 1234 129 17 609.79 97.22 3597 2940 479.91 99.34 169 1 594.12 62.62 4463 4233 91 45 489.22 91.87 310 122 324.38 83.28 133 138 190 74 99 127 19 19 843.91 90.70 BrutaArmaz. % MLT no mês até o dia Energia Natural Afluente ENA do dia % da MLT % Armaz. Bacia Bacia Iguaçu 54.3 99.8 160 155 192 Jacuí 14.3 83.3 137 64 80 Uruguai 28.1 88.5 371 119 147 Capivari 1.9 90.6 136 141 141 V = 163 V = 716 V = 1693 V = 2691 V = 28 Rio Paraná %%MW med Geração Hidráulica no dia 4.679 583 5.125 119 5.032 594 5.229 167 45 6 49 1 46 5 47 2 Desvio Jordão Trecho Internacional sem usinas sob coordenação do ONS (B) MW med Verificada Programada 370.00 Quebra Queixo - CEC 247 128 V = 13 Monte Claro CERAN 834 781 V = 426 3.545 1.375 V = 946 646.83 99.31 Fundão ELEJOR 105 105 V = 24 1.808 1.805 V = 1315 660.00 100.00 Castro Alves CERAN 753 621 V = 448 14 Julho CERAN 687 515 V = 147 Alzir Santos - Monel 98 93 804.76 98.20 Sta. Clara ELEJOR 126 116 Foz do Chapecó - FCE4515 4469 V = 2643 100.00 324.60 79.83 396.55 93.78 549.40 109.29 % partic. Armazen. Submercado
  18. 18. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 18 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados RioTocantins RioSãoFrancisco RioParnaíba RioJequitinhonha RioParacatu RioPreto RioParaguaçu RioJi-Parana RioJamari RioAripuanã RioMadeira RioGuaporé RioComemoração RioAmazonas RioUatumã 8.4 - Bacia do Tocantins, São Francisco, Parnaíba, Jequitinhonha e Amazonas 8 - Afluência e Defluência das Principais Usinas Integrantes do SIN Serra da Mesa Cana Brava Tractebel Lajeado Investco Tucuruí Eletronorte Três Marias CEMIG Sobradinho CHESF Luiz Gonzaga CHESF Apolônio Sales CHESF P.Afonso 1,2,3 CHESF Xingó CHESF P.Afonso 4 CHESF B. Esperança CHESF 243 618 443.15 44.74 609 625 844 913 2689 4898 71.67 82.93 119 501 561.72 41.06 740 1265 387.16 39.70 1680 1132 300.81 32.91 1132 0 1122 1122 0 0 1122 1188 247 247 302.91 78.51 BrutaArmaz. % MLT no mês até o dia Energia Natural Afluente ENA do dia % da MLT % Armaz. Bacia % partic. Armazen. Submercado Bacia BrutaArmaz. % MLT no mês até o dia Energia Natural Afluente ENA do dia % da MLT % Armaz. Bacia Bacia Tocantins 95.1 São Francisco 95.3 52 54 54 Parnaíba 4.7 77.3 107 99 99 %%MW med Geração Hidráulica no dia 2.937 2.884100 100 %%MW med Geração Hidráulica no dia 3.238 97 3.347 98 97 97 3 3 MW med Verificada Programada MW med Verificada Programada Consórcio Serra da Mesa S.A. (*1) (*2) (*1) (*2) Inclui usinas do Norte e Sudeste/Centro-Oeste Inclui usinas do Nordeste e Sudeste/Centro-Oeste 53 92 V = 31 Itapebi Itapebi S.A. 17 29 828.23 93.02 Queimado CBQ 53.2 80 82 83 39.6 Pedra do Cavalo Votorantin Ltda 3 3 Peixe Angical Enerpeixe Irapé CEMIG 849 879 261.93 44.50 15 50 494.32 50.50 São Salvador Tractebel612 612 V = 87 Samuel Eletronorte 41 230 86.73 84.57 Estreito Tractebel 1425 1425 155.87 211.80 36.78 332.73 90.49 Jirau Enersus Sto Antônio Sto Antônio Energia Rondon II Eletrogoes Dardanelos Águas de Pedra Guaporé Tangará Energia 6490 6490 V = 4706 27 27 V = 3 44 60 87 87 109.55 83.68 70.15 V = 33 137.52 % partic. Armazen. Submercado Balbina Eletrobras - Amazonas Energia 475 754 50.77 94.53
  19. 19. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 19 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados 9.1 - Sul 9 - Acompanhamento dos Armazenamentos em Relação à Curva de Aversão ao Risco Curva de Energia Armazenada Verificada Curva de Aversão ao Risco (*) Diferença em relação à curva de aversão (%) Nota: A curva de aversão ao risco define os níveis mínimos de armazenamento do reservatório equivalente do Submercado Sul, necessários para garantir o abastecimento do correspondente mercado, com segurança, considerando a utilização de todos os recursos disponíveis. Os níveis verificados de armazenamento (em percentual da Energia Armazenada Máxima - % EAR máx.) estão sendo comparados: . de 01/01/2012 até 31/01/2012, com a curva de aversão ao risco do Submercado Sul biênio 2011/2012, constante da Nota Técnica ONS - NT 127/2010 e autorizada pela Resolução Autorizativa ANEEL nº 2658/2010 publicada no Diário Oficial da União no dia 24/12/2010. . de 01/02/2012 até 31/12/2012, com a curva de aversão ao risco do Submercado Sul biênio 2012/2013, constante da Nota Técnica ONS - NT 175/2011, autorizada pela Resolução Autorizativa ANEEL nº 3295/2012 publicada no Diário Oficial da União no dia 25/01/2012. . de 01/01/2013 até 29/04/2013, com a curva de aversão ao risco do Submercado Sul biênio 2013/2014, constante da Nota Técnica ONS - NT 170/2012, autorizada pela Resolução Autorizativa ANEEL nº 3787/2012 publicada no Diário Oficial da União no dia 21/12/2012. . a partir de 30/04/2013 até 31/12/2013, com a curva de aversão ao risco do Submercado Sul quinquênio 2013/2017, constante da Nota Técnica ONS - NT 0033/2013, autorizada pela Resolução Autorizativa ANEEL nº 4.041/2013 publicada no Diário Oficial da União no dia 24/04/2013. (**) Nível mínimo de segurança
  20. 20. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 20 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados 9.2 - Sudeste/Centro Oeste 9 - Acompanhamento dos Armazenamentos em Relação à Curva de Aversão ao Risco Nota: A curva de aversão ao risco define os níveis mínimos de armazenamento do reservatório equivalente do Submercado Sudeste/Centro-Oeste, necessários para garantir o abastecimento do correspondente mercado, com segurança, considerando a utilização de todos os recursos disponíveis. Os níveis verificados de armazenamento (em percentual da Energia Armazenada Máxima - % EAR máx.) estão sendo comparados: . de 01/01/2012 até 31/01/2012, com a curva de aversão ao risco do Submercado Sudeste/Centro-Oeste biênio 2011/2012, constante da Nota Técnica ONS - NT 126/2010 e autorizada pela Resolução Autorizativa ANEEL nº 2658/2010 publicada no Diário Oficial da União no dia 24/12/2010. . de 01/02/2012 até 30/04/2012, com a curva de aversão ao risco do Submercado Sudeste/Centro-Oeste biênio 2012/2013, constante da Nota Técnica ONS - NT 175/2011, autorizada pela Resolução Autorizativa ANEEL nº 3295/2012 publicada no Diário Oficial da União no dia 25/01/2012. . de 01/05/2012 até 31/08/2012, com a curva de aversão ao risco do Submercado Sudeste/Centro-Oeste biênio 2012/2013, constante da Nota Técnica ONS - NT 049/2012, autorizada pela Resolução Autorizativa ANEEL nº 3464/2012 publicada no Diário Oficial da União no dia 04/05/2012. . de 01/09/2012 até 29/04/2013, com a curva de aversão ao risco do Submercado Sudeste/Centro-Oeste biênio 2012/2013, constante da Nota Técnica ONS - NT 125/2012, autorizada pela Resolução Autorizativa ANEEL nº 3636/2012 publicada no Diário Oficial da União no dia 30/08/2012. . a partir de 30/04/2013 até 31/12/2013, com a curva de aversão ao risco do Submercado Sudeste/Centro-Oeste quinquênio 2013/2017, constante da Nota Técnica ONS - NT 0033/2013, autorizada pela Resolução Autorizativa ANEEL nº 4.041/2013 publicada no Diário Oficial da União no dia 24/04/2013. Curva de Energia Armazenada Verificada Curva de Aversão ao Risco (*) Diferença em relação à curva de aversão (%) (**) Nível mínimo de segurança
  21. 21. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 21 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados 9.3 - Nordeste 9 - Acompanhamento dos Armazenamentos em Relação à Curva de Aversão ao Risco Nota: A curva de aversão ao risco define os níveis mínimos de armazenamento do reservatório equivalente do Submercado Nordeste, necessários para garantir o abastecimento do correspondente mercado, com segurança, considerando a utilização de todos os recursos disponíveis. Os níveis verificados de armazenamento (em percentual da Energia Armazenada Máxima - % EAR máx.) estão sendo comparados: . de 01/01/2012 até 31/01/2012, com a curva de aversão ao risco do Submercado Nordeste biênio 2011/2012, constante da Nota Técnica ONS- NT 128/2010 e autorizada pela Resolução Autorizativa ANEEL nº 2658/2010 publicada no Diário Oficial da União no dia 24/12/2010. . de 01/02/2012 até 30/04/2012, com a curva de aversão ao risco do Submercado Nordeste biênio 2012/2013, constante da Nota Técnica ONS - NT 175/2011, autorizada pela Resolução Autorizativa ANEEL nº 3295/2012 publicada no Diário Oficial da União no dia 25/01/2012. . de 01/05/2012 até 31/08/2012, com a curva de aversão ao risco do Submercado Nordeste biênio 2012/2013, constante da Nota Técnica ONS - NT 049/2012, autorizada pela Resolução Autorizativa ANEEL nº 3464/2012 publicada no Diário Oficial da União no dia 04/05/2012. . de 01/09/2012 até 29/04/2013, com a curva de aversão ao risco do Submercado Nordeste biênio 2012/2013, constante da Nota Técnica ONS - NT 125/2012, autorizada pela Resolução Autorizativa ANEEL nº 3636/2012 publicada no Diário Oficial da União no dia 30/08/2012. . a partir de 30/04/2013 até 31/12/2013, com a curva de aversão ao risco do Submercado Nordeste quinquênio 2013/2017, constante da Nota Técnica ONS - NT 0033/2013, autorizada pela Resolução Autorizativa ANEEL nº 4.041/2013 publicada no Diário Oficial da União no dia 24/04/2013. Curva de Energia Armazenada Verificada Curva de Aversão ao Risco (*) Diferença em relação à curva de aversão (%) (**) Nível mínimo de segurança
  22. 22. OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO – ONS/CNOS INFORMATIVO PRELIMINAR DIÁRIO DA OPERAÇÃO DO DIA 10/08/2013 ( Sábado ) - Pag. 22 Elaborado a partir de dados não consistidos de uso operacional interno. Os dados consolidados constarão do Boletim Diário da Operação, SITE www.ons.org.br, a partir das 14 horas, exceto sábados, domingos e feriados 9.4 - Norte 9 - Acompanhamento dos Armazenamentos em Relação à Curva de Aversão ao Risco Nota: A forma de operação do Submercado Norte implementa uma política de máxima exploração de seus reservatórios, concomitantemente a maximização da capacidade de transmissão desse submercado e de suas interligações, no que tange a importação e exportação de energia com o restante do SIN, visando com isso, à consequente minimização dos custos globais de operação. Assim sendo, ao final do período seco, busca-se atingir o armazenamento mínimo, para o reservatório da UHE de Tucuruí, compatível com a garantia do atendimento do Submercado Norte, no período de ponta de carga, com segurança, qualidade e economicidade adequadas.

×